Posts Populares

The Voice US – S15E25 – Live Finale Performance

Chegamos ao fim!

Eu afirmo sem medo de errar que esse é um dos piores finais desse reality, nunca se houve tanta injustiça e tanto candidato esquecido como agora. Única pessoa realmente expressiva ali é a Kennedy que mesmo assim, coitada, vai chegar nem perto do segundo lugar e olhe lá.

O que me deixa triste é que não foi por falta de candidato bom que essa temporada vai terminar assim, é pelo simples fato de que o ser humano não tem um senso de escolha muito bom e artistas incríveis acabam pagando por isso.

Mas enfim… vamos deixar de dor de corno porque quem já foi, já foi e agora eu só torço pra ter uma apresentação legal hoje! Vem Chevel e me faz te amar mais um pouco!

Como o close não pode ser sozinho, hoje comigo comentando essa final que pode render muita coisa, tem ela, a rainha do Egito que é dona do ouro e da prata, Cla, mais conhecida como Rainha do Panela. E como eu não sou fraco, trouxe um sangue baiano comigo, ele que é o galãzinho de cajazeiras e Justin Bieber do Panela, nosso Príncipe Thairo. E como hoje eu tô no clima, que tal apelidos em homenagem a bandas do pagode baiano?

[#TeamBlake] Chris Kroeze – “Sweet Home Alabama” by
Lynyrd Skynyrd

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: É isso ai minha gente, o que teve nessa performance que nós já não tínhamos visto ele fazer antes? Pelo menos a música tinha um balanço gostoso e o solo de guitarra foi babado né? Como já é final não tem o que criticar não, achei que a música é bem o estilo dele e mostra uma segurança muito agradável de ver da parte dele, não amei, mas também não odiei.

Cla da La Furia: Vou ser bem sincera e dizer logo de cara que Chris nem deveria estar aqui! Chris nunca foi 100% country, sempre oscilou entre a vibe do rock e country, mas nas últimas temporadas tivemos outros acts da mesma vibe dele e Chris é um dos mais fracos! Só mesmo no Team Blake pra ele conseguir seu lugar ao som! Gostei da escolha de música pra final, mostrou bem o tipo de artista que ele é… mas emoção ele deixou no churrasco, ne?!

Thairo É Xeke: Ele veio com essa música que tem o ar de rock misturado ao country e foi uma boa escolha para ele, a voz dele foi bem explorado na música, trouxe a guitarra para acompanha-lo e conseguiu usufruir bem do palco. Eu gostei dessa apresentação do Chris – talvez a primeira – mas mesmo assim ainda acho que ele não tinha nem que tá aqui e o Craig da S7 pisa nele com certeza. 

[#TeamKelly] Chevel Shepherd – “It’s A Little Too Late” by Tanya Tucker

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Olha, a música da Chevel parece aquelas amigas sonsas que sabem que são ruins mas se passam e todo mundo aceita por consideração. É exatamente essa minha sensação, uma música ruim que a gente aceita só porque não tem jeito mesmo. Comparando Chevel com o Chris, ela deu um pisão de domínio não só vocal, mas em termos de entretenimento, só dela não ter ficado parada no mesmo lugar já conta bastante mesmo. No fim a performance me deixou com um sorrisinho de canto de rosto.

Cla da La Furia: É country caipiresco que você quer, @?! Chevel conseguiu vir pra final com o pior tipo de música que poderia ter! Foi completamente dentro do country, fiel às suas raízes, porém aquele tipo de country que eu não sei lidar e sequer disfarçar o ranço! hahahaha Ao menos deu pra notar que ela se jogou real no palco, quis fazer algo novo e meio que comandar a entrada da banda, achei fofo! 

Thairo É Xeke: Uma das duas mulheres tem que ganhar essa temporada, tanto como candidata quanto coach. Chegamos a versão country da musica da JoJo e ela canto bem, ela tem uma facilidade em atingir os agudos, que deve ser proveniente das técnicas para cantar “ioleie”, não lembro a grafia, e isso deixa a canção bonita pois sua voz desliza bem na canção. 

[#TeamBlake] Kirk Jay – “Defenseless” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Entre o Kirk é o Chris eu honestamente prefiro o Kirk. Claro que nenhum dos dois me agrada muito, porém, no fundo eu achei muito bacana um cantor Country negro que quebrou o paradigma da cor nesse segmento. Talvez ele não ganhe, e provavelmente não faça sucesso, mas, as pessoas verão que negros também podem cantar country ou sertanejo. A voz do Kirk é agradável e eu achei que ele transmitiu muito bem o que a música queria passar, eu só senti falta mesmo foi de um break point na musica pra chamar a atenção pra ele, entende? Pra mim foi isso que faltou mas no resto eu achei legal.

Cla da La Furia: Que Kirk é do country é visível, e o estilo de baladas que ele canta tem tudoooo pra me agradar, já que gosto da maioria das músicas que ele já cantou no programa. Porémmmm, o que sempre me incomodou no Kirk foi seu timbre anasalado! Ele se esforça pra emocionar e passar a mensagem da canção, mas se torna forçado porque nem sempre isso sai natural. Aqui ele vem com sua autoral, o timbre anasalado completamente em evidencia numa música completamente sem graça! Me ajuda a te ajudar, Kirk! Se é pra levar o prêmio que ao menos seja trazendo uma balada gracinha…

Thairo É Xeke: Queria dizer que enquanto eu escrevia esse comentário a música já estava em 13 no iTunes, dando grande chances para ele vencer infelizmente, mas o 3 lugar vem pois eu tô aqui comentando espero. Nessa música os vocais dele foram melhores e ele não abusou tanto de falhas da voz disfarçadas, a música ficou até legal mas mesmo assim continuo sem entender, pois ele não me passa nada para ir ao show do mesmo.

[#TeamJHud] Kennedy Holmes – “Love Is Free” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: A rainha dessa final sendo sabotada! Vamos ser sinceros, o ponto forte da Kenken são músicas emocionais com grandes performances vocais não é mesmo? Porque a produção da logo a ela uma música mais agitada que a prende dentro do formato sem explorar seus pontos fortes? De longe foi a musica que eu mais curti e qualquer coisa que essa mulher faça, vai ser close e dos bons, só que no mesmo caso do Kirk foi com a Kennedy. Faltou um break point pra chamar a atenção pra ela, sacou? A música ficou muito linear e inexpressiva no fim. Porém, ainda assim foi superior aos seus concorrentes em termos de voz.

Cla da La Furia: Kennedy já havia mostrado seu potencial quando cantou Meghan Trainor… e não é que repetiu a vibe mais uptempo no single autoral?! Achei a iniciativa ousada, mas funcionou muito bem! Com seus 14 anos recém completados, Kennedy se mostra uma artista muito mais pronta do que vários que passaram por esse palco do TVUS! A bixa segurou os vocais mega consistentes, mesmo quando fazia movimentos de dança, sem falar que participou ativamente da coreografia do ballet! Mitou! 

Thairo É Xeke: Adorei que ela veio com uma música toda conceitual no tema, trouxe dançarinos pro palco e mostrou a artista de verdade que ela é e não apenas cantora, que por sinal também possui uma voz ótima. Ela foi um achado para o programa pois tem todo o pacote completo tendo apenas 14 anos, vocês têm noção o que é isso, estar nesse programa e ser boa desse jeito? Espero que ela realmente venha a fazer sucesso pois merece, a apresentação de hoje ela mostrou isso e já que tipo de artista pode ser, totalmente comercial e que tem potencial. Ela trouxe swag com a dança e isso foi demais.

[#TeamBlake] Kirk Jay & Blake Shelton – “You Look So Good In Love” by George Strait

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Jesus que sono kkkkk! Não faz isso comigo uma hora dessas que eu vou dormir em? Pronto, achei o que me irrita no Kirk, ele também ta sempre fazendo a mesma coisa, as músicas parecem sempre iguais. Só que a voz dele é muito boa, o que já da uma ajuda. Gente, o que foi Blake narrando no meio da música? Achei péssimo kkkkkkkkkkkkkk mas seguimos a vida não é mesmo?

Cla da La Furia: Ai Jesus Cristinhooo…. que morte horrível! Acho muito legal o nível de cumplicidade que Blake tem com seus acts, é visível isso até mesmo na apresentação, mas pelamordideus, que coisa mais entediante! Timbre do Kirk não me soou tão anasalado aqui, mas as vozes não combinaram em nada!

Thairo É Xeke: Gente que negócio chato, eu aqui com sono já me deixou com mais. Os dois sentado para mim não funcionou, já para o público americano imagino que sim. Eu gosto do Blake e ele tem umas musicas muito legais, mas ao vivo é diferente e não me conecto. O Kirk é por que não me conecto mesmo, e eu gosto de country, achei justo a vitória do Sundance, torci para a Brennley e enfim, mas ele não me desce mesmo.

[#TeamJHud] Kennedy Holmes & Jennifer Hudson – “Home” by Stephanie Mills

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa isso sim é dueto meu povo, olha essa performance e com uma das minhas músicas favoritas nesse mundo! Primeiro que JHud não é nem gente e Kennedy também não fica atrás não é mesmo? Essa performance pareceu mãe filha brigando com outra mãe e filha na reunião da escola, onde a mãe pisa na cara da outra enquanto a filha faz o mesmo. Mas sobre Kennedy, esse é o ponto forte dela, musicas que exigem o máximo de sua voz e de sua emoção. Na medida certa, ela sempre arrasa.

Cla da La Furia: Sei que a maioria dos nossos leitores não assistiram as temporadas iniciais do The Voice, muitos odeiam as comparações que fazemos justamente por isso… mas vendo JHud e Kennedy juntas só consegui lembrar de Xtina e Jacquie na final da Season 5! Xtina nunca quis ofuscar Jacquie, deixou ela brilhar e o mesmo acontece aqui! JHud poderia sambar na cara da sociedade com essa música, mas a cumplicidade delas ficou tão evidente que ambas brilharam de forma igual! Kennedy que sempre disse ter JHud como ídolo deve estar nas nuvens depois dessa apresentação lindíssima! Só pra constar… já assisti umas trocentas vezes! ♥ 

Thairo É Xeke: As duas parecem mesmo parentes como é possível isso? O palco estava lindo assim como as duas de azul e vermelho. No começo eu estava me perguntando o por que de não ser uma música da Jennifer para o dueto, e logo depois eu tive a resposta já que as duas arrasaram com essa música como seria com diversas escolhas. Quando se tem vozes como a de ambas não é necessário muito mais, e elas provaram isso foi uma das minhas performances favoritas da noite e ver elas cantando infos foi lindo e um show de perfeição vocal falando.

[#TeamBlake] Chris Kroeze – “Human” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Gente que sample gostoso dessa música, essa guitarra de efeito no fundo já me conquistou e a bateria também veio bem cativante em? A melodia vocal também veio especial e o refrão não foi tão fraco não. Se eu pudesse escolher, eu tiraria ele desse violão, faria ele se movimentar e daria uma aula de expressão para as pessoas sentirem o que ele está cantando, porque essa cara de quem ta cansado no buzu lotado não rola. E sabe o que faltou em todas as musicas originais? Um break point, nossa, senti falta disso em todas as originais até agora.

Cla da La Furia: Essa original me deixou em cima do muro!! Odiei a parte inicial que tinha uma batida que não identifiquei e parecia fora de sincronia com todo o resto, mas na subida do refrão tudo se encaixou melhor. A chegada do coral foi o que deu realmente cara de música de uma final de temporada, tava tudo bem basiquinho. No mais, sigo achando que falta interpretação pro Chris, vocais são bons, mas tudo se torna sempre muito frio…

Thairo É Xeke: Nossa adorei essas paredes do lado no palco e a batida inicial da música do background. Foi uma boa escolha e poderia ver essa por exemplo como uma música country de estar nas rádios e fazer sucesso, o que é positivo para ele, já que nessas 3 apresentações chamou atenção mais do que toda a passagem dele no programa. Gostaria de destacar que na letra ele canta “cause I’m only human after all” o mesmo que tem na música de mesmo nome Human do Rag’n’Bone Man e pode vim a dar treta futuramente.

[#TeamKelly] Chevel Shepherd & Kelly Clarkson – “Rockin’ With The Rhythm Of The Rain” by The Judds

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Porque Chevel só canta essas músicas exóticas? Gente que música estranha em? Eu traria Blue pra ela cantar nessa final porque pelo menos teria uma música de fato boa, porque esse dueto ai nem a Kelly salvou. Vocalmente falando tava lindo, de beleza a gente nem comenta, mas a música não ajuda não viu? Eu to aqui tentando ser fofo e falar coisas positivas, mas essa songs não estão colaborando comigo.

Cla da La Furia: Kelly é outra que segurou seus poderosos vocais pra que Chevel brilhasse, mas no caso delas a música não permitia grandes alcances vocais. A apresentação foi bacana, ficou bem divertida a divisão de música entre elas onde uma segurava a nota e a outra cantava os versos (eu como legender já sofro pensando como encaixar isso), mas quando se uniam na harmonia tudo ficava bem afinadinho.

Thairo É Xeke: A duplinha do country que não da tédio haha, com certeza mesmo com os eliminados de antes em jogo mas Kennedy, Chevel e Sarah são as que tinham mais chances de certo pós-programa – mesmo já sabendo que The Voice não tem isso – e ver duas delas na final é legal. Os vocais foram bons de ambas, e como já citei a Chevel tem essa voz que alcança notas mais altas mesmo não sendo a intenção e isso é ótimo na leitura da canção dela. A música poderia ter sido melhor explorado por elas do que ficarem só paradas, mas tá valendo para agora essa performance na noite.

[#TeamBlake] Chris Kroeze & Blake Shelton – “Two More Bottles Of Wine” by Emmylou Harris

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA CHEGA DE COUNTRY, CHEGAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA EU NÃO AGUENTO MAIS TANTO COUNTRY SEM SAAAAAAAAAAAAAAL! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! Passou o surto, me perdoem. Performance boa com um toque divertido e Blake muito sensual me lembrando aqueles caipiras que chegam no bar suado pedindo cerveja em uma cena aleatória onde todos começam a dançar.

Cla da La Furia: Se é pra ser um dueto country, que ao menos seja algo agitado pra gente não dormir do início ao fim! hahahaha A voz do Blake se encaixa bem mais com a voz do Chris, acaba que o dueto fica mais agradável aos nossos ouvidos porque acaba rolando uma harmonia um pouco melhor! Mas quem eu tô querendo enganar? hahahaha 

Thairo É Xeke: Por que ficamos com a mesma impressão de que é o dueto novamente, deixo a pergunta para vocês. O deles já foi mais animado do que com o outro candidato, e isso conta pontos a favor que eles não ficaram em uma zona que não poderia ser melhor explorada, pelo contrario pegaram essa parte com o violão e a guitarra – novamente mas tudo bem – e foi algo até legalzinho. 

[#TeamBlake] Kirk Jay – “I Won’t Let Go” by Rascal Flatts

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Ai, eu amo tanto essa música e na voz do Kirk ficou bem emocionante e eu consigo sentir a história sendo contada com ele cantando e o final foi muito bom de verdade, eu senti o desespero dele por seu amor. Amei!

Cla da La Furia: Kirk voltou com as baladas, achei a música do Rascal Flatts bem boa pra ele, porém seu timbre anasalado esteve presente na maioria das vezes, e inclusive os vocais foram bem irregulares. A voz falhou, ele semitonou algumas notas e se essa era pra ter sido a apresentação mais marcante dele da noite, o tiro foi por água abaixo! Vocalmente foi a mais fraca! E se vencer, será mais uma vitória injusta pra história do The Voice US!

Thairo É Xeke: A voz dele falhou um pouco no início, não sei se foi cansaço ou alguma falha vocal mesmo. A música tem um ar dramático e pesado que combina com a cara dele ao cantar, sem expressar muito. O Kirk tem uma boa voz, mas é aquele negócio que faltam muitas coisas. Ele não tem presença, não é um artista com domínio do palco. As musicas Country tem uma letra, uma história, ele apesar de contá-las não é um bom contador. Essas diferenças vocais que citei na voz dele também me incomodam um pouco e as firulas para chegar nas notas.

[#TeamKelly] Chevel Shepherd – “Broken Hearts” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Gostei bastante e finalmente Chevel mostrou algo consistente que não fosse exótico. A música me lembrou um pouco a Taylor Swift country e eu até curti o resultado. E diferente das outras, a música da Chevel teve um break point bacana que faz você prestar atenção na musica e talvez a melodia dessa música foi a que eu mais tenha gostado.

Cla da La Furia: Chevel incorporou a Sininho do country hoje! Como estava linda, parecia uma fadinha no palco! A original combinou horrores com ela, permitiu que explorasse seus vocais, ainda que na subida da música não tenha ficado tão bom. A conexão dela sempre é intensa e é engraçado pensar que ela é tão jovem e ao mesmo tempo tão segura no palco. Chevel não é nem um pouco minha favorita na competição, mas me arrisco a dizer que ela fez um combo de apresentações melhores que Kirk e Chris. 

Thairo É Xeke: Essa música é bem a cara dela mesmo, o que eu imagino fazendo depois do show. A voz estava bem colocada e a letra é bonita, ela apesar de pouca idade consegue se conectar com as musicas e entre ela e o Kirk prefiro ela, pois tem essas qualidades. O palco estava legal, só senti falta de tipo ela em um balanço ou algo assim que gerasse uma sutileza maior.

[#TeamJHud] Kennedy Holmes – “Confident” by Demi Lovato

Avalie a performance:

Dam Oxe, oxe, oxe: Gente, a produção sabotou demais a menina. Nenhuma de suas músicas solo foram pra explorar o seu melhor. O que Confident tem em comum com Kennedy pelo amor de Deus? Mesmo assim a menina deu o nome e não deixou abater. A banda estava muito alta, não precisava desse exagero e no fim ela fez um bom trabalho.

Cla da La Furia: Todos sabemos que cantar Demi Lovato em reality show é um verdadeiro tiro no pé. Eu esperava Kennedy vindo toda no gospel apelativo pra ganhar pelo menos um pouco as tias do sofá, mas a novinha mostrou que não veio pra final pra passar despercebida! hahahaha O arranjo foi alterado pra que não chegue naquelas notas altíssimas que Demi atinge, mas ainda permitiu que Kennedy brincasse com a melodia. Se na música original ela veio dançando, nessa ela vem ainda mais. Kennedy dominou o palco inteiro, interagiu com o guitarrista, dançou com as bailarinas e depois voltou pros vocais como se nada tivesse acontecido! Vencedora moral da temporada! ♥ S

Thairo É Xeke: Acho que todos devem uma desculpa para Kennedy, o pessoal do grupo do Facebook por ter duvidado das escolhas de hoje, a América por ter deixado ela ir pro Bottom, e qualquer outro que tenha duvidado de algum momento dela nesse programa. Essa menina é um monstro, não me arrependo de ter feito esse esforçozão para estar aqui comentando nessa primeira e única vez da season que participei pois estava ocupado com o La Voz… México, e digo que ela tem o calibre para ser a winner e quiçá a artista mais bem sucedida pós o programa. O que ela fez a cada semana com músicas diferentes, indo desde as emocionais até as mais animadas, notas graves e agudas, dançou, cantou muito, exala humildade e felicidade ela merece demais. Na apresentação de agora assim como as demais da noite foram ótimas, a mensagem que ela passou perguntando “Whats wrong with me?” caiu certinho e eu mesmo respondo sem nem precisar de uma resposta: nada pois você arrasa. O break que ela fez ao final da música com o chute no ar e todo o remelexo sem perder a pose prova isso, para quem tinha dúvidas da confiança dela e se ela merecia estar ali, ela provocou que o 4 lugar é muito pouco e que ela merece é um contrato já.

É isso mores! Olha… fiquei surpreso até, esperava coisas mais sem graças, porém, fui surpreendido por performances muito boas. Tão de parabéns!

E o fim está cada vez mais perto. Agora é só questão de tempo pra sabermos quem é o vencedor e esperar ansiosamente pela próxima temporada, mesmo levando rasteiras da vida como sempre, estaremos por aqui. 

Eu agradeço muito por toda a equipe que faz isso aqui que vocês vêem acontecer, e a Cla que é minha parceira de review, que fica comigo até de madrugada esperando os vídeos saírem kkkkk E eu gostaria que vocês soubessem que 50% dessa review aqui é dela e eu não conseguiria sem ela.

É isso, vocês já devem estar acostumados porque todo final de temporada eu to aqui me declarando a minha família que é o panela de séries kkkkk. Beijos amadinhos e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries