Posts Populares

The Voice US – S16E08 – The Battles, Part 1

As batalhas começaram!

E após semanas e semanas de blind auditions, finalmente chegamos nas batalhas! Apesar de não ser minha fase preferida, eu gosto muito de ver como os artistas se adaptam em situações que vão além deles mesmos. É legal identificar quem consegue trabalhar em equipe e quem consegue se sobressair ao desafio!

A partir de agora, nós não usamos mais os stickers para “avaliar” as performances. Como de costume, nas batalhas nós adotamos as mãozinhas, e é fácil de entender: cada lado representa um artista, cada mãozinha acesa representa um “ponto” dado pelos comentaristas. Super de boas, e acredito que quem nos acompanha já esteja bem habituado!

Para dar o pontapé inicial nessa fase já tão conhecida, eu conto com a ajuda do paneleiro mais badalado e amado de todos: Dam, assim como o nosso leitor, Nicolas! Sem mais delongas, vamos curtir as performance de hoje!

[#TeamLegend] Matthew Johnson vs Shawn Sounds – “Never Too Much” by Luther Vandross

Avalie a performance:

Luana: Então, eu achei uma batalha super divertida, mas infelizmente não passou disso. Tanto Matthew, quanto Shawn são ótimos vocalistas, e acho que a songchoice acabou deixando eles “relaxados demais”. A sensação que ficou foi que eles estiveram sempre na zona de conforto, sem nem tentar mostrar algo além do básico (para eles). No entanto, foi um show de entretenimento, já que os dois se divertiram horrores! Por achar que eles ocupam o mesmíssimo espaço na competição, eu não via necessidade de um steal aqui, sinceramente. A batalha foi bem equiparada, mas eu daria a vitória ao Matthew, pois ele pareceu ter se divertido pra caramba e me deixou feliz.

Dam: Ai que batalha linda!! Eu amei essa energia soul e como eles se completaram. Pareciam dois amigos cantando só por diversão, e o John tem uma vibe muito boa né? Ele tem me surpreendido muito no programa e essa batalha é o reflexo disso.

Nicolas: Eu não tenho palavras para descrever meu nível de tédio assistindo essa batalha. Ambos tem timbres bonitos, por mais que sejam genéricos, poderiam proporcionar algumas performances boas. Nas audições, nenhum me cativou muito, e aqui, nada disso mudou. Eles não foram bem explorados com essa música. A performance foi muito linear, e não teve nada de marcante.

MATTHEW                                            SHAWN

Winner: Shawn | Steal: Matthew (#TeamKelly)

[#TeamKelly] Mikaela Astel vs The Bundys – “Songbird” by Eva Cassidy

Avalie a performance:

Luana: Mano do céu, cara. Mano do céu. Que batalha chata do inferno foi essa? Kelly, o que fez com minha baby Mikaela?! Não creio no que assisti. Já começa que eu nunca compreendi o motivo de ter um trio na competição. Segundo, que trio SEM SAL. A moça que canta bem de verdade (acho que chama Kate) nem chegou a cantar direito aqui, deram destaque para o cara que é o pior dos 3 com facilidade. E por fim, pobre Mikaela fora de seu contexto. Eu adoro a voz do anjo, mas nem isso foi capaz de salvar esse tédio mortal. A Kelly venceu as duas últimas temporadas com adolescentes de qualidade duvidosa, daí agora que ela finalmente tinha uma interessante de verdade: elimina. Olha, realmente não dá para defender. No mais, Mikaela conseguiu me entediar menos, por isso iria com ela.

Dam: Olha… eu não sou muito a favor de batalhas quando tem apenas um artista conta um grupo, porque eu acho desvantagem com o artista. Não achei que a música casou muito bem com eles, a vibe super bateu, mas a música em si não era tão interessante e se tornou até entediante em alguns momentos. Fiquei impressionado como Mikaela, conseguiu canalizar todas as atenções pra ela, a menina emanava uma energia que era muito bacana de ver. A grandeza dela, fez com que o trio não se destacasse tanto, logo… Mikaela campeã.

Nicolas: Aqui temos uma batalha entre participantes que me agradaram bastante nas blinds. Sempre fui apaixonado por grupos, então minha paixão por The Bundys foi muito grande. Mikaela com um timbre doce e suave, também me agradou muito anteriormente, e eu gostaria que ambos tivessem oportunidade de continuar. Enfim, sobre a batalha, já era obvio que seria complicado de Mikaela se sobressair estando contra um trio, mas ainda assim, o timbre dela conseguiu ter bastante destaque, e até mesmo boa harmonização com o trio, o que me deixou muito animado com ela. Mas eu não tenho palavras pra descrever o quanto eu amei o trio! As harmonias entre os 3 são incríveis, eles realmente se conectam com a música, e conseguem passar a mensagem necessária. Ambos merecem continuar na competição, sem dúvida alguma!

MIKAELA                                      THE BUNDYS

Winner: The Bundys | Eliminada: Mikaela

[#TeamBlake] Gyth Rigdon vs Rod Stokes – “Drunk Me” by Mitchell Tenpenny

Avalie a performance:

Luana: Eu não sei se foi só comigo, mas eu achei a banda altíssima e o volume dos microfones baixos. Os moços estavam gritando, mas mesmo assim eu estava tendo dificuldade para focar nos vocais. Assim, eles foram super equiparados e os timbres rasgados realmente combinaram. Não morri de amores por nenhum, mas achei uma batalha suficientemente boa, principalmente por se tratar de um gênero que eu não tenho o menor apreço. Se eu tivesse que decidir, provavelmente, iria com Gyth, pois acho que ele ficou com uma mínima vantagem por ter trabalhado o palco melhor do que Rod.

Dam: Que batalha heterotop normativa kkkkkkkkk. Achei a música bacana e inclusive amo a versão original. Os dois eram muito semelhantes em termos de voz, mas eu senti o Rod muito nervoso e não conseguiu passar emoção e música country é emoção. No mais eu acho os dois muito iguais, porém, o Gyth foi mais completo.

Nicolas: Eu amo timbre rasgado, então adorei muitos momentos dessa batalha, justamente pelos dois timbres apresentar um pouco disso em notas mais altas. No começo, achei que a batalha seria cansativa, mas eles começaram a soltar uns agudos durante a apresentação, que acabou com a linearidade, e teve um ótimo resultado. Nas audições nenhum dos dois tinha me surpreendido, mas aqui, ambos fizeram eu mudar de opinião.

GYTH                                                         ROD

Winner: Gyth | Steal: Rod (#TeamAdam)

[#TeamAdam] Domenic Haynes vs Trey Rose – “I Need a Dollar” by Aloe Blacc

Avalie a performance:

Luana: Agora sim, finalmente uma BATALHA. Eu amo o Domenic e ele está facilmente no meu Top 2, mas mesmo assim eu fiquei bem “olha elaaaaaaaa” com o Trey (que sozinho já pisou no trio, Rod e Gyth). Domenic é uma figura a parte da competição, tudo nele é extremamente original e único, nada soa ou parece com nenhum outro artista e em programas como este, eu acho que isso é uma das coisas mais valiosas. O Trey não deixou barato, no entanto. Apesar de ter um timbre mais comum, ele deu tudo de si para ficar lado a lado com uma das vozes mais marcantes da temporada. Eu curti muito o que eles fizeram como um todo – e parabéns para a songchoice que conseguiu ser proveitosa para os dois -, e acho que Trey merecia ter tido seu esforço recompensado com um steal. Mas ainda assim, a estrela do Domenic mais uma vez brilhou radiante e ele venceu com méritos.

Dam: MELHOR BATTLE ATÉ AGORA!!!!! Domenic, por que tão maravilhoso? Mas o Trey não fica atrás não. Essa battle foi muito tiro de canhão, quando você achava que um tava dominando tudo o outro ia lá e dava o nome na rodinha, daqui a pouco o outro ia e jogava por cima, ai a fofa do Domenic não leva desaforo pra casa e chegava já no close e Trey super afrontosa não deitou pro Domenic. Só que no fim, o domínio que o Domenic tem sobre sua voz e sobre seu corpo é babado. Pra mim ele sambou.

Nicolas: Domenic tem um timbre único e muito especial, que me agradou muito na blind, enquanto Trey eu nem lembrava quem era. Já no início da batalha, Domenic já era certo como winner pra mim. O timbre de Trey não me agradou muito em alguns momentos, pois parecia muito anasalado. Enquanto Domenic consegue arrasar usando graves, aguds, vocais cheios de ar, enfim… Ele teve algumas falhas vocais, mas nada que me fizesse repensar no resultado da batalha. A única cois que Trey fez que eu gostei bastante foi o falsete, mas de resto…

DOMENIC                                                  TREY

Winner: Domenic | Eliminado: Trey

[#TeamLegend] Maelyn Jarmon vs Savannah Brister – “When We Were Young” by Adele

Avalie a performance:

Luana: Maelyn deusa demais, bicho. Eu não esperava nada menos do que maestria vindo da Maelyn cantando Adele, e mesmo assim, eu terminei o vídeo ainda mais satisfeita do que esperava. Savannah fez tudo certinho e elas harmonizando foi simplesmente lindo. Mas uma estrela é uma estrela, né gente? E nesse aspecto, tudo o que disse para o Domenic na batalha acima, vale para a Maelyn aqui. Assim como tudo que disse para o Trey, se aplica à Savannah. Uma batalha muito boa, uma winner melhor ainda! Posso ter perdido a Mikaela do meu Fantastic 4, mas ao menos, meu Sr. Fantástico e minha Mulher Invisível seguem firmes e fortes.

Dam: Foi um tiro atrás do outro viu? O que foi isso minha gente? Até os pelos do meu olho estão em pé com essa lacração de Júpiter. Maelyn é minha fadinha desde as blinds e eu sabia que seria muito difícil alguém abater a musinha indie lírica, mas Savannah veio com as garras afiadas e até arranhou, mas o controle vocal da Maelyn é como o kame ha do Goku, impossível de desviar. O que foram aquelas harmonias minha gente? Não deu pra superar.

Nicolas: Amo essa música, e achei que os dois timbres casaram muito bem, tanto entre si, quanto com a música. Maelyn utilizou vários artefatos vocais aqui, trazendo agudos precisos, graves bem sustentados, além da ótima interpretação. Savannah foi muito bem também, muito controlada, e se saiu bem principalmente nas harmonizações!

MAELYN                                           SAVANNAH

Winner: Maelyn | Comeback Stage: Savannah

[#TeamKelly] Beth Griffith-Manley vs Jej Vinson – “Jealous” by Labrinth

Avalie a performance:

Luana: Adorei ver um lado mais emocional desses dois, pois nas audições eu os achei ótimos vocalistas, mas nada além disso. Continuo sem compreender muito bem o apelo do Jej, e até acho que a Beth foi melhor aqui. Mas no geral, foi uma batalha muito boa e tocante! O Jej me lembra bastante o estilo do Josh Kaufman, e pra ser sincera, eu nunca fui fã do moço. Muito provavelmente o Jej irá super longe na competição e eu terei que engolir, mas assistindo apenas de longe, hahaha. Eu teria seguido com a Beth, pois acho que ela ainda está se segurando bastante e pode vir a entregar uma performance monumental a qualquer momento!

Dam: Minha musica! As vezes é dificil imaginar como um cordeiro se sente ao saber que vai ser devorado pelo lobo, mas e quando o cordeiro é quem devora? Foi isso que vimos aqui. Beth é sem duvidas a melhor e deixou isso bem claro, Jej veio lutando até o final pra mostrar que não morreria tão facil e mostrou o seu valor, ele cresceu tanto quanto ela, e a emoção foi ingrediente pro sucesso dos dois. Por gosto e identificação eu fico com a Beth.

Nicolas: Bom, vou ser bem sincero aqui. Até hoje não entendo o hype na audição do Jej, que pra mim não teve nada de espetacular, mas enfim. Hoje, a música foi perfeita para ambos os timbres, e dessa vez eu consegui me conectar com Jej e não achei ele chato. Beth tem um timbre grave incrível, que contrastou muito bem com os agudos do Jej, e fez ela ter bastante destaque nessa batalha. Amei os vocais, a conexão e a entrega de ambos. Melhor batalha de hoje, sem dúvida alguma.

BETH                                                           JEJ

Winner: Jej | Steal: Beth (#TeamLegend)

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Tudo o que posso dizer no fim dessa review é: Domenic e Maelyn lendas! Eu tinha altas expectativas para a batalha da Mikaela, e realmente achava que esse seria meu momento de ter uma vencedora em potencial, porém fui tombada. Maelyn finalmente brilhou e está recebendo o reconhecimento que merece. Domenic, nada menos que icônico mais uma vez. Jej segue com seu hype e no caminho de garantir a Kelly sua 3ª vitória. Gyth também parece ter administrado sua tração da audição, e promete brigar pelo título com o Blake. No mais, uma noite controversa, porém muito boa de batalhas!

Votem na enquete, e até semana que vem!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Imagine só que um dia me foi perguntado quem eu era, e juro, até hoje não sei responder. Mas os fatos são: tenho 21 anos; sou de escorpião; amo meu cachorro e meu gato mais que tudo; estudo Rádio/TV/Internet, ouço Maroon 5; piro no Adam Levine; consigo colocar os pés atrás da cabeça; e - contraditoriamente - por fim, nasci de 7 meses.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries