Posts Populares

The Voice US – S15E02 – The Blind Auditions, Part 2

Segundo dia de audições, vamos lá!

BitchI’m back by popular demand. Ou não, sei lá. Só sei que eu, Thais, estou de volta no comando de algumas reviews dessa nova temporada do The Voice, porque com uma bancada dessas, eu não poderia ficar de fora: Kelly Clarkson: RAINHA, Jennifer Hudson: ÍCONE, Adam Levine: MOZÃO e Blake: Shelton… Brincadeira, mas não posso deixar de soltar o meu shade clássico no mozão da Gwen, ou não seria uma review minha, certo?

As performances ontem foram melhores do que eu esperava e estou torcendo para que o nível se mantenha bom hoje também. E de acordo com 61,36% dos nossos leitores, a melhor performance da noite foi da Kennedy Holmes do #TeamJHud. Um pisão mesmo!
Finalizando, para comentar nessa noite maravilhosa de terça-feira, trago um trio pesadão, como diria a crystal Iza. Um girlpower para ninguém botar defeito, as maravilhosas Clarice e Mari.
Vamos lá?

 

[#TeamBlake] Keith Paluso – “Way Down We Go” by Kaleo

Avalie essa performance:

Thais: Eu só consigo pensar na voz do Noah quando escuto essa música, tão marcante meu bebê. Talvez seja por isso que não gostei muito do Keith, achei a voz um pouco forçada, não sei explicar. Serei sincera e vou dizer que não conheço a versão original dessa música, mas não gostei do arranjo que foi utilizado. (E se for igual ao original, sorry not sorry, a versão do Noah pisa.) Enfim, Keith, vamos melhorar ou vai ficar ruim pra você.

Clarice: Genteeee… demorei uma vida pra reconhecer a música do Noah! hahahahaha Adoro quando surge uma versão diferente, dando uma nova roupagem pra alguma música que já passou pelo programa. Desconfiei do block do Blake de tanto que ele olhava pro Adam, ele parece aquelas crianças eufóricas que fazem alguma armadilha e fica esperando a pessoa cair! kkkkkkk Sobre o Keith, gostei da voz dele, tem potencial e deu pra notar que tem um timbre um pouco rasgado! Não sei como será a parceria dele com Blake, mas pode dar certo!

Mari: Ouço essa música e logo e me vem uma saudade de Noah anjo. Falando do Keith gosto bastante desse tipo de voz e achei legal a performance dele, apesar de achar um pouco monótona. Acho que tem potencial, mas tenho receio do Blake joga-lo naqueles countrys sem graça como ele sempre faz. Aliás, desperdício de block né?!

[#TeamKelly] Claire DeJean – “Hurt Somebody” by Julia Michaels and Noah Kahan

Avalie essa performance:

Thais: Que vozinha deliciooooooooooosa. Estou completamente apaixonada pela Claire e torcendo para que a Kelly possa ajudá-la. Essas candidatas sempre me conquistam, porque eu não posso ouvir uma voz doce como a da Claire, que já me derreto todinha. Vamos torcer para que ela seja e não seja como a Brynn: que ela vá muito longe na competição, mas que evolua. E que essa evolução seja visível aos nossos olhos. LINDA!

Clarice: Sempre tem aqueles participantes que parecem um anjinho, ne?! Claire parece ser o anjinho da vez, com uma voz completamente doce e encantadora. Mesmo nervosa, mandou bem na música e na conexão, se arriscou numas notas mais alongadas e altas. Morri de fofura!

Mari: Que timbre lindo meu Deus, Claire. Eu gostei bastante apesar de achar que ela aparentava estar bem nervosa. Mas escolheu uma música bacana pra voz dela é teve uma interpretação convincente. Curiosa pra ver Kelly trabalhando com novinhas bem melhores as que ela tinha temporada passada.

[#TeamJHud] Frank West – “(Sitting on) The Dock Of The Bay” by Otis Redding

Avalie essa performance:

Thais: Franc não faz muito meu tipo, mas eu adorei demais a performance, mais do que eu imaginava. Amei a voz, a presença de palco e a atitude. Achei que o estilo combina perfeitamente com a JHud, espero que eles façam uma parceria muito frutífera e que colham excelentes frutos.

Clarice: Eu tava achando a apresentação bacana, mas bem linear… até que o bofe subiu o tom, se soltou e começou a alongar umas notas e rosnados! Não foi minha apresentação favorita da noite, mas mereceu a cadeira virada!

Mari: Eita que fiquei dividida com essa performance. Não sei se eu gostei da versão da música, mas gostei da voz dele. Não é o tipo de artista que eu enxergo indo longe na competição, mas talvez JHud consiga extrair algo a mais dele.

[#TeamBlake] Michael Lee – “The Thrill Is Gone” by B.B. King

Avalie essa performance:

Thais: Migo, acho que você foi pro time errado, viu? Sei que o Team Blake faz os olhos dos participantes brilharem, pela “facilidade” que eles tem no jogo, mas até que bom vale optar por essa segurança, enquanto poderia escolher outro coach que seria perfeito pra você? Adam tem todas as características que combinam com o Michael, desde o estilo que canta, o instrumento e, provavelmente, o caminho que ele seguiria no programa. Enfim, gostei, achei muito bom, mas a escolha poderia ter sido mais proveitosa, porque o que se aprende no programa vale pra vida.

Clarice: Genteeeee… ele é tão team Adam, que diabos foi fazer com o Blake?! Ele sacou a guitarra rapidíssimo, seria um casamento perfeito porque Adam realmente ama quem já chega com guitarra! hahahahaha Quando se ouve a voz, jamais imagina que Michael é daquele jeito, mas o bofe arrasou, viu! Timbre lindo, voz cheia de personalidade, com uns rosnados bem bacana! Espero que Blakinho não estrague o bofe, viu!

Mari: PELO AMOR DE DEUS EU ESTOU APAIXONADA. Tal qual Adam Levine eu não posso ouvir uma guitarra que ja me assanho todinha. Mas não é só isso, o Michael canta muito. Os rasgados na voz, a atitude interpretando, eu estou empolgadissima. Infelizmente escolheu o Blake e eu temo que ele se torne um novo Pryor. ATENTA.

[COMEBACK STAGE] Eli Ivory – “Jump” by Julia Michaels

Avalie essa performance:

Thais: Mais uma prejudicada pela songchoice e que teve uma chance no Comeback Stage. Eli tem uma voz legal, um timbre bonito, mas a música prejudicou sua performance, parecia que ela estava sem ar ou ofegante demais. Então você acabava se prendendo nesses detalhes e não conseguia curtir a performance de verdade. Bem, espero que melhore a respiração e as escolhas na segunda chance.

Clarice: Miga, acho que você errou a temporada! Alicia não tá ali pra levar um teclado pro palco, mas achei bem diferente! Fiquei surpresa com o arranjo do hit da Julinha, eu adorei a Eli mas o nervoso atrapalhou um pouco, já que seus vocais não foram tão consistentes.

Mari: Ele tem um timbre diferente e muito bonito, mas ela transparecia estar bem nervosa. Teve alguns problemas de afinação e a voz dela ficava um pouco trêmula em alguns momentos. Acredito que ela tem potencial e quem sabe não volte melhor

[#TeamAdam] DeAndre Nico – “When I Was Your Man” by Bruno Mars

Avalie essa performance:

Thais: Olha, eu senti o impacto aqui, viu? DeAndre tem uma voz muito bonita e um timbre bem marcante. Mas o que mais me impressionou na performance, foi a capacidade que ele tem que transmitir sentimento enquanto canta. Esse poder é muito importante num cantor, ainda mais quando vem atrelado ao talento. Eu senti um pouco de insegurança nele durante a apresentação, mas isso serviu para deixá-lo um pouco vulnerável, o que combina com a música que ele escolheu. Eu o adorei, de verdade, e acho que com a ajuda do técnico, ele tem tudo para crescer ainda mais.

Clarice: Ahhhhhh eu to in love, braseeeel!!!! A música já é linda e DeAndre fez uma apresentação a altura, super conectado à música e com vocais brilhantes! E quando já estava tudo muito bem, ele soltou um melisma fodástico! E dá pra melhorar? Dá sim… entrou com o falsete na parada! Já amo e vou defender!

Mari: Matthew Schuler, você voltou? Olha que pisão, não sei se estava pronta. Que voz linda tem esse moço e ele sabe usá-la muito bem. Escolheu uma música realmente ótima, usou o tom grave, fez melisma, fez falsete e tudo isso com uma qualidade impressionante. E ainda teve a interpretação toda cheia de sentimento que me fez lembrar o próprio Bruno cantando. Pois muito que bem, De’Andre, bem vindo ao meu grupo de queridinhos que eu vou proteger.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

*Em negrito as adições de hoje.

#TeamAdam: Tyke James, Radha e DeAndre Nico.

Adam tem um time consistente, com duas vozes muito boas, sendo uma poderosa e outra absurdamente sentimental. E tem o Tyke, que não é um dos mais fortes, mas tem o perfil que conquista o público e isso pode ser interessante pra ele. Fora que podemos acompanhar o crescimento dele, o que é muito bacana.

#TeamKelly: Sarah Grace, Mikele Buck e Claire DeJean.

Numa comparação rápida, a Kelly tem o time mais equilibrado entre os artistas e fica um pouco atrás por não ter uma voz marcantes, são todos do mesmo nível, basicamente, mas acabam ficando atrás de outros nomes. Tem que melhorar um pouco se quiser o bicampeonato.

#TeamJHud: TyShawn Colquitt, Patrique Fortson, Kennedy Holmes e Frank West.

A voz mais interessante do time e da competição ainda é a jovem Kennedy. Jennifer tem um tesouro a ser lapidado em suas mãos. Estou ansiosa para saber o que vai sair dessa parceria e não aceito menos que a final.

#TeamBlake: Mercedes Ferreira-Dias, Kameron Marlowe, Keith Paluso e Michael Lee.

Blake tem um time muito consistente, só vejo o Keith como um ponto fora da curva, mas Mercedes e Kameron são muito bons, principalmente o Kameron, que cumpre todo o requisito do country boy e, dando o meu braço a torcer, ainda é excelente.

Por hoje foi isso, e aí, gostaram? Eu estou sentindo que essa temporada será boa. Vote aí na enquete na sua performance favorita da noite e estaremos de volta na próxima segunda-feira.

E gostaríamos de reiterar mais uma vez: nossos comentários não são técnicos, comentamos apenas como espectadores. Algumas pessoas entendem mais do que outras, mas no fim, somos todos pessoas comuns assistindo ao nosso reality preferido e compartilhando nossas reações com vocês! Então, por favor, vamos sempre respeitar a opinião dos coleguinhas!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Thais Pereira

Feminista, leonina com ascendente em gêmeos e lua em virgem, viciada em memes, em Friends e problematizar na internet. Formada em História da Arte, mas consciente que nunca vai trabalhar com isso na vida. Normalmente eu escrevo e falo mais do que deveria. Eu mesma, Thais Mello.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries