Segura a marimba ai que eu cheguei desfilando nas lágrimas das inimigas, monamour

giphy

Sim! Sim! Sim! Eu, o canto da cidade, aquela que foi banhada no azeite e recheada com camarão, é filha de jorge amado e prima de segundo grau  de Gabriela cravo e canela. Eu mesma Dam, melo estarei aqui para divulgar e enaltecer o The Voice, mas dessa vez não com comentários, mas com uma review completa, só minha onde eu posso dar meu close e jogar o leque na cara das inimigas.

E na première de sua 11ª temporada com Miley e Alicia na bancada, não tivemos nada surpreendente ou espetacular, mas sim performances na média, outras mais ou menos e uma ótima. E para não carregar a cruz sozinho, temos nossa paquita Luana que é a única rainha dos spoilers quando o assunto é The Voice (uns até tentam, mas ninguém tira o reinado da gay)  e Hugo que é um ursinho de pelúcia que da vontade de apertar e sair arrastando para todo canto. Eles vão me ajudar nos comentários dando suas notas e dizendo se eles virariam ou não a sua cadeira para o candidato em questão. Então deixa eu calar minha boca e vamos ao close?

#TeamAlicia –  Jason Warrior: “Living for the City”

Dam: Bixa, tu nunca ouviu falar que menos é mais não? para que tanto grito, para que tanta palhaçada? não conseguia identificar o que ele estava cantando, a música ficou perdida em meio a tantos gritos e aquele falsete no final não me ganhou e sem contar que conexão passou longe e mandou um postal dizendo que está com saudades.

Lu Paquita: Não vou mentir, achei BABADO. O rapaz sabe cantar demais! Usualmente eu iria odiá-lo pelo estilo musical, pelo jeito de cantar, pela postura, por me lembrar Damien + Mark Hood + Joe Maye, mas de uma forma muito estranhamente doida… Eu não odiei, e mais, gostei bastante! Que que tá acontecendo comigo, Brasil! Save me!

Hugo ursinho carinhoso: Digamos que foi uma baita escolha pra começar a temporada, né não? O rapaz tem uma puta voz, que eu só iamginei ele no Team Xtina, ela teria virado nos primeiros segundos. Ele lembra muito o “Damien” que eu nao ia muito com a cara, mas no geral foi bem bom (e foi muito esperto de escolher Alicia). Virei a cadeira

Chairs-NaoChair-TalvezChairs-Sim

#TeamAlicia – Dave Moisan: “Sex and Candy”

Dam: Achei bem qualquer coisa, não foi ruim, muito pelo contrário, foi uma boa audição até, porém nada que me encantasse que me fizesse de fato gostar dele a única coisa que me surpreendeu é ele escolher Alicia sendo que claramente Adam seria a melhor opção para ele.

Lu Paquita: De longe, era o melhor estúdio da noite. Mas Dave saiu cagando tudo, vamos e convenhamos. No fim, ele entregou uma versão bem medíocre da canção, jogou um falsete alá Nick Hagelin ali e ainda fez a proeza de escolher o coach errado. E claramente vai pagar por isso nas próximas fases. Não há UM SER que se salve de escolher o coach errado e a história terminar bem, só digo isso. karma is a bitch – what goes around comes back around

Hugo ursinho carinhoso: Meu deus, ele é a cara de Team Adam! Fiquei besta quando ele foi para Alicia. Vejo que o Adam poderia identificar mais facilmente os pontos fortes e fracos (pq tem) e trabahar muito bem com o timbre dele. Mas Acredito na Alicia, e curti demais ele cantando. Viraria com certeza.

Chairs-NaoChair-TalvezChairs-Sim

#TeamMiley – Courtnie Ramirez: “Mamma Knows Best”

Dam: Primeira audição que eu realmente amei. Courtnie tem #TeamMiley estampado em sua testa, a atitude, a forma como ela canta é muito similar com a da Miley. Com um bom treinamento para que ela aprenda a controlar mais sua voz, acho que sairá  uma boa parceria com Miley. já quero as duas loucas em um dueto bem agressivo cheio de pornografia e Peace Motherfuckers! 

Lu Paquita: Ta aí finalmente uma grata surpresa desse episódio! Eu não dava nadinha pela Courtnie baseado em seu preview. Apesar dos gritos, eu gostei muito da apresentação. Claro que há trabalho a ser feito, mas acredito que ela está com a melhor mentora possível para si e isso é de extrema importância (olhando para você, Dave).

Hugo ursinho carinhoso: Confesso que fiquei com preguiça desses gritos todos, mas reconheço que ela tem uma baita potência vocal, e a Miley vai usar disso pra levar essa garota longe. Cheguei a lembrar de Mia Z. Teria preguiça até de apertar o botão, não viraria a cadeira.

Chairs-SimChair-TalvezChairs-Nao

#TeamBlake: Sundance Head – “I’ve Been Loving You Too Long”

Dam: O destino resolveu cuspir na minha cara, raspar meus cabelos e me chamar de vadia. Simplesmente a melhor audição da noite é country minha gente. Sundance esmagou as inimigas desde a escolha mais que assertiva da song choice a lindas e potentes notas que ele consegue acertar em cheio sem muito esforço. Amei, chorei um pouco, borrei meu rímel mas to aqui de pé no salto para dizer que Sundance pisa, lacra e destrói e que tem grandes chances de vencer essa season.

Lu Paquita: Mas gente, olha mesmo esse Adam Wakefield ft. Laith Al-Saadi! Sundance é ótimo? É sim, mas vamos e convenhamos, acabamos de sair de uma temporada onde tínhamos não apenas um Sundance, mas DOIS! Não tô preparada para a mesma injeção de country soul duas temporadas seguidas não, gente. Stop Sundance Head 2k16.

Hugo ursinho carinhoso: Precisamos falar sobre Sundance. Vamos fazer o que? Sofrer. O moço canta pra caramba, que voz é essa irmãos? Porém… Eu vou torcer contra pq sim. Não tenho argumentos válidos porque ele foi MUITO bom, mas Cantor country indo pro Blake já chega. Viraria a cadeira

Chairs-Super SimChairs-Super SimChairs-Super Sim

Meggie Renfroe: Lost Boy by: Ruth B

Amei a Meggie de cara, e ela até que começou bem a audição, mas depois ela desandou e ficou algo muito abaixo do esperado e acabou sendo barrada. ELIMINADA.

#TemMiley – Ali Caldwell: “Dangerous Woman”

Dam: AFRONTOSAAAAA! Senti o babado dela daqui de salvador e da para ver porque ela já foi backing vocal da Xtina. Foi uma audição maravilhosa? Não. Mas a ousadia da Ali no palco, a segurança com que ela cantou a música e a forma limpa com que ela alcança as notas altas isso foi perceptível e já da para saber que bem trabalhada essa bixa vai sambar nas inimigas. Por favor Miley, leva essa bixa para os lives, ela é sinônimo de lacre. Não esquece disso, gay.

Lu Paquita: Que rainha! Apesar de achar que a songchoice foi ERRADÍSSIMA, podemos notar a qualidade vocal sensacional da Ali! Haha. Uma das minhas preferidas da pré-season e espero que consiga superar minhas expectativas cada vez mais! E ela é ousada, viu?! Teve Adam e Alicia se levantando para falar mais de perto com ela e ainda assim optou por ir com Miley Cyrus! Um odd fit, sem dúvidas, mas vai ser interessante assistir essa interação.

Hugo ursinho carinhoso: SENSASINCRÍVEl, que forma linda que ela trabalha os altos e baixos da música, que controle de voz é esse? Destruiu o palco, canta com convicção… Mereceu esse 4chair lindo que levou pra casa. Miley tem um Ouro na mão. Se eu viraria? Obvio.

Chairs-SimChairs-Super SimChairs-Super Sim

#TeamAdam – Riley Elmore: “The Way You Look Tonight”

Dam: IIIIIII!!! Que menino chato meu Deus, o que foi que Adam viu nele em? Não venha me dizer que ele é um Michael Buble da vida porque se ele for eu sou Beyoncé depois da doença da vaca louca. Achei bem sem sal de verdade, a parte que eu mais amei foi ver Adam cantando <3 por mim você não tava nem aqui lindo. 

Lu Paquita: Basicamente um Lowell 2.0, vamos dizer assim. Esse estilo de música, e até essa característica vocal não me agradam, mas o menino é até bonzinho. Claramente falta presença de palco, e isso é um dos pontos positivos dele estar com o Adam, coach Adam tende a ser muito bom nesse aspecto! Eu não vejo um futuro brilhante para Riley na competição, mas na pior das hipóteses, ele pelo menos teve a chance de cantar com Adam Levine! LMAO.

Hugo ursinho carinhoso: Meu deus moço, não pare de cantar. Ele escolheu uma música sensacional, que combinou com a voz, com o estilo, personalidade… Eu amei muito, por essa blind eu arrisco dizer que poderia passar um bom tempo no trânsito ouvindo um CD dele nesse estilo. Viraria a cadeira, do lado avesso até.

Chairs-NaoChairs-SimChairs-Super Sim

#TeamBlake: Dana Harper: “Jealous”

Dam: Canta muito, deu para perceber e pode ser uma forte candidata, mas que song uó mulher, tinha nada melhorzinho não? tentou fazer a diferentona, se destacar na multidão, usar mais Glitter que as demais, mas para mim a senhora foi bem sonifera e ainda por cima me escolhe Blake, viado, o que esse homem vai fazer contigo? a senhora não e country, acorde ai vá. 

Lu Paquita: Eu tinha ODIADO o preview da Dana, uma das piores experiências da minha vida. Mas ao vivo a história foi BEM diferente. Apesar da songchoice erradíssima para seu timbre vocal (pelo visto é tendência songchoice e/ou escolha de coach errada nessa temporada), Dana encontrou uma forma de mostrar toda a beleza de sua voz grave. Acredito que com melhores músicas e que encaixem melhor em sua voz, Dana possa nos surpreender positivamente. A escolha de coach vou nem comentar mais, tá tudo errado nessa caralha bexiga de episódio mesmo, hahaha.

Hugo ursinho carinhoso: Meus ouvidos ficaram felizes com as notas baixas que ela alcançou, mas eu esperei um falsete incrivel que nao rolou, mas acho que ela chega lá fácil. E escolha das músicas pra ela vai ser importante pra carai. Enfim, tem uma voz muito agradável, fiquei feliz. #BlakeDaddy, eu ri bastante. Viraria

Chairs-SimChairs-SimChairs-Sim

 Chris Cron :Never Tell Us Apart by: INXS

Song erradíssima, até curti o tom da voz, mas não foi nada demais, se bem que essas blinds até agora não teve nada extraordinário. Com mais treino, segurança e uma boa song choice, certeza que ele consegue pelo menos uma cadeira virada. ELIMINADO.

#TeamBlake – Gabe Broussard: “Lonely Night in Georgia”

Dam: Oooowwwnnn!! Achei meu crush da temporada. Estou completamente apaixonado, enquanto ele cantava essa song maravilhosa, eu já imaginei nos dois em uma tarde no parque, eu com meus cabelos ao vento e um vestido florido comendo algodão doce enquanto ele me abraça e canta no meu ouvido. Resumindo: Amei !! <3

Lu Paquita: Um pivetinho fofo, awwww! Gabe tem uma afinação ótima, especialmente se levarmos em conta sua idade. Apesar de não achar que temos muito caldo para tirar daqui, Gabe foi consistente e garantiu 2 cadeiras, Miley e Blake. E como eu desisti de tentar dizer com quem esses acts vão, fiquei bem cagando pra qualquer escolha do Gabe, lol. No fim, ele foi com Blake e eu fiquei “sem or, eu queria a Miley”, mas já tô me acostumando com esse sentimento de querer a pessoa em um time e ela cagadamente ir pra outro depois de hoje.

Hugo ursinho carinhoso: Voz incrível pra um garoto de 15 anos heim? Mandou muito bem a criança. Não tenho muito o que comentar nesse, sinto que é um pouco que é mais do que sempre vemos no TVUS. Mas tem muito futuro ainda pela frente, acho que vai longe

Chairs-Super SimChairs-SimChairs-Nao

#TeamAlicia – Christian Cuevas: “How Am I Supposed to Live Without You”

Dam: Robson Monteiro é você? Hahahaha” ele me lembra demais o Robson e ao mesmo tempo a cara sofrida dele me lembra o Damien e com certeza as tias já amam e choram junto. Alicia com o esse discurso de paz e amor I love maconha já ta me dando nos nervos e era bem óbvio que ele iria para #TeamAlicia não é verdade?  

Lu Paquita: Muito brega demais? Sim. Muito datado demais? Sim. Mas ainda assim Christian conseguiu passar emoção. Não amei, mas reconheço a qualidade de um grande vocalista. E não apenas isso, Christian me parece conseguir conectar muito bem com as canções. Ansiosa para ver o que o destino tem reservado à Christian Cuevas. Seria ele nosso frontrunner? Se sim, me fudi porque não amei, hahaha.

Hugo ursinho carinhoso: MOÇO, que voz linda, que poder… Eu gosto de acompanhar as histórias de antes das apresentações, que da pra sentir que realmente ele usa a música pra se manter de pé, ele conseguew transmitir essa emoção. Viraria minha cadeira.

Chairs-SimChairs-SimChairs-Sim

Equipes:

#TeamAdam: Riley Elmore

#TeamMiley: Ali Caldwell, Courtnie Ramirez

#TeamAlicia: Jason Warrior, Dave Moisan, Christian Cuevas

#TeamBlake:  Sundance Head, Dana Harper, Gabe Broussard

Como em suas temporadas anteriores, a primeira noite de Blinds não nos reservou muitas surpresas e nem candidatos que comprem a nossa torcida. Porém, programa só está começando, creio eu que ainda virá muito choque de monstro por ai e muita água ainda vai passar por debaixo da saia de Iemanjá.

Fazendo um balanço dos times, Alicia, Blake e Miley já começaram muito bem levando candidatos de peso e que irão se destacar com toda certeza. Adam ficou para trás com um candidato bem mediano, porém nós sabemos que ele lacra.

É isso cambada, não deixem de comentar e dar suas opiniões aqui na review e não deixem de checar as músicas e as legendas liberadas pelo Grupo SubVoice. Eles lacram quando o assunto é legenda. Beijos meus amores e até a próxima.

 

Dam Souza
Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.
Deixe-nos um comentário!
  • Almir César

    Foi um episódio fraco, mas me lembro bem da temporada passada que gostei só de uns 4 nas blind auditions inteira e acabei me animando no decorrer dela, apesar de que não foi grande coisa.

    Espero que surja um bom candidato na temporada, como Kimberly Nichole.

    Boa review, Dam. Ri muito.

  • Lindomar Albuquerque
  • Luciano

    Foi um início de temporada bem morno. Não teve ninguém que me chamou a atenção, achei a maioria da galera bem calouro. Quem mais me despertou o interesse foi o Jason Warrior e o Sundance.

    O Jason cantou com bastante paixão, mas tem que segurar a marimba um pouco. Se a Alicia souber trabalhar com ele acho que o rapaz pode entregar apresentações bacanas.

    O Sundance apesar de ter gostado queria ter ouvido mais dele, ficou no “I’ve Been Loving You” 80% do tempo, poderia ter mostrado mais nunces da sua voz. Vamos ver o que entrega nas próximas fases.

    Os demais não me despertaram o interesse por enquanto, apesar de estar ansioso por performances do Gabe Broussard, Christian Cuevas e da Dana Harper para ver o que mais eles tem a oferecer. O Riley Elmore não acho que vai ir longe, esse pessoal com um estilo muito definido fica preso em um única forma de apresentação. Talvez surpreenda se entregar algo diferente, se ficar neste estilo cai fora nas Battles.

    Em relação aos Coachs. Shevine tá a mesma coisa, e tem que continuar assim. A Miley tá bacana de assistir, tô até achando que ela uma das melhores coachs femininas do The Voice já, do ponto de vista de entretenimento pelo menos, tomará que continue dando bons conselhos como deu como Advisor season passada. Já a Alicia tá tão blasé, se solta mulher.

    Esperando o episódio de hoje ser melhorzinho.

%d blogueiros gostam disto: