Posts Populares

The Voice of Holland – S10E16 – Live Shows 3 (Crossbattles – Semifinal)

Mudanças na semifinal.

Essa temporada tem tornado os lives ainda mais rápido que as demais temporadas, uma pena, porque gostaria de ver muito mais do acts. Saudades do formato da season 7, com 6 blinds, 3 battles, 2 knockouts e 6 lives, infelizmente só contamos com 4 episódios de lives nessa temporada e sendo que dois foram divididos por time, o que reduz a quantidade de performances dos acts. Talvez por uma questão de custo o programa opte por mais programas dedicados nas outras fases já pré gravado, até mesmo porque ao vivo implica em mais empenho da produção e mais tempo dos coaches.

A mudança na semifinal é a volta das Crossbatles, fase criada na season 5 e até então só tinha sida utilizada naquela temporada, aliás a que tem o formato mais diferentes, contando também com o desastroso Clashes. Outra mudança é que essa temporada não contam também com as tradicionais notas dadas pelos coaches e público. Explicando melhor essa fase, funciona como o Knockout, mas feito entre disputas de times, semelhante ao que acontece no TVBR. No final do episódio anterior, os coaches eram selecionados por sorteio nas cadeiras e cada escolhido podia escolher quem do seu time iria para o desafio e qual seria o desafiado. Sendo assim, a dinâmica funcionou da seguinte forma:

Crossbattle 01: Waylon escolheu Stef vs Ayoub;

Crossbattle 02: Ali B escolheu Daphne vs Sanne;

Crossbattle 03: Anouk escolheu Sophia vs Danilo;

Crossbattle 04: Kes vs Emma (as duas que sobraram).

Como comentaristas dessa semifinal trouxe meu bonde Lindomar e Erik, grandes parcerias aqui em nossas reviews. Sem mais delongas, vamos conferir quem conquistou sua vaga na final.

Crossbattle 01: Team Waylon vs. Team Ali B

#teamWaylon – Stef Classens – “I Can’t Make You Love Me” by Bonnie Raitt

Michel: Eu achei uma escolha super acertada, uma vez que ele vinha de músicas mais pops, nessa semifinal foi esperto escolhendo uma música mais emocional e uma música que sempre costuma funcionar muito bem em reality, por conta da melodia e a vulnerabilidade contida na letra permitir que o act se conecte e emocione o público. Vocalmente eu adorei, o Stef tem um belo timbre e usei bem ao seu favor, também gostei muito da segunda parte da canção que ele deu uma leve subida na nota. Não foi nada tão espetacular, mas gostei bastante e achei a melhor dele no programa, outro ponto é que diferente do que pensava, o Stef foi muito melhor que seu oponente, Ayoub. Sendo assim, eu daria a vitória fácil para ele.

Lindomar: Como ser um coach maravilhoso? Waylon tá aí provando mais uma vez que sabe escolher as songs choices em momentos cruciais… apostou em uma baladinha emocional e colocou Stef em uma posição onde ele não teria distrações com possíveis movimentos ou outras coisas e vimos talvez sua melhor performance no programa, imerso na canção e com os vocais sólidos e até com uma subidinha no final (sem grandes dificuldades neh) mas que foi bacana.

Erik: Ai gente, que embate horrível foi esse? Misericórdia, é final mesmo? As cross battle do TVUS foram melhores KKKK Enfim, Stef é muito básico e não entendo porque ele foi tão longe na competição, mas aqui pelo menos, diferente de Ayoub, ele trouxe uma música com um apelo e fez até uma apresentação bonitinha. Muito básica, mas pelo menos foi melhor que Ayoub.

#teamAliB – Ayoub Maach – “Zina / Parijs” by Babylone ft. Kenny B

Michel: Ayoub me decepcionou demais no decorrer do programa, tinha fortes expectativas quanto ao seu desenvolvimento ao longo dessa temporada, algo parecido ao mesmo sentimento que tive com a Demi em sua season, ambos saídos do TVKids com uma trajetória espetacular, mas em ambos casos vejo muito culpa de seu coach Ali B, o maior erro dele foram as songchoices, essa mesmo apesar de até fofinha, limitou demais os vocais do Ayoub. Até o episódio passado achava que essa temporada já tinha dono, no caso Ayoub, mas fui surpreendido com a decisão do pública, muito justa aliás, e ele acaba deixando o programa após seu grande favoritismo, prova disso são suas performances que costumavam ser sempre as mais vistas em cada fase.

Lindomar: Que chacota foi essa meu pai? Mas só assim para o Ayoub perder mesmo com uma cagada enorme do Ali B que errou demais na song choice e com uma interpretação bem meia boca para ser sincero. Eu sinto que Ali B continuo com uma técnica impecável mas perdeu aquela voz poderosa, interessante e perdeu aquele brilho, conexão que deveria ter com as canções.

Erik: Amado? Como um favorito vem e traz uma performance ruim dessa? Assim, não entendi nada e tal mas pelo amor de deus, que música chata e extremamente linear. Eu não gostei nem um pouco da apresentação, de verdade, pra uma semi final foi muito fraca ainda mais considerando que veio de um dos favoritos da competição. Muito decepcionante.

Winner: Stef Classens #teamWaylon

Eliminado: Ayoub Maach #teamAliB

 

Crossbattle 02: Team Ali B vs. Team Anouk

#teamAliB – Daphne van Ditshuizen – “Empire State Of Mind” by Jay-Z ft. Alicia Keys

Michel: Nossa que saudades de quando o Ali B não escolhia músicas para a Daphne, porque esse cara parece ter um reportório limitado de canções e não entede muito bem a alma do artista, prova disso é essa escolha para a Daphne. Eu amo a voz da Daphne e sinto que ela fez o seu melhor aqui, diante da música dada, tenho certeza que ela fez tudo que podia e no final eu acabei até gostando muito. O início ficou muito baixo e senti que estava bem desconfortável para ela, mas do refrão em frente adorei e achei que ficou lindo em sua doce voz.

Lindomar: Eu AMO a Daphne, mas foi injusto demais ver ela avançando perante a performance perfeita da Sanne sendo que ela errou o tempo no início e ficou meio perdidinha, mas apesar disso vimos ela se recuperar e até fazer algo bem interessante com essa atípica song choice que foi dada a ela e mostrar confiança no palco, ela conseguiu se recuperar mas na real não merecia avançar.

Erik: Amada???? E esse começo??? Meu pai amado começou no auge da estranheza. Eu achei outra songchoice bem fraca pra uma semifinal, ainda mais porque eu amo Daphne e ela podia entregar algo muito maior e melhor, como fez em “Gravity”. Eu gostei, ela conseguiu se recuperar do começo e fez uma versão muito bacana dessa canção, mas ainda sim acho que foi fraco.

#teamAnouk – Sanne Huisman – “Lose You To Love Me” by Selena Gomez

Michel: Aiin gente, não acredito que me colocaram nesse dilema de escolher novamente entre essas duas musas, Ali B detesto você por ter colocado as duas nessa situação novamente. A Sanne é uma vocalista incrível, tem uma voz forte e muito consistente, o tipo de artista que passa segurana em tudo que canta. Eu amei sua performance, apesar de achar a música pequena para sua voz, eu amei a forma como ela soou tão vulnerável e soube explorar bem a sua vo de uma forma mais contida e suave nessa fase. Amo demais Daphne e Sanne, mas aqui preciso dizer que fui surpreendido com a Daphne vencendo, injusto considerando as performances, mas de certa forma entendo que o carisma da Daphne contou muito e também vendo sua trajetória, fez por merecer essa final, pena que isso custou a vaga da incrível Sanne.

Lindomar: SIMPLESMENTE PERFEITA! Sanne fez a melhor performance da noite e foi injustiçada demais, finalmente Anouk escolheu uma música que casou de forma perfeita com ela, mostrou seus vocais com uma certa rouquidão, trouxe vulnerabilidade, trouxe uma entrega dela que ainda não tinhamos visto, simplesmente MARAVILHOSA! HOLANDA como eliminaram esse cristal?

Erik: MEU PAI, a primeira performance realmente boa até então. Por mais que o palco tivesse bem chatinho Sanne conseguiu trazer toda a emoção da música e fez um trabalho maravilhoso. Se tivesse um palco mais elaborado seria uma performance inesquecível, mas mesmo assim Sanne arrebentou e me prendeu do começo ao fim. Amo as duas, mas eu levaria fácil Sanne pra final!

Winner: Daphne Van Ditshuizen #teamAliB

Eliminado: Sanne Huisman #teamAnouk

 

Crossbattle 03: Team Anouk vs. Team Lil Kleine

#teamAnouk – Sophia Kruithof – “If You Go Away” by Jacques Brel

Michel: Gente, Sophia é claramente uma versão, bem lehorada lógico, do Jim. Dois artistas incríveis, que nos ganham por conta de seus belos vocais e violão, com um estilo folk mutito bem definido e assim como fez um excelente trabalho com Jim, chegando a vencer a temporada, Anouk tem acertado muito bem com a Sophia, sabendo entender bem o tipo de artista que ela é, optando por escolhas que valorizem seus vocais e que explorem seu lado mais emocional. Eu amei essa performance, simplesmente amo essas músicas nada convencionais em realities e na qual o act nos faz amar uma música que dificilmente gostaria fora daqui. Foi tudo incrível, os vocais sestavam incríveis, amei todo o instrumental da canção e fiquei super tocado com toda sua vulnerabilidade no palco, pisou sem dó no Danilo.

Lindomar: WINNER! Que coisa mais linda foi essa? Eu amo que Anouk traz umas song choices fora da caixinha para Sophie, eu até critiquei isso na rodada anterior mas hoje ela escolheu de forma perfeita, a música tinha um ar meio místico, darkness e abria espaço para vermos os graves e agudos de Sophie e aquele leve alongamentos de algumas notas que ela faz com tanta perfeição, eu não tenho críticas a essa obra de arte que foi feita no palco.

Erik: MARAVILHOSAAAAAAA!!!! Eu AMO a voz da Sophia, e ela fez uma apresentação lindíssima e digna de uma final. Ela nem precisava de votação pra ganhar de Danilo, né? mas a humilhação do macho é o que queremos mesmo. Eu gostei muito, mesmo, uma música forte, bem emotiva, e Sophia sabe como fazer a gente ficar vidrado ouvindo ela cantar. Foi lindo! Winner!

#teamLil – Danilo Kuiters – “Zij Maakt Het Verschil” by De Poema’s

Michel: Lil é muito burro, como ele achou que o Danilo teria alguma chance nessa semifinal? Uma pena que ele roubou a vaga da April, que merecia claramente essa vaga, mesmo que fosse para sair essa rodada, mas garanto que saíria de forma mais digna. Sempre achei o Danilo tão básico e ficou ainda mais claro nessa rodada, foi super engolido pela banda e olha que dessa vez eu gostei da música, mas o problema está realmente nele que para mim nunca consegue atingir o ápice da performance, sempre fica faltando algo.

Lindomar: Eu to bem exausto do Danilo e fiquei tão feliz em ver que ele era o par da Sophia, porque a eliminação era certeira! Sua performance como sempre mostrou ele entregando vocais sólidos e potentes e mostrando conexão com a música que ele canta, mas foi aquela coisa sem sal, sem tempero, sem alma.. enfim, vamos para o próximo vídeo.

Erik: Primeiramente, não sei porque esse cara tá aqui. Só de lembrar que Lil escolheu ele ao invés de April me dá uma raiva do cão! Achei ruim, ruim mesmo. Voz chata, música chata, não sei quem foi pior, ele ou Ayoub. Se eu pudesse eliminaria ele direto.

Winner: Sophia Kruithof #teamAnouk

Eliminado: Danilo Kuiters #teamLil

 

Crossbattle 04: Team Lil Kleine vs. Team Waylon

#teamLil – Kes – “The Climb” by Miley Cyrus

Michel: Kes é a prova que um act pode evoluir muito durante sua trajetória, porque para mim ela fez uma das piores audições dessa temporada e de sua battle até aqui acabou se tornando um dos grandes destaques do show. Eu amei sua performance, eu simplesmente amo essa música e apesar de achar inicialmente um tiro no pé essa música, no final achei que foi perfeita a escolha, poque super combinou com ela e os vocais estavam ainda melhores do que em qualquer outra performance. Uma pena que a Kes foi contra justamente Emma que junto à Sophia, vejo como as melhores dessa temporada, mas preciso dizer que facilmente daria a vaga do Stef para ela e até mesmo caso ela vence um hipotético Crossbattle contra a Daphne ou Sanne, não acharia ruim, porque para mim essa menina arrasou e acabou no mesmo patamar das meninas.

Lindomar: Ai amei a entradinhac com as estrelinhas kkkk, mas Kes pegou uma música que não deu muita abertura para ela mostrar seu lado performer e exigiu dela um lado mais emocional que ela entregou com maestria com maturidade vocal e até mandando ver nas notas mais altas, mas não foi o suficiente para bater de frente com Emma.. diria que se seu par fosse contra Daphne ela teria avançado com certeza.

Erik: Oh minha filha, que música é essa? Cometeu o mesmo que Ayoub. Podia muito bem apelar e roubar a vaga de Emma, mas trouxe uma música que mesmo sendo ótima não tem apelo nenhum. Eu não achei a apresentação ruim, mas ela tem potencial pra entregar algo MUITO melhor. Fiquei um pouco decepcionado

#teamWaylon – Emma Boertien – “Don’t Play That Song For Me” by Ben E. King

Michel: Meu Deus, eu sou muito apaixonado pela Emma, não teve uma performance dela que eu não tenha amado. Assim como Sophia, a Emma é uma artista muito madura e com seu estilo musical muito bem definido, com um ar mais clássico e R&B, mas também com uma pegada mais suave. Gente, eu fiquei impressionado de como a Emma soltou seus vocais nessa performance, sinceramente não sabia que ela tinha toda essa força vocal, foi absurdamente perfeito a sua entrega vocal. Foi uma performance incrível e muito no nível que a gente espera dela, vocalmente para mim foi seu melhor momento no programa e olha que analisando por sua trajetória impecável no programa, fica bem difícil dizer isso. Emma, entenda que eu te amo e obrigado por exisitir e fazer parte dessa temporada <3<3<3. PS: Gente, que coisa mais linda é o Waylon, todo paizão vendo sua pupila arrasar no palco.

Lindomar: Emma o que foi isso? Uma aula de surra de vocais com direito a coral ao fundo feito pelos backing vocals. Foi como se fosse uma performance de uma grande diva com direito a todas firulas maravilhosas e muito lacre e foi exatamente isso que Emma entregou e elevou o nível demais para a Kes que teria que fazer um milagre no palco.

Erik: PERFEITA PORRAAAA!!! A ÚNICA QUE CHEGOU PRA MATAR. Isso que é songchoice de semifinal, aprendam mores. Pra mim eu dividia fácil o prêmio entre Emma e Sophia, as duas rainhas da edição e as duas merecem muito. Eu amei a apresentação, foi um pisão, todas as notas, a entrega, tudo. Foi uma performance digna de final!

Winner: Emma Boertien #teamWaylon

Eliminado: Kes van den Broek #teamLil

 

Convidado Especial

DI-RECT ft. Stef & Sanne – “Times Are Changing”

Di-rect – “Soldier on”

Michel: O convidado especial dessa semana eu realmente não conhecia, mas como é já tradição no TVOH, eles primeiro fizeram uma performance especial com alguns acts do programa e logo após uma performance individual.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Sendo bem sincero, apesar da falta que Sanne e Kes farão nessa final, acredito que temos 4 excelentes finalistas e particularmente vejo essa vitória com a Sophia ou Emma, ambas tiveram uma trajetória incrível, arrassando desde a Blind até aqui, aliás para mim os grandes destaques dessa Crossbattle. Bom também não vacilar muito com o Stef, uma vez que eliminou um grande favorito, bem capaz de como aconteceu com o Denis, ele deve ter uma boa base de fã clube. Que eu vejo mais longe do prêmio e a Daphne que apesar de maravilhosa, teve uma trajetória mais inconsistente por conta do seu coach.

Então até a final, pessoal!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Michel Araujo

Meio baiano, meio sergipano, já passou dos 20 anos e um sofrido estudante de engenharia, com uma personalidade cheia de atitude e uma leve ousadia. Viciado em séries, realites e músicas, vai me encontrar sempre por aí escrevendo reviews, numa diversidade de gêneros de série e programas de TV.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries