Panela de Séries e The Voice US seguindo as tendências da moda.

Faaaaala meu povo lindo que passou o domingo assistindo à votação do impeachment e catou vários memes! Aliás, pelos meus filhos que vão nascer, pelos meus netos que ainda não existem e pelos meus favoritos da temporada, está no ar mais uma review da décima temporada de The Voice US!

Após resultados surpreendentes nos Playoffs (clique AQUI, AQUI e AQUI para conferir tudo que rolou), enfim chegamos ao Top 12. Nesta noite, pelo que pudemos observar, todos os artistas escolheram suas próprias músicas. Portanto, se você não gostou de alguma songchoice, a culpa é do próprio cantor.

Antes de começar eu tenho uma crítica a se fazer. Nos resultados dos Playoffs ficou evidenciadíssimo o desconforto de alguns coaches com os artistas que passaram pelo público. Como são os mentores que escolhem a ordem do seu time (e a produção escolhe a ordem dos artistas no programa), vimos alguns coaches tentando prejudicar aqueles que deveriam ser seus pupilos, colocando-os para se apresentarem primeiro (NOVAMENTE!), ao invés de tentar fazer um rodízio e não favorecer um ou outro.

Polêmicas à parte, esta noite teremos selos SIM e teremos Phelipe e Mariana comentando as apresentações comigo. A partir de agora até à semifinal teremos apenas UMA review por semana, nos moldes desta, com as apresentações e em seguida os resultados. Além disso, fomos informados por Carson que serão 4 finalistas e que todos terão single e videoclipes, como foi na sétima temporada. Vem comigo!

APRESENTAÇÕES

[TEAM BLAKE] Mary Sarah – “So Small” by Carrie Underwood

Gerson: A única cantora country que sobrou no programa precisava de um momento de destaque. Com sua apresentação logo no começo do programa, já sabíamos que isso não aconteceria. Mary escolheu uma música ótima, mas foi uma escolha bem óbvia né. Estava tudo praticamente perfeito durante sua apresentação. Vocalmente impecável e conectada à música, Mary fez uma ótima apresentação. No entanto, ainda muito distante da Mary que vimos nas Audições. Como fã declarado de Mary, espero que ela ressurja das cinzas e sambe na cara das inimigas que estão me perseguindo.

Mari: Nossa! Que roupa linda! Amei!!! Coitada da menina pegando o death spot e abrindo a noite! A apresentação foi bem OK, nada diferente do que nos tem sido apresentado semana após semana, mas gostei muito. Mary conseguiu se conectar à música e achei lindo ela dedicando ao seu irmãozinho.

Phelipe: Uma das participantes que menos gosto da temporada, veio com uma música que gosto bastante, e me surpreendeu positivamente nessa apresentação, pois conseguir ver algo artístico nela, que pode fazer com que ela cresça bastante nas próximas etapas, se passar. Achei a melhor apresentação dela até aqui e cada vez mais à vontade.

SELO_SHAKAMOSOUSELO_XTINAFOFO SELO_XTINAOKNEXT

[TEAM ADAM] Laith Al-Saadi – “Born Under a Bad Sign” by Albert King

Gerson: Após surpreendentemente ser salvo pelo público nos Playoffs, Laith trouxe uma escolha musical perfeita para sua voz, e isso mostra o quanto ele se conhece como artista. Laith vem me surpreendendo semana após semana e me fazendo gostar de suas performances. Nesta apresentação, achei que ele foi ótimo, tanto do ponto de vista vocal quanto presença de palco, uma vez que mesmo parado ele conseguiu encher o estúdio com sua voz e presença.

Mari: A songchoice casou muito bem com o estilo que Laith vem apresentando, toda sua ronquidão misturada com a guitarra é uma coisa um pouco diferente do que estamos acostumados a ver no show. Não é muito o estilo de música que ouço, mas adoro cada apresentação e prevejo que ainda vá longe.

Phelipe: Sabe aquela pessoa que tem uma excelente voz e você não sente nada, então, é isso que sinto quando ouço ele cantando, o programa pode procurar a voz, mas eu quero muito mais que isso para vencer essa competição, pois quero emoção, mesmo tendo sido mais uma apresentação perfeita vocalmente.

SELO_ADAMMELHORDOQEUESPERAVASELO_ADAMGOODWORK SELO_GLORIANSOUCAPAZ

[TEAM PHARRELL] Daniel Passino – “Human Nature” by Michael Jackson

Gerson: O primeiro wildcard a passar pelo público, Daniel escolheu uma música de MJ, que tem um histórico de eliminações no programa (India Carney e Kimberly Nicole). Maldições à parte, adorei a escolha de Daniel e acredito que ele tenha a voz levemente parecida com a de Michael, lembrando em alguns momentos. Daniel começou muito bem! Com um arranjo mais acústico (que adorei!) ele atingiu as notas de maneira correta, com alguns errinhos, e ainda fez uma dancinha. Adoro a presença de palco desse cara! No entanto, no fim, Daniel apostou em alguns falsetes e acabou dando um tiro no pé. Se cagou inteiro, para desespero de sua torcida (incluindo eu).

Mari: Ixi! Michael Jackson, sério??! Adoro o Daniel, mas não gostei tanto dessa performance. Os vocais estavam bons e ele conseguiu entregar o que a música pedia, mas simplesmente tenho a impressão de que ficou faltando alguma coisa.

Phelipe: Eu jurava que essa apresentação seria uma porqueira, mas queimei a língua, porque foi até que interessante vocalmente, mas nada além do que ele já tinha apresentado e fez o suficiente para permanecer no programa. PS: Tomara que ele nunca mais faça esses carões, porque achei ridículo.

SELO_AdamMandouBemSELO_ADAMDAPRAMELHORAR SELO_AtéQueFoiBem

[TEAM PHARRELL] Emily Keener – “Lilac Wine” by Jeff Buckley

Gerson: A menina salva pelo Pharrell trouxe uma música desconhecida pelo grande público. Quando escutei a prévia achei tudo bem chato e sem graça. Uma música que pode ser um tiro no pé ou um grande momento. Vocalmente perfeita, Emily fez sua melhor apresentação no programa até então. Além dos vocais, ela estava conectada com a música e isso faz toda a diferença. Porém, Emily fez uma apresentação chatíssima, sem graça e bem esquecível. Me lembrou os tempos que tinha que aguentar Sawyer fazendo a mesma coisa toda semana.

Mari: Arrasou amiga!!! Confesso que não gostava tanto de Emily até essa apresentação, mas adorei tudo, desde a songchoice e as notas baixas e altas (principalmente). É o que ela precisava pra se firmar na competição. Que afinação amigos!!

Phelipe: Que música brega foi essa meu Deus??? Mas esquecendo a música propriamente dita e toda a performance brega, vocalmente ela foi muito bem, e não está nem um pouco ameaçada, pois é dessas coisas bregas e que dão sono que os americanos curtem.

SELO_passou_vergonha SELO_XTINADIGNOSELO_Sawyer_Dormi

[TEAM XTINA] Nick Hagelin – “Mine Would Be You” by Blake Shelton

Gerson: Mas gente! Nick sempre surpreendendo. Após passar pelo público nos Playoffs, o homem escolhe uma música do Blake! Eu fiquei chocado, principalmente quando ouvi a prévia do estúdio. Nick fez um arranjo diferente para esta música e dedicou a sua esposa. Apesar da conexão com a música, Nick apresentou vocais inconsistentes. Em alguns momentos foi bem, mas no geral senti que ele não estava confiante do que fazia. A presença de palco também estava bem confusa, pulando, correndo, no piano… Enfim, Nick conseguiu ser o pior da noite.

Mari: Ai, gostei disso não! É bonitinho ele dedicar a música pra mulher e tal, e ele até começou bem, mas depois que chegou no refrão, parece que a música não casou com seu tom de voz, principalmente quando se canta uma música country de alguém como Blake Shelton.

Phelipe: Sabe aquele meme “você nem tinha que estar aqui, linda”? É o Ideal para o Nick, pois ele não merecia Top 12 jamais, e depois dessa apresentação, podemos comprovar ainda mais essa ideia, porque foi outra péssima apresentação, fiquei foi com vergonha.

SELO_SisaSTOPSELO_neideOMGSTOPSELO_RyanSillHoraExtra

[TEAM BLAKE] Adam Wakefield – “Soulshine” by The Allman Brothers Band

Gerson: Como novo front runner do Team Blake, Adam escolheu uma música para dedicar a seu irmão. Não conhecia a música e no momento que ouvi na voz dele, amei! Apesar da escorregada nos Playoffs, Adam voltou com tudo e fez sua melhor apresentação no programa (a melhor da noite). Vocalmente ele mostrou tudo do que é capaz e ainda estava completamente conectado à música. Adam é um dos meus favoritos e gostaria de vê-lo trabalhando mais a presença de palco. No mais, mandou bem demais!

Mari: Alguém tem dúvidas de que Adam será um dos finalistas dessa temporada??! Porque eu não, principalmente depois dessa apresentação. Excelente songchoice e vocais impressionantes.

Phelipe: Meu papai do céu, que lacre foi esse? Sem dúvidas foi uma das melhores apresentações da noite, e a melhor do Adam no programa, porque nem o torcedor mais otimista dele esperava isso, amo quando alguém no The Voice canta e chego a ficar arrepiado, e foi isso que senti. Obrigado, Adam.

SELO_XTINALACROUVIADASELO_GwenAMEI SELO_USHERYAYA

[TEAM XTINA] Bryan Bautista – “Kiss From a Rose” by Seal

Gerson: Que escolha breguíssima de música essa de Bryan. Admito: Bryan está (muito) longe de ser um participante que gosto no programa. Acho que ele exagera em tudo que faz e não vi o porquê de Xtina ter avançado com ele. Quando a apresentação começou senti Bryan abaixo do tom e tentando fazer algo que não deveria (falsetes). No refrão, ele parecia muito fora de ritmo. Bryan ainda acertou algumas notas altas, mas não foi o suficiente pra salvar esse desastre, que competiu forte com Nick pela pior apresentação da noite.

Mari: Não foi a melhor apresentação de Bryan e com certeza dá pra melhorar. Apesar de ter sido ele quem escolheu a música, não combinou muito com a sua voz e as oscilações entre as notas altas baixas não foram as melhores. Não sei como Xtina permitiu isso.

Phelipe: Claramente a pior apresentação da noite do programa e não tenho outra palavra a não ser vergonha, para definir isso.

SELO_Taylor_SeNemTinhaQueTaAquiSELO_GagaXtina_NaoFoiDessaVez SELO_passou_vergonha

[TEAM ADAM] Owen Danoff – “7 Years” by Lukas Graham

Gerson: Não foi muito fã de Owen, mas no momento que vi que ele ia cantar essa música resolvi dar uma chance. O estúdio estava legalzinho e queria ver a apresentação. Owen começou muito bem, e pela primeira vez nessa temporada tive certeza que não dormiria durante sua apresentação. Porém, esta é uma música difícil, e acredito que exigiu mais de Owen do que ele pôde dar. Ele não conseguiu alcançar algumas notas mais altas e faltou fôlego em alguns momentos. Além disso, o pior pra mim foi a falta de atitude, que a música exige! É como se fosse uma confissão, um desabafo, e Owen parecia estar só declamando as palavras. Não posso dizer que não dei uma chance…

Mari: Como essa música é linda!!! Owen fez um ótimo trabalho se conectando e apresentando ótimos vocais, ainda mais por pegar uma música tão nova e atual, mas ainda prefiro a original.

Phelipe: Esperava muito mais dessa apresentação, não essa coisa sem graça apresentada pelo Owen, apenas para manter-se mais uma semana. Teve horas durante a apresentação fiquei agoniado porque eu sinceramente achei que ele passaria mal, pois estava com umas caras e bocas muito estranhas.

SELO_BORAJAPARANDOPORRASELO_ADAMQUASELA SELO_XtinaOK

[TEAM XTINA] Alisan Porter – “Stone Cold” by Demi Lovato

Gerson: Imagina o choque da pessoa quando descobriu que foi Alisan que escolheu Demi. E imagina o medo de ver uma das minhas favoritas flopando com essa música. Achei tudo muito arriscado, mas durante a apresentação Alisan calou minha boca. Alisan fez uma das melhores apresentações da noite, e achei esta apresentação do mesmo nível dos Playoffs. Os vocais estavam irretocáveis, sua voz encheu o palco e ela estava totalmente conectada à canção. Amei demais!

Mari: UAAAAU!!! Arrasou!!! Melhor apresentação da noite pra mim! Juro que domingo eu escutei Demi cantando essa música e pensei, Alisan poderia cantar essa, aí BOOM, a bixa vai lá e canta e lacra em todos os sentidos!!!

Phelipe: O sobrenome dessa moça é lacre, porque a cada semana ela fica melhor, tanto vocalmente, quanto a entrega que se dá a cada apresentação, que me faz arrepiar bastante, ainda mais com uma música não clichê que a Xtina ama dá para seus pupilos, tomara que ela continue assim, e que só apele para músicas datadas na final.

SELO_XTINALACROUVIADASELO_XTINALACROUVIADASELO_XTINALACROUVIADA

[TEAM BLAKE] Paxton Ingram – “Hands to Myself” by Selena Gomez

Gerson: Ai gente! Paxton não é bom cantor, mas é ótimo ver ele e Blake trabalhando juntos HAHAHA. Achei a escolha musical bem inusitada e já estava esperando o desastre. Surpreendendo-me, Paxton mudou o arranjo da música e foi totalmente escutável. Deu pra ver que ele estava se esforçando muito e se divertindo. No balanço geral, achei Paxton melhor que Bryan e Nick nesta noite. Podem me julgar.

Mari: Ainda não consigo aceitar que Blake tenha escolhido Paxton. A apresentação foi bem o que ele nos tem apresentado nas últimas semanas, ou seja, ruim. Desculpa, mas não consigo gostar dele. Pelo menos o cabelo não tava tão cebolinha na apresentação.

Phelipe: Isso só pode ter sido um castigo divino a nós por isso está no Top 12, mas por incrível que pareça, ele não foi tão mal, se compararmos com apresentações anteriores dele, mas não deixa de ser péssimo, porque o nível dele é baixíssimo e limitadíssimo, e torço para que ele saia essa semana.

SELO_RIRPRANAOCHORARSELO_XTINANAOMERECOISSO SELO_Taylor_SeNemTinhaQueTaAqui

[TEAM PHARRELL] Hannah Huston – “Something’s Got a Hold on Me” by Etta James

Gerson: Outra escolha datada, senhorita? Eu odiei a songchoice e já estava esperando por Hannah cavando a própria cova. Outro passo em falso que dei. Fazendo cosplay de Lacy Mandigo (HAHA), Hannah calou minha boca. Fez uma apresentação cheia de potência e atitude! Achei incrível, ainda mais que foi super animada e super correta. A única coisa que me incomoda em Hannah é que ela força uma rouquidão desnecessária em alguns momentos, o que soa totalmente desnecessário. No mais, meu top 3 de apresentações da noite, atrás apenas de Adam e Alisan.

Mari: Eis que a Hannah que me apaixonei nos K.O. voltou! Amei a apresentação e confesso que torci o nariz quando vi a música que ela iria cantar. Hannah apresentou ótimos vocais e espero ver um pouco mais dela no programa.

Phelipe: Obrigado a Deus por trazer a Hannah de volta, e quero-a desse nível para cima sempre, porque isso sim é o que me faz ligar meu computador toda semana para assistir esse programa, quero lacre, destruição e arrepio, além de vocais perfeitos como foram os da Hannah hoje.

SELO_ItsHappeningGwenSELO_InesInteressante SELO_AdamBrilhou

[TEAM ADAM] Shalyah Fearing – “Up to the Mountain” by Kelly Clarkson

Gerson: Awn, Shalyah é muito amorzinho! E ela é tão humilde e esforçada! Porém, achei a escolha da música bem sem graça, apelando pra uma vibe meio gospel que não curto. Com os cabelos alisados, Shaly fez uma apresentação correta, inferior a suas duas últimas, mas ainda de qualidade. Achei que ela pode ter saído do tom algumas vezes, mas sua presença de palco, atitude e conexão da música deixaram os errinhos pra trás. Quero a Shalyah dos Knockouts de volta, como faz?

Mari: Como Shalyah evoluiu!!! Fico feliz por todos terem reconhecido o talento dessa menina! E fico impressionada no quão humilde ela é e com toda sua história. Não gostei que ela partiu pro gospel essa semana, mas a música combinou muito com sua voz.

Phelipe: Sou suspeito para falar dessa menina, mas que desempenho incrível foi esse, antes eu não pensava que a Alisan tinha uma concorrente à altura, hoje tenho certeza que tem alguém que possa barrar ela, e é a Shalyah, que a cada semana cresce mais, faz apresentações mais maduras, tem simpatia, além de arrepiar a todos, lembrando que ela tem apenas 16 anos.

SELO_USHERYAYASELO_XTINAISSOAISELO_SHAKAMOSOU

.

O saldo da noite foi positivo. Não tivemos nenhuma apresentação extremamente ruim, mas tivemos alguns favoritos decepcionando. Bryan, Mary e Owen deixaram a desejar, enquanto Adam, Hannah e Shalyah assumem os papéis de competidores diretos de Alisan pelo título da temporada. Sem enrolar mais, vamos aos resultados.

RESULTADOS

Após uma noite de muitas emoções, o ranking final do iTunes mostrou o que já previa: Adam e Alisan reinando, enquanto Bryan e Mary estão pelas últimas posições. Me surpreendeu Daniel tão abaixo e Nick tão em cima. Também esperava Shalyah mais acima. Confere:

13046117_1070422332981284_1144021840_n

Neste programa tivemos Gwen Stefani apresentando seu novo single “Misery”, que aliás eu gosto muito. Também tivemos a apresentação do Team Blake e do Team Adam, com seus respectivos coaches.

Tivemos então o anúncio dos candidatos salvos, nesta ordem:

Adam Wakefield e Alisan Porter

Bryan Bautista e Daniel Passino

Shalyah Fearing, Paxton Ingram e Laith Al-Saadi

Hannah Huston, Nick Hagelin e Mary Sarah.

Dessa forma, Emily e Owen foram diretamente para o Bottom 2, e cantaram por sua vida na competição.

[TEAM PHARRELL] Emily Keener – “Blue Eyes Crying in the Rain” by Willie Nelson

Pareceu replay da apresentação de segunda. Mesmo estilo, mesmo modo de se apresentar… Enfim, mais uma vez achei tudo muito monótono. #VoiceSaveEmily

[TEAM ADAM] Owen Danoff – “Lego House” by Ed Sheeran

Achei Owen muito nervoso e errou algumas coisinhas, como ritmo e tempo da música. No entanto, num bottom que ambos não mereciam, temos que escolher alguém né, e no meu caso prefiro Owen à Emily. #VoiceSaveOwen

.

No fim, deu a lógica. Owen foi salvo e segue na competição. Emily eliminada. Se fomos parar pra ver, ambos artistas foram salvos pelo coach. Além disso, Emily foi a terceira mais baixada no iTunes e entrou no Bottom 2, enquanto Paxton que nem perto do Top 100 ficou foi salvo. The Voice é essa loucura mesmo. Resta-nos aceitar.

Aguardo vocês nos comentários, com críticas e sugestões. Além disso, chequem o nosso parceiro SubVoice, que disponibiliza legendas e músicas dos episódios para todos.

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • Almir

    Achei a review destes episódios um pouco mais fraca desta vez. Imaginava alguma revolta devido ao bottom 2 (nível bottom do top 8 modelo antigo), mas teve somente uma pequena descrição do que aconteceu. Gosto das reviews de vocês justamente por serem parciais e transmitir-nos emoções (alegria, risos, tristeza…), tanto que prefiro o review da Panela de Séries ao próprio episódio em si.

    Mas isso é só um detalhe. Curto demais o trabalho de vocês e fico ansioso toda semana para ler.

    No mais, achei as apresentações bem mornas, aquém do esperado. E ainda espero que Alisan cante Within logo, aí sim vai ser épico.

    Muito injusta a saída da Emilly a esta altura do programa (assim como do Mike Schiavo, Ryan Quinn e Tamar Davis). Temo estes resultados inesperados, porque tinha certeza absoluta que o Paxton seria eliminado nesta semana. Deste jeito nãohá garantia nenhuma que Alisan ganhe o programa, por melhor que seja.

    Torcendo por Owen, Alisan, Shalyah e Daniel.

    • Almir

      Caso Mike Schiavo continuasse: 🙁
      https://www.instagram.com/p/BEb1jw3FOrW/?taken-by=mikeschiavomusic

      Caso Alisan venha a cantar Within:

    • Gerson Elesbão

      Oi Almir! Obrigado pelo comentário e desculpe desapontá-lo.
      Mas deixe falar, Emily e Owen são candidatos bem descartáveis pra mim. Por isso nem fiquei indignado com os dois no Bottom. Claro que eles não mereciam, pois teve gente pior. Mas no geral, sempre achei candidatos fracos.

      • Almir

        Entendo. Se todos tivéssemos opiniões iguais, o mundo não teria graça, né.

        Agradeço pelo trabalho de vocês do Panela de Séries.

  • Nathalia

    Quanto mais o Nick permanece no programa mais raiva eu sinto dele.. Se ele tivesse saído no nocaute definitivamente e não tivesse voltado eu ainda o olharia com carinho apesar dos falsetes insuportáveis. Mas com a presença dele prolongada desse jeito não dá.. Nick is the new Sunshine.

  • João

    Lilac Wine é uma música super conhecida! Especialmente nos Estados Unidos… Um caralhada de artistas já cantou ela. E é uma música lindíssima.

%d blogueiros gostam disto: