Um Top 10 longe de ser perfeito!

E é com essa crítica que já começamos a review desta semana. Eu, Gerson, estou de volta para cobrir o Top 10 e Top 9, e já me irritei com muitas coisas nessa temporada. Vamos por partes.

As songchoices desta semana foram bem questionáveis. Tivemos alguns candidatos praticamente reeditando suas Blinds e tivemos outros trazendo algo novo e surpreendente. No entanto, tivemos um festival de erros, e já me pergunto se é culpa do Coach ou do artista.

Músicas à parte, a produção do programa está destruindo a temporada. Já ficou claro que assim como eu, você e quase toda a torcida do Flamengo queremos que a Xtina se sagre a campeã da temporada com Alisan. Porém, a produção decidiu abraçar a Coach e faz tudo pra favorecer. Pra não dizer que estou mentindo, vamos lá: No Top 12 e no Top 11 o Team Xtina INTEIRO cantou na segunda metade do programa, que historicamente tem audiência mais consolidada, o que favorece os artistas. Nesta semana, dos 3 últimos que cantaram, 2 eram do Team Xtina. Precisamos falar mais alguma coisa? Precisamos sim: Nesta semana, o Team Blake INTEIRO cantou na segunda hora do programa. Tá certo que o Team Blake não havia recebido nenhum destaque até então, inclusive Mary e Paxton já haviam sido death spot (os primeiros a cantar), mas isso não é desculpa pra empurrar a equipe toda pro final. Pra encerrar, Daniel está sendo crucificado pela produção. Não digo que ele é ótimo ou péssimo, pois não importa aqui. O que importa é que de 4 semanas de Live Shows ele foi death spot em 2 (ISSO MESMO, EM DUAS!) e nas outras duas foi o segundo ou terceiro a cantar. O coitado tem sido boicotadíssimo!

Após o desabafo, quero dizer que o Top 10 da temporada foi bem decepcionante pra mim. Eu esperava os artistas entregando mais de si e tal. Como sempre, tivemos um show de Laith, Alisan e Adam, mas seria interessante ver os outros candidatos mostrando mais e mais né!

Sem mais lenga lenga, os comentários hoje são por conta de Dam, que me atendeu de última hora, e Carol, que está arrasando nas reviews de The Originals, Supernatural e Once Upon A Time, aqui no site. Também teremos selos e os resultados do iTunes mais pro fim da review. Se você perdeu algo da semana passada, clique AQUI e veja o que aconteceu no Top 11.

O programa desta semana tinha algo com os veteranos de guerra dos EUA, e pra isso reuniram o Top 10 pra abrir o programa. Foi legal, mas nada espetacular e sobrenatural.

[TEAM PHARRELL] Daniel Passino – “I Don’t Want to Miss a Thing” by Aerosmith

Gerson: Que bosta de songchoice é essa meu Deus? Daniel, que já passou aperto semana passada, ao invés de trazer algo pra arrasar quarteirões, trouxe uma música que requer muita atitude (o que ele tem bem pouco). O resultado foi uma apresentação bem Karaokê: os vocais estavam razoáveis, mas a interpretação e conexão com a música mandaram lembranças! Aquele falsete já pro fim da música foi completamente dispensável e foi pra coroar a bosta de apresentação. Depois dos Playoffs, quando foi relativamente bem, Daniel não evoluiu. Isso pode indicar uma ida pra casa mais cedo… ou não.

Dam: Se tem uma coisa que essa season mostrou é que tudo pode acontecer, inclusive, até hoje tento entender como Daniel sobreviveu até aqui e Owen e Emily não. Primeiro, porque cagar a música que foi trilha sonora da minha época de Alice que sofria pelos boy saradinho da escola? Segundo, como alguém canta uma música dessa sem conexão nenhuma, sem sentimento nenhum? O que foi aquela desafinada tenebrosa? Enquanto ele cantava, a única coisa que eu conseguia pensar era: o que seria pior, ser mergulhado em ácido sulfúrico ou continuar vendo esse desastre?

Carol: Eu esperava bem mais de Daniel nessa música, ainda mais sendo uma das minhas músicas preferidas de todos os tempos, um hino. No preview parecia bom, mas na apresentação… Não rolou, migo. De verdade. Merece ir pro Bottom.

SELO_BlakeParaDePassarVergonha SELO_SOLINEUZAARRUINOUMINHAMUSICA SELO_SOLINEUZAARRUINOUMINHAMUSICA

[TEAM ADAM] Shalyah Fearing – “My Kind of Love” by Emeli Sandé

Gerson: É impressão minha ou Adam e a produção desistiram de Shalyah? Adam e Shalyah têm errado com a songchoice desde o Top 12, e já está na hora de se recuperar. A produção, por outro lado, coloca a menina no death spot uma semana e põe ela de segunda a cantar na outra. Boicote? Eu acho que sim. Sobre a apresentação, achei Shaly bem esforçada, mas não rolou. Ela tem que fugir dos gritos e focar na emoção, fazer como Alisan está fazendo. Adam poderia explorar mais o lado country e gospel de Shalyah, que é forte. Shalyah tem muito potencial, que está sendo desperdiçado. Preciso também falar da fofura de Shalyah homenageando os fãs brasileiros com roupa verde, amarela e azul. Ela mesmo disse no Twitter:

13170796_1099016760119219_1492111859_o

Dam: Quando eu olho para minha menina Shaly, eu lembro de mim com uma toalha na cabeça presa por uma boina alá Britney Spears, o salto de minha mãe e eu dançando e cantando Beyoncé loucamente. Resumindo, Shalyah tem tudo aquilo que eu queria ter quando ainda era um garotinho perdido no mundo do close: vozeirão, conexão babado com a música e canta como se a vida dela dependesse daquilo (e depende). Mas a verdade é que depois de “Listen”, minha menina não conseguiu se destacar na multidão, o que é uma pena.

Carol: Desde o início, lá das Blinds, Shaly é umas das minhas preferidas, se não é a única da temporada. No preview eu já tinha gostado dela, mas a apresentação eu realmente adorei! A evolução dela no palco ao longo das apresentações sempre me encanta. O que eu mais gosto de Shalyah além de ter aquele vozeirão com apenas 16 anos (Pharrell feelings), é a presença de palco dela que é intensa na medida certa.

SELO_AdamAfundouMaisQueoTitanic SELO_PHTRAGICO SELO_XTINALACROUVIADA

[TEAM XTINA] Nick Hagelin – “I Can’t Help It” by Michael Jackson

Gerson: Michael deve estar se revirando na tumba, o pobre. Não sei o que foi pior aqui: a songchoice, os vocais ou a interpretação e dancinha de Nick. HAHAHAHAHAHA Resumindo a apresentação: os falsetes não foram tão irritantes nessa versão Karaokê de Michael Jackson. Nick tá fazendo hora extra no programa, e trouxe mais uma apresentação bem sem sal nesta semana. Por sorte, não foi o pior da noite. Acho que teremos que aguentá-lo mais uma semana.

Dam: Cheeeeer, me diz o que esse homem ainda tá fazendo aqui, pelo amor de Maria do Bairro! Gente, falando sério, mais uma performance de Nick/Daniel e eu amarro o monte das oliveiras no meu pescoço e me atiro no Rio Tietê. Não tá dando mais para mim, enquanto ele cantava eu só pensava em 1001 formas de mortes rápidas que me tirassem desse sofrimento. Foi péssimo, gay.

Carol: Nem tenho muito o que dizer de Nick, além de ser outro que eu acho que deveria ter saído há muito tempo, não consigo achar graça nenhuma nele. Não gosto da voz, da presença de palco, nada. E nessa apresentação não foi diferente, apenas.

SELO_AdamQueLixo SELO_RangerRosaToAgoniada SELO_XODESGRACAMILEY

[TEAM PHARRELL] Hannah Huston – “Rolling in the Deep” by Adele

Gerson: EU NÃO ESTOU ENTENDENDO NADA! Gente, todos sabemos que são os artistas que escolhem suas músicas no Team Pharrell. O que Hannah tá querendo fazer? Se sabotar? Ela passou o programa todo cantando velharias soul e de repente aparece cantando Adele! Oi? Deixando de lado a songchoice esquisita, Hannah trouxe vocais ótimos! Os grunhidos que ela impôs fizeram toda a diferença. Mas no geral, foi outro Karaokê. Um Karaokê de qualidade, mas um Karaokê. Pra mim, falta um pouco de carisma em Hannah. Ela faz as apresentações com uma cara de desconfiança e emburrada. Por fim, aposto que Hannah é professora de Libras, porque essa mão dela não para!

Dam: Hannah sem dúvida é alguém que eu torço desde a sua Blind e que tinha tudo para ser um fenômeno “iTunico” (eu que inventei a palavra, não me gonguem) do nível da minha eterna namoradinha Amy Vachal. Porém, o maior erro da vida dela foi ter escolhido o Pharrell, pois ele não soube que direção levá-la e a distanciou, e muito, do que Hannah é como artista, tirando ela da lista de favoritos a estar na final. Desde os nocautes, essa é a primeira vez que que curto uma performance da Hannah, lógico que não chegou aos pés de sua Blind ou de seu nocaute, porém, foi massa vê-la dando vida a um hino da Adele.

Carol: Eu sempre gostei de Hannah, mas confesso que já fui mais fã do que sou atualmente. Quando soube que ela ia cantar uma música de Adele, fiquei meio receosa porque não é fácil né? Mas me surpreendi pois gostei bastante da apresentação dela, me prendeu do início ao fim e achei a voz dela ótima. Merece passar direto para a próxima semana!

SELO_ADAMDAPRAMELHORAR SELO_ADAMMELHORDOQEUESPERAVA SELO_ADAMMELHORDOQEUESPERAVA

[TEAM ADAM] Laith Al-Saadi – “The Thrill Is Gone” by B.B. King

Gerson: Laith é uma das gratas surpresas da temporada! Além de ele ter uma voz super particular, ele ainda é um guitarrista de primeira. Nessa apresentação ele mostrou os dois lados, regada a muito blues. Às vezes tenho a impressão que Laith dá mais bola pra tocar guitarra do que pra cantar, na apresentação. Isso ainda não me incomoda, mas eu adoraria vê-lo se apresentar sem sua fiel companheira.

Dam: Simplesmente me conquistou! Eu guardava uma mágoa muito grande do Laith por culpa da minha Sweet Caroline <3 só que o talento do cara é inegável e ele tem entregado performances excepcionais. Olhem essa versão de “The Thrill Is Gone”, que foi uma das coisas mais fodaaaaas da noite. Me imaginei num bar de strippers cheios de detetives, muito charuto, muito conhaque e essa versão dele maravilhosa tocando, enquanto eu seduzo os boy com meu batom vermelho e minha coxa torneada de fora. Amei!

Carol: O candidato que mais evoluiu na competição, ao meu ver, foi Laith. Nas Blinds eu não dava nada por ele e atualmente tenho adorado suas apresentações. A voz dele é ótima e as variações que ele faz nela me cativa total. Pra mim, é o único do Team Adam que tá praticamente garantido na final.

SELO_AdamBrilhou SELO_XTINALACROUVIADA SELO_XTINAISSOAI

[TEAM BLAKE] Paxton Ingram – “It’s All Coming Back to Me Now” by Celine Dion

Gerson: Paxton finalmente encontrou seu estilo. Me julguem, mas estou adorando a jornada de Paxton no programa. Blake foi o único a acreditar no menino, enquanto nós todos o crucificamos. Ele é um dos que mais evoluem, semana após semana. Mesmo sem ter os melhores vocais, Paxton consegue segurar a marimba e mais uma vez trouxe algo bem legal! Uma verdadeira história de superação no programa.

Dam: E não é que a tartaruga ninja tem conquistado seu lugar ao sol? Acho a voz de Paxton tãããão irritante e estranha, que tudo o que ele canta eu tomo trauma logo em seguida. Quando vi que ele iria de Celine pensei: “Porque ele vai mexer no Olimpo das deusas intocáveis?”  E logo com uma música que é um hino para as trans finíssimas. Foi horrível? Não foi, ele já fez coisa beeem pior, e se comprarmos ele com Nick ou Daniel ele é quase um Jordan da vida (sou exagerada mesmo).

Carol: Paxton é um que já deveria ter saído do programa há bastante tempo, na minha opinião. Tá ali fazendo hora extra. Eu esperava O desastre pra essa apresentação com ele cantando Celine, mas até que no começo não achei tão ruim, inclusive achei ele bem envolvido pela música e passando bem o que a música diz. Mas, ao longo da apresentação ele foi só piorando e me fazendo pensar o que esse povo tá vendo nele para mantê-lo ali, sinceramente.

SELO_JEFFERYSESUPEROU SELO_RIRPRANAOCHORAR SELO_BlakeParaDePassarVergonha

[TEAM BLAKE] Mary Sarah – “Stand by Your Man” by Tammy Wynette

Gerson: Sem blablabla, Mary é minha preferida da temporada. Quando vi a songchoice e ouvi a prévia, já esperava uma cagada. Eu estava decepcionadíssimo. Até que a apresentação começou e Mary me surpreendeu demais! Com seus baixos registros impecáveis e notas altas alongadas bem como sua Blind, Mary arrasou demais! Foco pra última nota, que foi coisa de outro mundo! Com uma letra machista e bem old school, Mary deve ter arrepiado os pelos dos braços das tias do sofá e das famílias tradicionais americanas. HAHAHA

Dam: Amei e amei forte! Mary perdeu o posto de queridinha do meu coração por nunca ter repetido a excelência que foi a sua Blind. Porém, semana passada e esta semana, Mary deu uma recuperada e nos entregou uma das melhores performances da noite, conseguiu me fazer chorar e mostrou que ela sempre foi uma ótima vocalista e canta um country como ninguém.

Carol: A apresentação foi bonita. Mary Sarah esteve bem durante toda ela, mas tem algo nela que me incomoda. Acho que é o tom da voz dela que não me agrada, mas reconheço a qualidade da moça quando devo reconhecer e essa foi uma dessas vezes.

SELO_GwenAMEI SELO_SisaEmocionada SELO_XTINADIGNO

E como sou Team Mary Sarah, tem até selo pra expressar meu amor:

TeamMarySarah2

[TEAM XTINA] Bryan Bautista – “Promise” by Romeo Santos feat. Usher

Gerson: Não tem gente. De todo o Top 10, Bryan é de longe o candidato que menos gosto. E olha a cagada que ele quis fazer essa semana: cantar em espanhol. Os vocais estavam bem razoáveis na maior parte da música, mas o que me arrasou mesmo foi a bachata (a dancinha sem noção). AHAHAHAHAHAHA Ai gente… eu não aguento esse programa sustentando essas bostas tão longe assim na temporada.

Dam: Não importa se esse homem canta em inglês, espanhol, ou até em mandarim, o que importa é que ele é gostoso em todas as línguas, inclusive na minha língua, na minha cama, cantando no pé do meu ouvido me chamando de mami. Vem aqui papi, vem me fazer de Shakira para eu te dizer que “My Hips Don’t Lie”. Desejos sexuais à parte, eu amei a performance e torço muuuito para que ele se salve mais uma semana.

Carol: Não esperava muita coisa pra essa apresentação de Bryan não, mas foi realmente boa. Foi “caliente” e a voz dele funcionou bem na música. Gostei desse ar latino e ele merece continuar pra próxima semana.

SELO_PharrellSeuTalentoÉFalso SELO_XtinaMyBody SELO_AdamSEXY

[TEAM XTINA] Alisan Porter – “Let Him Fly” by Dixie Chicks

Gerson: MEU DEUS! QUANTO AMOR POR ALISAN! Que escolha musical perfeita! Uma vibe muito intimista e que lembrou muito sua Blind. Mesmo não sendo a melhor apresentação vocal de Alisan, a emoção e a conexão com a música fizeram toda a diferença e a colocaram facilmente entre as melhores apresentações da noite. Shalyah deveria fazer algo assim pra se salvar, enquanto Hannah deveria tentar buscar o carisma que Alisan passa! Inspira empatia e amor!

Dam: Por falar em performances tocantes que me fizeram chorar, Alisan, viado o que foi isso? Essa mulher não cansa de esfregar na nossa cara o quanto ela é perfeita não? Que canção linda, delicada, é tudo o que eu teria dito para alguém se tivesse a chance antes de deixá-lo ir embora. Alisan ainda provou que não precisa de gritos para mostrar que é merecedora dessa season. Amei e estou enxugando as lágrimas.

Carol: Nunca fui das maiores fãs de Alisan porque acho que ela grita muito, o tom da voz dela às vezes me irrita e acho que superestimam ela, mas essa deve ter sido a minha apresentação preferida dela. Foi tudo impecável e na medida certa. Arrasou e mostrou porque é a favorita ao título.

SELO_JORDANQUEORGULHO SELO_XtinaCiscoAqui SELO_ADAMZEROUAVIDA

[TEAM BLAKE] Adam Wakefield – “I Got a Woman” by Ray Charles

Gerson: Que Adam é um cantor country, isso estamos cansados de saber. Agora olha esse homem arrasando em todos os estilos! Adam buscou uma pegada diferente do que vinha fazendo e trouxe uma música super animada, cheia de ritmo. Ele já começou mostrando do que é capaz, alcançando notas que me deixaram de olhos arregalados. Além disso, Adam faz uns falsetes que não são desse mundo. Não bastando ser um ótimo cantor, Adam ainda é um ótimo músico, arrasando no piano, violão, guitarra, órgão… Pra mim, a melhor apresentação da noite.

Dam: Adam é meu Cowboy Crush da temporada, que voz maravilhosa não é mesmo? Se Alisan é vocalmente perfeita, Adam não fica atrás e nunca, NUNCA vi ele entregar algo abaixo de perfeito. Amei ver um lado mais versátil dele é aquela nota logo no início foi magnífica. Resumindo, ele merece toda a atenção que está recebendo e ouso a dizer que ele é o único que pode roubar a coroa da Alisan.

Carol: Adam é, provavelmente, o mais talentoso da temporada. Mesmo que minha torcida não seja especificamente pra ele, tenho que reconhecer que o cara manda muito. Essa apresentação dele foi excelente vocalmente, brincou com a voz e mostrou toda a sua qualidade. Se justiça for feita, é alguém garantido na final.

SELO_RIRILacrou SELO_RIRILacrou SELO_ADAMTAOLINDO

.

Bom, apesar de muitas decepções, tivemos Adam, Laith e Alisan salvando a noite. Este trio segue imbatível, trazendo apresentações surreais todas as semanas. Paxton e Mary completam a noite do saldo positivo pra mim. Daniel e Nick com as piores apresentações já me fazem esperar vê-los no Bottom. Vamos ver os resultados.

RESULTADOS

Com os meus preferidos e meus odiados da noite bem definidos, eu já esperava um arraso de Alisan e Adam no iTunes, com Laith, Mary e Paxton seguindo de perto. Bom, foi quase isso. O ranking final você confere agora:

13140687_1078468728843311_1543187860_n

Minhas predições foram quase corretas, mas com os 4 melhores no iTunes como os meus 4 preferidos da noite. Me deixou triste apenas ver Shalyah tão lá embaixo e Bryan tão lá em cima. Mas né, nem tudo é perfeito.

No programa de hoje tivemos a volta de Annabelle Sawyer, vencedor da oitava temporada, trazendo um single novo produzido pelo Pharrell. Achei chato? Achei sim. Graças a Deus o The Voice não liberou o vídeo no YouTube. Também teve DNCE, a banda nova do Joe Jonas, cantando o hit “Cake by the Ocean” e “Toothbrush”.

Carson então começou a chamar os salvos pelo público:

ALISAN PORTER

ADAM WAKEFIELD

SHALYAH FEARING

HANNAH HUSTON

MARY SARAH

BRYAN BAUTISTA

LAITH AL-SAADI

PAXTON INGRAM

Dessa forma, tivemos um Bottom justíssimo, com os dois piores do Top 10. Tentando se salvar, Nick decidiu cantar “Thinking Out Loud”, do Ed Sheeran, enquanto Daniel foi de “Uptown Funk”, do Bruno Mars com o Mark Ronson.


Uma avaliação rápida de ambos, achei duas bostas. Por incrível que pareça, Nick foi melhor que Daniel, pra mim. Songchoice é tudo, não é mesmo? O resultado foi um massacre: Nick ganhou o Instant Save com 77% dos votos, mandando Daniel pra casa mais cedo. Assim, o Team Xtina continua completo e o Team Pharrell tem só Hannah. Uma semana feliz para os fãs de The Voice!

Aguardo vocês nos comentários, com críticas e sugestões. Além disso, chequem o nosso parceiro SubVoice, que disponibiliza legendas e músicas dos episódios para todos.

Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • Almir

    Rio demais com vocês.

    O top 10 foi bem ruinzinho, tanto que só vi as apresentações no Youtube e preferi não assistir aos episódios.

    Daniel era um dos meus favoritos, assim como Owen, mas não vinha de boas apresentações. Fugiu muito do que ele apresentou na primeira fase do programa. Não liguei muito por ele ter saído, mesmo que eu considere Paxton e Nick piores.

    Laith está sendo uma agradável surpresa, prefiro a Shalyah no team Adam, mas não ligo se ele pegar o lugar dela na final.

    Espero que haja melhoras na semana que vem, porque, em relação às songchoices, esta é a pior das 3 últimas temporadas. E olha que os candidatos são bons. Tinha uns melhores que já saíram do programa né, mas fazer o quê.

  • Gil

    Gostei bastante das performances dessa semana. Claro, teve algumas que ficaram bem mequetrefes, mas como só vão 4 para finais a metade se apresentando bem o resto que viesse era lucro. Não dá para esperar 10 performances perfeitas.

    Alisan e Adam reinando. Não sou o maior fã da Alisan e acho que ela de vez em quando dá uma exagerada em suas apresentações, essa semana mesmo tinha (poucas) notas altas que ela não precisava atingir, a sua versão de estúdio de “Let Him Fly” ficou muito melhor e mais tocante que a ao vivo. O Adam cada semana se mostra mais versátil. Os dois acho que são garantidos na final.

    Gostei da apresentação da Shalyah essa semana. Acho ela super carismática e apesar de ser bem jovem e com jeito de menina canta como uma mulher, mas ainda sinto que falta algo nela. Torço para ela seguir avançando, mesmo gostando dela mais como pessoa do que cantora.

    Laith segue fazendo o que ele sabe fazer, gosto dele, mas definitivamente precisa fazer algo diferente. A Hannah tá devendo uma explosão de apresentação desde “House of the Rising Sun”, não gostei dessa versão de Rolling in the Deep que ela fez essa semana. A Mary Sarah tá me conquistando aos poucos e me deixando curioso para ver o que ela pode entregar nas próximas semanas, tirando o Adam e a Alisan é a que eu tenho mais vontade de ver na final. O Paxton segue evoluindo, mesmo que um pouco tarde para isso.

    Brian, Nick e Daniel, sinceramente, quando estavam se apresentando eu estava pensando na morte da Bezerra. Não tenho nem vontade de assistir qualquer apresentação que venha deles.

  • Chris Oliveira

    Fiquei curiosa sobre a música machista que a Mary cantou e fui olhar a tradução. ME ARREPENDI. hahahaha Que morte horrível. É uma pena que as tiazinhas de lá gostam.
    Nunca fui muito fã da Alisan mas ela me surpreendeu, foi a performance que eu mais gostei dela por ser mais calma e delicada.

  • Dan

    Simplesmente Alisan e Adam os melhores, dificilmente o campeão não será um dos dois, Laith deve ficar em terceiro e o quarto finalista acredito que seja Hannah ou Mary.

%d blogueiros gostam disto: