Posts Populares

The Voice US – S08E01/S08E02 – The Blind Auditions Premiere

Nosso amado reality show VOLTOU! E quem também voltou foi ela, a RAINHA, QUEEN AGUILERA! Junto com os remanescentes da última temporada Adam Levine, Pharrell Williams e Blake Shelton.

???????????????????

Sobre os dois primeiros episódios, acredito que o saldo foi extremamente positivo, a química entre os coaches é perfeita e ocorre de forma natural, já vejo um #Phartina rolando durante essa temporada. A produção resolveu deixar Adam como o coitado, editando o episódio e o colocando como em temporadas anteriores com um começo difícil para depois ele dar a volta por cima, vamos ver como será os próximos episódios.

Sobre Pharrell, espero que faça tudo diferente do que fez na season passada, espero que ele tenha visto seus erros e que leve os melhores artistas do seu team para frente com escolhas musicais interessantes e cabem no contexto desse artista. Blake vem com a velha fórmula, que já o levou ao título 4 vezes e acredito que ele quer mais uma vez! E Christina Aguilera volta ao show depois de duas temporadas por conta de sua linda filha Summer, e acho que é extremamente importante o destaque que Xtina vem recebendo do show nas promos, como ocorreu com Gwen na season passada, Xtina é julgada por muitos americanos como arrogante e isso prejudica a imagem dela como coach e em votações pode prejudicar seu team.

A abertura do programa contou com nossos coaches cantando uma ótima versão de “Are You Gonna Go My Way” by Lenny Kravitz.Todos estavam muito bem, mas acho que Blake ficou um pouco apagado, destaque para Christina Aguilera que estava arrasando como sempre e Adam mandando muito bem na bateria.

Coaches – “Are You Gonna Go My Way” by Lenny Kravitz

Enfim, vamos logo as performances, pois será um review um pouco longa por ser dois episódios.

Sarah Potenza – “Stay With Me” by Rod Stewart

Sarah foi uma das blinds divulgadas antes da estreia no show, acredito que ela seja um artista que possa ir longe, mas os roqueiros não costumam se dar tão bem no show a muito tempo, os vice campeonatos de Juliet Simms e Terry McDermott nas primeiras temporadas do show foram os últimos resultados positivos para artistas ‘roqueiros’ no show. Sobre a performance Sarah mostrou uma voz forte e uma certa rouquidão que são os grandes destaques, ela acertou na song choice que permitiu a ela mostrar o melhor dessa rouquidão, e fazer jus ao seu sobrenome.

Já estava com saudades da ‘Geografia’ de Blake Shelton para conquistar candidatos e o fato de ele ter feito um trabalho perfeito com Terry na Season 2 deixaram a escolha para Sarah mais difícil, e ela fugiu do lógico que séria ir com Adam, que é o artista mais próximo do rock e escolheu Blake Shelton. Acho que é uma parceria que pode funcionar. #TeamBLAKE

Outros comentários

Clarice: Gostei da Sarah, tem uma voz muito boa e uma rouquidão dessas gostosa de se ouvir. Me surpreendi com a escolha dela, espero que o Blake saiba trabalhar com ela como soube fazer com Terry.

Lowell Oakley – “Don’t Get Around  Much Anymore” by Duke Ellington

E a cota de candidatos do jazz/soul começa a ser preenchida. Lowell fez uma ótima audição, mostrou uma ótima voz e me senti naquelas performances de musicais que vemos em filmes na TV. Apesar disso, e ter feito uma audição ‘segura’, acredito que Lowell não vá longe no show, primeiro por seu estilo musical e segundo por ser um artista sem algum diferencial em sua voz. #TeamPHARRELL

Outros comentários

Clarice: Esse estilo de música me lembra taaaaanto Michel Buble, o BFF do Blake! Não é meu estilo preferido, mas o Lowell foi bem. Cantou bem e demonstrou um grande talento e presença de palco.

Rob Taylor – “I Want Yoy” by Luke James

Não tava dando nada por Rob, até ele começar o show de agudos, e realmente fiquei surpreso. Não costumo gostar de cantores que ficam só nos agudos como destaque de suas performances, nas partes baixas ele cometeu algumas pequenas falhas, mas Rob e Christina é uma dupla extremamente interessante, já quero ver os ensaios desses dois e o show de gritos/agudos! #TeamXTINA

Outros comentários

Clarice: Também não estava com tantas expectativas ao Rob, mas quando ele soltou o primeiro agudo já percebi que seria o casamento perfeito ele com Xtina! Ela estava engraçadíssima durante a performance do moço e arrasou ao cantar com ele.

Ivonne Acero – “Try” by Colbie Cailat

Ivonne mostrou uma boa performance no palco, não vi muitos erros, porém ela tem uma voz comum e acho que pecou na ‘entrega’ necessária para a música. Apesar disso, gostei do que vi e acho que ela pode voltar nas próximas temporadas e conseguir virar cadeiras, além disso, essa música foi marcada por uma das melhores performances de Reagan James na última temporada, com isso acho que os coaches tinham algo para comparar e ficou ainda mais difícil para Ivonne. #Eliminada

Outros comentários

Clarice: Ela tem uma voz comum mas canta bem. O nervosismo atrapalhou demais. Certamente volta nas próximas edições…

Cody Wickline – “He Stopped Loving Her Today” by George James

Uma boa voz, um violão e um artista country bem autêntico. Porém para mim ele pecou na conexão com o que ele estava cantando, foi uma performance extremamente linear e sem nenhum momento de destaque, ele está longe dos melhores cantores countries que o The Voice já teve em seu palco. E sinceramente, não entendi essa busca de Adam por artistas countries e nem esse elogio FALSO da melhor performance de artista country do show. E era meio obvio que era Team Blake, só um milagre que ocorreu duas vezes (Cary Laine e Warren Stone). #TeamBLAKE

Outros comentários

Clarice: Ai gente, mais country não! Oh my god, stop! O cara até cantou bem e Blake pode leva-lo longe se souber trabalhar bem com ele. Maaaas não achei sensacional muito menos a melhor performance country do The Voice. Menos, Adam!

Treeva Gibson – “Young and Beautiful” by Lana Del Rey

Gente, eu amei cada segundo da audição de Treeva, apesar de ter algumas pequenas falhas de tom e notas, ela arrasou nas partes mais altas da música. Eu não costumo levar em conta a história de vida, mas a dela é diferente do usual e acho que muitas dessas desafinações vem por conta de seus pais não ouvirem, e talvez ela mesma tenha dificuldade de se ouvir, então acho que é ai que Xtina entra, para moldar Treeva e levar essa jovem garota aos lives. #TeamXTINA

Outros comentários

Clarice: Que linda história de vida da Treeva, não costumo me apegar aos dramas do pessoal não… só presto atenção mesmo pois tenho que legendar esse blablabla todo! Maaaaas, adorei a Treeva! Xtina saberá trabalhar com a menina e prevejo ótimas performances pra ela.

Mason Henderson – “Riptide” by Vance Joy

*Vídeo não disponível.

Ele tem um tom de voz legal e tudo mais, mas não impressionou em sua audição, foi uma performance bem linear, no único momento que ele subiu um pouco para arriscar, desafinou, enfim acho que realmente não mereceu passar nessa temporada. #Eliminado

Outros comentários

Clarice: Acho engraçado quando eles não mostram a história do artista e transformam a apresentação numa Blind Audition pra nós telespectadores. Achei comum, gostei mas faltou algo.

Meghan Linsey – “Love Hurts” by Nazareth

Acredito que a vasta experiência na música country, deu a Meghan uma qualidade de conseguir passar todas as emoções do que esta cantando, senti a intensidade de cada fraseado e foi realmente muito bom, e somente Blake Shelton não virou, engraçado a cena! Hahaha E incrível como Pharrell tem uma lábia que consegue superar Adam, mas nessa Adam nem tinha chances, estava entre Xtina e Pharrell, e Meghan escolheu mais pelo lado de Pharrell ser produtor e talvez fora do show, ele possa ajudar ela a se reerguer, além do possível auxilio de Blake. #TeamPHARRELL

Outros comentários

Clarice: Achei irônico demais Blake não ter virado sendo que já estiveram juntos e talz. Senti também que ela escolheu Pharrell pelo lado produtor, e acredito que muitos fazem isso. No mais, a voz dela é boa e ela sabe se conectar, passando a emoção que a música exige. Gostei.

Joshua Davis – “I Shall Be Released” by Bob Dylan

Joshua já começou acertando na song choice, foi uma performance linda que alternou entre o folk, soul e blues com muita qualidade, sua voz é extremamente bonita e ele tem um diferencial em sua voz que não definir muito bem, enfim foi brilhante, e ele arrasou na emoção. Minha surpresa foi a escolha do coach, acho que Blake colocará ele totalmente no caminho dos blues, enquanto particularmente acho que Adam seria um coach melhor para ele, enfim vamos ver o que esses dois vão aprontar. #TeamBLAKE

Outros comentários

Clarice: Adoreeeeei o Joshua! A música encaixou tão perfeitamente na voz dele, com uma rouquidão gostosa. Ele merecia #4Chairs e ainda acho que deveria ter optado pelo Adam.

Bryce Sherlow – “Cool Kids” by Echomist / “Happy” feat. Pharrell Williams

Em “Cool Kids” foi bem fraco, sua voz ainda não é bem definida, ela teve vários momentos de desafinações e a transição entre tentativas de fazer notas altas e baixas foi bem pífia. E gente que foi ela desafinando logo no segundo verso de “Happy”, mas para ela valeu ir lá cantar, e para a edição valeu por mostrar Pharrell ainda mais fofinho! Hahahaha #Eliminada

Outros comentários

Clarice: Pra quem ainda tem a lembrança de Taylor Phelan cantando “Cool Kids”, ouvir Bryce cantando chega a doer. Ela não foi bem, demonstrou nervosismo e que não está tão preparada assim. Mas foi super bonitinho ver Pharrell cantando “Happy” com ela.

Sawyer Fredericks – “I’m a Man Of Constant Sorrow” by Dick Burnett

O que foi isso saindo da boca desse menino de 15 anos?? Que vozeirão, Sawyer fez minha audição preferida da noite, foi brilhante, o tom rouco dele é apaixonante. Enfim, apesar de Pharrell ser um ideal para ele por ser soul e tudo mais, acho que Xtina ou Adam fariam mais por ele no show e tenho muito medo de perdê-lo nas primeiras fases por conta das escolhas estranhas que Pharrell Williams toma no show. #TeamPHARRELL

Outros comentários

Clarice: Gente, como assim? Não dá pra entender como esse menino tem essa voz!!! Fiquei boquiaberta assim que o ouvi. Não é meu estilo preferido, mas tenho que reconhecer que Sawyer foi muito bem.

Vamos agora aos comentários do Episósio 8×02, onde mais audições ocorreram.

Anthony Riley – “I Got You (Fell Good)” by James Brown

Valeu virarem cedo por conta do show a parte que Anthony trouxe. Amei seus passos de dança, hahaha, só achei exagerado aquela virada tão rápida dos quatro coaches, não foi tão uauu assim, como foi com Matthew Schuler e também com Karise Edén no The Voice Australia. Mais um candidato do soul, e Anthony além de dar um show de presença de palco, fez uma performance tecnicamente perfeita. Enfim espero Anthony indo razoavelmente bem no the voice. #TeamPHARRELL

Outros comentários

Clarice: Ainda não entendi o boom dessa virada de 4 chairs tão rápida. Sim, o cara é bom e fez um grande show ali, mas concordo… achei bem exagerado!

Gabriel Wolfchild – “Don’t Think Twice It’s All Right” by Bob Dylan

Quando pelo segundo episódio seguido aparece Bob Dylan nas songs choices é um sinal que a temporada promete. Gabriel tem uma voz extremamente linda e diferenciada, acredito por conta de seu timbre diferenciado que é algo muito puro e suave. Gabriel canta de uma forma que faz quem ouve sentir cada palavra, a escolha musical foi extremamente inteligente e achei bem interessante a escolha dele de coach, esperava Adam ou Blake, mas jamais Christina. Os argumentos dela foram bem convincentes, por um lado vejo que talvez ele tenha dificuldade pois não lembro de Xtina trabalhando com artistas folk e por outro lado ele pode ir longe pois não deve ter rivais do mesmo estilo musical. #TeamXTINA

Outros comentários

Clarice: E novamente alguém super diferente do habitual, com uma música linda num arranjo igualmente lindo. E com Xtina ainda? Uau… Engraçado o Pharrell dizendo que não virou porque sabia que não seria escolhido, sendo que era a grande escolha do Gabriel.

Brooke Adee – “Skinny Love” by Bon Iver

Uma performance linda alternando com maestria entre o suave e o forte, sem esquecer da dose certa de emoção. Brooke me surpreendeu principalmente pela conexão com a música e a entrega, mas uma coisa eu não acreditei, ela escolher Blake, que não conhece muito do mundo ‘indie pop’, tirando a opção de ela ser voltada para o country, acho que será usada como sacrifício em alguma etapa infelizmente. #TeamBLAKE

Outros comentários

Clarice: Blake armando contra o Adam, coitadoooo!!!! Gente, que linda a voz da Brooke! Gostei demais da performance dela… e espero que seja bem aproveitada com o Blake.

Dylan Dunlap – “Talk Dirty” by Jason Derulo

*Vídeo não disponível.

Dylan teve sérios problemas de controle vocal em sua performance, que acabaram pesando contra ele, e apesar de fazer uma performance boa acabou não tendo nenhuma cadeira virada. #Eliminado

Outros comentários

Clarice: Acho muito arriscado quando mudam por completo o arranjo da música e a deixam irreconhecíveis. As vezes funciona… outras não! E nesse caso não gostei.

Tonya Boyd-Cannon – “Happy” by Pharrell Williams

Abrindo a temporada de blind auditions com cancões dos coaches estava Tonya, como uma versão extremamente superior a Bryce na primeira noite (hahahaha). Tonya fez uma performance sem muito riscos e acho que ainda ela não mostrou tudo que ela é capaz de fazer, fisicamente e vocalmente ela me lembrou Frenchie Davis que participou da 1ª temporada pelo Team Xtina. O ponto forte de Tonya está em sua presença de palco e em sua simpatia, enfim temos que esperar ela com uma música mais arriscada para ver o que ela pode fazer. Sobre sua escolha, já tava achando que Adam ia pegar algum candidato na próxima temporada hahahaha (Edição, estamos de OLHO)! #TeamADAM

Outros comentários

Clarice: Juro, não aguento mais ouvir “Happy”! Dai pra ajudar, teve gente cantando nos 2 dias de programa… SOS! Mas gostei da Tonya e finalmente Adam pegou algum artista.

Joe Tolo – “To Love Somebody” by Bee Gees

E a cota dos cantores divos da Filipinas foi de um homem dessa vez. Vocalmente, Joe arrasou, deu para ver pelo ânimo da nossa Queen Xtina, ainda mais no falsete final que ele fez de forma espetacular. Enfim TeamXtina vem extremamente forte e acho que essa parceria pode render bons frutos. #TeamXTINA

Outros comentários

Clarice: Outro artista que não criei muitas expectativas e fui surpreendia. Cantou bem e fará uma boa parceria com Xtina!

Drew Parker – “Working Man Blue” by Merle Haggar

*Vídeo não disponível.

Mais um cantor country sem graça, mas pelo menos dessa vez sem nenhuma cadeira virada! \o/ Fez uma apresentação linear e sem nenhum destaque, enfim tem que melhorar muito para voltar ao show. #Eliminado

Outros comentários

Clarice: Ainda bem que ninguém virou, não gostei mesmo dele cantando.

Mia Z. – “The Three Is Gone” by B. B. King

Mia começou fraca, mas esse momento foram 3 ou 4 versos apenas, depois ela explodiu no palco, arrasou na presença de palco, na técnica, no controle vocal, nas notas altas, enfim foi uma das audições mais impecáveis das duas primeiras noites, eu esperava que Christina virasse, enfim, acho que ela escolheu de forma correta. Pharrell gosta de trabalhar com artistas assim, acho que o blues que Mia tanto que seguir será mostrado nas próximas fases. #TeamPHARRELL

Outros comentários

Clarice: Que vozeirão incrível pra uma menina de 15 anos! Cantou lindamente… já é uma das minhas favoritas e que merecia #4chairs. Adorei Mia e ainda acho que ela seria a mini diva que Xtina precisa pra brilhar.

Blaze Johnson – “How to Save a Life” by The Fray

Acho que o fato de eu ter gostado dessa audição está muito mais relacionado a música, do que a Blaze. Hahahaha Sobre a performance, ele mostrou uma voz comum, porém uma performance tecnicamente boa e foi bem nas notas altas no final da música, não vejo Blaze indo longe, ainda mais no Team Adam, que sei que tá fraco, mas vai terminar as blinds destruindo! #TeamADAM

Outros comentários

Clarice: Adoro essa música e gostei do Blaze, mas não consigo vê-lo indo longe.

Bryan Pierce – “Rocket Man” by Elton John

*Vídeo não disponível.

E a cota do Cole Vosbury, Nicholas David apareceu mais uma vez, porém dessa vez não obteve sucesso. Enfim, gostei muito do que Bryan mostrou, principalmente do seu tom de voz, mas pecou na entrega. Entre os eliminados se juntaria a Ivonne na classe dos candidatos que eu viraria. #Eliminado

Outros comentários

Clarice: Inevitável associá-lo ao Cole e Nicholas, né? Barbudo de óculos e chapéu… Não gostei muito da performance dele não… faltou algo que o fizesse se destacar.

Deanna Johnson – “All I Want” by Kodaline

Depois de uma audição um pouco irregular na tão disputada Season 5 com “Stars”, Deanna volta na Season 8 dando a volta por cima em grande estilo. Ficou bem nítido a evolução dela como cantora, com “All I Want” ela conseguiu mostrar o melhor que sua voz tem, e mostrar uma conexão com a letra que melhorou em muito sua entrega, e com seu timbre ríspido e um pouco grave simplesmente arrasou. Adorei ver um Adam crítico e isso ajudou ele a conquistar a melhor aposta de seu team até agora. Adorei ela falando “He’s so cute” hahaha #TeamADAM

Outros comentários

Clarice: Uma das melhores da semana, estou encantada com a Deanna. Foi uma performance tão boa, se conectou com a música e arrasou. 4 chairs merecido e ótima adição ao Team Adam. E sou obrigada a concordar: Adam é muito cute! Kkkkk

Sendo assim os teams ficaram:

Team XTINA: Rob Taylor, Treeva Gibson, Gabriel Wolfchild e Joe Tolo.

O melhor team para mim até aqui é esse. Christina tem um time com artistas de diversos estilos, com Gabriel sendo até aqui o que mais me encanta e Treeva em segundo lugar, Joe e Rob são cantores poderosos, que o Team Xtina sempre costuma ter.

Team BLAKE: Sarah Potenza, Cody Wickline, Joshua David, Brooke Adee.

Até o momento um time poderoso, e só tiraria Cody da lista de possíveis cantores que vão longe dessa lista, mas ele é country, logo… hahahaha

Team PHARRELL: Lowell Oakley, Meghan Linsey, Sawyer Frederiks, Anthony Riley e Mia Z.

Pharrell como na temporada passada montando um time poderoso, minhas maiores apostas até agora são Mia Z, Sawyer e Meghan, mas Pharrell é um cara cheio de surpresas que nem sempre são positivas! Hahaha

Team ADAM: Tonya Boyd-Cannon, Blaze Johnson e Deanna Johnson.

O Team Adam por enquanto se resume em Deanna, talvez Tonya possa vir a surpreender, mas acho muito difícil.

Enfim gostei muito do que vi, me lembrou os tempos áureos da 5ª Temporada, muitos artistas ótimos, alguns bons e poucos que eu colocaria na escala do razoável, a Química entre os coaches está perfeita, Pharrell dessa vez começa a entrar no jogo com Adam, Blake e Xtina, e deixa a bancada muito mais divertida.

Até semana que vem e desculpem a demora para sair a review, mas a semana foi cheia para todos os paneleiros que cobrem The Voice.

Aguardo vocês nos comentários.

E lembrem-se, legendas e todas novidades do The Voice vocês encontram no Grupo Sub Voice, nosso grande parceiro.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries