Posts Populares

The Voice US – S16E22 – Live Finale Performance

Hello people!

Olha quem está de volta pra comentar a final da temporada mais bagunçada, estranha e injusta que essa programa já viu. Depois de mudanças de formato e um explícito clubismo com o Team Blake que possui TRÊS acts na final, nós temos nossa Maelyn que é a única capaz de tirar esse titulo do Blake que eu acho bem difícil. Mas vamos deixar de enrolação?

Como estamos em clima de finais de temporadas horríveis, que tal trazer personagens de Game of Thrones pra comentar a final cagada do The Voice?

Hoje eu trouxe comigo a minha jóia rara e a flor mais cara do meu jardim, Cla Rainha Calil. E como nem tudo é um paraíso, de brinde veio o Erik, essa pulga de cadela bichada que eu amo odiar. E como eu tinha dito antes… hoje nós vamos ser personagens de GoT, só que não esperem nenhuma Daeneryes ou Jon Snow aqui não, nós vamos ser os icônicos dragões da mãe do fogo! Vamo nessa!

[#TeamLegend] Maelyn Jarmon – “Wait For You” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Que performance mais linda meu Jeuss… não bastava ser linda, ter olhos lindos e uma voz de anjo que pariu a Beyoncé, a Bixa ainda interpreta uma musica como ninguém. Desde a Addson que eu não amo tanto uma musica autoral como eu amei essa, me lembrou muito a vibe da Florence e a Maelyn é de fato uma cantora indie não é mesmo? Essa performance me fez sentir como se eu fosse uma borboleta solta num jardim, amei!

Cla Viserion: Olhaaaa a fadinha abrindo o programa já em altíssimo nível! Eu esperava algo mais intimista, mas ela me surpreendeu com essa música mais uptempo! Adorei a vibe dos tambores e com certeza já quero esse estúdio pra ouvir várias vezes! Lindíssima como sempre, Maelyn se mostrou mega consistente nos vocais e se jogou real oficial! Amo!

Erik Drogon: Meu Deus, Jesus cristo. Não tenho condição NENHUMA pra essa mulher, de verdade. Todo mundo sabe que eu levanto bandeira pra ela, coloco na testa #MaelynWinner porque bicho, OLHA ESSA MULHER! Eu amei a música, ela estava completamente dona do palco, era seu momento e a canção é lindíssima, fiquei com uma vibe Disney hahaha. Nenhum defeito aqui, eu amei.

[#TeamBlake] Andrew Sevener & Blake Shelton – “All Right Now” by Free

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Garçom me desce uma breja e e uns amendoizin que hoje eu carpa o gato sor! Música caipira, Boys caipiras é isso que a gente faz ne? Entra no clima. Me senti muito cowgirl de sainha jeans e bota marrom dançando no bar enquanto eles cantavam. Só faltou o boy enorme de camisa quadriculada atoxada e calca apertada dividindo o ovo.

Cla Viserion: Ai gente… que chacota! A música combinou com eles, Andrew se jogou nos rosnados e até ofuscou Blake em alguns momentos, mas vamos combinar que todas apresentações do Team Blake parecem ser a mesma música! Venha cá e me dê a mão que esse foi apenas o 1º dos duetos do Blake… hahahaha

Erik Drogon: Olha, sinceramente, pra mim todos os duetos do Blake parecem a mesma coisa. Como eu já falei aqui antes em reviews anteriores, algumas performances do Team Blake me dão uma sensação de Deja Vu, por serem muito parecidas. Apesar disso, eu achei que a voz do Andrew sobressaiu a do Blake e eu curti isso, até porque estamos falando do Act e não do Coach. Foi uma boa performance, apesar de tudo.

[#TeamBlake] Dexter Roberts – “Anything Goes” by Randy Houser

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Ai como ela é uma gracinhaaaaaaa! Que vontade de colocar ele no colo e ficar alisando esse topete de Johny Bravo dele. Olha, eu posso até não ser um admirador de música country, mas que eu curti muito essa performance dele, isso eu curti, achei a música ótima, casou super com a voz dele e a fofura também foi um fator decisivo aqui. Eu só sei que já me imagino em casa cuidando das crianças, fazendo um cortado de verdura enquanto meu cowboy não chega do trabalho.

Cla Viserion: Dexter veio crescendo na competição nas últimas semanas, sempre achei que Gyth seria o reizinho disparado da temporada, mas enquanto ele não se mostrou consistente, Dexter veio trazendo boas apresentações e até se arriscando em músicas fora do country. A música de hoje combinou bem com ele e né, vocalmente perfeito! Adorei o efeito do palco… bem bonitinho!

Erik Drogon: Dexter tem uma voz legal? Tem. Mas é o act do Blake que eu menos gosto (e olha que isso é o cúmulo, viu) Não senti nenhuma progressão dele no programa, pra mim sua Blind continua sendo sua melhor performance. Achei a música um pouco chata e não curti muito a apresentação.

[#TeamBlake] Gyth Rigdon & Blake Shelton – “Take It Easy” by Eagles

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Fact 1: O que são aqueles backs lá atrás? A nova versão do diante do trono só cowboys? Hahaahahahahah
Fact 2: Quem presta atenção na música quando o Gyth ta no palco?
Fact 3: A música é péssima, mas quem se importa quando tem um caipira gostoso cantando e sorrindo pra você? Eu só queria agora ser a Peppa (quem entendeu, entendeu).

Cla Viserion: Blake tá cantando ainda? Ah não, pera… é outra apresentação! hahahahaha Tudo bem que esses duetos não conta como voto, mas eu confesso que achei que Blake fosse enfiar uma música dele pro dueto com o Gyth, já que o bixinho sempre fala que é fã do Blake e mimimi. Gostei da música, fugiram um pouco do country cafoninha… foi bem okay mesmo!

Erik Drogon: Mais um dueto extremamente idêntico aos outros do Blake KKKK, no dueto do Dexter vou dar ctrl c e ctrl v porque vai ser a mesma coisa. Mas, enfim, aqui a gente tem o diferencial que é o Gyth. Eu gosto dele e sua voz é bem bonita, é o candidato do Blake que eu mais gosto da competição e curti o trabalho dele aqui. Achei a música bem ok, mas valorizou sua voz. Achei um pouco chato no geral, mas não foi de todo mal não.

[#TeamBlake] Andrew Sevener – “Rural Route Raising” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Agora eu sou uma cowgirl bem atrevida de calça de látex preta bem colada, um corpet de franjas e um chapéu de cowboy dançando bem sensual seduzindo o meu peão. Me desculpem, mas a única coisa que eu consigo imaginar é um surubão com esses acts do blake. Eu não curti muito a música, não faz o meu estilo, porém, não posso dizer que foi ruim porque no fim eu até que gostei.

Cla Viserion: Esse country mais caipirão nunca foi o meu preferido, mas Andrew tem feito apresentações consistentes e melhorando bastante ao longo da competição. Sua original é total country e ele estava bem a vontade com ele, pode crescer na música e se jogou! Sorte dele…

Erik Drogon: Olha, devo dizer que o Andrew às vezes me surpreende bastante haha. Ele parece ser uma pessoa super gente fina, e de alguma forma acho que isso é perceptível nas suas apresentações. Até então, foi a original que mais gostei do TB, a voz do Andrew é bem forte e acho bacana de ouvir.

[#TeamLegend] Maelyn Jarmon & John Legend – “Unforgettable” by Nat King Cole

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Que dueto digno de especial do Roberto Carlos hein? Foi lindo, charmoso, lleve sofisticado e de uma beleza sem fim, eu me senti vendo uma performance do Oscar que não tem como você colocar defeitos. A mae pode até não ganhar essa bomba, mas que ela é a vencedora moral desse programa, isso eu não tenho dúvidas.

Cla Viserion: Ahhhhhhhhhh pelamordideus! Desde que soube as músicas do episódio de hoje já fiquei esperando esse dueto! Achei que John estaria ao piano, mas gostei bem mais de vê-los ali no palco interagindo um com o outro em meio a tantos violinos! Um clássico pra uma dupla babadeira! Chega a ser incrível como as vozes deles combinam, harmonias belíssimas e até quando não cantavam juntos, eles se completaram de forma magnífica! Pisa menos, amores!

Erik Drogon: PUTZ, APRENDE A FAZER DUETOS @BLAKE! Gente, que coisa maravilhosa. Eu imaginava o John no piano e Maelyn arrasando do lado, mas os dois juntos foram incríveis também. A voz do John combinou demais com a música e Maelyn conseguiu brilhar como sempre faz. Nenhum defeito aqui, foi uma apresentação maravilhosa e bastante emocionante até, porque John foi um coach perfeito pra Maelyn e a gente sente a conexão que os dois criaram. Que dupla, amigos, que dueto.

[#TeamBlake] Gyth Rigdon – “Once in a Blue Moon” by Earl Thomas Conley

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Eu tenho dúvidas se a beleza do Gyth ajuda ou atrapalha. O bicho é tão gostoso que você não consegue prestar atenção na voz dele e aí não sabe dizer se gosta ou não. Porém, em alguns momentos quando você sai da hipnose, percebe que a voz dele é ruim e inconsistente. Por mais que ele esteja envolto por uma lua azul e uma beleza de mexer com a pepeka, Gyth é o mais fraco de todos os finalistas e isso ficou mais que claro.

Cla Viserion: Só eu acho que Gyth está indo ladeira abaixo? Semanas atrás eu disse que ele já era o vencedor declarado, mas daí o bixinho passou a fazer apresentações mais fracas, apresentou uns vocais não tão consistentes e semana passada até levou críticas de Kelly e John! E olha que eu gostava do Gyth de antes… mas agora ele segue só sendo um colírio aos olhos mesmo! hahahaha

Erik Drogon: Eu ADORO a voz do Gyth. Mas ultimamente ele não tá entregando nenhuma performance boa. Eu achei essa apresentação uma das mais fracas dele e olha que a sua anterior foi bem ruinzinha. Não gostei não, próximo.

[#TeamBlake] Dexter Roberts – “Looking Back” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Paraaa, não me olha assim, não canta assim que eu não resisti e me apaixono viu? Olha, da Suruba country, o único que eu tenho um sentimento é o Dexter, ele tem algo que cativa não sei dizer o que é, mas sei que eu amo e acho muito fofo. A canção é muito similar com a dos outros, e se você não presta atenção até pensa que é a mesma música, mas meu bebê tem algo que é só dele e eu amo isso.

Cla Viserion: Não vou mentir, esperava mais da original dele, hein! Dexter só ficou bom na música quando ia pras notas mais altas, tirando isso não gostei não! Seu timbre me incomodou bastante aqui… dá nem pra defender!

Erik Drogon: Putz kkkk a performance anterior dele foi melhor e eu nem gostei dela. Eu tento olhar com outros olhos e tentar gostar, como fiz com Gyth e até mesmo Andrew. Mas isso aqui é muito chato, gente. Novamente, a voz do Dexter é super legal mas as músicas não têm um quezinho de emoção nem nada. É um tipo de música muito nada a ver pra se cantar em uma final, desculpa, não gostei não.

[#TeamBlake] Andrew Sevener – “Lips of an Angel” by Hinder

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Olha, da Suruba country, Andrew tem a voz. Dos três, sem sombra de duvidas ele tem a melhor voz e isso fica claro nessa performance. Tudo bem que todos cantaram baladas mais lentas e com letras semelhantes, mas a voz do Andrew tem um chorado muito gostoso que faz você de fato sentir o que estar sendo passado na canção. Acho que foi minha performance country favorita da noite.

Cla Viserion: Semana passada foi Dexter se arriscando fora do countryzão, hoje foi Andrew! Adoro essa música e o bixinho me surpreendeu aqui, hein! Vocais dele estava bons, ele super conectado à música e só fiquei incomodada no refrão onde ele baixou o tom ao invés de aumentar, coisa do arranjo, eu sei! hahahaha Achei essa a melhor apresentação do Andrew na noite.

Erik Drogon: Putz não to acreditando que Andrew ta pisando no resto do TB. Me perdoem, mas eu achei essa apresentação um amor hahahaha. Gostei bastante, ao contrário do Dexter, Andrew trouxe um pouco de emoção e a música construía um momento, sabe? Claro que não foi tuuudo isso, mas em comparação com os outros cowboys ele tá no lucro, viu.

[#TeamBlake] Dexter Roberts & Blake Shelton – “Hard Workin’ Man” by Brooks & Dunn

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Meu Deus… eu vou ter uma crise de nervos se ouvir mais um dueto do Blake kkkkkkk. Amigas, me diga qual a diferença desses pros outros dois? Isso mesmo, nenhuma! E sem contar que as vozes se parecem um pouco e deixou tudo ainda mais monótono. Uma final com três candidatos country é a coisa mais horrível que existe porque cansa, cansa muito.

Cla Viserion: Ai misericórdia, Blake tá precisando inovar um pouco nos seus duetos! Sabe quando pega a receita do bolo e vai fazendo completamente no automático?! Pois bem… é o que parece que Blake faz! Troca um finalista pelo outro e canta tudo igual, mesma coisa, mesmo estilo de música e no fim das contas parece que todos os duetos são o mesmo!

Erik Drogon: Meu Deus, viu, a chacota. Os três duetos foram praticamente idênticos, bicho. Olha, sinceramente, pelo menos aqui o Dexter foi legalzinho, sua voz foi ok e tal, nada mais que isso. Foi uma performance como qualquer outra, preguiça viu.

[#TeamBlake] Gyth Rigdon – “Proof I’ve Always Loved You” [ORIGINAL]

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Palco criativo, cantor insosso, porém bonito. É o que eu tenho pra dizer dessa performance minha gente, eu não gosto da Gyth, acho ele um arrastado pelo supremacia country e a música das originais foi a pior. Se ele hitar com isso é porque o ser humano perdeu o resto de senso que existia nele. Não dá!

Cla Viserion: Essa música é original do Gyth e talvez por isso eu tenha ido já com as expectativas mais altas. Foi a melhor apresentação dele na noite, mas não foi perfeita! As partes mais graves não ficaram tão boas, só quando subiu o tom que melhorou e ele foi se soltando. Adorei a última parte quando ele realmente tá num tom mais alto e depois diminui pra fazer um final mais intimista. A música deve hitar mas nem pra ser um countryzão chiclete, hein Gyth!

Erik Drogon: No começo da performance eu estava bem entediado, confesso. Mas no decorrer da música eu fui gostando cada vez e no fim acabei curtindo. Essa apresentação dele foi a que mais me lembrou de sua blind e de sua battle, ambas foram apresentações bem legais. Gyth conseguiu se redimir aqui e entregou sua melhor performance da noite.

[#TeamLegend] Maelyn Jarmon – “Hallelujah” by Leonard Cohen

Avalie a performance:

 

Dam Rhaegal: Mae é literalmente uma luz no fim do túnel. Com uma overdose de country ouvir um clichê desses chega a ser bálsamo para os meus ouvidos e que performance linda hein? Tudo foi extremamente impecável e perfeito, o cenário teve o papel de nos levar ao céu e perceber um anjo lindo e perfeito cantando pra nós. Maelyn é sem dúvidas a campeã dessa temporada, mesmo que o resultado diga o contrário.

Cla Viserion: Eu ameeeeeeei o close!!! Imaginei John já chegando na voadora enfiando Maelyn no meio de um coral gigantesco, tudo bem apelativo pra tombar os countries! hahahahaha Mas foi totalmente o oposto, Maelyn sozinha numa escadaria gigante, cercada apenas de alguns violinos. Teve momentos que achei que morri e fui pro céu, ela parecia um anjo! Deu pra notar que estava segurando emoção e ainda assim se manteve super consistente nos vocais e mega conectada! Rainha, dona da temporada! Se não for a vencedora real, é a vencedora moral! #MaelynWinner

Erik Drogon: Eu simplesmente fiquei sem reação alguma assistindo essa performance. Não tenho nem palavras, juro pra vocês. Foi tudo PERFEITO. O figurino, o palco, a interpretação, os vocais, TUDO. Essa mulher merece vencer e merece muito, ela teve uma trajetória impecável e não podia encerrar melhor sua participação no programa. Foi lindo, incrível, fechou com chave de ouro e já podem entregar o prêmio pra essa mulher.

É isso amores, chegamos ao fim de mais uma temporada e eu espero que vocês tenham tirado algo de bom dessa season, porque eu tiro muito pouco proveito, mas como eu não tenho amor próprio e muito menos orgulho… próxima season eu to aqui como se nada tivesse acontecido. É isso e vamos para os fatidicos results.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Dam Souza

Baiano que tem caruru e vatapá no sangue, aquele que é o canto da cidade e só discute com quem entende de Inês Brasil.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries • Hosted by flaunt.nu