I’m come back!

Minha gente como eu estava com saudades de vocês queridos leitores desse reality que sempre bomba aqui no panelas <3! Mal acabou a nona temporada que teve um ótimo vencedor, mas que em certos momentos tomou caminhos difíceis de engolir e já começou a décima, Xtina está de volta para a bancada e já percebemos um certo rigor, muitos poucos #4chair nessa temporada. Hoje, os comentários ficam por conta de Luana e Dam! <3

P.S. Teremos nossas cadeiras para brincar de coach nessa noite novamente, para quem esqueceu segue o significado de cada uma abaixo.

Untitled 1

Hannah Houston – “Unaware” by Allen Stone

Lindomar: Vocais claros e muito técnica marcaram a audição de Hannah, que tem um certo timbre rouco e uma certa rispidez, que da uma rasgada diferente nas notas. A música é linda, não conhecia ainda e acredito que Hannah soube escolher muito bem, principalmente por ser uma canção de R&B/Soul, arrasou demais e merecia quatro cadeiras viradas, sinto que ela pode ir longe na competição. #TEAMPHARRELL

Luana: Aww, já tinha sido um dos poucos estúdios de hoje que eu tinha amado, e embora ao vivo não tenha sido tão glamouroso, foi uma audição bem prazerosa. Tirando a última nota, em que eu senti que a Hannah puxou além do ponto, gostei bastante do que ela apresentou e já espero vê-la arrasando nas próximas fases!

Dam: AMEEEIII <3 Como faz para não se apaixonar? Amei o estilo menina pura no pais das maravilhas,porém, o que deixou o pacote completo foi a song choice, que escolha magnífica, a única coisa que eu mudaria seria a forma como ele finalizou a musica, achei bem forçado e me irritou um pouco. O encanto se acabou quando ela escolheu o PH.

Chairs-SimChairs-SimChairs-Sim

Brian Nhira – “Happy” by Pharrell Williams

 

Lindomar: Alguém cantando Happy em reality show, eu já crio uma empatia negativa e já desejo que a pessoa saia pela mesma porta que entrou antes de abrir a boca, não sou obrigado a ouvir essa música mais. Mas como estou aqui sendo um “crítico” de reality show, assisti a performance de Brian algumas vezes para dar minha opinião, e gente foi bem genérico, nada demais, tirando o fato de ele trazer pequenas mudanças como inflexões no refrão e tentar fazer algo que parecia um falsete, enfim nada demais, quando cantou a música da igreja foi melhorzinho, até passou pela minha cabeça virar, mas ele teve Happy em seu histórico, então NÃO. #TEAMPHARRELL

Luana: Songchoice HORRENDA. Simplesmente não poderia ter escolhido algo mais desgastado que isso. Pra completar, vocais nada expressivos. Sabe aquele povo que entra toda temporada pra sair nas batalhas? Pronto, bem isso.

Dam: O que foi isso Dercy? Tire-me disso, por favor. Quando as pessoas vão perceber que a Happy mania passou e que agora toda vez que eu escuto alguém cantar eu fico TUDO, menos Happy? Não deu para mim, não viraria para ele nem aqui e nem onde o barraco desabou e o meu barco se perdeu.

Chairs-NaoChairs-NaoChairs-Nao

Xtina Shut Up

Recado pra quem canta Happy na audição!

Aijia Grammer – “Say Something” by A Great Big World feat. Christina Aguilera

Lindomar: Pobre Aijia escolheu logo essa linda e tocante música ao qual Christina Aguilera faz parte, o nível de exigência para ela subiu um pouco, ela tentou focar na técnica vocal e falhou nisso e acabou  esquecendo toda parte emocional que essa música carrega, fazendo uma blind bem esquecível mesmo, não viraria para ela também. #ELIMINADA

Chairs-Nao

Brittany Kennell – “Strong Enough” by Sheryl Crown

 

Lindomar: Moça se tá bem? Estou sentindo um misto de sentimentos diferentes sobre essa blind, na primeira vez que assisti odiei forte, achei que ela estava morrendo no palco, na segunda vez conseguiu perceber a riqueza de seu timbre e a sua forma de abordar a canção que foi melhorando, sua voz pesada prejudica um pouco uma compreensão maior, mas no geral Brittanny fez uma boa audição, porém esperava mais ainda mais quando vi que ela tinha uma vibe meio rock para inserir no country vamos ver nas batalhas o que ela realmente pode fazer. #TEAMBLAKE

Luana:  Ai Deus, lá vem country! Britanny tem realmente um timbre bem suave e até um pouco diferente daquele típico do country, mas mesmo assim não foi suficiente pra me impressionar. Sem grandes erros também. Mereceu as duas cadeiras que virou, mas não teve nada de especial.

Dam: Porque ninguém cantou essa música antes no The Voice? Que música linda e Brittany conseguiu passar toda a emoção e sensibilidade feminina que eu senti na música. E concordo com Xtina, a voz dela me lembrou muito a vibe da Gwen.

Chair-TalvezChair-TalvezChairs-Super Sim

Natalie Yacovazzi – “Mr. Know It All” by Kelly Clarksson

Lindomar: Natalie trouxe elementos importantíssimos para esse hit de Kelly Clarksson, poder, controle vocal, alternou muito bem entre tom altos e baixos, e mostrou força, ri demais de Xtina querendo ter puxado o botão e ficar reclamando, grande presente de Adam, Natalie é ótima e pode surpreender no show. #TEAMADAM

Luana: EU NÃO ACREDITO QUE ELA VOLTOU! Ai gente, eu lembro CLARAMENTE da Natalie na season 9, ela cantou “Oh! Darling”, e embora realmente tenha faltado emoção, eu já tinha gostado muito da voz dela ali. Hoje ela foi tão divina! Não nego que houveram alguns probleminhas, mas avaliando no geral, ela é ótima, eu não poderia estar mais feliz pelo retorno dessa linda!

Dam: Não sei o que dizer dela, é uma boa cantora, voz potente e atinge as notas com precisão, mas não me cativou, não sei se é porque eu sou louco na versão da Cathia da season4, então para mim não rolou.

Chairs-SimChairs-SimChairs-Nao

Malik Heard – “Chains” by Nick Jonas

Lindomar: Posso ta sendo bem exagerado, mas liberarem esse garoto como a blind promocional do episódio foi a pior coisa que fizeram, audição bem fraca, definitivamente Malik não está pronto e apresentou problemas em toda sua apresentação, os únicos pontos positivos foram a desenvoltura no palco e o fato que apesar de errar muito ele tem um certo potencial que pode fazer ele crescer no futuro, mas para mim séria um candidato bom para retornar em uma próxima temporada com mais maturidade, e não ter virado duas cadeiras. Fiquei chocado que ele optou por Xtina, pra mim ele é tão team Pharrell. #TEAMXTINA

Luana: Eu AMO “Chains”, não nego. Mas certas música só podem ser cantadas pelo cantor original, sinceramente. Malik teve problemas de afinação constantes e embora suas transições tenham sido bem eficientes, não foram suficientes para me fazer gostar de verdade de sua apresentação. O lado bom é que ele é bem novo, só tem 19 anos, tem muito espaço para crescer ainda e quem sabe nos surpreender nas próximas fases.

Dam: Não deu para você bebê, tenta mais tarde porque agora você não ornou. Certa vez ouvi alguém dizer que as músicas do Nick delícia Jonas eram traiçoeiras e é a mais pura verdade, Malik tem até uma voz legal, mas escolheu a song errada o que fez com que ele não chamasse atenção e se tornasse um eterno Who para mim.

Chairs-NaoChairs-NaoChairs-Nao

Peyton Parker – “Dreams” by Fleetwood Mac

Lindomar: Amei Peyton antes de ela cantar, somente porque iria de Fleetwood Mac <3!! Eu já cai de paixão por esse timbre logo de inicio, uma coisa suave e rouca e com um sotaque lindo que casou perfeitamente com tudo, Peyton é uma das boas surpresas dessa noite, discordo de Adam e acho que teve emoção sim, na medida certa, mas quando ela disse que gostava de country music, já imaginei ela cantando Lady Antebellum, enfim, tenho esperanças de ver Peyton indo longe na competição, mesmo sendo country e tendo ido com Blake após o lindo discurso da Xtina. #TEAMBLAKE

Luana: Que voz doce! Fazendo o caminho contrário ao Brian, Peyton escolheu uma música bem fresca e que casou perfeitamente com sua voz mais delicada. Não morri de amores pela menina, mas confesso que ela tem um diferencial. Ela tem uma forma muito sutil de alcançar as notas e em nenhum momento eu podia adivinhar que ela é cantora country, só soube porque ela disse mesmo, haha.

Dam: Outra que acertou em cheio na song, que caiu como uma luva para sua voz. Tirando o fato de ela ter uma vibe meio Taylor swift, eu amei a Peyton e acho que ela irá beeem longe com Blake.

Chairs-Super SimChairs-SimChairs-Sim

Kristen Maire – “Mad World” by Gary Jules

Lindomar: MINHA GENTE TO CHOCADO QUE COISA MAIS FOFA E QUE VERSÃO MAIS FODA DE MAD WORLD! Teve singularidade, teve originalidade, teve vocais lindos, teve suavidade, teve rouquidão, teve inflexões, teve tudo que poderia ter, Kristen chegou e já conquistou um lugar no meu coração, achei ela bem parecida de certa forma com Madi da season passada e Xtina ganha sua artista alternativa/indie, só espero que ela leve Kristen longe na competição, não me decepcione Xtina. #TEAMXTINA

Luana: Ai que amor! Gente, eu sou putinha de duas coisas nesse programa: falsetes bem executados e vozes femininas com aquele toque indie nos arranjos. Se algum candidato preencher um desses dois requisitos… Eu aperto o botão, haha. Senti Kristen um pouco nervosa no começo e ela até subtonou algumas notinhas, mas coisas MUITO pequenas, nada que tirasse toda a graça e beleza de sua apresentação!

Dam: Aaaawwwnnnn como eu amei essa menina minha gente. Mad Wolrd foi o casamento perfeito para Kristen, eu amo cantoras que seduzem o público e nos leva para o seu mundo. Definitivamente foi a melhor coisa que eu vi até agora.

Chairs-Super SimChairs-SimChairs-Super Sim

Evan Taylor – “Homegrown“ by Zac Brown Band

Lindomar: Evan tem uma boa voz e um certo gingado, e achei bem diferente ver um negro cantando música country, olhando bem para todos temporadas não lembro dessa fato ter ocorrido, e fiquei bem feliz de ver essa mistura, afinal todos podem cantar qualquer tipo de música, tecnicamente Evan apostou em um dos artistas que Blake mas costuma usar músicas nas rodadas de show ao vivo e fez um bom trabalho, que poderia ser melhor e poderia ter mais emoção, e acredito que a falta de emoção foi o grande problema aqui. #ELIMINADO

Chairs-Nao

Nate Buttler – “The Walk” by Mayer Hawthorne

Lindomar: Que falsete cagado para começar a performance senhor Nate, e na minha opinião só foi piorando, achei bem cafona, bem sem sentindo as entonações que ele usou em toda a música, não achei nada de bom, os momentos bons dele ocorreram quando ele não enfeitava tanto e fazia algo bem linear, senti vergonha por Adam virar pra ele e o garoto ainda escolheu Adam foi uma tristeza em dobro. #TEAMADAM

Luana: Existe uma profecia que se realiza em toda temporada: aparece um candidato que por QUALQUER motivo me faz rir da cara dele, eu gongo a pessoa antes de cantar, gongo mais um pouco enquanto ela canta, ela dá um deslize e eu morro de rir, Adam Levine vira, meu sorriso se esvai por alguns instantes, outras pessoas viram, chega a hora de escolher o coach, eu digo “hahahaha, mas esse não vai com Adam”, o que acontece? A PESSOA VAI COM ADAM APENAS PARA ME TOMBAR! E eu juro, isso vem acontecendo há pelo menos 3 temporadas, isso foi algum tipo de maldição que jogaram em mim. Mas brincadeiras a parte, Nate nem foi de todo péssimo, a única coisa que me incomodou foi o falsete fraco (-10000 pontos).

Dam: ZzZzZzZz…. E isso é tudo.

Chairs-NaoChairs-NaoChairs-Nao

Ryan Quinn – “Can’t Find My Way Home” by Blind Faith

Lindomar: Ouvi tanto falar sobre Ryan Quinn antes do programa, que não sei se vim esperando muito ou se foi realmente o que senti, achei sua audição apenas OK, nada demais, ele realmente tem um belo timbre e diversos recursos vocais, provavelmente poderá fazer coisas incríveis e explorar os falsetes, mas achei sua escolha musical aqui bem fraca, o limitou demais, e não teve nenhum tipo de explosão em nenhum momento, foi algo que soou linear na maioria do tempo. #TEAMADAM

Luana: OLHA. O. MEU. CRUSH. AÍ. Geeeeeeeente, que homem maravilhoso. O que foi ele falando com aquele óculos na cara? Eu nem consegui me concentrar muito na apresentação em si, mas… Rostinho bonito não é motivo pra ganhar The Voice. E o fato é que eu confesso que fiquei esperando aquele momento “BOOM” e ele nunca veio. Ryan alcançou notas ótimas, mas nenhuma causou grande impacto (falo por mim). Se a competição fosse “The Face”, Ryan ganhava por milhas de distância. Mas se tratando do The Voice… Better work, bitch. O lado bom é que ele tem GRANDE potencial e acredito que ainda tenha muito mais guardado, além do que mostrou na audição.

Dam:  Antes de ir para o que realmente importa aqui, eu curti a blind, achei boa, porém, nada surpreendente que me desse arrepios. Agoraaaaaa vamos falar, o que é a beleza desse homem em? Já queria fazer dele meu Boy da temporada, mas ai minha mana Luana chegou primeiro e pegou o boy para ela, e como eu não sou a maldita fura olho, deixarei o boy magya sensual para minha mana.

Chair-TalvezChairs-SimChairs-Sim

COMBADOS

Gina Castanzo – “Cecilia and The Satellite” by Andew McMahon in the Wilderness

Lindomar: A música da Korin da season passada, me pareceu bem limitada de certa forma, ouvindo seu estúdio gostei um pouco do que vi e achei o timbre de Gina de certa forma bem semelhante, mas minha impressão mudou nesses poucos segundos de blind exibida. Enfim artistas Indie não costumam ir longe no time de Blake, então não se apeguem muito. #TeamBlake

Chairs-Nao

Trey O’Dell – “Geronimo” by Sheppard

Lindomar: Desculpa, mas quem escolhe essa música para uma audição? Geronimo, é uma música bem genérica para uma audição, fica sempre no mesmo ritmo, e fica algo linear, geronimo, algo linear geronimo, não tive como tirar conclusão sobre sua blind nos poucos segundos, mas só pela song choice eu não viraria para ele. #TeamBlake

Chairs-Nao

EQUIPES

#TeamBlake: Paxton Ingram, Mary Sarah, Adam Wakefield, Angie Keihauner, Brittany Kennell, Peyton Parker, Gina Gastanzo e Trey O’Dell.

#TeamAdam: Mike Schiavo, John Gilman, Caroline Burns, Laith Al-Saadi, Katherine Ho, Natalia Yacovazzi, Nate Butler e Ryan Quinn.

#TeamXtina: Bryan Bautista, Alisan Porter, Shalyah Fearing, Lacy Mandigo, Kata Hay, Malik Heard e Kristen Marie.

#TeamPharrell: Caity Peters, Nick Hagelin, Abby Celso, Joe Vivona, Emily Keener, Jonathan Bach, Hannah Huston e Brian Nrira.

CONSIDERAÇÕES

  • Estou achando a temporada até boa, uma boa variedade de artistas, de estilos musicais, os times bem balanceados até certo ponto, um grande destaque para Christina Aguilera que vem se destacando e deixando Shevine de lado! haah
  • Adam está apoiando Xtina na maioria das disputas dela com os outros coaches e estou amando demais!
  • AdamTina
  • Os coaches estão bem divergentes em relação a virar a cadeira, poucos #4chair até agora, vemos que Xtina e Blake costumam virar juntos e Adam e Pharrell para os outros em linhas gerais.
  • Não deixem de comentar e dar suas opiniões aqui na review. Ah, e não deixem de checar as músicas e as legendas liberadas com carinho pelo Grupo SubVoice.

 

 

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
  • Frederico

    A perseguição do Panela ao Pharrel… só Freud explica.
    O cara tem um super carisma e nessa temporada está divertido, sendo responsável pelos melhores momentos da bancada. Aliás, que química entre eles nesta temporada. Tem sido a melhor coisa do programa.

  • Andre

    O pharrell é o melhor coach, ele dá muito espaço para os cantores se expressarem da maneira como desejam, e se envolve a partir disso, nunca se impõe. Não é por acaso que a maioria dos cantores esta escolhendo ele. Isso tambem tem a ver com ele ser produtor, ou seja, alguem que sabe ouvir a pessoa e trabalhar a partir do que ela traz. É praticamente o oposto da Christhina e do Adam.

%d blogueiros gostam disto: