Poderia ter sido melhor…

Gente, tá certo eu esperar tanto assim do The Voice? Sou só eu ou vocês ainda estão esperando um candidato de bom nível, estilo Matt, Tessanne, Alisan e Jordan? Sinto muito Billy, mas você não me cativou.

Enfim, estou de volta para a décima primeira temporada, para o desespero de alguns e alegria de ninguém HAHAHAHA Gostaria de dar boas-vindas a nosso negro gato Dam, que já começou arrasando aqui nas reviews de The Voice. Aliás, semana passada foi bem morno. Até agora não vi nenhum candidato que me fizesse dizer “Wow!”, o que me deixa preocupado quanto ao futuro da temporada. Mas não custa lembrar que Cassadee, por exemplo, foi lá pro fim das Blinds, então ainda dá tempo de aparecer alguém que eu ame.

O programa de hoje foi de apenas 1 hora, por conta do debate presidencial dos EUA. Dessa forma, a review vai ser mais curta, mas ainda sim tentarei valer a pena a leitura. Hoje, Clarice Queen Calil vai ser minha comentarista, com seu olhar feminino sobre as performances. Como sempre, teremos nossas cadeirinhas, que respectivamente significam:

Untitled 1

Bindi Liebowitz – “Bust Your Windows” by Jazmine Sullivan

Gerson: Bindi já me conquistou pelo seu estilo e sua segurança! Ela mostrou estar dominando a música, apesar de não haver um breakout moment. Não conhecia a música, mas acho que ela poderia ter usado um outro hino R&B pra destacar mais sua voz e seu timbre, que aliás é parecidíssimo com o de Riri. Adam e Blake viraram, Blake bem que tentou conquista-la, mas os argumentos de Adam pareceram mais fortes. Bindi é #TEAMADAM!

Clarice: Adoooooro quando esse povo inova nas songchoices, mas não curti essa performance da Bindi. Acho que a música não a favoreceu. Foi tudo tão linear, essa música exige personalidade vide a letra. No mais, gostei do timbre dela e se bem trabalhada, ela tem muito o que apresentar ali.

Chairs-Sim Chair-Talvez

Zack Hicks – “At This Moment” by Billy Vera and the Beaters

Zack trouxe seu problema com a mãe como carta na manga para arrancar umas lágrimas das tias do sofá, mas no palco do The Voice ele não fez por merecer. Com essa música bem chatinha, ele mostrou um timbre interessante, mas alguns problemas de afinação que foram cruciais. Os coaches deram algumas dicas e pediram para ele retornar. Infelizmente, #ELIMINADO!

Elia Esparza – “Como La Flor” by Selena

Gerson: Eu amo essa vibe latina no The Voice! Essa música me remete à Season 4 e à Mary Miranda, que arrasou em sua Blind Audition. Elia fez um trabalho legal, mas inferior ao de Mary. No geral, achei o timbre dela bem comum, mas o fato de ela ter um potencial foi o que fez Adam, Miley e Blake virarem. Elia escolheu Adam, mas não vejo muito futuro pra ela. Elia é #TEAMADAM!

Clarice: Elia me trouxe uma nostalgia gigaaaaante… quem se lembra da Blind da Mary Miranda dessa música em plena Season 4???  Mas diferente de Mary, achei que faltou intensidade pra Elia, senti tudo tão linear sem grandes ousadias.

Chair-Talvez Chairs-Nao

Lane Mack – “Every Day I Have the Blues” by Pinetop Sparks

Gerson: Com uma música que nunca ouvi falar (e que parece só ter uma frase), Lane me surpreendeu com seu timbre e sua potência vocal. Achei que ele fez um bom trabalho, e acabou não sendo recompensando o suficiente, virando apenas a cadeira de Miley. Que coaches insensíveis! Lane é #TEAMMILEY!

Clarice: O cara canta bem, tem uma rouquidão que gostei bastante, um ótimo performer pois é bem claro que ele fica à vontade no palco. Porém, essa é uma vibe não me empolga nem um pouco, não conheço a música e não me empolguei muito não. Lane ahazou no final.

Chairs-Sim Chair-Talvez

Karlee Metzger – “Samson” by Regina Spektor

Gerson: Eu ouço essa música e só lembro da minha linda Korin Bukowski, que a cantou em sua Battle. Karlee veio numa vibe gótica indie e fez mais do que eu esperava. Com uma voz potente e investindo em notas alongadas, ela bem que tentou, mas não conseguiu me cativar (rs). Por fim, conseguiu virar as cadeiras de Blake e Miley, mas seu estilo a levou diretamente para a trouble girl da bancada. Karlee é #TEAMMILEY!

Clarice: Que lindaaaaa a Karlee!!! Fofinha demais, gente! Lembro tanto dessa Battle da Korin na Season 9, mas logo que ela foi crescendo na música ia me encantando cada vez mais. A suavidade dela no início… e conforme a música ia subindo, ela ia crescendo junto. Adorei.

Chair-Talvez Chairs-Super Sim

Josh Halverson – “Forever Young” by Bob Dylan

Gerson: Um estilo “caí no guarda-roupa”, assim defino Josh. Não vou mentir, achei bem fraquinho pra fechar o programa. Achei a escolha musical preguiçosa e achei a voz dele super limitada. Definitivamente, não me convenceu. Não curti nenhum momento dessa Blind, sorry. Por outro lado, Miley, Blake e Alicia gostaram, e Josh decidiu escolher Alicia, o que deve leva-lo a uma queda prematura no programa. Josh é #TEAMALICIA!

Clarice: Hozier, é você? hahahaha No início não estava dando muita bola pra ele não, mas ele melhorou super ao longo da apresentação e acabei gostando de fato quando ele chegou no refrão e subiu com a música.

Chairs-Nao Chair-Talvez

Considerações Finais:

Um episódio mais fraco que os da semana passada. Nesse episódio apenas Bindi me pareceu um nome promissor, já que possui um timbre maravilhoso e um estilo arrasador. Os demais foram mais do mesmo, e não me parecem ter muito caminho na competição.

Como falei no início da review, ainda estou esperando um candidato promissor aparecer pra me cativar. Neste momento, ainda me sinto órfão de um nome forte para dar sequência aos grandes cantores que já vi no programa.

Amanhã teremos mais uma review, dessa vez no programa de 2 horas. Ah, aguardem pelos combos, eles devem aparecer.

Para mais informações, downloads das músicas e legendas dos episódios, não deixe de acessar a página do nosso parceiro Grupo SubVoice. No mais é isso, espero que tenham curtido. Grande abraço e até a próxima!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • Pingback: Panela de Séries » Arquivo » The Voice US – S11E05 – The Blind Auditions, Part 4()

  • Almir César

    Não viraria para nenhum candidato. De longe o episódio mais chato que já assisti no programa.

    Espero que tenham guardado uns melhores para hoje.

  • Luciano

    Se eu fosse um jurado no The Voice ontem teria ficado sentado sem fazer nada. Não teria apertado o botão para nenhum candidato.

    É difícil eu ter um favorito já assim de cara nas blinds, geralmente é nos KO quando eu fico devidamente animado com os participantes, mas essa edição tá bem morna, quem me chamou atenção foi candidatos lá do primeiro episódio. Parece que conforme a temporada avança tá ficando mais maçante.

    Torcendo para que hoje apareça gente bacana.

    Devido ao debate será que vão estender as semanas de Blinds? Semana que vem já começa as Battles ou vai ser só na outra e vão botar no meio mais um daqueles episódios especias “The best of….Whatever”.

    • Luana Medeiros

      Bom, ontem eles estavam fadados a baixa audiência devido ao debate e as preliminares acontecendo nos outros canais, então acho que optaram por lançar um episódio com candidatos menos notórios para não perder o episódio mas também não prejudicar candidatos com mais potencial.
      E sobre a semana que vem, só temos mais 1 episódio de blinds que é na segunda (2hrs de programa) e na terça temos o chatíssimo e desnecessário “Best of Blinds”. Hoje (terça) deve ter uns 3 combos e uns 4 na segunda, pra compensar o meio episódio de ontem e os usuais 4 combos de toda santa temporada.

%d blogueiros gostam disto: