Posts Populares

The Voice US – S15E17 – Live Top 13 Performances

Primeiro Top 13 da história: eu fui, eu tava!

Boa noite, minha gente querida! Os Live Shows finalmente começaram, e não foi do jeito que a gente imaginou lá nas Blind Auditions. Os coaches erraram em algumas escolhas, o público em outras, e o Top 13 formado deixou um pouco a desejar. Mas não podemos desanimar! Vamos tentar arrancar algo de bom e de bacana, e vamos torcer pros piores serem eliminados o quanto antes!

Resultado de imagem para gif jhud the voice

Como vocês bem sabem, nos Live Shows usamos os selos, pra poder ilustrar melhor nossa opinião. Tem a enquete no final da review e as estrelinhas pra vocês interagirem com a gente. Hoje quem comenta comigo é o Paulo e o Victor, então não peguem muito pesado com as críticas aos fados do Brasil! hahahaha

[#TeamBlake] Chris Kroeze – “Let It Be” by The Beattles

Avalie a Performance:

Gerson: Chris tem algo que me cativa muito. Se fosse pra chutar, eu diria que é o timbre, porque me remete muito ao Cole, do próprio Team Blake da Season 5. Enfim, gostei da performance no geral. Achei ela bem correta, com poucos erros, conexão ok, presença de palco mediana pra baixo… Não foi nada horrível, mas longe de ser algo que lembraremos no futuro. A songchoice é ótima, mas limita muito. Se você não é Tessanne Chin e não canta “Let It Be” em ritmo de reggae, não escolha essa música.

Paulo: Chris pra mim tem a voz mais bonita dos três do Blake. Eu já gostei muito do começo à capela, mas achei os rosnados nos refrões meio forçadinhos e infelizmente a performance ficou linear, a única coisa diferente foram justamente os rosnados. Apesar de tudo, achei ele super conectado com a canção nas estrofes e gostei. No geral, achei mediano.

Victor: Caraca!! Que pedrada, já na primeira apresentação… Sou suspeito pra falar porque sou fascinado pelos Beatles, fã assumido do Paul McCartney e amo muito essa música, pra mim, não superou as duas apresentações anteriores dele, mas o que me impressiona é a maneira como ele ataca a canção em momentos específicos e que as canções interpretadas por ele, exigem. Não foi minha interpretação favorita desse hit, mas… Eu poderia ouvir um álbum inteiro dele sem reclamar. Estou na torcida, porém sei que até a final têm muito chão…

[#TeamAdam] Tyke James – “(Everything I Do) I Do It For You” by Bryan Adams

Avalie a Performance:

Gerson: Sabe quando a gente tá andando na rua e vê um cocô e pensa assim: “cuidado pra não pisar” e no fim das contas pisa com tudo? Então, Tyke foi além. Pisou, deitou e rolou na bosta. Que coisa horrível, meu Brasil! Estragou a música (que eu não gosto muito já), dicção péssima, semitonou horrores, passou zero emoção… Foi uma morte lenta e dolorosa assistir a apresentação toda. Já pode eliminar amanhã.

Paulo: Eu ouvi o preview e fiquei tipo: what? Hahaha. A versão ficou meio esquisitinha. E essa dicção do Tyke ajuda em nada! Ficou muito caipira isso, velho… E tirou a carga emocional da música esse arranjo. É aquela coisa: ficaria legal numa roda de amigos cantando num lual, mas no palco do The Voice… apenas não.

Victor: Ai gente, tentei gostar mas não deu. À essa altura da competição o cara me trazer isso meu?? Amo a voz dele, acho super doce, linda de ouvir, mas não rolou, amo essa música. COM O BRYAN ADAMS. Foi sofrível de ver, o boy é lindo, tirando isso, não sei o que pode segurá-lo na competição. Achei super simples, datado, fiquei esperando algo mais impactante, e isso não veio. Fico um pouco decepcionado dps dessa.

[#TeamAdam] DeAndre Nico – “I Can Only Imagine” by MercyMe

Avalie a Performance:

Gerson: Deandre é um dos poucos que me agrada na temporada. A voz dele é bacana, ele tem bom controle, tem feito escolhas musicais legais, e por isso vem ganhando destaque. Hoje eu curti a apresentação. Achei que ele conseguiu colocar sua voz muito bem, brincou com a música, entregou emoção… Foi muito bom. Só achei meio desnecessário ele preso no órgão a apresentação toda.

Paulo: Eita que a galera do TV gostou dessa música, né? Acho que ele podia render mais se estivesse só cantando. Porque que vozeirão esse cara tempo. Melhor vocalista da temporada, sim. Melismas perfeitos! Apenas lindo!

Victor: CARAMBA. Pra mim, eu achei sinceramente o começo da performance um pouco fria, mas quando chegou o refrão… CARA, O Q Q FOI ISSO?! A entrega emocional e o poder q ele deu a essa música foram sensacionais. Deixando de lado o meu ranço pelo Adam, esse cara pode chegar MUITO longe, com as músicas certas. Não foi uma apresentação perfeita mas foi muito mais do que eu pessoalmente esperava. Espero que não acabe ficando datado e preso a esse estilo gospel, pois acho que pode ficar cansativo, mas em se tratando DESSA apresentação, é de tirar o chapéu.

[#TeamKelly] Kymberli Joye – “Diamonds” by Rihanna

Avalie a Performance:

Gerson: Kymberli não é minha favorita, mas me agrada bastante. Eu gostei dessa apresentação, pois achei que ela conseguiu dosar, colocou emoção, dominou o palco e deu o nome. A questão (que pode ser um problema) é que Kymberli lembra muito Kyla, da última temporada, e isso acaba a deixando seu um diferencial, sem algo pra chamar de sua marca. Enfim, ela não merece sair ainda.

Paulo: Gostei do ensaio com a Kelly, dando umas dicas legais. DeAndre, a performance era pra ter sido assim tá vendo? Lindo ela paradinha lá no microfone dando destaque à canção em sim, e ainda usou aquele grave que eu adoro nas gospel. Mas aí a música subiu e baixou a pregadora nela e algumas coisas ali não ficaram legal, mas também não exagerou tanto quando nos playoffs.

Victor: MEU DEUS, ESSA MULHER NÃO PARA VÉI, Ela transforma um hit basiquinho escrito por uma Queen (Sia) e interpretada por outra (Rihanna), só que consegue fazer um trabalho BEM melhor do que as duas. Novamente, o ATAQUE às notas tornam essa apresentação absolutamente espetacular, e pode fazer qualquer um se render. A bixa é poderosa e não tem medo de mostrar suas armas não… O que essa mulher não faz?? Já espero ela semana que vem com GRANDES expectativas.

[#TeamJHud] Kennedy Holmes – “Wind Beneath My Wings” by Bette Midler

Avalie a Performance:

Gerson: Toda vez que vejo Kennedy fico chocado com duas coisas: que menina linda! que voz! Ela arrasa muito, e hoje não foi diferente. Kennedy escolheu uma baladinha, meio brega, mas amamos, e mandou muito bem. Gostei como ela construiu a apresentação e gostei que mesmo novinha ela consegue se conectar com a música, consegue entregar bons vocais.

Paulo: Ah, que coisa linda. Eu conheço essa música de tempos atrás, mas em português. Achei super legal que ela não escolheu uma daquelas músicas grandes de diva e veio com algo mais leve e lindo. Foi tudo acertado: emoção, vocais, arranjo, look. Embora eu acho que ela podia ter arriscado umas notas mais altas ali pro final.

Victor: SOCORRO! Alguém me socorre, pq isso foi MA-RA-VI-LHO-SO. Eu amo e sou fascinado por essa música, ela me traz uma paz, uma calma. Foi lindo de ver e ouvir, ela me lembrou momentos como Kelly vencendo o AI, a voz me lembrou um pouco os pontos mais baixos da Whitney Houston misturado talvez com uma Leona Lewis, aliás, gostaria de ver ela cantando um hit da Leona mais pra frente. Ela é uma front-runner desde o começo e, apesar da pressão, conseguiu entregar uma performance bem forte hoje. Gostei bastante. <3

[#TeamJHud] SandyRedd – “It’s So Hard To Say Goodbye To Yesterday” by Boyz II Men

Avalie a Performance:

Gerson: Meu Deus! Chocado com o curso de atores Wolf Maia kkkkkkkkkkkkk Choro mais fingido e forçado hein! Sandy não precisa disso. Ela é muito talentosa, tem timbre lindo, mas segue cometendo erros. Primeiro a forçação de barra com o choro. Desnecessário total! Segundo, o excesso de melismas e firulas. Isso acaba irritando e estressando, porque ela faz mil coisas e a gente se perde kkkkkkkkkkk Não gostei muito dessa apresentação não.

Paulo: Precisa do choro o tempo todo? Eu já paro de focar na música e fico olhando a cara dela e perguntando: o que é isso? Mas devo elogiar com ela não veio com a mesma coisa que a gente já estava acostumado a ver dela e veio com algo mais contido pra mostrar que ela não é só performer, mas também uma vocalista. Eu acho que dava pra subir uns tonzinhos ali, mas foi bom!

Victor: Depois de uma senhora apresentação, vem outro hino de interpretação. Além do hype dos americanos, a maneira como ela utiliza as notas graves é impressionante, essa mulher só me surpreende com algo “simples” no caso dela. As songchoices precisam ser bem apuradas no entanto. Quero ver ela cantando Tina Turner\Aretha Franklin PRA ONTEM. E também já a quero na final. Amei o visu tbm, tudo no lugar certo em todos os quesitos. Muito rainha. <3

[#TeamKelly] Chevel Shepherd – “Little White Church” by Little Big Town

Avalie a Performance:

Gerson: É, legalzinho. Eu não sou muito fã da Chevel, acredito que ela ainda está muito verde pra entrar no programa e que não está preparada o suficiente. Sobre a apresentação, eu gostei no geral. Achei que a voz encaixou bacana, ela manteve notas boas e regulares. No entanto, não vejo personalidade, força, vontade de se mostrar. Ela ficou meio perdida no palco, não conseguiu curtir e entreter bem.

Paulo: Cadê as botas e o chapéu, linda? Olhas, eu achei que ela não chegou em algumas notas, viu? E a música é bem repetitiva. Mas foi super animado e ela ainda tá aprendendo a se soltar. Com as músicas certas, a linda pode crescer mais na competição.

Victor: Nossa, eu amo country, mas no The Voice é difícil. DESSA VEZ, deu certo. O mais interessante além da juventude da Chevel é o fato de a voz dela ser EXTREMAMENTE COMERCIAL e agradável aos ouvidos. Ela se porta bem no palco, parece uma fada <3. Não foi a minha apresentação favorita dela, mas nota-se a evolução dessa garota. Pra mim essa season não tem favorito e é totalmente imprevisível. Curioso pra ver as próximas performances dela.

[#TeamJHud] MaKenzie Thomas – “I Am Changing” by Jennifer Hudson

Avalie a Performance:

Gerson: Gostei bastante dessa apresentação da Makenzie. Acho que ela tem doçura na voz, alcance vocal, consegue interpretar bem uma música… Gostei também da songchoice, acabou que encaixou certinho e ela conseguiu entregar um bom trabalho. No entanto, JHud está apostando num estilo que tende a acabar com Makenzie aos poucos. Essa coisa de diva, de agudos, não é dela. Ela tem que flutuar em outras coisas. Ajuda JHud!

Paulo: Mak agradecida à coach que trouxe sua voz maravilhosa à temporada. Apesar de tudo, achei que ficou faltando alguma coisa, um pouco mais de peso, emoção, impacto. Mas aquele notaço no final ficou lindo! Mas na próxima semana… Cuidado, linda!

Victor: Eis que chega UMA DAS MINHAS ACTS FAVORITAS, CANTANDO ESSE HINÃO DA COACH NA FRENTE DELA, E, QUE PISAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO, Não sei nem o que dizer, essa garota tá simplesmente calando a boca de todo mundo. Vejo ela, se fosse um animal, como uma leoa, porque ela virou somente a J-HUD nas Blinds apresentando maravilhosamente “Big White Room”, e depois disso só superação atrás de superação. EXIJO ESSA GAROTA NA FINAL, e possivelmente levando essa season, pois ela tem tudo o que é necessário pra isso. Só poderia estar no Exército de J-HUD mesmo, e vou exaltar o Team JHUD sim, pra mim, a melhor da noite até o momento, apenas.

[#TeamKelly] Sarah Grace – “Goodbye Yellow Brick Road” by Elton John

Avalie a Performance:

Gerson: Olha, me surpreendeu. Sarah tem um controle vocal e um timbre muito bom, e ela fez dessa uma apresentação ótima. Trabalhou a música, usou dos recursos vocais que possui e no fim entregou uma performance cheia de emoção e com vocais no ponto. Ah, não precisava de piano, mas a gente finge né.

Paulo: Sarah, precisava ser no piano mesmo? Tirando isso, gente, essa menina é boa e ainda pode crescer na competição. A voz dela é muito boa e ela soube explorar toda a extensão, além de cantar conectada com a música. Espero ver mais dela.

Victor: Meu Deus! eu não disse até agora, mas, ESSA SEASON TÁ ESMURRANDO A S14, em talento, qualidade, songchoices, em TUDO. Esse hinão de Sir. Elton John, na versão da maravilhosa Sara Bareilles caiu como uma luva pra Sarah. Soube que foi uma jogada da KC. E QUE JOGADA HEIN, essa garota vai levar MUITOS VOTOS essa semana. Tudo se resume a songchoice no fim das contas, e, se continuar nesse caminho, pode tombar alguns frontrunners mais pra frente. Quero ver mais dela <3

[#TeamBlake] Dave Fenley – “Hard to Love” by Lee Brice

Avalie a Performance:

Gerson: Dave é um bom cantor e isso é inegável. Mas ele é muito básico, não vai além de sua zona de conforto. Achei a apresentação bacana, a voz estava bem colocada, mas achei a música pouco desafiadora, às vezes até chata e cansativa. Dave precisa ressurgir na competição, ou então já já será eliminado do programa.

Paulo: Eu já cansei da voz do Dave, mas ele é muito bom e fez uma apresentação ótima, uma das melhores da noite. Especialmente pela conexão com a música.

Victor: Então, não achei essas coca não, numa noite como essa com tantas apresentações fortes, marcantes, o cara faz o dele e… bem, só esperava mais. Ele entregou bem o dele, mas com outros acts bem mais marcantes na noite, ele acaba ficando datado, esquecível. Por mim não estaria no Top 13 depoisdaquela performance horrível nos Playoffs. Mas, assim como Adam com o Tyke, o Blake quis arrastar o Dave com ele. Decepcionado, mas não surpreso…

[#TeamKelly] Lynnea Moorer – “Wolves” by Selena Gomez

Avalie a Performance:

Gerson: Olha aí outra que surpreendeu. Eu não estava dando nada por Lynnea, mas achei que ela foi bem nessa apresentação. Alguns deslizes, esse arranjo meio chatinho, mas uma execução vocal muito boa e gostosa de ouvir, intercalando momentos de força com momentos de sutileza. Gostei bastante, e até deu vontade de ver mais dela na competição.

Paulo: Gente, eu não vi nada dessa menina, Só a blind provavelmente, mas eu gostei da doçura da voz nos momentos de voz de cabeça e ainda mostrou que tem uns graves legais. Kelly teve sorte, mesmo tendo que ficar com ela sem querer. A menina arrasou demais! A gente achava que ela seria a primeira eliminada, mas depois dessa performance, acho que não.

Victor: PRIMEIRAMENTE, Sally Skelton vibes. Segundamente, confesso que fui tombado, muitos a criticaram na semana passada e afirmavam que ela seria eliminada. Não poderiam estar mais errados, a apresentação foi surpreendente. A voz muito bem colocada, até me lembrou levemente Christina Grimmie, porém mais agradável. Adorei ver a evolução dela em duas semanas. Tá longe de ser a melhor performance da noite, mas foi maravilhoso. <3

[#TeamBlake] Kirk Jay – “I’m Already There” by Lonestar

Avalie a Performance:

Gerson: Não entendo como tem gente que compra o Kirk. Ele é tão mediano, tão medíocre. Cantou uma música dessa, não ousou com a voz, não passou emoção, não aproveitou. Acho o timbre dele muito enjoado também. Não estou dizendo que ele é um mal cantor, mas acho que ele poderia ser o favorito da temporada rendendo muito mais (e sendo menos injusto).

Paulo: Eu não gostei das duas últimas apresentações do Kirk, mas nessa o cara me chamou atenção. Sem precisar de instrumento ou ficar pra lá e pra cá, o cara entregou uma performance emotiva e com os vocais no ponto.

Victor: Adoro o tom de voz desse boy, acho muito interessante, bem trabalhada e gostosa de se ouvir, e ainda mais o fato de ele cantar country com ESSA VOZ que tá mais inclinada pro R&B\Gospel. Prova q ele pode ser versátil. Não acho que superou algumas apresentações q ele teve na competição, mas foi maravilhoso, um número bem feito, notas bem controladas, achei bem satisfatório no fim das contas. Em relação ao TOP 13, acredito que algumas apresentações tenham tombado a dele, mas ele tá longe de ter ido mal.

[#TeamAdam] Reagan Strange – “You Say” by Lauren Daigle

Avalie a Performance:

Gerson: Essa foi a performance da Reagan que mais gostei. Ela conseguiu se colocar de cabeça na apresentação, mandou bem nos vocais e conseguiu surpreender os coaches e o público. Reagan está tendo um crescimento muito bacana e pode render bons frutos no futuro. A questão é ver como Adam vai trabalhar pra evitar que suas falhas possam vir a aparecer.

Paulo: A novinha arrasou. Eu achei uma performance muito bonita e ela estava muito conectada com a canção, apesar de ela ser uma das mais inexperientes do top. Mas a voz dela é muito bonita e papai Adam vai fazer de tudo pra ela acontecer. Espero que siga melhorando.

Victor: Confesso que tá longe de ela ser a minha favorita da season, mas ela evoluiu bastante. Só vi a blind dela, em que ela tava bem nervosa, e agora me parece bem mais segura, a voz não treme mais. I’m impressed. Só que não sei se ela chega muito mais longe.

 

E assim terminamos a primeira noite de Live Shows. Eu não posso negar que estou um pouco frustrado. Não curti muitas songchoices, achei tudo meio óbvio, tudo sem graça. Alguns que eu estava ansioso proa ver acabaram decepcionando, enquanto outros acabaram surpreendendo. Acredito que o programa está bem aberto, e qualquer um pode ganhar (menos Tyke, pfvr @Deus). Vamos seguir ligados!

Obrigado pela companhia de todos os leitores mais uma vez. Lembrem-se que estamos agora no instagram, no @PanelaDeSeries. E se você gosta da gente e quer fazer parte do Panelas, clica na aba Recrutamento do menu e vem se juntar à nós! Até os resultados, galera!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Gerson Elesbão

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu