Posts Populares

The Voice US – S12E12 – The Battles, Part 4

As Battles acabaram!

Rolling up to the free sample table like.

Terça-feira, 28 de março de 2017. Chegou ao fim as batalhas da décima segunda temporada de The Voice US. Num balanço geral, eu gostei de muitas apresentações. Comparando com a temporada passada, muito melhores! Chegamos aqui com apenas 4 vagas restando para os Knockouts: 1 vaga no Team Gwen, 1 vaga no Team Alicia, e 2 vagas no Team Adam, sendo um steal. O Team Blake já está fechadinho, com seus 8 cantores confirmados e garantidos.

Antes de começar a falar das últimas batalhas de hoje, eu quero me retratar com vocês leitores. Levei um puxão de orelha de um leitor na review de ontem (clique AQUI pra conferir), falando que os comentários estavam muito negativos. De fato, eu e meus comentaristas convidados acabamos não dosando os comentários, fazendo parecer que tudo foi horrível. De fato, não foi um primor de talento e ótimas batalhas. No entanto, deveríamos ter nos policiado mais pra evitar exagerar. De qualquer maneira, nos desculpem.

Pra encerrar a introdução, a produção do The Voice liberou todas as Battles combadas da temporada. São 6, que estão disponíveis no canal oficial do programa no YouTube. Você pode conferir clicando AQUI. Em breve faremos um post especial comentando todas, fiquem ligados!

Estou aqui pra finalizar as batalhas, e volto só para os Playoffs. Fontes confiáveis (Luana, estou olhando pra você) garantem que teremos o coach comeback, famoso Wild Card, quando um candidato eliminado volta pra tentar a chance nos Playoffs. O medo já domina de termos um novo Nick Hagelin.

Na review de hoje, Valber e Carol me ajudarão novamente. Também temos as mãozinhas pra indicar a nossa opinião sobre o vencedor de cada Battle. O participante com mais luvinhas coloridas em cada Battle é o vencedor, segundo a nossa opinião! Sempre a nossa opinião, não esqueçam!

#TeamAlicia: Lauryn Judd vs. Lilli Passero – “Every Little Bit Hurts” by Brenda Holloway

Gerson: Lilli não tinha se destacado muito na sua blind, pra mim, mas aqui foi um sambão. Lauryn não ficou pra trás, e foi muito bem, apesar do timbre bem irritante. Eu gostei bastante da batalha, ainda mais que as duas deram interpretações diferentes pra música. Lilli fez algo mais agressivo, com atitude, enquanto Lauryn soou mais dramática, com um quê de tristeza. No geral, achei uma batalha muito boa, com Lilli se sobressaindo e vencendo.

Carol: Socorroooo, que batalha chatinha! Achei a voz de ambas bem enjoativas, uns agudos desnecessários, fora de hora, mas o timbre da Lauryn pra mim foi muito irritante, e se Alicia escolhesse essa garota, eu juro que voava lá dentro pra dar 3 tapas na cara dela.

Valber: Essa battle me deu um sono e levei praticamente uns 5 minutos vendo e pensando “o que eu posso tirar disso aqui?” Concluí que foi puro entretenimento, sem nada demais. Lauryn nas partes suaves foi bem, Lilli foi bem quando precisou de vocais mais fortes. Mas na presença de palco Lilli pisou e ao meu ver por isso levou a battle, apesar de não ver alguém que possa ser pareado com ela nos knockouts.

VENCEDOR: LILLI PASSERO

#TeamAdam: Jesse Larson vs. Taylor Alexander – “Shameless” by Billy Joel

Gerson: Ai que previsível essa batalha com a guitarra e o violão hahahaha Eu gostei também. A voz de Taylor, que tinha sido meio chatinha na blind, aqui deu super certo, muito bem utilizada. Mas como a gente não vai elogiar Jesse com esse pisão dele? Na blind eu já tinha ficado de olho nele, e aqui novamente ele surpreendeu com muita técnica e vocais consistentes. O Timbre dele é maravilhoso. Apesar de Taylor ter se esforçado, Jesse foi claramente o vencedor.

Carol: No início, achei que fosse ser uma daquelas batalhas bem sono como foram as de ontem, mas ao longo foi melhorando e curti bastante quando eles começaram a usar da música para mostrar as versatilidades na voz. Jesse me chamou a atenção em um momento específico que usou o tom mais grave na voz e curti muito, por isso eu faria como Adam e optaria por ele.

Valber: A battle foi bem boring e acho que aqui o vendedor foi definido por quem conseguiu de fato segurar a marimba e esse alguém pra mim foi Taylor. Apesar da voz super genérica country, ele tem algo que chama atenção em sua performance. Já Jesse foi bom, mas teve pontos que senti que sua voz se descontrolou. Enfim, meu gosto foi para Taylor então pra mim ele venceu.

VENCEDOR: JESSE LARSON

#TeamGwen: Brandon Royal vs. Davina Leone – “In The Night” by The Weeknd

Gerson: Cantar The Weeknd é difícil, pois a voz dele tem um drive muito característico. Não achei que os dois aqui foram mal não, mas das 3 batalhas da noite foi a que mais deixou a desejar, pra mim. A voz de Brandon encaixou muito bem, enquanto Davina teve que suar a camisa pra poder se encaixar. No geral, achei que os dois tiveram problemas, mas Brandon me conquistou mais.

Carol: As batalhas de hoje, ao meu ver, estão bem superiores às de ontem. Nada de sensacional, mas melhores. Achei a interação entre Davina e Brandon bem bacana e foi o que mais me cativou no embate. A voz de Brandon me lembrou a de Ne-Yo porém piorado rs Davina me cativou mais, pode não ter o vozeirão mas no conjunto preferi ela, mas tinha certeza que Gwen escolheria Brandon porque é bem o estilinho dela.

Valber: A música é ótima e eles tiveram um desempenho à altura. Davina foi uma das blinds combadas que mais curti e Brandon foi uma verdadeira surpresa. A sintonia deles foi tão boa de se ver quanto de escutar. Imaginava algo meio “Close”, do Nick Jonas pra eles, mas essa música me prendeu do início ao fim. Em questão de escolha, eu iria com Davina por não só ter me surpreendido nas audições como nas batalhas também, apesar da voz dela ter muitas falhas. Brandon não teve erros tão visíveis assim e me impressionou também.

VENCEDOR: BRANDON ROYAL / STEAL: DAVINA LEONE #TeamAdam

.

Bom, agora é hora de a gente ver como ficaram os Teams e fazer uma análise prévia.

#TeamAdam: Johnny Hayes, Mark Isaiah, Jesse Larson, Autumn Turner (S), Josh West, Malik Davage, Hanna Eyre, Davina Leone (S).

O Team Adam é o mais “fraco” pra mim, mas ainda com nomes que me chamam a atenção. Destaco Mark e Hanna, pelo apelo adolescente, apesar das vozes comuns, enquanto Jesse se destaca pela experiência e por ser um guitarrista, do jeito que Adam gosta. Autumn e Davina acho steals fracos, com pouca chance de sobrevivência.

Os spoilers do Team Adam, que vimos no trecho promocional dos KOs, mostra apenas um embate, entre Johnny Hayes e Josh West, com Josh cantando “Carry On Wayward Son”, do Kansas.

#TeamBlake: Lauren Duski, Felicia Temple (S), Aliyah Moulden, Casi Joy, Caroline Sky (S), Enid Ortiz, Andrea Thomas, TSoul.

Eu amo essa equipe! O Team Blake é o mais forte até aqui, com os destaques sendo Lauren, Aliyah e Casi. Andrea e TSoul correm por fora, uma por ser muito boa, apesar de ter sido combada duas vezes, e o outro por ser o único homem desta equipe. Os steals Felicia e Caroline podem surpreender, já que foram as vencedoras de suas respectivas battles e foram injustiçadas.

De spoilers nesse team, temos dois embates: Enid vs. TSoul, e Casi vs. Felicia. De músicas, vimos que TSoul vai cantar “Superstition”, do Stevie Wonder, enquanto Casi vai de “My Church”, da Maren Morris.

#TeamGwen: JChosen, Stephanie Rice, Brennley Brown (S), Brandon Royal, Troy Ramey, Aaliyah Rose, Johnny Gates, Hunter Plake (S).

O Team Gwen também está muito bom! Aqui temos uma variedade muito grande de candidatos, sendo destaque o JChosen, cheio de técnica, o Johnny Gates, com muita atitude, e Troy Ramey, com muita experiência. Os steals não me convenceram muito nas suas apresentações até agora, por isso eu não dou muito atenção.

#TeamAlicia: Anatalia Villaranda, Lilli Passero, Ashley Levin (S), Quizz Swanigan, Jack Cassidy, Vanessa Ferguson, Dawson Coyle (S), Chris Blue.

Team Alicia, assim como Team Adam, tem bons nomes, mas alguns bem ruins. Os destaques ficam pra uma trindade do poder: Anatalia, Lilli e Vanessa. As 3 têm muito potencial e podem seguir longe na competição. Jack e Quizz são dois que não gosto, e por mim já teriam sido eliminados. Por fim, os steals, que aposto muito em Ashley, apesar de achar que Alicia não conseguirá trabalhar com ela.

O único spoiler aqui é o embate entre Ashley e Lilli.

.

Chegamos ao fim da review! Espero que tenham gostado dos nossos comentários, dos nossos spoilers e das nossas análises. Não deixem de acessar a página do nosso parceiro Grupo SubVoice, com ótimas legendas e os estúdios do programa. Espero os comentários de vocês e os votos na enquete!

Está no ar o 2º recrutamento de reviewers do Panela de Séries! Venha se juntar a nós paneleiros! Saiba mais clicando AQUI.

Boa semana e até os Playoffs!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu