Posts Populares

The Voice – S19E01 – The Blind Auditions, Part 1 [SEASON PREMIERE]

Para quem pensou que esse seria o ano que teríamos apenas 1 temporada no ano, pensou errado!

Pois bem, meus queridos amantes do The Voice, cá estamos nós, na segunda vez no ano iniciando mais uma temporada do reality musical de maior sucesso da última década! Absolutamente nada pode parar este fenômeno, pelo visto! Fazendo todas as mudanças e/ou adaptações necessárias para o momento atual, a NBC não abriu mão de ter seu maior trunfo de volta para sua temporada de inverno.

Na temporada anterior, nós recebemos o Nick como novo mentor, mas ele não permanece para a 19ª edição não. No lugar dele, temos a tapa buracos mais linda e conservada de todos os tempos, a icônica, Gwen Stefani. Fora essa mínima mudança, a bancada segue a mesma, acompanhando a nossa hollaback girl, temos Blake Shelton, Kelly Clarkson e John Legend! E para conferir o entrosamento desse painel, fiquem bem suaves aí com a performance dos mentores de “One Love” do Bob Marley:

No mais, tomando todos os cuidados e tentando manter o maior distanciamento possível, as etapas do programa permanecem as mesmas. Teremos as audições, cada time contando com 10 participantes; as batalhas, cada coach tendo direito a 1 steal e 1 save (o save avança para o nocaute de 4 participantes, com decisão do público); os nocautes, onde cada coach tem apenas 1 único steal; playoffs, não sabemos se o público escolhe 1 ou 2 participantes ainda, mas de certo, o mentor tem direito a 1 save; e por fim, os live shows, que provavelmente, serão bem reduzidos com apenas 3 ou, no máximo, 4 semanas.

Bem, gente, no geralzão, é isto! Vamos ao que interessa? Hoje eu conto com os comentários de Clarice e Erik para darmos partida à 19ª edição do The Voice US! Sim’bora!

[#TeamLegend] Tamara Jade – “Cuz I Love You” by Lizzo

Avalie a performance:

Luana: Potente, né mores? Não é exatamente o tipo de act que eu mais me animo nessas competições, mas é o tipo de act que quase sempre entrega performances ótimas, né? Tamara pegou uma música gigante, de uma intérprete gigante, e deixou sua marca! Eu concordo com o criticismo da Gwen sobre ela ter ficado um pouco sem ar nas partes do rap, e por isso mesmo, eu fiquei torcendo para ela escolher a lenda fashion. Mas, infelizmente, não veio aí. Eu não curto muito o trabalho do John como mentor, acho que ele já teve a capacidade de destruir artistas com grande potencial como Katie Kadan e Marybeth Bird. Mas, só me resta torcer para ele fazer algo mais na linha da Maelyn.

Erik: E vamos de lenda, né? Confesso que eu nem ligo muito pra essa música da Lizzo, prefiro outras, mas ela é ótima pra cantar em reality. Tamara chegou já pisando e marcando presença no programa com uma performance muito boa em todos os aspectos. Eu gostei muito, acho que ela pode render bons frutos na competição!

Clarice: Aqui temos a blind que foi lançada semana passada e olha, Tamara derrubou forninhos com esse vozeirão. Não acompanho muito as músicas da Lizzo, mas gostei dessa música e gostei da Tamara cantando. Amei a personalidade dela, a forma que foi se mantendo lá em cima o tempo todo. Aquele grito rasgado parece ter vindo do útero! hahahaha Fico um pouco incerta sobre a decisão dela ao escolher o John, só espero que seja uma boa dupla.

[#TeamGwen] Lauren Frihauf – “Come To My Window” by Melissa Etheridge

Avalie a performance:


Luana: Que linda! A voz da Lauren, em algumas partes, me lembrou a Miley Cyrus, principalmente porque sinto que elas tem estilos e influências musicais bem próximas. Inclusive, saudades Miley! Ela mereceu as cadeiras que virou, afinal, tem um timbre bem bonito e conseguiu encontrar bons momentos na música. Não foi nada espetacular, mas foi bem legal.

Erik: Meu deus, no começo eu tava achando bem chato mas na metade pro fim eu comecei a gostar? Não gostei da música não, não conhecia e também não colocaria na minha playlist, mas algo na voz de Lauren me deixou bastante curioso e querendo ouvir mais dela. Foi uma performance bem ok, mas deixou uma pulga atrás na orelha pra ver o que ela pode entregar. Foi bem.

Clarice: Já ouvi a blind da Lauren diversas vezes pra tentar identificar quem ela me lembra… uma vibe meio Chloe Kohanski, mas não só isso! Enfim, a bixinha mesmo com 16 anos foi super segura e cheia de personalidade, mostrou os vocais consistentes e com um alcance bem interessante. Acredito que vai longe na competição, se Gwen fizer um trbalho bacana com ela.

[#TeamKelly] Joseph Soul – “Is This Love” by Bob Marley

Avalie a performance:


Luana: Nada contra o moço aí, mas já existe tanta música brega no mundo pra ele cantar, não precisava embreguecer um reggae do Bob Marley, né. Porém, é isto, tá feito. Joseph tem uma voz bacana e foi vocalmente ótimo, nada a reclamar quanto à isso. Como já disse, não entendi a escolha da música, já que claramente, como vocalista, ele tá ali numa lane mais próxima de artistas passados como Christian Cuevas e afins. Foi bom, mas eu não teria virado.

Erik: To chocada passada com esse arranjo! A voz de Joseph me surpreendeu, achei muito gostosa de ouvir. Achei o arranjo bem estranho pra ser sincero, eu amo quando os acts arriscam e trazem algo diferente, mas tem coisas que eu prefiro que fiquem próximas do usual mesmo e foi esse o caso. Senti que a mudança fez bem pra voz dele, o que é legal, mas fico na curiosidade pra ouvir ele cantando outra canção.

Clarice: Joseph veio com uma versão totalmente diferente do hit do Bob Marley, mas acabou não me prendendo em momento algum. Foi tudo muito linear e sem grandes destaques. A disputa entre Blake x Kelly me prenderam muito mais! hahahaha

[#TeamBlake] Ian Flanigan – “Colder Weather” by Zac Brown Band

Avalie a performance:


Luana: Básico, né gente. Não foi ruim, e ele tem uma voz grave até agradavel, mas sendo sincera, audição bem insosa. O Blake virou, e pronto, já foi suficiente. Inclusive, o Blake virar para um artista country já o torna, instantaneamente, perigoso na competição, não importa o quão básico ou comum ele seja. No mais, é alguém que pode tanto sair nas batalhas causando zero incômodo, como pode ser alguém que chega na final e tudo mais. Country, né.

Erik: Meu deus, começou né? Sempre tem que ter uma coisa chata dessas. Deus do céu, dá-me paciência pra mais uma temporada passando raiva com esse povo que é igual a milhares de outros participantes. A voz do moço é boa, timbre bonito, mas eu precisaria forçar muito pra dizer que gostei. Ruim não foi, mas não me agradou não.

Clarice: Eu gosto dessa música, já tivemos versões bem bacanas dela ao longo dessas 1049829571 temporadas do The Voice, mas Ian entregou uma das fracas que já vi. Ele tem um timbre interessante, mas não sei se mostrou tudo que é capaz de fazer, ficou tudo muito suave demais e pra se destacar aqui, terá que mostrar mais do que isso.

[ELIMINADA] Hailey Green – “Soulshine” by Allman Brothers

Avalie a performance:


Luana: Fofa, mas cheia de probleminhas, principalmente, de afinação. A voz dela me lembrou bastante a Brynn Cartelli, especialmente pela falta de controle no vibrato em certos momentos. São totalmente compreensível os erros que Hailey cometeu, afinal, ela só tem 14 anos. Mas, sinceramente, fico grata pelos mentores não terem virado por “pena”. Ela ainda tá bem verde e não era o momento de entrar na competição.

Erik: O pior que eu gostei, acreditam? kkkkkkkkkkkk. Óbvio que eu também não viraria, mas a voz dela me passa uma impressão muito boa. Acredito que daqui poucos anos ela ja vai estar prontissima e caso queira participar novamente vai ter muito o que oferecer. A música também foi chata, então…Pena.

Clarice: 14 anos?! Meu Deus! Hailey tem uma voz bem interessante, porém é uma cantora muito crua. Sua voz estava bem trêmula, o que acabou prejudicando ao longo da apresentação. Mas certamente numa próxima temporada, aprimorando um pouco mais, ela conseguirá uma cadeira.

[#TeamBlake] Jim Ranger – “Blue Ain’t Your Color” by Keith Urban

Avalie a performance:


Luana: Meu Deus, já chorou, já cantou country, já falou que vem de uma linhagem des pastores, já escolheu o Blake. Meu Deus, um super combo de apelações num participante só, como pode isso? Tentando deixar todo esse jogo baixo de lado, eu achei o início do Jim bem qualquer coisa, inclusive, o primeiro refrão foi até bem abaixo do esperado pra música. No entanto, do primeiro refrão para frente, ele foi bem demais. Encontrou um espaço vocal ali onde sua voz brilhou bastante e conseguiu mostrar identidade, deu até uma vibe mais rock ao hino “Blue Ain’t Your Color”. Eu gostei e senti potencial. Mas o público americano? Ah, o público americano vai fazer a festa com esse rapaz aí!

Erik: Vamos fingir que esse cara não pode muito bem ser o cotado da season, né? O cara vem de família de pastor, eu não aguento isso. Esperava algo pior, no começo eu até gostei. A voz dele é legal, eu só não curti o andamento da apresentação mesmo, sei lá… Começou bem, terminou ruim. Enfim, não foi nada demais mas também nada desastroso.

Clarice: Gostei, hein!!! Em meio a vários medianos, quando chega alguém que se arrisca mais vocalmente, a gente faz o que? Gosta! hahahaha Devo ter sido picada pelo mosquinho do country, me ajuda, Deus! Mas eu gostei do Jim, não começou muito bem, mas foi melhorando ao longo da apresentação e acabou fazendo algo bem interessante. E olha, amei o vídeo do John relembrando todas mentiras do Blake, mas isso não foi o suficiente pra manter Jim longe do caipirão… e talvez tenha sido a primeira e última vez que eu o elogio!

[#TeamKelly] Eli Zamora – “Ya Lo Se Que Tu Te Vas” by Juan Gabriel

Avalie a performance:


Luana: Meu Deus, por que isso pareceu algum sertanejo das antigas em versão espanholito? Eu tô rindo tanto, gente. Mas enfim, Eli foi bem legal e correto vocalmente. Inclusive, acho que merecia até mais cadeiras, considerando Lauren e Ian que vieram antes. A barreira do idioma não vai deixar ele crescer com o decadente público americano, mas ele tem uma boa voz e pode render.

Erik: Eita, eu tô passado! A gente já sabia que Kelly ia virar, né? hahahaha. E não foi a toa, ee mereceu muito! A voz muito bonita e a música o valorizou demais, e uma das coisas que mais me faz gostar de um act é a maneira que ele se conecta com a canção e ele fez isso lindamente. Eu gostei bastante, foi uma ótima performance!

Clarice: Genteee, um dos melhores latinos que já passaram pelo programa! Olha essa voz, esse timbre grave é super poderoso, mas quando ele alonga as notas que me conquistou. Kellyzinha ama cantores latinos e é super fofo vê-la empolgada por conseguí-los mesmo sem saber falar um “A” em espanhol hahahahaa.

[#TeamGwen] Payge Turner – “Call Out My Name” by The Weeknd

Avalie a performance:


Luana: Minha filha? Aquela primeira nota BAIXÍSSIMA estremeceu até as estruturas da última casa da minha rua, que terremoto! Para o meu gosto, essa foi a audição que mais curti do episódio. Não foi a mais perfeita, não foi a mais refinada, nem a com maior potencial, mas foi a que mais me deixou empolgada e com aquela sensação de “eu poderia torcer para essa pessoa”. E para deixar tudo ainda mais perfeito no meu mundinho, ela foi com a Gwen! Acho que se o Blake não virasse, a Gwen também não teria virado, então, né, obrigada, Blake!

Erik: E vamos de refrescos né? Uma songchoice pra gente comemorar e uma apresentação que fez muito jus a canção. Gostei muuuito disso aqui! Teve personalidade, a voz muito boa e apesar de alguns momentos eu não ao ter gostado muito, outros surpreenderam muito. No geral eu adorei, não ameeeei, mas foi muito bacana e tô atento pro que vai vir na competição.

Clarice: Olha esse grave!!! Pegou todo mundo de surpresa porque Payge foi construindo a música aos poucos, depois foi se soltando e mandou uns falsetes bem interessantes. Uma vez bemmm interessante, ela e Gwen tem tudo pra dar certo [até porque ela e Blake não teria nada a ver hahahaha] e mesmo não sendo uma apresentação 100% perfeita, foi tão surpreendente que agradou.

[ELIMINADO] Corey Ward – “Way Down We Go” by Kaleo

Avalie a performance:


Luana: Pois tá aí, gostei mais desse cara do que mais da metade das audições que já vi hoje. Primeiro, ele tem um estilinho bem parecido com o que eu geralmente torço nesses programas. Segundo, mostrou mais vontade e mais garra do que qualquer country de meia tigela. Eu tenho pra mim que um Adam teria virado pra ele (mas na minha cabeça, a Gwen também viraria, teoricamente). Enfim, eu gostei, mas de nada isso vale, se os mentores não gostarem.

Erik: E vamos de primeira injustiça da temporada porque ele foi melhor do que vários, inclusive as carcaça chata insuportável que Blake e cia pega, ranço! Real não sei dizer o que aconteceu aqui pra não virarem, ele não foi nada de especial mas também não foi nada de ruim. Enfim, eu gostei e espero que ele volte no futuro porque com certeza ele pode render muito com as canções certas.

Clarice: Erraram aqui, hein?! Corey foi melhor do que alguns que passaram hoje e merecia uma chance na competição. Ele mostrou um alcance bem interessante, estava nervoso, mas ainda assim se arriscou e teria sido uma boa adição.

[#TeamKelly] Marisa Corvo – “Perfect” by P!nk

Avalie a performance:


Luana: Minha filha? Também esperou o desespero bater pra mostrar ao que veio, né? Eu achei todo o começo no piano extremamente insoso e sem graça. Mas a partir do momento que ela levantou, dominou o palco, e criou momentum na música, mudou a estética geral da situação! Acho que foi a artista que eu mais curti, junto com a Payge. Não entendi o surto de escolher a Kelly, porque ela é, literalmente, a cara do #TeamGwen. E assim, né, vamos ser honestos aqui… A Kelly é uma pessoa incrível, mas uma mentora com decisões bem duvidosas. No mais, vamos torcer pelo bem do ícone LGBTQI+!

Erik: Nossa, o que rolou? Kkkk primeiro que eu to muito acostumado a ver o povo do The Voice Kids cantando essa música, então é difícil desvincular essa imagem. Achei que faltou emoção e senti ela preocupada apenas em acertar as notas e pronto, inclusive ficou até um pouco bagunçado. Ficou claro que ela é extremamente talentosa, mas não curti não. Talvez com uma música diferente fosse melhor, não sei. Vamos esperar!

Clarice: Se tocou piano, vai com o John, certo?! Nem sempre! hahahaha Eu acheia a Marisa super ousada por fazer essa intro no piano e depois levantar fazendo algo mais despojado. Mas se não bastasse só isso, ela fez um finalzão da porra todo trabalhado nos high notes! E foi incrivel! Sou fã das gritadeiras pop e acredito que Marisa já se torna uma das minhas faves! hahahahaha.

[#TeamLegend] John Holiday – “Misty” by Ella Fitzgerald

Avalie a performance:

Luana: Talento e pose. Essa performance me deu bastante vibes do musical Cabaret, uma coisa meio burlesca, meio drag queen das antigas. Claramente, o John é muito talentoso e entregou absolutamente tudo. Foi um tico estridente demais? Sim, até abaixei meu fone. Mas, entendo que é o timbre dele, e claramente, casou com a proposta da audição. Esses negócios de não mostrar a cara da pessoa são super manjados, mas confesso que, dessa vez, eu teria sido pega de surpresa sim, pois no início parecia demais uma vocalista feminina. Ele fez bem em ir com o Legend, afinal, com a Kelly fora da disputa, é quem mais combina com ele mesmo.

Erik: Eita meu deus. Eu consegui ver com clareza Jhud jogando o sapato dela pra esse moço. Quando saiu os spoilers eu vi que esse era um dos nomes prováveis pra front-runner da temporada, pelo menos do Team John, daí fui pesquisar no YouTube. O cara é bom. Simplesmente. Tecnicamente impecável e eu tenho certeza que vai longe. Eu só não sei dizer se gostei da voz dele e se é algo que escutaria com frequência kkkk mas o tempo vai dizer e achei uma palhaçada Blake não virar. Foi ótimo!

Clarice: Bastaram as primeiras notas pra concluir que ele seria TEAM JOHN! Kelly bloqueadíssima e Gwen viraram mas já estava praticamente mortas, né non?! John tem uma voz incrível, o que foi esse alcance????? Ao ouvir esse high note, confesso que achei que seria uma mulher, mas John tem um timbre e arranjo incríveis. Notei esse lado teatral em sua voz e logo vi que ele tem mesmo um passado no teatro! Se Legend não inventar, John & John vai longe pois ambos tem essa vibe gostel e R&B.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

E aí, gente, curtiram? Ao meu ver, foi uma premiere bem sólida e com bons nomes para irem longe. Os times estão bem equilibrados, mas não tem como negar que o Blake já tem o possível grande campeão da temporada, né? Esse Jim aí preenche todos os requisitos imagináveis e inimagináveis de favoritodo público americano, sério, o cara não só é pastor, como vem de uma geração de pastores, canta country, claramente conservador… Enfim, é o pacote completíssimo. Os outros participantes e mentores vão ter que lutar um pouco, viu.

E para fechar, a primeira noite de audições deixou os times assim:

#TeamBlake: Ian Flanigan, Jim Ranger.

O coach country voltando às suas raízes com tudo, né? Não seria possível um início mais típico para o #TeamBlake, que vem em uma grande seca de vitórias. Eu vou cantar a bola agora: Jim finalista (possível winner), sendo modesta.

#TeamGwen: Lauren Frihauf, Payge Turner.

Um time bem Gwen, pra ser bem coesa. Payge foi uma das minhas preferidas do episódio, e Lauren é uma jovenzinha com grande potencial. Go #Teamgwen!

#TeamKelly: Eli Zamora, Joseph Soul, Marisa Corvo.

Kelly conseguiu o maior número de artistas de hoje, parabéns pro ícone. Ao meu ver, tem muito talento aqui, mas em ordem fica: Marisa > Eli > Joseph. Marisa o destaque do time até então, sem dúvidas.

#TeamLegend: John Holiday, Tamara Jade.

E vamos de #TeamLegend abrindo e fechando o episódio, que poder! John só teve dois artistas hoje, mas foram os dois que mais receberam destaque da edição. Dois monstros vocais, um começo bem com cara de John. Ele sempre monta grandes equipes nas audições, vamos ver se segura nos próximos rounds, né.

No mais, nos vemos amanhã novamente! Não esqueçam de votar na enquete, e se cuidem!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Luana

Sinceramente, não sei mais há quanto tempo estou nesse site? Mas olha, faz um bom tempo! HAHA. Atualmente cuido mais de reviews de realities musicais, mas também faço meus corres nos seriados, porque a vida é isso aí! Tenho 24 anos, sou formada em rádio/tv/internet, e nas horas vagas vocês me encontram por aqui! ;)

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries