Posts Populares

The Voice US – S19E03 – The Blind Auditions, Part 3

Estou de volta pro meu aconchego…

Ah, como eu estava com saudade do The Voice! Infelizmente sou muito cadelinha desse programa e comentar aqui com vocês é ainda melhor e dá um gás pra continuar assistindo. Espero que seja uma ótima temporada pra gente!

A primeira semana não foi lá essas coisas, a premiere foi bem sem sal e só o segundo dia nos deu alguns refrescos. Será que teremos isso novamente, a Terça é o nosso dia? Não sei, vamos ver. Vale lembrar que o leak dessa semana foi o Carter, um menino de 14 anos que fez uma audição bem legal, porém na média. Talvez isso já seja um presságio…

Bom, sem mais delongas, trouxe comigo a veterana e dona do meu coração todinho, Luana e nosso convidado Cauã. Vem comigo aqui!

[#TeamLegend] Rio Souma – “Cruisin'” by Smokey Robinson

Avalie a performance:

Erik: AAAAAAAAAAA, impossível não lembrar da apresentação do Zaxai dessa música, foi simplesmente icônica. E, sem querer trazer comparação pro meu julgamento aqui, mas achei que faltou algo sabe? Não sei, senti falta de um momento de jogar o sapato, mas ficou um pouco estagnado ali. Não sei, foi essa minha impressão. De qualquer forma ele é um baita vocalista e tem uma energia incrível, além de ser a cara do John. Pena que provavelmente vai ser descartado logo, logo haha.

Luana: Chocada que eu gostei, viu. Achei bem suave e enfeitado na medida certa. Não acho que o Rio tenha cara de finalista, nem nada. Mas ele é, claramente, muito talentoso e pode ser injustiçado na competição. Entendo que ele não trás tanta originalidade assim pra competição, mas eu gostei muito da voz dele, principalmente do timbre. Escolheu super bem a música também, por sinal. Logo quando a Gwen virou eu tive flashbacks do JSoul, vocês lembram? HAHAHAHA. Mas ele foi com o Legend, e acho que era o mais sensato a ser feito mesmo.

Cauã: Achei o Rio extremamente datado, nada novo… me lembrou os outros 9000 mil cantores R&B que já passaram pelo The Voice. O team Legend está forte, então não vejo o Rio passando das batalhas não.

[#TeamGwen] Ryan Berg – “Waiting On The World to Change” by John Mayer

Avalie a performance:

Erik: Olha, John Mayer tem umas músicas bem legais mas essa não é uma delas, viu. Bem chata e a performance foi igual. A voz do moço é bacana, dá impressão de que ele consegue cantar vários tipos de música, como um country ou country-rock. Inclusive, fico na expectativa pra ver se ele apresenta algo assim, porque aqui eu não gostei não. Aliás, adorei o look bem anos 80 kkkkkkkkkkkkk

Luana: O Blake fazendo o backing vocal 🗣, HAHAHAHA. Olha, que block mais mal gasto, viu. O Ryan tem um timbre bem agradável aos ouvidos, mas é basicamente, só isso. Acho que o John viu que a Gwen tinha apertado o block, sentiu o nível morno do cara e virou pensando “hm e vamos de queimar o block dela com alguém mediano rs”, seria o que eu faria. Enfim, a melhor parte da performance foi a segunda voz do Blake, e isso quer dizer muita coisa. Não vejo muito futuro.

Cauã: Eu adoro essa música, John Mayer é incrível. Eu adorei essa vibe soft rock com uma pegada country. Achei o block da Gwen uma jogada super inteligente, e acho que essa dupla tem tudo para dar certo, adoro a Gwen na bancada e o Ryan foi uma ótima aquisição para o Team Gwen.

[#Eliminada] Becca Kotte – “American Woman” by Guess Who

Avalie a performance:

Erik: Gente do céu, se eu disser que pra mim essa foi uma das piores audições que já vi no programa, vocês vão achar exagero? Porque assim, eu não gostei nem um pouco. Pra mim foi tudo errado, não sei se o som da banda tava alto demais, ela simplesmente berrando… enfim, fica com deus e um cheiro!

Luana: Mulher? Por Deus, tu só berrou. Eu super curti a vibe da Becca, uma coisa bem Kat Perkins. Mas faltou talento e postura mesmo, né? Becca quis fazer demais com o que tinha. Uma pena, poderia ter optado por algo mais suave e no seu nível e teria bem mais chances, pois, claramente, ela sabe cantar.

Cauã: Sinceramente eu super iria num show da Becca, curti a vibe, porém não acho que ela estaria pronta pra competição.

[#TeamBlake] Jus Jon – “Talk” by Khalid

Avalie a performance:

Erik: Eu amo essa música, amo Khalid. Achei que Jus tem uma vibe muito boa e que pode surpreender na competição, mas essa apresentação aqui foi bem ok, né? Até entendi porque só 1 pessoa virou, o que me surpreendeu foi QUEM virou kkk. Mas a gente sabe que Blake é rato e gosta de comer pelas beiradas. Achei legal, não amei nem odiei, e por ser do Blake acredito que ele vá no mínimo até os Knockouts porque ele vai querer surpreender.

Luana: Não gostei não, não vou nem mentir. A audição parecia que não ia acabar nunca. “Talk” é uma música bem repetitiva, então você tem que encontrar maneiras de não deixar sua performance cansativa, e sinto que nisso, o moço falhou. Talvez, o fato dos mentores não virarem logo tenha contribuído pra essa sensação de eternidade, mas se eles não se sentiram atraídos a virar, é porque realmente faltou um pouco mais de carisma, né. Enfim, o Blake sempre tem um artista R&B, e ele até tenta levar eles longe. Vamos ver onde esse aqui vai parar.

Cauã: Blake é esperto, adoro quando o “King of The Voice” vira para cantores que ao pé da letra não iriam com ele, ou pelo menos não seriam sua primeira opção. Blake teve um sucesso absurdo com cantores de diferentes nichos, e já prevejo que junto com o JusJon, formarão uma ótima dupla. A apresentação em si foi simples, como se já tivéssemos escutado em algum momento, porém ele mereceu a cadeira.

[#TeamBlake] Ben Allen – “Red Dirt Road” by Brooks & Dunn

Avalie a performance:

Erik: Ai gente, quem aguenta? E vamos de mais um candidato ao título do programa. Eu não cheguei a ver, mas tenho certeza que foi o mais hypado entre as tias do sofá, muito previsível. Posso copiar e colar qualquer comentário que já fiz aqui sobre um candidato country que vai servir, voz boa porém a mesma coisa de sempre e nada surpreendente. Parece até um deja vu, como se eu já tivesse visto a performance antes, mas na verdade é porque existem milhares iguais mesmo. Enfim, não me desce.

Luana: Puts, que ranço. O homem já começou puxando o “R” na primeira frase, eu já golfei aqui. E pra completar, a performance foi super morna. Teve uma galera super maneira que virou um total de zero cadeiras, outros que chegaram perto da perfeição e não viraram as 4. E dai chega um basicão desses, segurando um violão e esticando os “R”s até não existir mais espaço vertical possível, e vira logo 3. Essa gente tem cada uma. Enfim, tá cheio de cantor country na competição ja, especialmente no Team Blake, esse aí vai se perder na multidão.

Cauã: E o vencedor do The Voice é… bom eu não sou o maior fã da música country, porém devo admitir que ele mandou bem, só que aqui eu sinto o mesma coisa que falei do Rio, muito datado, já sabemos que as apresentações serão iguais, nada novo. A escolha já era óbvia, o que me surpreendeu foi a Kelly não ter virado.

[#TeamKelly] Kelsie Watts – “I Dare You” by Kelly Clarkson

Avalie a performance:

Erik: Finalmente os refrescos! Não foi uma performance perfeita, acho que deu pra perceber uns deslizes aqui e outros ali, mas quem liga?! Eu AMEI e é isso. Foi aquela apresentação pra aquecer o coração depois de várias meia boca, emoção entregue no ponto, os vocais muito bons, a música ótima, enfim.. foi tudo ótimo, até em relação ao nível da temporada mesmo. Até então é uma das minhas favoritas, eu amei!

Luana: Eu to em completo choque. Eu acabei de descascar o surto do homem básico country virando 3 cadeiras, dai só pra provar meu ponto com VIGOR, vem a Kelsie fazendo coisas incríveis e perfeitas e só vira 2 cadeiras e na tora. Aí gente, bancada horrorosa na questão julgamento essa aqui, péssimo mesmo. Eu amei a lenda whistleira! Amei, uma das minhas audições preferidas da temporada, muito linda, muito lendária, muito corajosa e muito perfeita. Os que vieram antes dela nesse episódio podem apenas sonhar com o talento do ícone!

Cauã: Kelsie entenda você é foda! Primeiro que mulher linda, que emoção foi essa? mds cada nota bem colocado, como ela tomou a canção para si, e não contou e sim nos contou uma história. Cantar uma música de um dos jurados e ser julgado(a) pelo mesmo não é uma tarefa fácil, ainda mais quando está cantando uma Kelly song… todas as músicas da Kelly tratam sobre emoção, e contém uma carga de emoção gigantesca, algo que a Kelsie mostrou muito bem. A garota merecia ser uma four- chair.

[#Eliminado] James Mays – “The Show Must Go On” by Queen

Avalie a performance:

Erik: Oh bichinho, pra cantar uma música dessas ou você dá o nome, OU VOCÊ DÁ O NOME. Achei que ele tem potencial, mas tá muito cru ainda e querendo meter os pés pelas mãos embolando um monte de nota uma atrás da outra. Enfim, espero que volte no futuro!

Luana: Começou até ok, mas com a progressão da música, o pobre foi ficando cada vez mais pra trás, até aquela derradeira última nota que foi simplesmente terrível. Uma pena, mais uma pessoa tentando dar um salto maior do que as pernas e caindo com a cara na lama. Por isso sempre digo como é importante saber escolher sua música, principalmente nas audições. Não adianta querer impressionar com um musicão, se você não tem plena certeza que consegue segurar a marimba.

Cauã: Cara cantar Queen nunca será fácil, escolha errada. Acredito que ele não conseguiu mostrar sua força vocal é isso.

[#TeamGwen] Carter Rubin – “Before You Go” by Lewis Capaldi

Avalie a performance:

Erik: Eu amei como essa audição dividiu opiniões haha. Eu gostei muito, achei que ele tem MUITA técnica pra idade dele, não senti ele nervoso e gosto muito dessa música. O único problema é a voz né, o timbre… vai saber se vai mudar e continuar a mesma coisa, apesar da técnica da pra perceber que é alguém bem jovem cantando. Enfim, eu gostei e aposto nele como o destaque do Team Gwen.

Luana: Meu Deus, chama o The Voice Kids! Nossa gente, eu fiquei bem chocada aqui. Não só pelo Carter ter apenas 14 anos, mas especialmente, porque ele aparenta ser bem mais novo. Assim, não foi uma das minhas audições preferidas, mas é bem óbvio que ele vai ser um mega bait pras tias do sofá. So resta saber mesmo se ele vai conseguir manter a compostura e o bom desempenho e consistência nas próximas fases. E assim, só ter 3 shows ao vivo vai colaborar bastante com o caso dele, né? Enfim, vamos ver se a Gwen vai conseguir levar a kid dela pra final.

Cauã: O Carter me lembrou muito o Jordan Anthony do The Voice AU, que voz… e o menino tem apenas 14 anos, que potência vocal. Ele conseguiu passar a emoção que a música pede, e víamos nitidamente que ele era a cara do Team Gwen.

[#TeamLegend] Casmé – “Baby I Love'” by Aretha Franklin

Avalie a performance:

Erik: Gostei muito da Casmé, uma vibe muito boa. A música é ótima e ela conseguiu trazer sua personalidade, mesmo sendo uma música da fucking Aretha Franklin. Não foi uma apresentação perfeita, mas com certeza serviu pra carimbar quem é Casmé enquanto artista e espero que ela tenha espaço na competição pra mostrar muito mais. Fiquei curioso!

Luana: Ah pronto, mais uma pessoa sendo muito boa e virando quase nenhuma cadeira. Cansada dessa bancada, desses surtos de julgamento. Mas enfim, a Casme foi ótima e adorei a empolgação dela, viveu a música, com tem que ser. Amo que se ela quiser fazer um show particular, já tem a plateia toda pronta, porque que família enorme, viu.

Cauã: Adorei a vibe da Casmé, e não sei o pq já prevejo ela cantando Marvin Gaye. Não vejo a Casmé indo muito longe no Team Legend tenho em vista que a dona da temporada vulgo Tamara Jade encontra- se nesse mesmo barco. Uma batalha dos sonhos seria CasméVsRio.

[#Eliminada] Michellle Moonshine – “Carolina In My Mind” by James Taylor

Avalie a performance:

Erik: Achei muito insosa, apesar de muito fofa. Acho que ela tentou apelar pro emocional mas não ornou muito bem não, o nervosismo atrapalhou muito. Mas a voz é fofinha, acho que no futuro ela tem chance.

Luana: Se fosse aqui no Brasil, essa menina estaria cantando sobre ir pra Goiás, com outfit típico e tudo. Enfim, foi bem fofinha, mas meio sem graça, né. Por esse motivo, não me chocaria se tivesse virado 3 cadeiras. Fica aí a revolta e ressentimento escorrendo por todos os comentários pós Ben Allen.

Cauã: Não curti nem um pouco… faltou emoção, conexão… faltou tudo que o audição pede. Quem sabe futuramente ela não posso voltar.

[#TeamKelly] Desz – “Unbreak My Heart” by Toni Braxton

Avalie a performance:

Erik: LEN-DÁ-RIA. Dona. Puts. Que icônica! Quando essa mulher tava ali parada no palco eu já sabia que ia vir uma performance maravilhosa, e veio. Ela me deu MUITO uma vibe Rose Short, a mesma segurança ao cantar, a falta de exageros, o ”berro” no momento certo, eu gostei muito, MESMO. Aliás: devem ter percebido que colocamos ela no Team Kelly, pois vimos na nossa bola de cristal aqui e é isso. Brincadeira, pegamos no site que posta os spoilers das gravações e ela escolheu a Kelly mesmo, então sem ansiedade pra amanhã haha #confia

Luana: Ja começou completamente correta quando decidiu cantar o hino “Unbreak My Heart”, não sei porque demorou tanto tempo para performarem essa música nesse programa. Desz começou com esse timbre fechado, bem lá embaixo e eu não imaginei que ela iria conseguir fechar da maneira que vez! Mostrou talento, mostrou desenvoltura e mostrou muito controle! Tá aí uma artista que se conhece, conhece seus limites e, principalmente, conhece os pontos fortes e fracos de sua voz suficientemente bem para conseguir evocar tudo que quer em sua apresentação. Junto com Kelsie, foi um dos poucos refrescos desse episódio! Amei a Desz e espero que o público americano abrace a lenda também!

Cauã: Chegou a hora da minha favorita, e ao meu ver a melhor performance da noite. Uma voz é uma voz né, como já dizia Rafa Kalimamn, aleluia arrepiei… foi tudo perfeito, do começo ao fim. Primeiro que ela cantou um hino atemporal daToni Braxton. Adorei a Desz acredito e tenho a plena certeza que ela chegará longe na competição e adorei o fato dela ir com a melhor técnica que temos na franquia do tio Sam, Kelly Stronger Clarkson.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Infelizmente, mais um dia bem morno né? De várias apresentações, umas 2 ou 3 foram satisfatórias… o que nos diz muito sobre o nível do programa. Bom, dito isso, os times até então estão assim:

#TeamBlake: Aaron Scott, Ben Allen*, Ian Flanigan, Jim Ranger, Jus Jon*, Taryn Papa.

Meu nome favorito do time aqui é a Taryn. Se eu fosse escolher, apostaria nela pra ser destaque no time. Mas, como o Team Blake é extremamente prevísivel, qualquer um entre Ben, Ian e Jim podem ter chances enormes no programa. A presença de Jus Jon aqui me deixou curioso pra saber o que Blake fará com ele, por mais que eu ache que não vai inovar muito, pode ser uma surpresa.

#TeamGwen: Carter Rubin*, Chloe Hogan, Lauren Frihauf, Liam St. John, Payge Turner, Ryan Berg*.

Tadinha da minha bichinha, e vamos de time sem sal e sem açucar. Por mais que tenham nomes bons, como Payge, Liam e Chloe, não vejo ninguém aqui que possa ir além. Entretanto, Carter ao meu ver é o nome que pode dar o título a Gwen. Posso estar me adiantando muito, mas tenho esse pressentimento sobre ele. As tias amam uma kid, ele é bom, e pode ser que dure muito. Vamos ver, né?

#TeamKelly: Desz*, Eli Zamora, Joseph Soul, Kelsie Watts*, Madeline Consoer, Marisa Corvo, Ryan Gallagher.

De longe, Kelly foi quem mais teve adições positivas hoje. Desz com certeza vai arrasar na competição e eu não tenho nenhuma dúvida. Kelsie não sei se vai tão longe, mas mesmo assim pode entregar bastante coisa também. Acredito que Ryan e Marisa também são nomes que vale a pena a gente ficar de olho.

#TeamLegend: Cami Clune, Casmé*, John Holiday, Rio Souma*, Sid Kingsley, Tamara Jade.

Tamara e Cami são minhas favoritas aqui, em dúvidas. John não ganhou muita coisa hoje não, achei os dois nomes bem básicos e a única que eu apostaria algumas de minhas fichas é a Casmé, mas seria arriscado. No mais, John Holiday, além dos nomes que já citei, vai dar muito trabalho.

*artistas adquiridos neste episódio

– – –

E foi assim que começamos a segunda semana de audições! Me deixou um pouco sem expectativas pra amanhã, e vocês? O nível do programa anda bem abaixo nessa temporada, até mesmo abaixo das anteriores, mas acredito que possa vir a melhorar com o passar das fases, alguns nomes prometem bastante. Meus favoritos de hoje foram, sem dúvidas: Desz, Kelsie e Carter.

Por fim, contem ai embaixo quem vocês mais gostaram e não esqueçam de votar na nossa enquete. Amanhã estamos de volta com o querido Vitor. Um beijo e até a próxima!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Erik Lacerda

Paulista, 17 anos, não bebo mas rola um cantinho do vale de vez em quando (ou é cantina? não sei). Amo comentar sobre tudo o que assisto porém nenhum amigo meu tem paciência pra me ouvir falando besteira sobre GOT, Grey's e How I met Your mother, por isso estou aqui.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries