Posts Populares

The Voice UK – S08E14 – Final [SEASON FINALE]

This Winner Of The Voice Uk is…. 

Fala galera! Que prazer escrever essa finale para vocês. A temporada foi um verdadeiro hino e por conta disso o animo para produzir o texto não podia ser dos melhores. Bethzienna, Deana, Molly e Jimmi formaram a final mais equilibrada que o TVUK já realizou. Os quatro finalistas são extremamentes competentes e tiveram trajetórias bastante sólidas, infelizmente curtas, mas cheia de solidez. O interessante aqui é que temos além de apenas dois coaches disputando o título de winner, #TeamTom VS #TeamOlly, temos dois ‘steals’ na final e isso me deixa bastante feliz, pois adoro esses tipos de revés haha.

Ah, e a motivação aqui não podia ser maior, até porque eu não podia estar melhor acompanhado. Juntinho comigo comentando tudo o que rolou durante o episódio estão o dono indiscutível do posto de Rei do Panelas, Dam e a paneleira mais fofa que temos, Tati. A pergunta agora é a seguinte, quem se juntará ao flop pós-The Voice com Leanne, Andrea, Jermain, Stevie, Kevim, Mo and Ruti? Façam suas apostas!

The Coaches’ ‘Gimme Some Lovin’

Rapaz, depois das bancadas com Jessie J e Danny and Rita e Ricky, essa daqui é uma das melhores que temos e essa performance é a prova viva disso. A interação entre os quatro é perfeita. Aqui cada um brilhou sem ofuscar o outro e nós não poderíamos ter iniciado o episódio de outra forma. Amei demais isso aqui. Vejam vocês mesmos!

*Performances solos

[TEAM OLLY] Jimmy Balito’s ‘The Best’

Luquinhas: Embora tenha curtido a perf, esperava muito mais do Jimmy. Na verdade esperava uma canção que me prendesse um pouco mais, achei essa escolha extremamente fraca para uma grande final, no entanto é preciso reconhecer que Jimmy o que pode e nos entregou algo gostoso de se ver, aliás com um sapão desses no palco não tem como ser ruim, né? É muito maravilhoso sim!

King Dam: Olha, eu amo a voz do Jimmy, ele tem bem esse timbre roqueiro britânico, mas pra uma final eu esperei algo mais visceral vindo dele. A performance foi ótima, a música também é muito boa, mas não sei se boa o bastante pra uma final.

Fofi Tati: Ai, gente, preciso falar do palco! Lindíssimo! Sobre Jimmy, vocalmente seguro como sempre foi nesse programa. Eu admiro muito isso nele. Mas a songchoice não foi uma das melhores, né? Tipo a música é legal, tem uma vibe Winner Song, mas não tem aquele momento pra arrasar. Não que isso fosse mudar o resultado, mas ao menos Jimmy terminaria o programa de forma mais marcante. De qualquer maneira, foi uma boa performance.

[TEAM TOM] Bethzienna’s ‘Call Out My Name’ 

Luquinhas: PO-DE-RO-SA! Se eu apenas estivesse escutado isso aqui, não iria ficar tão feliz. Mas vendo a Beth no palco… Aí sim, vos digo que AMEI! Ela é atriz, já participou da série ‘Skins’, ou seja, se tem uma coisa que ela sabe fazer é interpretar. Ela se veste da canção por inteiro e nos faz embarcar para seu mundo. Os vocais não foram perfeitos, na verdade Beth só apresentou vocais quase que perfeitos em sua batalha, mas ela me entreteu demais. Sua performance foi digna de uma finalista.

King Dam: PASSADO NA MANTEIGA DELINE! Que ícone meus amigos, que ícone de performance. É disso que eu tava falando na performance do Jimmy, se é uma final tu tem que chegar dando de salto quinze na porta jogando o leck na cara das irmãs, achei a musica muito acertada pra a Beth e a interpretação dessa mulher foge dos padrões. Quando ela canta você sente cada palavra, ela coloca sentimento de uma tal forma que não tem como não arrepiar.

Fofi Tati: Olha, eu já tinha dito isso na review passada, mas preciso ressaltar novamente: Beth tem uma veia interpretativa sensacional. Ela mergulha na letra de uma forma muito maravilhosa e sempre entrega performances com ótimas interpretações. Mas a acho muito limitada vocalmente e deu pra perceber isso com mais nitidez nessa música. Tipo, vocalmente falando, ela não vai mal, ela não consegue se arriscar muito e fugir do tópico feijão com arroz. Ainda bem que ela ganha na entrega no palco, pois eu senti cada palavra. Por isso, eu adorei.

[TEAM TOM] Deana’s ‘Hometown Glory’ 

Luquinhas: É a voz, mas não merece vencer. Engraçado, né? Eu sou completamente apaixonado pela artista que a Deana é. Ela canta de uma forma despretenciosa e isso me encanta. Para uma final, precisávamos de mais. Muito mais. Tanto na emoção quanto nos vocais. A música escolhida foi a culpada? Acredito que não. Já pensou se ela vem no piano, mais conectada com a letra… Seria a performance. Uma pena que nada aqui tenha funcionado.

King Dam: Poxa… não curti muito essa apresentação da Dea não. Achei muito sem sal, sem graça e eu até cochilei no meio da performance. Essa musica é muito linear, o que chama a atenção nela é a emoção imposta por Adele, logo, todo e qualquer cantor que queira cantar essa musica precisa colocar muita emoção nela, se não fica uma performance chata e infelizmente foi isso que acontece aqui.

Fofi Tati: Nossa, gente. Ela veio com a mesma roupa da audição praticamente kkkkkkk. Tá parecendo eu que vou em festa da família de chinelo e chega lá o povo tá de salto kkkkk. Nossa, se era pra repetir algo da blind que fosse a performance, que achei melhor que essa. Música péssima e apresentação mediana. Acho que foi culpa da songchoice, mas ela ficou devendo também.

[TEAM OLLY] Molly Hocking’s ’Someone You Loved’

Luquinhas: É isso que queremos ver e ouvir! O que falta de emoção na Deana, sobra na Molly. Ela nunca foi minha preferida, está longe de ser, mas não tem como não se arrepiar com a sua entrega, seu timbre, sua maneira de cantar e encantar… Ela é a winner indicutível da temporada e nós temos que aplaudir. Até porque ela faz merecer todo o seu favoritismo!

King Dam: Molly, porque tão perfeita??? A menina veio com ar de vencedora meus amigos, olhem a escolha da musica, a voz dela, o cenário… Molly veio pra ser cada vez mais favorita e ficou bem acima de seus concorrentes.

Fofi Tati: NOSSA, GENTE, OLHEM PRA ESSE CRISTAL. Vejam como essa mulher canta lindamente, com uma conexão maravilhosa. Eu tô apaixonada por essa performance. Tão simples e ao mesmo tempo carregada de sentimento. Aliás, Molly fez isso o programa inteiro e não poderia ser diferente aqui. Devo falar também que mais uma vez arrasaram no palco e isso contribuiu demais para que a performance fosse mais bonita. Eu quero muito esse anjo sendo campeã.

*DUETS

 Jimmy Balito’s & Olly Murs ‘All Right Now’

Luquinhas: Ê dupla que combinou, né? Os meninos foram começaram lá em cima e sustentaram suas energias até o fim! Que Olly Murs é um showman todos sabemos, então energia não iria faltar, minha surpresa aqui foi toda a alegria do Jimmy. Ele me pareceu o tempo todo estar curtindo bastante isso aqui.

King Dam: Olha… performance legal, nada muito extraordinário, não sei se fez muito o estilo do Jimmy não, então não deu pra curtir muito e sem contar que vocalmente falando o Jimmy deu umas escorregadas. Por esses motivos que eu não considero tão boa.

Fofi Tati: Ai, gente, o Jimmy colocando a mão na cintura no começo da performance ficou parecendo uma vovozinha, ainda mais que ele é corcundinho hahahaha. Então, performance legalzinha e só. Acho a voz de Olly chata e pra mim Jimmy se destacou mais. Foi divertida ao menos.

Bethzienna & Sir Tom Jones’ ‘Don’t Let Me Be Misunderstood’ 

Luquinhas: Ah, como eu amo essa música! E quando eu a escuto, imediatamente me lembra da Sally Barker (S3). Acho que Tom e Beth não poderiam escolher canção melhor. Ambos estiveram a vontade, ambos arrasaram nos vocais, e Beth como sempre arrasou na interpretação, mesmo que estivera acompanhada. Rainha faz assim.

King Dam: Nossa, bem melhor aqui, acho que a musica foi muito bem pensada pra Beth e combina muito com o Tom também. Beth tem o dom de conseguir interpretar a musica como ninguém e mesmo dividindo a musica com outra pessoa, essa qualidade dela ainda se destaca. Mandaram muito bem, amei!

Fofi Tati: Foi uma performance quase que solo da Beth e uma pequena participação do Tom, né? Hahaha Mas gostei assim, pois deu pra Beth brilhar. E eu adorei os vocais dela nessa performance, inclusive. Foi uma performance bem legal e Beth brilhou muito.

 

Deana & Sir Tom Jones’ ‘I Believe’

Luquinhas: Tom arrasou nas músicas pros duetos. As canções foram as caras tanto dele, quanto das suas acts. Eu adoro esses tipos de duetos, adoro as vozes do Tom e a da Dea, ou seja, amei demais a performance. Eles pisaram real!

King Dam: Tom pisou demais nos duetos com suas pupilas, porque ou eu amo old music, ou essas performances estão mesmo muito boas. Mais uma vez ele escolhe uma musica que fala muito com o estilo de sua act mas que também traz um pouco da identidade dele. A interação dos dois também foi muito bacana. Enfim… foi um dueto muito gostoso de ver e ouvir.

Fofi Tati: Nossa, socorro que performance chata. Só consegui chegar ao final pois achei muito fofo a forma como eles se olhavam no palco. Claramente tem uma relação muito boa entre eles e eles estavam claramente se divertindo. Que bom que ao menos eles, né? Pois eu achei chatissima hahaha.

Molly Hocking & Olly Murs’ ‘Stars’ 

Luquinhas: Nossa, que coisa mais linda! Amei, amei e amei! Os dois estiveram extremamente conectados entre si e com a letra da música. Molly como sempre foi de extrema competência, ela parece até uma sereia, fiquei completamente hipnotizado por ela, sem or. Olly por sua vez foi bem, poderia ter rendido mais, mas….

King Dam: Sabe aquela estrela que parece que brilha mais que as outras no céu? Molly é uma dessas estrelas, é impossível não olhar pra ela ou ter sua atenção roubada quando ela começa a cantar. Eu amei a escolha da musica e o arranjo, só me incomodou o fato do Olly ter as maiores partes e as melhores partes da musica. No mais… foi um belo dueto, com vozes maravilhosas e uma interpretação linda demais.

Fofi Tati: Meu Deus, um cenário perfeito pra esse anjo chamado Molly. Olha, amei a versão e teria amado mais se não tivesse a voz irritante do Olly no meio. Ele até mandou bem no falsete, mas não adianta, não consigo curtir. Já Molly foi princesa sem defeitos, como sempre. Senti falta de um momento de mais impacto, mas acho que era essa a intenção mesmo.

*Results part 1

Após as performances solos e dos duetos, o público votou e os dois acts mais bem votados iriam disputar de fato o título de campeão do reality. O Reino Unido se aperfeiçoou em escolher candidatos e os mais bem votados foram: Deana & Molly. O que eu achei justo, até porque dos quatro, as duas são realmente as melhores opções. Mas ressalto que se tratando das performances do dia, um embate entre Molly e Bethzienna seria muito mais interessante. Bora continuar o show…

*Solo – winner song 

[TEAM TOM] Deana’s ‘Autumn Leaves’

 

Luquinhas: Com essa song, Dea teve o seu melhor desempenho dentro do reality e não tinha escolha mais certa para esse momento. Além da roupa, ela repetiu a apresentação de forma desnumbrante. Com essa música a gente consegue se sentir conectado com ela e isso é massa. Essa performance foi por mais uma semana, um dos pontos altos do episódio. Adorei!

King Dam: Olha… a Dea pra mim foi umas das mais fracas da noite. Eu curto a voz dela e acho que ela ja entregou performances muito melhores que essa da final. A voz tava boa, mas a musica não chamou a cobrança de uma final, ficou faltando pra ela mostrar pro que veio.

Fofi Tati: Felizmente, Deanna escolheu a música do seu melhor momento no programa e veio com tudo. Eu achei as performances muito parecidas, então vou falar mais ou menos o que disse na semana passada: foi uma coisa linda, o típico caso onde o menos é mais. Aqui ela ganhou na entrega e emoção, e pra isso ficar quietinha ali no meio do palco bastava. Eu não conhecia essa música até semana passada e não poderia ser uma escolha melhor pra Deanna brilhar.

 

[TEAM OLLY] Molly Hocking’s ‘I’ll Never Love Again’ 

 

Luquinhas: Outra que escolheu certo para winner song foi a Molly. Eu amei essa perf dela semana passada e gostei ainda mais nessa. Ela fez com que a música da Lady Gaga fosse dela. E pra mim, apenas ARTISTAS fazem isso acontecer. Molly tem postura de vencedora, interpreta como vencedora e não tinha música melhor para a consagrar de fato vencedora da edição.

King Dam: EU TAVA SEDENTO PRA COMENTAR ESSA PERFORMANCE! Primeiro de tudo eu queria dizer que Molly consegue se equiparar a Lady gaga em todos os quesitos, seja ele emoção ou vocal. Segundo a forma como essa mulher passa serenidade no olhar cantando é fora do normal, ela é muito segura, sabe o que ta fazendo e faz muito bem! Eu procuro mas não acho um defeito nessa fada que já venceu essa temporada sim em nome de Jesus. Molly pra mim foi a única que de fato veio com performances dignas de uma final, nada mais justo que ser a vencedora

Fofi Tati: Não sei se era obrigatório escolher a música da semi, mas se pudesse escolher qualquer música da trajetória de Molly no programa, certamente, eu escolheria a Blind ou ou k.o. Eu AMEI a performance dela na semana passada e gostei dessa, mas achei que em seu primeiro número ela se entregou mais. Aqui achei tudo meio basiquinho. Mas Molly ainda tem meu coração todinho.

Antes de anunciar o resultado mais importante da competição, Ruti, vencedora da temporada passada pelo #TeamTom retornou ao programa para apresentar seu novo single: ‘Rancing Cars’. Após escutá-la eu fui direto para o Spotify e fiquei no repeat por um bom tempo. O que me impressionou além da boa música e da voz deliciosa, foi a desenvoltura da Ruti no palco. Ela ficou mais confiante e de fato mostrou presença. Adorei e já estou sedento pelo próximo lançamento!

Após a deliciosa apresentação da Ruti, foi o momento de anunciar que: The Winner Of The Voice Uk is…. Molly Hocking! O que foi de extrema justiça! Molly fez uma trajetória de campeã e literalmente arrasou nas apresentações dessa grande final. Dos quatro finalistas, acredito que não podíamos ter resultado melhor. E ah, Olly super mereceu vencer essa temporada. Ele se mostrou um técnico bem mais consistente e fez a parada acontecer!

Por fim, quero me despedir de vocês com o coração cheio de alegria. Fazia tempo que essa franquia não me empolgava tanto. Espero que tenham curtido nossa cobertura e não deixem de ficar ligadinhos no nosso site, em breve o The Voice Australia tá chegando e nós cobriremos tudinho para vocês. Vale ressaltar que essa foi a última série do contrato de três anos da ITV, ou seja, ainda não é nada certo termos o show daqui para frente, espero que eles renovem o quanto antes. Agora é com você! Curtiu a finale? Achou justo a vencedora ser Molly? E sobre a review, o que achou? Joguem duros nos comentários! Vou embora deixando a melhor imagem que um coach poderia tirar na vida. Olly, eu escolhi te amar! hahahahaha. Beijão, galerinha!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lucas Salles

Um baiano que é capricórniano, aspirante a jornalista, que ama festas, viagens assistir a sériados, ver uma boa treta e realitys shows! Ah, eu sou tirado a figura pública também, viu? Vão no instagram, busquem por @eulucassalles e vem seguir o paneleiro mais sã que já existiu, sqn!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries