Posts Populares

The Voice US – S11E12 – The Knockouts, Part 1

Knockouts Rounds! 

Chegamos finalmente a minha fase favorita do programa, os KNOCKOUTS! <3 Durante essa fase euzinho, Lindomar, estarei aqui comentando o programa com vocês que até aqui teve Dam e Gerson se revezando e arrasando nas reviews! Vou até roubar umas coisas das reviews de Dam para as minhas porque AMEI!

Essa fase exige do candidato conhecimento próprio, uma boa song choice, uma boa estrutura emocional e muito mais. Eles escolhem a música, duelam contra um adversário que não necessariamente segue o mesmo ritmo/estilo musical e precisam lacrar! Tivemos diversos favoritos caindo nessa fase e diversos desconhecidos despontando.

Na primeira temporada que essa fase foi implantada tivemos um caso icônico, quando Nicole Nelson, até então uma das favoritas, fez uma performance segura, mas quando a desconhecida Loren Allred subiu no palco e deu uns agudos brilhantes e uma entrega sensacional, ela simplesmente lacroouuu! Quem quiser curtir esse knockout, basta clicar AQUI. Outro exemplo bem recente foi na Season 9 quando as angelicais Andi & Alex que tiveram até essa temporada a audição mais vendida de todos os tempos, resolveram em pleno KOs sair do indie e cantar country. Fizeram uma performance mediana/fraca e viram um underdog chamado Blaine Mitchell fazer um dos melhores KOs daquela temporada, vocês também podem conferir essas performances clicando AQUI e AQUI. Fechando os exemplo trágicos de batalhas, temos Holly Henry, uma das front runners até então definhando com “Creep”, claramente sendo consumida pelo nervosismo e falta de experiência, do outro lado um dos acts mais icônicos e estranhos até então que mandou ver e a justiça teve que ser feita, você pode ver essa tragédia clicando AQUI.

Antes de seguir, vamos falar dos key advisors. Tudo bem que country está para os Estados Unidos como o sertanejo está para o Brasil, mas depois de Rihanna, Miley Cyrus, Chris Martin, Ryan Tedder, Taylor Swift e o moço do Fun., o que o público esperava era alguma diva pop tipo Lady Gaga, Queen B, Katy Perry, ou alguém que estava mais dentro do pop/rock tipo Brandon Flowers, Bruno Mars… mas a produção do programa resolveu brincar com nossa face e colocou uma dupla de peso, simplesmente os donos da música country e um dos casais mais amados da América: Tim McGraw e Faith Hill.

161004-the-voice-faith-hill-tim-mcgraw

Tudo bem que dois são lindos, maravilhosos e formam um dos casais mais lindos que já vi na minha vida, mas… I CAN’T, queria uma diva pop, queria um cantor de rock, queria uma Florence Welch de key advisor dos KOs, STOP COUNTRY 2016. E agora que já falei demais, vamos ver o que rolou nessa primeira noite onde conto com os comentários de dois musos maravilhosos do Panela de Séries, uma tem uma beleza mais cult, mais indie e tem o sotaque de moço do interior: Rick e o outro é o nosso baby que cresceu, meu capixaba favorito: Lucas.

Só relembrando vamos usar nossas luvinhas fofinhas criadas por Luana na season passada como forma de avaliação do KOs. Se liga na explicação pra entender o uso delas! 😉 As luvas vermelhas são destinadas ao candidato que VENCEU o Knockout, ou seja, que foi escolhido pelo coach. As luvas azuis representam os candidatos que PERDERAM seus respectivos Knockouts. Cada comentarista, no caso hoje Lucas e Rick, tem o direito a dar uma luva para cada apresentação, como sinal se gostou ou não. Pra ficar mais claro: o candidato que ganhar 3 luvinhas foi super amado por nós; o que ganhar ZERO luvinhas foi odiado. É simples e fica mais claro ao longo da review.

giphy

Sentem-se em suas cadeiras e vamos lá, amigos!

#TEAMBLAKE

Josh Gallagher – “My Maria” by B.W. Stevenson vs Sundance Head – “The Climb” by Miley Cyrus

Lindomar: Bem aqueles sertanejo brega que você escuta no bar. Josh é um cantor country tradicional de Nashville, ele não tem algo de muito especial em sua voz, mas como Blake sempre diz, ele sabe contar uma história. Gostei de ver que ele se arriscou com um falsetinho country, mas a apresentação em si não foi lá essa pipoca toda.

Muso Capixaba Lucas: Uma voz autenticamente country com uma música super agradável. Josh fez uma performance regular, se arriscou no falsete e até mandou bem no que se propôs a fazer. Mesmo não tendo a melhor voz e as vezes não tendo vocais tão consistentes, conseguiu se manter. Gostei do final quando ele tentou fazer a performance cresceu um pouco. Além disso, se mostra um bom artista representando essa mistura de country e pop que vemos hoje.

Muso do Interior Rick: Gente, e esse falsetinho ai em? Country melody. Achei Josh bem ok, até o momento em que ele subiu seu tom no refrão, e daí eu comecei a gostar. Josh pode até ter cantado um countryzão de raiz, me ele pareceu bem poser sim senhor.

Lindomar: A sorte de Sundance e falta de sorte nossa foi que Faith Hill mandou ele tirar aquela guitarra, até então ele tava apagadíssimo no ensaio. E o resultado foi, um lacre em pleno KOs, Sundance arrasou nos vocais, na rouquidão, incorporou a música e fez bonito, temos que assumir que a country tá ai pra fuder com nossas vidas. Aquela nota perto do final foi espetacular.

Muso Capixaba Lucas: Essa música já saturou pra mim, sério. Fora minha repulsa pela música, Sundance foi muito bem. Ao contrário do seu adversário, Sundance tem vocais muito fortes, precisos e super afinados. Ele tem uma grande confiança e isso ajuda demais para a voz não tremer/falhar na hora. Sundance errar é difícil. Country e The Climb juntos não me deu sono, isso já é um bom sinal

Muso do Interior Rick:  The Climb… Eu não imaginaria ver esse boy barbudão cantando essa musica. Mas esse homem aqui pisou demais, atingindo aquelas notas loucas e grandiosas. So sorry Josh, mas Sol-Dança deu um nocaute.

VENCEDOR: SUNDANCE HEAD / STEAL: JOSH GALLAGHER (#ADAM)

Luvas-KO-3x0

Podemos dizer que a vitória de Sundance era mais clara que água cristalina antes desse KO começar, e o que me pergunto é: para que raios Adam Levine me desperdiçou esse STEAL? E o pior tenho plena certeza que Josh é um forte nome a ir aos lives pelo Team Adam e deve ser bem votado pelo público country que o ama, por ser tradicional, chatinho e sem nada demais, pq é isso que a América gosta!

#TEAMALICIA

Kylie Rothfield – “Hound Dog” by Elvis Presley vs Whitney & Shannon – “I Won’t Give Up” by Jason Mraz

Lindomar: Se o conselho de Faith caiu bem para os countrys, podemos dizer que não funcionou tão bem assim para Kylie, seus vocais foram sofríveis na maioria do tempo por ela tentar compensar no impacto de sua performance e na guitarra, acabou que ela entregou uma performance bem meia boca e tinha altas chances de cair.

Muso Capixaba Lucas: Performance bem diferente, cheia de personalidade, mas confesso que achei ok. Se arriscou usando falsetes, usando a rouquidão que possui na voz, mas mesmo usando tudo o que possui, não me convenceu. Vocais medianos, mas pelo menos performaticamente foi bem

Muso do Interior Rick: Olha, eu estava com as expectativas altas devido a escolha da música, mas esse mulher simplesmente arruinou tudo. A voz dela estava toda “craquelada” e ela não conseguiu por nenhum ponto alto na sua versão… Ao final da performance eu só pensava em assistir Kimberly vs Lowell para eu ficar bem comigo mesmo.

Lindomar: Regra n1 de KOs com duplas: NUNCA PEÇA PARA ELAS CANTAREM SEPARADAS. Em segundo lugar sempre tem 1 KO que é combado esse KO aqui é um claro exemplo de combo, ninguém precisava ver isso Brasil. A moça que cantou primeiro até foi engolível, a segunda foi terrível. As duas separadas definitivamente não funcionaram nessa performance, tudo estava fora do lugar, faltou sincronia, faltou vocal, faltou emoção, definitivamente essa batalha não precisava ter uma vencedora. Manda as duas pra casa Carson! Kkkk

Muso Capixaba Lucas: Só eu que senti a voz delas trêmulas? Talvez o nervosismo tomou conta das duas. Elas são muito limitadas vocalmente, não conseguindo alcançar uma nota alta sequer ou surpreender com algo nos vocais. Ou seja, nessa situação só tem como funcionar de uma forma: emocionar. Aqui não deu certo e foram bem fracas.

Muso do Interior Rick: Eu tentei acreditar com todas as minhas forças, que essa dupla quebraria a maldição das gêmeas do KO e avançariam na competição. Após a performance de Kylie achei que seria até fácil, mas ai me inventaram de separa-las e fazer com que elas cantassem fora do tom, ficassem nervosas e erraram nas harmonias. Foi muito ruim!

VENCEDOR: KYLIE ROTHFIELD ELIMINADA: WHITNEY & SHANNON

Luvas-KO-1x0

Só Lucas doida que quis eleger uma vencedora aqui minha gente! A decisão de Alicia era o ruim e o péssimo, e ela foi com o menos pior, ao menos Kylie mostrou impacto e presença de palco, foi ligeiramente melhor que as gêmeas, que foram um desastre.

#TEAMMILEY

 Lauren Diaz – “Rise Up” by Andra Day vs Ali Cadwell – “No Ordinary Love” by Sade

Lindomar: Quanta entrega, quanta paixão, quanto amor por cantar, Lauren conseguiu me transmitir tudo isso nessa performance, achei ela tão bonita e verdadeira. Tecnicamente ocorreram algumas falhas, talvez ela não teve o alcance que precisava em certos momentos, mas continuo pegando na tecla da entrega, ela mandou muitooo e isso pra mim conta muito mais que vocais perfeitos.

Muso Capixaba Lucas: Como eu amo essa mulher!! Música super difícil e ela segurou no começo, foi crescendo, crescendo… e com muita emoção me fez ficar esperando por cada segundo seguinte da sua performance. Ela não tem apenas uma ótima voz, ela tem presença, tem carisma, tem emoção. Apesar de eu saber que ela pode mais, ela não me decepciona.

Muso do Interior Rick: Rise up é uma música maravilhosa, mas desde que fiquei sabendo que Lauren cantaria essa música eu fiquei com o pé atrás. Lauren não consegue executar os belos falsetes que tem no refrão, o que já faz a música perder sua marca. Outro ponto negativo da sua apresentação foi sua entrada que nitidamente foi fora do tom. Enfim, fiquei bem desapontado com Lauren, mesmo ela não fazendo uma apresentação desastrosa, mas eu esperava bem mais dela.

Lindomar: O que dizer de Faith Hill salvando a performance de Ali? Antes estava tudo fora do lugar, meio gritado, jogado, ai nossa querida advisor deu pequenas dicas e de repente Ali renasceu ali naquele ensaio. E as dicas foram valiosas, pq Ali começou mais calma, suave e precisa e foi crescendo, crescendo até que ela explodiu no final, teve pose, acertou notas incríveis, mostrou um controle poderoso e lacrou com a inimiga.

Muso Capixaba Lucas: Chegou minha lacradora. Os vocais maravilhosos como sempre, uma diva. Me arrepiei todinho naquela nota alta e o final foi maravilhoso e arrebatador. Amém, Ali! Não tem muito o que falar, só sentir. Só pra dizer, Lauren não foi mal, mas não dá pra disputar com a rainha Ali.

Muso do Interior Rick: O começo foi bem simples e preparatório para o pisão que estava por vir. Ali mostrou ser do time das classudas/posudas e dominou o palco com maestria, fora essa voz estarrecedora, com essa alcance incrível. Amo Lauren, mas Ali pisou muito nela, a pobi não teve chance mesmo.

VENCEDOR: ALI CADWELL / ELIMINADA: LAUREN DIAZ

Luvas-KO-3x1

Confesso que apesar de saber que Ali foi melhor em tudo aqui, eu ainda fiquei balanceado a optar por Lauren pensando na competição e no que as duas tem a mostrar ainda, acredito que se eu fosse Miley Cyrus seria bem criticado por escolher Lauren uahhuauhaahu, mas não consigo ir contra o que sinto. De resto a escolha de Miley foi SUPER CORRETA, Ali fez por merecer a tristeza fica pela talentosa Lauren que se despede da competição sem um merecido STEAL.

#TEAMADAM

Dave Moisan – “Like I Can” by Sam Smith vs Simone Gundy – “Midnight Train to Georgia” by Gladys Knight & The Pips 

Lindomar: Olha isso aqui foi pior que Ellie Lawrence com Cool For The Summer e Kota Wade com Barracuda juntas! Eu ainda estou rindo internamente dessa situação, logo nas Blinds Dave esnobou Adam e mesmo dizendo ser super fã do M5 e tendo cantando uma song na versão do M5 e tudo nele indicar Adam como coach correto ele foi lá e optou por Alicia. OK. Nas Battles Adam vai lá e me rouba isso aqui, pra que? Não.. E agora veio os KOs eu tinha uma certa antipatia desenvolvida por ele, e ele me ajudou muito. Ele fez uma versão terrivel de Like I Can, passou vergonha, e iria ser pior se Adam não tivesse intervindo nos ensaios. Aqui é o grande problema dos KOs: SONG CHOICE. Uma música errada e acabou seu sonho e foi basicamente isso que ocorreu aqui, uma bagunça vocal, ele fora de sua zona de conforto, tentando colocar falsete onde não tinha.

Muso Capixaba Lucas: Meu favorito na competição, mas hoje as coisas não deram certo. Desafinou e errou até os falsetes. Sério, foi horrível. Essa performance não merecia nem ser mostrada.

Muso do Interior Rick: Socorro, alguém pede pra esse cara parar de cantar. Estragou a música do meu mozão Smith e isso é inaceitável! Espero que o flop recaia sobre você, para parar de estragar músicas alheias, agora senta ali no canto e aprende com sua coleguinha Simone. Para não dizer que não disse nada de útil, ele semitonou, fez um falsete cagado e nem essa troca da nota que o Adam sugeriu ajudou o coitado. Tchau.

Lindomar: Simone tinha que abater um passará morto nesse KO, ela teria que se esforçar muito para perder e ela passou longe disso. Apesar de não gostar muito dessa song ou do estilo de Simone, ela arrasou na técnica, mandou bem no geral, fez uma performance sólida e mereceu a vitória.

Muso Capixaba Lucas: Afinada, com uma música certa pra ela e com uma interessante presença de palco. Não achei nada demais, mas tudo isso já foi o suficiente para ganhar esse knockout.

Muso do Interior Rick: Vamos ser sinceros, depois do desastre, Simone poderia cantar atirei o pau no gato que ela seria melhor. Ela nem fez tanto, mas o pouco que ela fez já foi claramente superior. Ela também tem uma boa extensão vocal, mas já temos alguém bem similar a ela, e que arrasa bem mais, não é mesmo Ali?!

VENCEDOR: SIMONE GUNDY / ELIMINADO: DAVE MOISAN

Luvas-KO-3x0

Sabe a fase fácil do video game? Foi esse KO aqui, estava muito fácil escolher o vencedor dela. Vamos para a próximo.

#TEAMALICIA

Courtnei Ramirez – “If Were a Boy” by Beyoncé vs Wé McDonald – “No More Drama” by Mary J. Blidge

Lindomar: Nos ensaios eu já estava com dó de Courtney, porque realmente vi ela se empenhando para melhorar e ela estava contra Wé, a pobre nem tinha chances. E isso pesou, ela começou um pouco nervosa, deu umas desafindas e tentou segurar a marimba, a song era grande mais para ela.

Muso Capixaba Lucas: Essa música é muito linda e emocionante, ela precisa ser cantada de todo o coração. Aqui ela parecia muito preocupada em apresentar ótimos vocais e descuidou da conexão com a música. Seus vocais estavam bons sim, mas eu acho super estridente e meus ouvidos chegam a doer. Eu não gosto, não acho agradável e não acho que fez jus à música com a interpretação que ela pede.

Muso do Interior Rick:  Apesar de alguns exageros, Courtnie foi até bem, o único problema para mim é que ela não sabe controlar sua voz. Ela atinge umas notas bacanas, e tem um grande belting, mas quando ela exagera sai muito gritado e fora de controle. Ela é jovem e ainda irá aprender a controlar melhor sua voz.

Lindomar: No More Drama, a música que Shalyah deveria ter cantando na season passada. Eu ainda fico chocado como Wé se transforma de uma voz tão fina e irritante, em uma voz tão sólida, cheia de controle e poder. Suas performances tem sido tão intensas, tão impactantes, você sempre fica se perguntando o que vem depois? Wé é uma das minhas favoritas até aqui e venceu com facilidade esse KO.

Muso Capixaba Lucas: Wé é sem dúvida uma das melhores cantoras desse programa. Aqui não deu outra. Ela tem um diferencial, sabe? A voz dela é diferente, é memorável, é intensa e caminha junto com as emoções das suas apresentações. Essa música também pede muita emoção e Wé soube dar à sua performance tudo o que a música pedia, diferente da Courtnie. Os vocais estavam bons, fortes e surpreendentes como sempre. No final eu já estava pulando na cadeira.

Muso do Interior Rick: Gente, que lacre foi esse que acabamos de presenciar? Estou abismado com essa menina, a performance dela não foi só vocais… Teve emoção, teve presença, e deu para sentir cada palavra que ela cantou. Até a rispidez nas palavras foi linda e foda! Wé, a senhora é destruidora mesmo viu.

VENCEDOR: WÉ MCDONALDELIMINADO: COURTNEI RAMIREZ

Luvas-KO-3x0

Escolha fácil para Alicia Keys! Se tem uma artista mulher que pode vencer essa temporada essa artista se chama Wé McDonald! A pobre da Courtnei nem teve chances, nunca teve na verdade! Fiquei morrendo de dó da pobi!

#TEAMADAM

Riley Elmore – “Haven’t Met You Yet” by Michael Bublé vs Jason Warrior – “I Want You” by Luke James

Lindomar: Uma performance abaixo de sua audição e de sua batalha, Riley não é um cantor que pode fazer muita coisa e ainda nervoso tudo ficou mais complicado, a performance soou meio linear na maioria do tempo, nem sua fofura compensou hoje. Fiquei esperando mais dele e não rolou! =(

Muso Capixaba Lucas: Que vocais extremamente fracos do Riley. Ele saiu da sua zona de conforto e isso não favoreceu sua voz. Ele tem uma voz limitadíssima e precisava saber trabalhar com isso. Uma performance bastante ok e nada memorável.

Muso do Interior Rick: Olha, tentei com todas as forças gostar dessa apresentação, e até consegui tirar algumas coisinhas boas, como a entrada no verso “and someday I know it’ll all turn out and I’ll work to work it out”, mas Riley foi muito linear, e estava claramente nervoso, o que o atrapalhou demais. A música ficou sem vida e sem emoção, assim como ele, que aparentava estar sem vida no palco lendo a letra em algum telão.

Lindomar: Olha ele até começou bem, tava indo bem até passar do pontoooo, esse é o problema de Jason, ele sempre é too much, coloca firula demais, enfeita demais onde não teve que enfeitar, exagera e fica feio. Ele fugiu da linearidade de Riley, mas fez uma performance vocalmente fraca naqueles huuuuuu.. Sinceramente eu tava vendo ao vivo e tive vontade de fechar o Stream porque não aguentava mais.

Muso Capixaba Lucas: Olha, me surpreendeu muito. Vocais na medida certa na maioria da performance. O começo foi bem, o meio esteve muito bom, mas ele deslizou no final com os falsetes, isso ficou claro. Se executasse bem os falsetes, seria uma ótima performance. Faltou pouco.

Muso do Interior Rick: Jason entrou muito bem na música, mas depois que começou a gritar descontroladamente, eu só implorava para isso acabar logo. Juro que se eu estivesse ali na plateia, tamparia alguma fruta nele, bem estilo desenho animado. Foi péssimo, principalmente aqueles falsetes desafinados. Vergonha de terem pimpado esse KO.

VENCEDOR: RILEY ELMORE / STEAL: JASON WARRIOR (#BLAKE)

Luvas-KO-2x1

Entre o que passou do ponto e o que não passou, eu ficaria com o que não passou, por menos ser mais! kkkk Riley não deve ir longe na competição e Jason também não, logo de qualquer forma era um KO perdido. O Steal de Blake foi bem desnecessário, assim como o de Adam. Já que os dois queriam trocar Steals entre si, Blake poderia ter roubado do KO entre Nolan e Brendan e Adam poderia roubar do KO entre Courtney e Bindi, já que é provável que Blake leve Courtney.

BALANÇO FINAL

Um episódio de KOs bem abaixo dos das outras temporadas, tivemos três grandes performances nessa noite: Wé, Sundance e Ali e algumas outras que foram boas como Lauren e Simone, mas a maioria decepcionou. Os Steals foram decepções, gente boa deixou o programa e outros sem tanto talento ainda seguem. Os times para os lives shows estão assim por enquanto:

#TeamADAM: Riley Elmore, Simone Gundy e Josh Gallagher

#TeamALICIA: Kylie Rothfield e Wé McDonald

#TeamBLAKE: Sundance Head e Jason Warrior

#TeamMILEY: Ali Cadwell

Os advisors seguem me surpreendendo, praticamente todas as dicas que Faith Hill deu foram ótimas, melhoraram as performances demais, ela vem calando minha boca e contribuindo muito para o crescimento dos artistas. Amanhã (terça feira) temos mais 3 KOs que vão ser esses aqui…

#TeamADAM – Billy Gilman vs Ponciano Seaone

#TeamALICIA – Belle Jewel vs Christina Cuevas

#TeamBLAKE – Bindi Liebowitz vs Courtney Harell

Tudo indica que Miley deve roubar alguém de um desses pareamentos, geralmente sempre temos um STEAL no episódio de terça feira. De resto acho que é isso pessoal, espero que tenham curtido nosso review e amanhã tem mais! Votem na nossa enquete do episódio de hoje! Bye Bye!

Já ia esquecendo, se vocês quiserem assistir os episódios legendados ou baixar alguma das músicas que tocou no programa, basta acessar a página do nosso parceiro Grupo SubVoice, clicando AQUI.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Lindomar Albuquerque

A indie/gótica do @PanelaDeSéries! Paulista, canceriano, 27 anos de dores na coluna, faço Doutorado em Biotecnologia e vivendo pelo mundo. Me chama para beber @ e vamos falar de série, falar de Imagine Dragons e Lana Del Rey, falar de signos, falar de ciência e xingar os fascistas.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries