Posts Populares

The Voice US – S16E02 – The Blind Auditions, Part 2

Estaria o talento fazendo seu tão aguardado retorno, finalmente?

De praxe, estamos de volta aqui mais uma vez! Eu acompanho esse programa desde a season 1 e confesso que olha… O tempo desgasta! Mas como isso não interessa e o vício é real, no fim, sempre voltamos! HAHAHAHAHAHA. Quem se identifica?

Enfim, hoje eu conto com a ajuda de Nicolas e Victor nos comentários! Sem mais delongas, vamos aos artistas!

[#TeamAdam] Domenic Haynes – “River” by Leon Bridges

Avalie a performance:

Luana: O homem cantou 2segs e eu já tava “aaaaaaaaaaaaaaa”. Que timbre maravilhoso, que audição incrível! Sabe, depois de 16 temporadas, é difícil demais você se deparar com um artista tão intrigante e que traz algo tão único como Domenic. Ele não precisou pegar uma música pouco conhecida, ele não precisou criar uma versão totalmente diferente, ele simplesmente abriu a boca e com extrema naturalidade ele criou algo muito singular e especial! Acho que das últimas 3 ou 4 temporadas, essa é minha audição preferida em muito tempo! Espero que ele consiga manter o nível nas próximas fases e que o público do programa o dê espaço para continuar sendo incrível.

Nicolas: Gostei muito de como essa música ficou no timbre dele, que aproposito, é único e muito interessante. Amo timbre rouco, e o melhor de tudo é que Domenic sabe exatamente o que consegue fazer com esse timbre, trazendo inflexões muito boas e notas impecáveis. Se for bem trabalhado, pode se sair muito bem na competição.

Victor: Primeiramente, flashbacks de Alisan Porter invadem minha mente ouvindo essa música. Segundamente, que ele foi maravilhoso. Foi totalmente calmo, relaxante, deu uma tranquilizada na minha pessoa ao ouví-lo. Enfim, adorei. Meus únicos problemas foram, o block no John, q era o coach perfeito pra ele, e o Adam com a velha estratégia mentirosa dele de dizer que todos pra quem ele vira que é o favorito dele de todas as seasons e aquela conversinha mole de que todos vão vencer se forem com ele… Temo uma vibe DeAndre com Domenic…

[#TeamLegend] Savannah Brister – “Don’t You Worry ‘Bout A Thing” by Stevie Wonder

Avalie a performance:


Luana: Nossa, que legal! Eu ainda tô envolvida com a audição anterior, então talvez isso tenha meio que me prendido aqui. Eu curti muito o que Savannah apresentou, mas não sei se suficiente para virar minha cadeira, caso fosse coach. Fiquei feliz de saber que ela só tem 17 anos, significa que tem muito espaço para evoluir ainda. Eu gostaria de vê-la numa música diferente, em que ela pudesse colocar mais dela mesma.

Nicolas: Amei a ousadia dela de começar a audição com um acapella maravilhoso, mas foi só isso também. O timbre dela é muito bonito, mas em alguns momentos ela parecia ter falta de folego para encerrar as notas, mostrando um pouco de falta de técnica.  

Victor: Socorro, AMEI essa garota. Essa songchoice foi TUDO do bom e do melhor, minha gente <3. Gostei do timbre, dos agudos principalmente, achei bem a cara do John e da Kelly mesmo. Também adorei como ela transitou entre diversas áreas diferentes com a voz. Já estou na torcida 😀

[#TeamKelly] The Bundys – “Closer to Fine” by Indigo Girls

Avalie a performance:


Luana: Ih, gente. Não me odeiem, mas eu não entrei na vibe aqui não. Achei a menina que cantou primeiro MUITO boa e queria que ela tivesse feito a audição sozinha, haha. Achei o menino bem desnecessário aqui e não curti muito as harmonias. Não foi um desastre, mas acho que ficou na beirada de sair dos trilhos. Não sei, mas vamos ver o que mais eles podem entregar nas próximas fases.

Nicolas: Tô apaixonado por esse trio! Sempre amei grupos, e já estava cansado de esperar algo além de duplas nesse programa. Felizmente, aqui não fui decepcionado. As harmonias são incríveis, e isso ficou bem evidente no final acapella.

Victor: Uau. Que interessante um trio. (TVUK vibes…). Achei bem curiosa a songchoice. Não conhecia. Não ouvi a original, mas eles se deram super bem. Adorei as harmonizações vocais dos três juntos. Enfim, não tenho muito o que falar. É impressão ou essa season começou com um nível bem mais alto do q a S15??

[Comeback Stage] Klea Olson – “No Roots” by Alice Merton

Avalie a performance:

Luana: Vou causar uma polêmica aqui e dizer que o timbre dela me lembrou de leve o da Florence Welch. Acho que Klea tava bem nervosa e a música bastante complicada pesou pra ela. Ela ficou bem fora de tom em várias partes e isso impediu os mentores de virarem, com razão. Mas olha, eu enxergo potencial sim, e um “Heartlines”zinho acústico aí poderia fazer toda a diferença.

Nicolas: Eu to muito surpreso com essa audição, pois eu não esperava esse estilo de música vindo dela. Gostei muito do timbre dela, da atitude, e das inflexões. Amei que ela teve a chance de ir pro Comeback stage.

Victor: Hmmmmm… Então… n rolou… ela tem um timbre interessante, mas n sei se essa songchoice colou com a voz dela. Ela tem áreas interessantes na voz, mas não explorou o total potencial vocal que tem. Acredito que é culpa da songchoice. Pq via totalmente uma vibe indie meio Florence nessa garota. Vamos ver o que a Bebe Rexha pode fazer e q tomara Deus q a Bebe seja bem melhor q a Kelsea Baillerini pq na última season foi osso viu…

[#TeamBlake] Hannah Kay – “Coal Miner’s Daughter” by Loretta Lynn

Avalie a performance:

Luana: Ah, pronto. Ai gente, eu tava aqui super curtindo a temporada, tinha até esquecido que country existia, daí vem Hannah. Que musica enjoada, não dá. Assim, Hannah é aquela artista country de sempre, então não tenho muito o que falar sobre. Não achei nada de espetacular, mas ta aí pra cumprir a cota.

Nicolas: Poxa, igual toda country… Sinceramente, Hannah tem um timbre bonito, mas nada surpreendente, pois em toda season tem ao menos uma participante igual.

Victor: Gostei, acho que a garota tem uma voz country mesmo, voz legal. Mas novamente acho que não explorou o total potencial que tem. Sem maldade, foi maravilhoso, mas, por exemplo, a partir do momento que o tom subiu, ela que já estava bem, melhorou ainda mais, acho que ela poderia ter cantado nesse tom mais alto desde o início. Talvez ela ainda esteja insegura ou conhecendo seus domínios vocais. Mas tem um baita potencial. Não sei o que a Kelly vai fazer com ela, mas ela pode ir longe se bem explorada.

[#TeamLegend] Julian King – “All Time Low” by Jon Bellion

Avalie a performance:

Luana: O John foi ÁGIL aqui, hein? HAHAHAHAHAHAHA. Mas bem, essa disputa da virada foi a coisa mais legal da audição. Julian tem uma voz legal (já imagino uma “Call Out My Name” marota pra ele até), mas essa canção aí não colaborou. A música é muito chata, então não tinha realmente muito o que ele fazer. O negócio aqui talvez seja potencial, quem sabe com boa orientação do John, Julian consiga me surpreender mais pra frente.

Nicolas: Timbre lindo, presença de palco incrível, e vocal maravilhoso. Pensei que pela escolha da música, não íamos ter nenhuma surpresa vocal, mas Julian abusou e usou um pouco de tudo nessa performance, e me deixou muito surpreso. Além de tudo, é super estiloso, acho que ele pode render.

Victor: PRIMEIRAMENTE, amei essa songchoice. A voz, a atitude, o jeito no palco, a vibe dele toda top. Simplesmente amei TU-DO. Principalmente ele estando no Team John e obviamente, o block no Adam pra cortar o barato dele :P. O John me lembra levemente o Pharrell e acho que vai ser um ótimo coach <3.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Olha, episódio legal, né? Eu adorei o Domenic, e vejo muito potencial em Savannah e Julian! Até o trio que eu não curti muito, acaba sendo algo super inovador pro programa e isso é sempre motivo de entusiasmo, ainda mais para um programa tão calejado como o nosso TVUS.

Semana que vem, novamente, teremos mais 2 episódios de blinds. Mas olha só, após essa próxima semana, o programa passará a acontecer apenas nas segundas-feiras, só voltando para o esquema segunda e terça nos lives. Provavelmente, teremos 1 episódio a menos de blinds. Já sabemos que o formato dessa temporada será péssimo, mas vida que segue, né.

No mais, ao fim dessa estreia dupla, os times ficaram:

#TeamAdam: Domenic Haynes*, Jimmy Mowery, Trey Rose.

#TeamBlake: Gyth Rigdon, Hannah Kay*, Lili Joy, Kim Cherry.

#TeamKelly: Karen Galera, Rizzi Myers, The Bundys*.

#TeamLegend: Julian King*, Lisa Ramey, Maelyn Jarmon, Matthew Johnson, Savannah Brister*.

*artistas adquiridos hoje

Até semana que vem, e não esqueçam de votar na enquete, hein! Peace out!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e - contraditoriamente - por fim, nasci de 7 meses.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu