Finalmente chegamos a última semana de Blind Auditions na Terra da Rainha, mas é um FINALMENTE que nunca foi tão esperado pelo fans do reality, em uma temporada que ficou devendo em talento, ela ao menos vem fornecendo um entretenimento de alta qualidade por conta de sua bancada extremamente carismática. Não vou comentar muito, porque além dos comentários das performances, temos um textinho comentando sobre as batalhas, alguns spoilers e chutes e uma bomba que foi divulgada por um tabloide britânico sobre a volta de um participante.

Lisa Wallace – “Last Dance” by Donna Summer

Lindomar: Gente que senhora simpática se aproveitando do Marvin (apresentador do programa ) naquela introdução do personagem! HAHA. Quando ela começou soou como mais uma cantora ok da temporada, boa voz, boa apresentação, mas sem nada demais, sem um timbre diferenciado, soou genérico ao extremo, enfim, eu não viraria minha cadeira para Lisa. #Eliminada

Luana: Sabe aquelas tias bêbadas que decidem que são superstars e vão cantar karaokê daquelas músicas dance dos anos 70/80? Foi essa a vibe que eu senti aqui, haha. Com todo respeito a Lisa, mas sinceramente, não curti mesmo.

Faith Nelson – “Earned It” by The Weeknd

Lindomar: Fiquei surpreso com Faith, teve um começo bem sofrivel apesar que em certos momentos achei que ela poderia ter sido mais singular, mas do meio pro fim ela dominou a canção, soltou o vozeirão, mostrou seu timbre rouco e potente, dominou a canção. Comparando com o original ficou bem abaixo, faltou um pouco de controle e de extensão em alguns momentos, mas Faith se mostrou promissora e pode crescer na competição. Nota: 8,0 #TeamPaloma

Luana: Não sou a maior fã dessa música, mas mesmo assim gostei bastante da Faith. Ela trouxe inflexões bem interessantes para a canção e que a deixaram até mais interessante. Maaaaaas… Por estar no excepcional Team Paloma, não tenho certeza se ainda vamos ver muito dela nas próximas fases. Nota: 7,5

Raachelann – “In For The Kill” by La Roux

Lindomar: Uma hippie indie com vozeirão, só posso dizer que AMEIII logo de cara. Ela teve rispidez, teve atitude, teve explosão, teve tudo, Raachelann já chega pra ser uma das minhas favoritas na competição. Amei seu controle vocal e a diversidade de alcances e notas que ela usou em sua apresentação que já foi com uma música sensacional e que fugiu do comum, já é minha favorita junto com Jolan nessa equipe, só não dou um 10 porque ela teve pequenos problemas no inicio da apresentação, parecia estar fora do tom, mas foi coisas de quinze segundos apenas! Nota: 9,5 #TeamRicky

Luana: Uma hippie! Gente, que pessoa excêntrica e genial! Rachel tem um timbre muito bonito, e quando alcançou aquelas notas mais altas foi realmente bem impressionante. Única coisa que me incomoda (e não é culpa dela) é esse eco exagerado do The Voice UK, muitas vezes isso prejudica a performance dos candidatos. Nota: 9,0

Sam Bloor – “Come And Get It” by John Newman

Lindomar: Sam me soou promissor em sua blind, boa voz, animado, boa escolha musical, acredito que mostrou muito potencial e merecia uma vaga no show, achei bem ridículo ninguém virar para ele, mas concordo com Ricky que ele acabou não mostrando nada de diferente em relação ao original e acabou soando genérico, mas mesmo assim acredito que o pouco que mostrou de si, de timbre e tudo mais levaria sim ele a próxima fase. #Eliminado

Luana: Oh gente, jurava que o Sam iria virar alguma cadeira! O timbre dela me lembrou bastante o Bruno Mars, e apesar de não ter sido uma apresentação “off the charts“, achei que foi bem sólida e merecia ao menos uma cadeira.

Leighton Jones – “Heaven Help Us All” by Stevie Wonder

Lindomar: Adorei tudo sobre Leighton, desde sobre ele vir no piano, a sua voz mais rouca e forte, aos pequenos alongamentos que ele inseriu nas notas, ficou tudo tão bom e natural, gostei muito do que vi, ele realmente parece ser um candidato promissor e vamos ver o que a dupla George e Leighton vai aprontar. Nota: 8,5 #TeamGeorge

Luana: Antes de Leighton começar sua apresentação, no momento que soube que ele cantaria Elton John, já pensei “muito Team George”, e no fim das contas foi isso mesmo que aconteceu! Leighton tem uma voz bastante interessante e pode ser promissor se dado a música certa. Nota: 8,0

Mexican Brothers – “La Bamba/Twist and Shout” by Los Lobos/Beatles

Lindomar: Estava na cara que essa séria a audição engraçada da noite, e foi! Os irmãos mexicanos se divertiram e nos divertiram, adorei ver eles gritando nas ruas de Londres, tudo bem que era um micão! Hahhaa, enfim, foi divertido ver Paloma e Will falando espanhol HAHAHA! #Eliminados

Luana: Mas gente! Hahahaha. Não posso negar que foi sem dúvidas, um dos acts mais divertidos de toda temporada, mas simplesmente não encaixa no programa, né gente. Contudo, foi muito legal vê-los divertir à todos no palco e nos trazer um pouco de risos e alegria!

David Williams – “Breakeven” by The Script

Lindomar: Posso dizer que amei o timbre de David, e a atitude meio rocker, foi uma apresentação interessante mas com alguns problemas técnicos que acabaram comprometendo tudo, uma pena porque seu timbre realmente é bem diferente. #Eliminado

Luana: Awww, adoro essa música, adoro The Script! No entanto, preciso confessar que fiquei bem decepcionada nos “I’m falling into pieces”, pra mim esse é o verso mais impactante da música e precisa ser muito bem executado, e infelizmente o David não alcançou as minhas expectativas.

David Barnes – “When a Man Loves a Woman” by Percy Sledge

Lindomar: David apresentou com uma das músicas mais batidas da história dos realities, já decorei ela de tanto ver sendo performada! Hahaha, e adorei sua escolha é uma song perfeita pra berrar com qualidade, pra transitar entre notas altas e notas baixas, se mostrar qualidade vocal, que foram todos elementos presentes em sua apresentação, só falhou mesmo na nota final, onde cagou no último …woman.. mas até ai já tinha virado uma cadeira. Nota: 8,0 #TeamRicky

Luana: Songchoice datadíssima, e performance bem cheia de altos e baixos. Mas num balanço geral, foi bem ok. Ele teve ótimos momentos, assim como teve momentos bem questionáveis. Agora resta esperar para ver o que mais Dave tem à oferecer na rodada das batalhas. Nota: 7,5

Rose Farquhar – “Anyone Who Had a Heart” by Dusty Springfield

Lindomar: Que coisa mais confusa foi esse inicio, parecia ter uma vibe gótica/depre, e ficou nisso, quase não deu pra entender o que Rose falou no inicio, quando ficou mais claro, se mostrou como uma cantora extremamente comum e com pouca qualidade técnica, enfim, mais uma eliminada. #Eliminada

Luana: Nossa, achei uma apresentação bem estranha e realmente não me agradou ou convenceu suficiente para me fazer questionar a decisão dos mentores em não virar suas cadeiras.

Laura Begley – “Ask” by The Smiths

Lindomar: Estou ainda se entender porque viraram para Laura, achei sua apresentação bem fraca, e nessa noite mesmo Sam Bloor foi muito superior a ela, mas algo em sua vibe conquistou a todos, seu estilo único talvez, sua singularidade e as coisas que ela poderia fazer com um pouco de direcionamento talvez tenham sido fatores que pesaram, mas foi interessante ver Will lutando por um participante usando todos os argumentos e objetos possíveis e ainda assim PERDENDO! Nota: 7,5 #TeamGeorge

Luana: Eu poderia dizer (por baixo) que Laura é das candidatas mais overated pelos mentores nessas audições. Apenas George e Will tinham vagas em suas equipes, ambos viraram, sem falar que o Ricky ficou bastante inconformado por não ter mais vagas. Embora Laura tenha um timbre bem interessante e tenha feito uma versão bem legal da música, eu não tive o mesmo feeling dos coaches. Gostei bastante, mas nada além disso. Nota: 8,0

Kerry O’Dowd – “Glitterball” by Sigma ft. Ella Henderson

Lindomar: Kerry fez uma escolha musical arriscada e que poderia se perder a qualquer momento, e senti ela bem perdida durante toda a apresentação, ela não parecia conectada com a música, soou desafinada em alguns momentos, enfim, não viraria para ela também. #Eliminada

Luana: Vish, realmente não gostei. Kerry me pareceu bastante exagerada e desnecessária. Embora ela tenha aceitado sua “derrota” muito bem (bem até demais, me soou bastante sonsa e falsa), sua pegada na música não me agradou.

Aaron Hill – “Never Too Much” by Luther Vandross

Lindomar: Bom cantor, arrebentou na execução vocal, nas notas, uma afinação de dar inveja em muitos participantes e cantores já consagrados, não é o estilo musical que me atrai por isso não consegui ter uma conexão com ele, é muito raro eu gostar de cantores de R&B, mas nas mãos de Will I Am não duvido ver ele indo longe, vide o vencedor da s3, Jermain. Nota: 8,5 #TeamWill

Luana: Nossa, o candidato mais afinado (que eu me lembre) dessas audições! Aaron vem trazendo o soul para o The Voice UK e representando muito bem o estilo. Ele tem um timbre bastante suave, mas também muito poderoso e carregado de emoção. Nota: 9,0

Jeffri Ramli – “Valerie” by Amy Winehouse

Lindomar: Gente, que bosta foi essa, nada demais na apresentação de Jeffri ficou a anos luz do original, uma apresentação pobre, fraca, enfim mereceu ser eliminado. #Eliminado

Luana: Sinceramente, acho “Valerie” uma escolha bem ruim para uma blind audition. Embora eu ame a música, ela limita o cantor demais e não possui grandes momentos. Jeffri até fez o possível com ela, mas mesmo assim não agradou ao único coach que ainda poderia virar, Will.

Colleen Gormley – “When You Say Nothing At All” by Ronan Keating

Lindomar: Como esperei por esse momento a última audição dessa temporada! \o/ E Colleen fechou com chave de ouro, um timbre diferenciado e que se encaixaria com canções de Stevie Nicks, The Cranberries por exemplo. Adorei a comparação com o anjo! Hahaha, e dessa vez Will fechou as audições pegando uma boa candidata, passando nem perto do act joke que ele foi obrigado a virar na season passada pela falta de candidatos. Nota: 8,5 #TeamWill

Luana: Desde do começo da apresentação, eu já pensava “nossa, já preciso dessa pessoa cantando Stevie Nicks”. Imagina que legal seria vê-la cantando “Rhiannon” ou “Seven Wonders” da Stevie/Fleetwood Mac, já quero! Nota: 8,5

BATALHAS 

 Team George

Team George: Vangelis (29,3), Cody Frost (28,5), Eli Cripps (23,5), Chase Morton (22,5), Tobias Robertson (22,5), Harry Fisher (22), Heather Cameron (21,8), Charley (18,8), J Sealy (18,8) e Melissa Cavannagh (18,5).

Diria que #TeamGeorge disputa o posto de segundo lugar quando avaliamos por equipe, ele tem bons nomes como Vangelis e Cody, e artistas talentosos que com um bom direcionamente podem surpreender como Eli, Chase, Laura e Leighton, porém está cheio de artistas que eu eliminaria sem pensar duas vezes: Heather, J Sealy, Harry e Melissa, enfim vamos ver o que e irá fazer, se pensarmos que apenas três nomes chegam aos lives, diria que Vangelis e Cody devem ter lugar garantido.

Leighton Jones (8,5), Laura Begley (7,5)

Eli Cripps vs Charley

Cody Frost vs Laura Begley

Vangelis vs J Sealy

Leighton Jones vs Chase Morton

Tobias Robertson vs Harry Fisher

 Heather Cameron vs Melissa Cavannagh

Team Paloma

Team Paloma: Kevin Simm (30,0), Rick Snowdon (27,5), Beth Morris (26,5), Deano (25,5), Aliesha Lobuczek (25,5), Bradley Waterman (24,8), Megan Reece (24,5), JJ Soulx(24,5), Theo Llewellyn (21,0), Dwaine Hayden (16,0) e Steve Devereaux (15,0)

Faith Nelson (8,0)

Se tem alguém que sambou nessa primeira, essa pessoa foi Paloma Faith, a mulher conquistou quase todos os candidatos que queria, foi espontânea, carismática, cantou, falou espanhol, simplesmente arrasou e chega com a melhor equipe para as batalhas. Sem dúvidas nomes como Kevin, Rick e Beth chamam a atenção, outros cantores como Deano e Aliesha surpreenderam demais e chegam fortes para essa fase, Bradley, megan e JJ Soulx formam aquele grupo que pode surpreender.

Rick Snowdon vs Bradley Waterman (CONFIRMADO)

Aliesha Lobuckzec vs Dawine Hayden (CONFIRMADO)

Kevin Simm vs Theo Llwellyn

Beth Morris vs Megan Reece

Deano vs Steve Devereaux

JJ Soulx vs Faith Nelson

Team Ricky

TeamRicky: Jolan (28), Raachelann (27,8), Mia Sylvester (27), Chloe Castro (26,3), Alaric Green (25,5), Janine Dyer (24,5), David Barnes (23,3), Efe Edugba (23,3), Brooklynne Richards (22,5), Tom Milner (22,5), Kagan (22,5) e Aine Carrol (18,0).

Podemos dizer que as últimas semanas de audições fizeram muito bem ao Team Ricky, ele ganhou seus principais candidatos e na minha opinião tem o segundo time mais forte (e as vezes o considero o primeiro). Jolan, Mia e Raachelann colocam essa equipe cheia de front-runners como favorita, além deles a bela Chloe Castro pode se destacar, entre os outros candidatos temos alguns que podem surpreender com bom direcionamentos e isso é algo que Ricky costuma fazer como ninguém, então é esperar.

Brooklynne Richards vs Tom Milner (CONFIRMADO)

Jolan vs Kagan

Janine Dyer vs Efe Edugba

Raachelann vs  Chloe Castro

Mia Sylvester vs Aine Carrol

Alaric Green vs David Barnes

Team Will

TeamWill: Aaron Hill (26,8), Charley Blue (26,0), Lydia Lucy (26,0), Collen Gormley (25,5), Irene Alano-Rhodes (24,8), Faheem (23,3), Vivica Jade (23,3), Lauren Lapsley Browne (22,5), Lyrickal (21,0), Mari Marli (21,0), Scott & Vicki (19,5) e Tom Rickels (19,0).

Will tem o time mais fraco, apesar de boas apresentações de Aaron e Collen nessa última noite não os vejo indo longe na competição, apostaria muito mais em Charley e Lydia Lucy seguindo longe e algum steal quem sabe, vamos ver o que Will vai aprontar.

Lydia Lucy vs Irene Alano-Rhodes (CONFIRMADO)

Aaron Hill vs Faheem (CONFIRMADO)

Charley Blue vs Vivica Jade

Lauren Lapsley Browne vs Collen Gormley

Scott & Vicki vs Tom Rickels

Mari Marli vs Lyrickal

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Segundo o tabloide inglês Tellmix, o participante Jordan Grey que cantou “Just Like a Woman” na semana passada e não obteve sucesso retornara ao show pelo Team Paloma substituindo alguem do seu time, resta saber quem é e por qual motivo.

Em relação as Blinds, acredito que realmente foi cansativo como sempre foi, sete semanas de Blinds com uma grande quantidade de candidatos não aprovados é bem dificil de suportar, mas fomos guerreiros e chegamos aqui. Acredito que apesar do baixo nível, a temporada pode ser muito boa se os artistas certos seguirem até os lives, vamos ver o que vai rolar daqui pra frente.

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: