Posts Populares

The Voice US – S13E07 – Battle Rounds, Part 1

Que início de fase promissor, Brasil! 

Minha gente, finalmente as batalhas começaram, fase que eu amo DEMAIS, embora não tenha acontecido batalhas memoráveis nas últimas duas seasons, daquelas que a gente arrepia só de lembrar e fica na dúvida sobre quem ganhou, sabe? Mas estamos aí, firme e forte, esperando ansiosamente por uma nova “If I Ain’t Got You“, “Ain’t no Mountain High Enough” ou algo do tipo.

E após uma boa fase de audições, com nomes promissores, devo confessar que estou na expectativa de boas batalhas. Eu não sei se teremos apresentações épicas, afinal, não é uma tarefa tão fácil. Mas na atual situação, desde que elas sejam minimamente decentes e com songchoices inovadoras, já fico felizinha, porque, né? Não tem sido fácil hahaha.

Só pra recapitular pra quem ainda não sabe: nessa fase, cada coach convidou um artista para ajudar na preparação das batalhas, sendo Joe Jonas, o advisor do Adam;  Billy Ray Cyrus, o advisor da Miley; Kelly Rowland <3, a advisor da JHud e o grupo Rascal Flatts, como advisors do Blake.

Bom, sobre esse primeiro episódio, eu não achei que tivemos nenhuma batalha épica, mas gostei bastante de três. Pra comentar comigo sobre elas, tenho ao meu lado duas paneleiras lindinhas, Carol e Thaís, que me ajudarão a contar tudinho que aconteceu no programa #GirlPower. Só pra explicar rapidinho: nessa fase usaremos as famosas mãozinhas e elas expressarão quantos votos cada candidato levou de cada comentarista. Mas, diferentemente do programa, aqui no Panela os dois artistas que duelaram podem receber uma mãozinha, afinal, a gente não é obrigado a escolher, né nom? hahaha  Então, let’s go! 😀

 

[Team Jhud] Lucas Holliday vs Meagan Rose – “My Prerogative” by Bobby Brown

Tati: Eu confesso que não esperava muita coisa dessa batalha não, viu? Eu detestei a blind do Lucas, devido o excesso de falsetes e até gostei da Meagan em sua audição, mas nada que me empolgasse. E quando soltaram essa batalha na sexta eu já fiquei choquita com a escolha da música. Que hino de songchoice! E não é que os bichinhos arrasaram? Vocalmente foi tudo muito bem feito e eu gostei muito que Lucas usou diversos recursos vocais que não havia mostrado na blind pra, assim, equilibrar a batalha. Meagan também não ficou atrás e mostrou uma voz muito mais agradável em relação à sua audição. Enfim, uma batalha maravilhosa, divertida e muito bem pensada. Eu escolheria Lucas, pois acho que ele esforçou um pouco mais.

Carol: QUE HINO DE BATALHA!!! Estou aqui para enaltecer real essa batalha que quando eu vi a escolha da música pensei “Hummm vamos ver no que isso vai dar” e mais uma vez levei um tapa na cara com gosto! Sou muito fã de Britney e para eu gostar de versões de músicas dos meus ídolos não é fácil não, avaliem enaltecer. Mas, os dois se encaixaram de uma forma incrível na música, o arranjo novo foi perfeito para que os dois brilhassem e realçasse a voz de ambos. Lucas ainda conseguiu mais destaque porque saiu da sua zona de conforto total e brilhou, mas Meagan não ficou atrás não, com aquela voz e atitude no palco. Quando terminei de ver, eu simplesmente não queria estar na pele de JHud para decidir isso.

Thaís: Fazendo os comentários ao som do hino imortalizado pela the only and one Britney Spears, enquanto penso na batalha desses. Eles arrasaram de uma forma que eu nem sei comentar direito. A songchoice foi totalmente inesperada pra mim e trouxe um frescor pra essa batalha, que poderia ter ficado presa numa música velha e datada, mas o arranjo e a escolha não deixaram isso acontecer. Essa foi a batalha liberada pela produção e foi a minha preferida da noite de longe. Lucas e Meagan arrasaram, queria muito que ela tivesse conseguido um steal, porque mereceu, mas não podemos dizer que a vitória dele foi injusta, longe disso, dele brigou e ganhou a vaga do grito, no estilo e no jeito quase sassy de cantar. Amei demais.

 VENCEDOR: LUCAS HOLLIDAY

[#TeamMiley] Moriah Formica  vs Shilo Gold – “American Woman” by Tom Petty

Tati: Minha rocker baby que amei muito nas blinds contra uma artista que fez a audição que mais odiei. Desde o início, estava bem claro quem eu iria preferir nessa batalha e, pela songchoice, acho que estava pra Miley também. Música e arranjo totalmente pensando em Moriah, que, já nos ensaios já demonstrava uma potencia vocal incrível. Uma rockerzinha nata. Eu achei a batalha um pouco exagerada em alguns momentos, principalmente pelo fato de Shilo não ter tanta afinação para notas altas e ter cantando fora do ritmo em muitos momentos. Achei também que Moriah foi de longe bem melhor e mais segura que sua oponente, por isso a escolheria, sem dúvidas.

Carol: Que pisão, meus amigos! Não da batalha em si, mas de uma pessoa em específico que foi Moriah. Uau! O timbre grave da sua voz misturado à atitude rock ‘n roll dela tornou a batalha uma daquelas que você tem um prazer enorme de assistir. Shilo foi bem, tem uma voz boa, mas pra mim foi totalmente apagada por Moriah. Moriah se apropriou da música de uma forma que Shilo não conseguiu superar, mas mesmo assim foi bem.

Thaís: Imaginem a cena: Adam vendo a Moriah toda baby girl do rock e na cabeça dele Taylor Swift aparece cantando “If you can see I’m the one who understands you, been here all along so why can’t you see, you belong with me.”, porque eu aposto com qualquer um que era isso que ele pensava durante toda a battle. Adam morreria por aquela menina. Ele tá doido numa kid depois que a pequena Dusty nasceu, agora imagina uma kid que toca guitarra e bateria. Nossa, já consigo ver ele sequestrando a menina e querendo adotar. O resultado não poderia ser outro, né? Shilo foi aquela coisa na blind, o nosso nível de nivelamento, mas até achei que ela foi melhor do que eu imaginei que ela seria. Não sei se ela tentou muito não passar vergonha ou se ela evoluiu mesmo ou se foi apenas o conjunto que fez parecer que ela foi menos pior. Mas, Shilo, miga, pra não dizer que não tenho nada de bom pra te falar, AMEI sua roupa.

  VENCEDORA: MORIAH

[#TeamBlake] Keisha Renee vs Noah Mac – “I’m So Lonesome I Could Cry” by Hank Williams

Tati: Que pareamento nada a ver, né? Mas aqui ficou bem claro que Blake tinha uma favorita e foi possível perceber isso pela escolha da música, já que Keisha já havia falado que gostaria de seguir uma linha country. Mas o cowboy poderia ao menos ter escolhido uma música melhor, pois olha, achei chatíssima! Noah se esforçou de verdade e eu achei a voz dele tão limpa, bem colocada, mesmo que não fosse a praia dele. Mas é evidente que Keisha iria se sobressair, né? Essa mulher manda muito bem tecnicamente. Por gosto pessoal, eu avançaria Noah, porém, eu consigo entender o fato de Blake optar por uma candidata mais forte.

Carol: Eu já fui humilhada desde a primeira nota que Noah cantou nessa batalha, o menino abriu a boca e eu já… WTH? Um vozeirão desses, bicho! Quando ouvi ele cantando, já sabia que ia ser quase impossível Keisha obter a minha preferência e realmente eu estava certa rs. Keisha pode ter técnica vocal e agradar à Blake (afff Blake), mas achei ela bem insossa e com uma vozinha bem enjoada. Para mim, não teve dúvidas, do início ao fim essa batalha já tinha um vencedor claríssimo.

Thaís: Olha o meu princeso ai, gente. Preso no cativeiro do Blake, servindo de cordeirinho de sacrifício, tendo que cantar essas músicas estranhas e, ainda assim, GANHANDO DA MAIOR VOZ DO BLAKE NO APP, VOCÊ QUER COWBOY? Que hino, gente, que hino. Não consegui reprimir meu grito e minha felicidade diante do fato que presenciei. Meu Noah deve ter pensado diversas vezes que estava derrotado, afinal, quem não pensaria tendo que enfrentar um four chair? Mas a justiça de Deus não falha, meus amigos. O MEU NOAH TÁ VIVOOOOO. Mas sendo sincera, preferências a parte, tem algo na voz da Keisha que não me agrada, não sei explicar, como se tivesse sempre algo agudo que atingisse uma parte específica da minha cabeça e me incomodasse. Não gosto mesmo.

VENCEDORA: KEISHA RENEE | STEAL: NOAH (JHUD)

PS: Nossa Luana paneleira ficou tão feliz com o steal de Jhud e a vitória do Noah no aplicativo (amém, América!), que a gente ficou assim, no final.

 

 [#TeamJhud] Chris Weaver vs Kathrina Feight – “Dangerous Woman” by Ariana Grande 

Tati: Você quer pareamento e escolha musical coerente, @Blake? Que escolha acertada para ambos os artistas e achei que eles estavam bem entregues à canção. Apesar de Chris não ser o tipo de artista que eu amo, fica bem nítido pra mim que ele é um dos artistas mais bem preparados dessa season, que voz!Eeu gostei bastante dele aqui. Kathrina também foi muito bem, apesar de eu não ter gostado muito do jeito que ela conduziu a música no finalzinho. Mas eu amei batalha demais, minha gente.  Eu também daria a vitória a Chris.

Carol: Uma boa batalha, mas ao meu ver a menos empolgante até aqui. Chris com uma incrível potência vocal não deixou a desejar numa música de Ariana Grande, mas confesso que achei que quando Kathrina entrasse ia arrasar por conta da voz feminina numa música dessa, só que estava enganada. Kahtrina foi até bem, mas lá pra metade da batalha o esforço que ela tava fazendo para mostrar o vozeirão começou a me incomodar e me enjoar, já Chris encarou e seguiu se destacando até o final da batalha.

Thaís: Não tenho muito o que falar dessa battle não, porque eu não gostei nadinha. Tô muito acostumada com a vozinha de anjo da Ariana e ouvir o Chris, com seu timbre grave, foi beeeeeem bizarro. Sem falar na Kathrina que tava bem desesperada pela chance de um steal e ficou no over a música todinha. Achei que exageraram demais e a música ficou pesada. Peçam desculpas para a Ariana Perigosa, por favor.

 VENCEDOR: CHRIS WEAVER | STEAL: KATHRINA (BLAKE) 

[#TeamMiley] Brooke Simpson vs Sophia Bollman – “You’re A Big Girl Now” by Bob Dylan 

Tati: Amo quando eu olho para um artista e penso “quem é?”, aí ela vem na batalha e mostra direitinho, com uma apresentação surpreendente. hahhaa Eu mal me lembrava de Sophia, mas gente, a menina me surpreendeu. Ela estava super à vontade no palco e a voz dela me soou agradável. Brooke continuou demonstrando o talento vocal que ela apresentou em sua blind. Minha crítica à batalha de uma maneira geral, é que ela foi simplesmente uma batalha vocal, não me senti tão conectada enquanto elas cantavam. Eu não saberia escolher uma vencedora aqui.

Carol: Foi uma batalha bem equilibrada, no início fiquei em dúvida de quem deveria levar, mas ao longo Brooke foi se destacando mais com o alcance de certas notas. As duas tem vozes bem potentes e não seria injustiça se qualquer uma delas ganhasse, apesar da batalha em si não ter sido nada de incrível, as vozes dela se harmonizaram super bem.

Thaís: A preguiça me dominou assim que a música começou. Não bastava o Blake transformar seus acts em country, agora teremos a Miley para fazer a mesma coisa. Não vou me surpreender se ela tentar algo como Cassadee Pope com a Brooke não, viu. A bicha tá doida pra ser amada novamente pelos americanos e a forma mais fácil que ela achou de ser aceita novamente, nesse país quase cego pelo conservadorismo nesses últimos tempos, foi vender a alma pro country. E na promessa de venda deve ter marcado mais algumas junto com a dela, por isso tá arrastando a pobre junto. Brooke, se precisar de ajuda, pisca duas vezes com o olho direito nos KO’s.

VENCEDORA: BROOKE

[#TeamAdam] Adam Pearce vs Whitney Fenimore – “Stop Draggin’ My Heart Around” by Stevie Nicks 

Tati: Gente, eles poderiam ser uma dupla! hahaha Juro, eles super combinaram. Muito mesmo! Achei a escolha musical muito boa para ambos, apesar que Whitney precisou sair um pouquinho mais da sua zona de conforto. Mas eu achei que eles foram praticamente impecáveis nos vocais e nas harmonias nas partes mais altas da música. Uma batalha bem gostosinha de se ver. Eu ficaria com Whitney, por gosto musical mesmo, mas achei que Adam foi muito bem também.

Carol: Eu sou Team Adam declarada, mas sou realista também e pra mim, a batalha mais fraquinha da noite foi entre Adam e Whitney. Achei os dois bons, as vozes harmonizaram super bem na música, mas não teve nenhum grande momento durante a música que eles se destacaram e puderam mostrar artifícios diferentes na voz. No geral, Whitney chamou mais a minha atenção.

Thaís: Gente, eles funcionaram tão bem, que poderiam ser um duo tranquilamente. Vou confessar que não me recordo da blind da Whitney, mas me lembro do Adam e também lembro que não gostei. Achei a voz dele meio fina demais para o meu gosto e isso o deixou lá pra baixo no meu ranking de preferência no time do mozão. Mas nessa battle eu gostei dele, as vozes soaram bem harmônicas, talvez o fato da própria música ser um dueto de um homem e uma mulher deva ter facilitado. É uma blind onde eu não saberia escolher um vencedor, porque ficou muito nivelado, seria numa preferência pessoal mesmo. Mas como eu não sou Adam Levine e não preciso escolher, vou ficar em cima do muro mesmo.

VENCEDOR: ADAM PEARCE | STEAL: WHITNEY [MILEY] 

 CONSIDERAÇÕES FINAIS 

Achei que essa primeira noite de batalhas terminou com um saldo bastante positivo. Tivemos duas batalhas ótimas, uma batalha muito boa e não acho que nenhuma tenha sido horrível e, pra mim, todas tiveram pontos positivos a serem destacados, apesar de eu ter achado as batalhas de Keisha vs Noah e Brooke vs Sophia um pouco inferior às outras e a de Moriah vs Shilo gritadinha. De qualquer forma, fiquei muito satisfeita com essa primeira noite e acredito que teremos outras boas batalhas (ai gente, sou muito Alice, mas fazer o que se a maioria dos meus artistas favoritos ainda não apresentaram? hahah). Meu ranking de batalhas dessa noite, por ordem de preferência ficaria:

1.  Lucas vs Meagan 
2. Chris vs Kathrina 
3. Adam vs Whitney
4. Brooke vs Sophia
5. Keisha vs Noah 
6.  Moriah vs Shilo 

Então é isso, pessoal. Espero que tenham gostado dessa primeira noite de batalhas e da review também. O que vocês acharam do episódio? Não se esqueçam de votar na nossa enquete! Vejo vocês mais loguinho. (:

gostou da matéria? deixe um comentário!

Tatiane Silva

Sou uma Social Media e Community Manager que ama tanto o que faz, que acaba fazendo isso quase que o tempo todo. Eu moro na internet, por isso acrescento doses diárias de cultura inútil e memes que é pra eu não me entendiar. Amo realities musicais, gasto horas em grupos de discussão e sou viciada em coisas que me fazem dar boas risadas e esquecer da minha conta bancária negativada.


Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu