Posts Populares

The Voice Of Holland – S07E15 – Live Shows 4 (Top 7)

Melhor rodada, melhores performances!

Hey galera, aqui estou eu mais uma vez pra comentar sobre essa franquia maravilhosa do The Voice, apresentando tudo que aconteceu nesse top 7, onde daremos adeus para mais um act. Depois da precoce eliminação da Kirsten  na rodada passada, eu acreditava que essa rodada seria bem fraca, com exceção da Pleun que toda rodada é maravilhosa. Fui surpreendido nessa rodada, onde todos foram muito bem e trouxeram pra mim a melhor rodada do reality até aqui. Tinha um participante que eu já dava como eliminado nessa rodada ou ao menos na zona de risco, porém pra minha felicidade foi um destaque dessa rodada e passou diretamente para o top 6, em contraponto um nome favorito de todas as rodadas foi para a zona de risco, mostrando que tudo pode mudar a qualquer momento.

Restando apenas mais duas semanas para o fim dessa temporada, Pleun tem se destacado muito no reality e acho muito difícil que alguém tiro o seu título de vencedora, porém vejo uma enorme evolução em vários candidatos underdogs e a queda de outros acts favoritos. Nessa semana, quatro candidatos com as maiores médias irão avançar para o top 6 e os três demais disputarão as duas últimas vagas restantes. Mais uma vez, convoquei meus fiéis escudeiros Jean (fã bomba da Pleun como eu) e o Lindomar. Prontos para mais uma review?

[Team Guus] Thijs Pot – “Another Love” by Tom Odell

Tenho elogiado bastante as escolhas feitas pro Thijs, ele não tem grande potência vocal, porém as músicas escolhidas para ele tem o valorizado muito, já que ele tem um timbre, além de que ele tem voz e jeito bem comercial. Amo essa música, amei a interpretação e a voz dele hoje apresentou uma leve rouquidão que amei bastante, ele tem sido uma grata surpresa e confesso que aos poucos foi se tornando um dos meus favoritos na competição. O Thijs tem estado na zona de risco desde a primeira rodada, depois dessa bela apresentação seria uma pena ele se despedir do reality, mas ao menos ele veio com uma performance maravilhosa nessa rodada e digna de um finalista. Nota: 8,5

Jean:  Estou bem fraco de conhecer as músicas nesse 4º lives. Thijs me surpreendeu um pouco mais com essa música e apresentação, achei ela bem trabalhada com esse começo mais intimista, deu pra prestar bastante atenção nele, do meio pro fim trouxe um pouco mais de energia e ficou mais ou menos, não senti aquele domínio de palco que é interessante. Nota: 8,5.

Lindomar: Lembro que reclamei na semana passada sobre ele ter ficado dançando e deixou os vocais e emoção de lado, mas hoje ele pisou em mim, entregou vocais e emoção, a música foi perfeita pra Thjis e ele soube aproveitar tudo e criou um momento seu inclusive, ADOREI! Nota: 9,5

Waylon: 8,0     Sanne: 8,0     Ali B: 8,0     Guus: 9,5     Público: 7,25

[Team Ali B] Dwight Dissels – “When I Get You Alone” by Robin Thicke

Que escolha terrível para o Dwight, não tem nada a vez com sua voz e personalidade, apesar dos esforços dele, a apresentação pra mim ficou tão desconfortável, sem diferencial. Ali tem errado bastante com o Dwight, essas músicas animadinhas não o valorizam, gostando ou não, o estilo do Dwight é um cantor romântica mais puxado pro lado clássico/divo, uma música fora disso dificilmente vai funcionar pra ele. No geral, foi tudo bem mediano, vocais corretos e só, a música pede uma atitude, ousadia e até uma presença de palco mais despojada mesmo, coisa que ele não pode oferecer. Nota: 7,5

Jean: Dwight tem uma voz poderosa pra caramba, ele me lembra muito um calouro do Raul Gil (que não me lembro o nome), com voz potente porém aparência literalmente de calouro no palco, sem saber muito o que fazer além de soltar um vozeirão, perde um pouco do brilho. Cantores que ficam parados podem ter mais presença e domínio que um que não tem muita consciência corporal. Nota: 8,5.

Lindomar: Se Yerry deixou de seguir essa linha, vemos que Dwight deu uma atualizada em suas performances e continuou na mesma linha, eu simplesmente amei essa song choice e a forma como ele a fez funcionar pra sua voz, Robin Thinke se mostrou certeiro, quem sabe ele não poderia cantar Justin Timberlake ou outro artista mais pop dançante? Vamos esperar. Nota: 9,0

Waylon: 8,0     Sanne: 8,5     Ali B: 9,0     Guus: 8,5     Público: 7,64

[Team Sanne] Isabel Provoost – “Sweet Goodbyes” by Krezip

Que surpresa maravilhosa essa performance da Isabel, nossa não esperava, foi a melhor performance dela e uma das melhores dessa temporada. No ínicio achava que a música era True Colors, mas apesar de não conhecer a música, amei a interpretação toda intimista da Isabel que dessa vez estava bastante emocionada e talvez foi isso que fez dessa performance tão cativante. Eu já estava com medo dela ser eliminada nessa rodada, mas depois dessa performance tão linda, seria um absurdo ela sair. Amei e espero ver mais desse lado indie dela nas rodadas restantes, porque agora acredito nela na final. Nota: 9,5

Jean: Eu acho ela uma candidata muito completa, tem uma voz espetacular, uma presença, uma luz, um brilho no palco muito forte. Adorei de mais, cantou super bem e parece que conquistou todo mundo, bem gostoso, até agora a única música que gostaria de ouvir mais uma vez. Não entendi muito bem o que falaram a respeito do choro dela, mas deve ter sido emocionante pela canção. Nota: 9,5

Lindomar: Se tem alguém arrasando e surpreendendo toda semana é a jovem Isabel, que performance mais delicada, linda e simples, amei o clima criado pelo fogo e pelas luzes, senti o impacto e foi uma coisa linda. Amei forte e espero que ela siga essa linha. Só não ganhará 10,0 nessa noite porque existe Pleun. Nota: 9,9

Waylon: 9,5     Sanne: 9,5     Ali B: 8,0     Guus: 8,0     Público: 8,57

[Team Guus] Leon Sherman – “Sex On Fire” by Kings Of Leon

Eu simplesmente amo essa música e acho uma ótima música que valoriza muito a voz e atitude do act, nesses dois quesitos o Leon foi ótimo, tem uma voz legal e uma presença de palco invejável, porém muito cover e pouco original, apesar de correta a apresentação, eu achei que ficou faltando algo. Eu gostei da performance como um geral, mas confesso que esperava muito dele com essa música, ofereceu apenas o necessário, mas não o melhor. Mesmo assim, apesar de não ter me cativado, foi uma performance muito boa no fim das contas já que preencheu todos os quesitos que a música pedia. Nota: 8,0

Jean: Leon não tem aquela voz que se destaca, mas o cara tem presença no palco. A apresentação ficou de baixa qualidade pra mim, é uma música boa pra soltar a voz, ele soltou, pegou fogo no palco, mas sua voz não me agrada muito. Nota: 7,0.

Lindomar: Kings Of Leon <3! Sex On Fire é uma música incrível para ser apresentada em reality’s, ela tem uns momentos que vão crescendo e explodem no refrão, mas hoje aqui apesar do palco maravilhoso, da banda e tudo mais, senti que Leon poderia ter explorado mais o refrão e alguns outros momentos para fugir do básico, ele até arriscou naquele momento das luzes verdes, mas não fez algo dele, algo que fugisse do usual, não foi ruim, mas faltou um impacto que essa música pede. Nota: 8,0

Waylon: 8,5     Sanne: 9,0     Ali B: 8,5     Guus: 9,5     Público: 8,33

[Team Waylon] Yerry Rellum – “Rolling In The Deep” by Adele

Essa performance já começou errada pela escolha da música que além de batida, não tinha nada a ver com o estilo dele. A execução da performance foi boa, mas o refrão decepcionou muito, me deu a impressão que ele não conseguia atingir as notas totalmente, faltou impacto e principalmente aquele boom que a versão original nos traz. Como no caso do Dwight, também achei o Yerry muito mal aproveitado nesses lives, nada do que ele apresentou superou suas performances anteriores como Human e Crazy. Ele era meu favorito no início, mas aos poucos fui perdendo a expectativas e achei que ele muito prometeu e pouco fez, aliás essa é a performance dele que menos gostei no programa. Nota: 7,5

Jean: Cantando o maior hit de todos os tempos da Adele, a música mais cantada nos shows, vencedora de dezenas de prêmios. Yerry arriscou, arriscou sabendo que eu sou muito crítico quando cantam qualquer música dela. Ele também é o dono do poder na voz, mas não acredito que ele casou com essa música, necessita de mais entrega, talvez mais rouquidão no caso dele para impressionar, não senti arrepio nenhum nessa performance. Nota: 7,0.

Lindomar: Saindo das baladas dançantes vemos Yerry pegando uma das melhores músicas de Adele, escolha arriscada, mas necessária, porque a cada semana Yerry perde mais espaço para Dwight, os dois dividem o mesmo nicho. Entretanto, apesar de ser algo que poderia funcionar, acabou que não funcionou, ficou bem pombo, os vocais até estavam bons, mas não rolou pra Yerry hoje, sua presença de palco que era sua grande diferencial acabou ficando ofuscado. Nota: 7,0

Waylon: 9,0     Sanne: 8,0     Ali B: 8,5     Guus: 8,0     Público: 7,01

[Team Ali B] Vinchenzo Tahapary – “Say You Won’t Let Go” by James Arthur

Amo essa música, porém fiquei com medo do Vinchenzo não dá conta, já que da outra vez que cantou Sing ele não usou os falsetes. Dessa vez ele resolveu usar os falsetes bonitinhos e não é que ele até deu conta do recado? A performance dele foi ótima, valorizou ainda mais seu timbre e mostrou um lado dela mais intimista que gostei bastante. A única coisa que não curti tanto foi a expressão facial dele que não condizia com a música, já que a música pede pra que a pessoa não se vá, no mínimo o interprete deveria passar a ideia de desespero na música, como o James passa. Tirando esse pequeno detalhe, a performance foi muito boa. Nota: 8,0

Jean: O cara cantou uma música que eu não conheço a princípio, e gostei da música. Claro, foi nada uau, surpreendente, mesmo com a crescida na canção do meio para o fim. Ele tem uma voz boa, modulou bem ao longo da apresentação e fez uma performance gostosinha de ouvir, calminha. Nota: 8,0.

Lindomar: Esse garoto vem crescendo nos lives e ganhando boas notas, e hoje ele fez por onde, a música foi muito bem escolhida pois permitia a ele explorar a conexão e entregar bons vocais, ele é muito melhor quando está parado, gostei muito dos momentos suaves, dos falsetes, enfim adorei! Nota: 9,0

Waylon: 9,0     Sanne: 9,0     Ali B: 9,5     Guus: 9,0     Público: 8,75

[Team Waylon] Pleun Bierbooms – “What Now” by Rihanna

Essa garota só me orgulha, nossa como é bom quando se torce por um act que só arrasa a cada rodada. Saindo das músicas mais lentas, Pleun voltou com uma música mais agitada e deu um show, me senti vendo a performance de um convidado especial. Ela foi tão original vocalmente, que até esqueci que essa música era da Rihanna, os vocais foram absurdamente maravilhosos como sempre, amei cada estrofe, o refrão, tudo maravilhoso mesmo. Além disso venho observando que a Pleun vem ficando mais confortável e solta no palco, o que só aumentar a qualidade de artista dela. A última nota foi maravilhosa, por favor já podiam encerrar a temporada e entregar o prêmio pra ela, aliás deixa rolar pra ela arrasar ainda mais <3. Nota: 10,0

Jean: Essa é oura que tem um brilho incomparável, presença, voz, consciência corporal, facial tudo, ela sabe perfeitamente como olhar, como respirar, como movimentar os braços e como e onde modular sua voz, super moldável, por sinal. Adorei, a melhor apresentação da noite, amo a forma que ela impõe sua voz, só se valoriza, e sua extensão então, sem comentários. Nota: 10,0

Lindomar: Que pisão meus amigos, foi um LACRE sem limites, a melhor performance de Pleun até aqui e a melhor desta temporada do The Voice Holland, não entendi esse 8.5 de Sanne, era no mínimo 9.0 hahaha. Os vocais delas estavam claros, ela estava toda imersa na música, se entregou e viveu cada palavra que saia de sua boca, foi sensacional. Nota: 10,0

Waylon: 10,0     Sanne: 8,5     Ali B: 9,0     Guus: 9,0     Público: 9,11

RANKINGS

Injustamente o Thijs novamente foi pra zona de risco, ao lado do estreante Dwight, que aliás também foi bem chocante sua ida pro bottom e o Yerry que já era esperado, por conta do sua performance nessa rodada e seu histórico no programa. A surpresa foi a Isabel que vinha sempre na berlinda e dessa vez foi lindamente para o top 6 sem precisar passar pelo sufoco das votações. Para nós paneleiros, o Yerry e Dwight realmente mereceram ir para o bottom, porém o terceiro nome não seria o Thijs que brilhou nessa rodada e sim o Leon, que deixou a deseja com sua performance de rock. Outro fato importante é a Pleun que conquistou nossa pontuação máxima, a pontuação máxima da rodada,  a maior pontuação da rodada e simplesmente a maior média dada pelo público até essa rodada, a garota simplesmente detonou.

Dentre esses três, tanto faz sair o Yerry ou Dwight pra mim, como disse ambos pra mim tem decepcionados nos lives, principalmente por conta das escolhas musicais. Eu ficaria bastante surpreso se o Dwight saísse, uma vez que eu nem esperava que ele pudesse um dia está entre os menos votados, mas tudo pode acontecer nesse nível do jogo.

PERFORMANCES ESPECIAIS

Para esse top 7, contamos com três performances especiais. A primeira foi o Waylon cantando com seus dois púpilos restantes na competição, a segunda trata-se do cantor irlandês Gavin James que cantou um dos seus hits ao lado de Thjis e Leon. Para finalizar com chave de ouro, tivemos a maravilhosa vencedora da temporada passada, a Maan voltando ao programa para lançar seu novo single, aliás aconselho muito acompanhar seu trabalho pós The Voice, ela é muito maravilhosa.

Pleun, Yerry & Waylon – “Our Song” by  Waylon

Gavin James, Thijs & Leon – “Nervous” by Gavin James

Maan – “Someone That I Never Knew”

RESULTADOS

E o candidato que se despede da competição e não segue para o top 6, é:

Yerry Rellum

Eliminação já esperada e de certa forma justa, já que ele realmente teve o pior desempenho dessa rodada. Yerry foi um candidato que começou muito bem e depois foi decepcionando com suas últimas performances, que não lembram nem de longe o cantor fantástico e original que ele se mostrava no reality. Uma pena sua saída dessa forma, mas uma eliminação necessário nessa etapa da competição.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Bem, a final está se aproximando e os times Ali B e Guus estão em vantagem com dois acts. Como temos visto, Pleun é o grande nome dessa temporada e a possível vencedora, outro candidato que tem ido muito bem é o Vichenzo que nunca foi para o bottom e sempre tem recebido boas notas, tantos dos jurados quanto do público. Provavelmente serão quatro pessoas na final, eu gostaria muito que além da Pleun e Vichenzo, a Isabel e o Thijs fossem os outros dois finalistas. Próxima semana, teremos as semifinais e provavelmente serão duas performances de cada act, a votação provavelmente será dada pelos três menos votados para disputar uma vaga entre eles pra final.

Por enquanto é isso, próxima semana estamos de volta com mais uma review. Espero que tenham curtido mais essa review, fiquem a vontade para comentar aqui. Um abraço e até breve!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries