Posts Populares

The Voice US – S19E12 – The Live Playoffs Performances

Levanta e sacode a poeira que hoje é dia de Lives, bebê!

Chegamos à fase do programa a qual sempre é protagoniza por favorios decepcionando, gente ruim carimbando que é ruim e por ai vai. O primeiro Live sempre é o mais perigoso de todos, mas também pode ser o mais surpreendente.

Geralmente nessa etapa da competição já dá pra sabermos qume são os favoritos, quem vai flopar de vez e etc. Mas sempre tem uma surpresinha porque é aqui que rola o primeiro massacre da competição e agora nas últimas temporadas esse massacre tá ainda mais cruel. Se você não tá ligado ainda de como vai funcionar, se liga só: um competidor de cada time será salvo pelo púbico, enquanto cada técnico tem o poder de salvar mais uma pessoa. Por último, baseando-se em quem obteve mais votos dos que restaram, um de cada time disputa a última vaga em um Instant Save. Tudo isso acontece amanhã, como resultado das apresentações de hoje.

Muita coisa, né? dos 17 só 9 continuarão, é quase a metade.. e provavelmente um monte de cotado vai estar nessa lista. Mas enfim, vamos lá! Como é uma fase especial e cheeia de coisa, na review não tinha como ser diferente. Como de costume, nossos comentários no Playoffs são colaborativos e eu trouxe um convidado pra cada time. Se liga no esquema: Vitor cobrirá o #TeamBlake; Davi cobrirá o #TeamGwen; Clarice cobrirá o #TeamLegend; e Luana cobrirá o #TeamKelly!

Dito isso, até porque já falei demais, antes de começarmos a comentar as apresentações de hoje, é necessário falar de algo que aconteceu. Teríamos os resultados do Knockout quádruplo, e de fato aconteceu, mas o Ryan Gallagher do Team Kelly não pôde comparecer, logo foi desclassificado. Não sabemos o porquê, mas nas redes sociais ele lamentou muito e pediu até orações. Esperamos que tudo fique bem pra ele e é uma pena o ocorrido! Bom, com isso, o resultado ficou entre as meninas e não foi nenhuma surpresa:

O vencedor do 4-Way Knockout foi…

#TeamBlake Taryn Papa

Choca? Claro que não. E assim, o Top 17 está formando e pronto pra se apresentar nesses Playoffs!

[#TeamKelly] DeSz – “What’s Love Got To Do With It” by Tina Turner

Avalie a performance:


Erik: Ai, eu amo a Desz demais. Pra mim ela é uma das melhores vocalistas da competição e atée então possui uma trajetória bastante consistente. A princípio senti que a songchoice não foi das melhores pra ela, mas no decorrer da apresentação ela cresceu mais e mais e o final foi tudo. Além da presença de palco maravilhosa, né? Abriu o programa muito bem!

Luana: Que escolha musical errada pro momento. Eu adoro essa música, mas sinceramente, acho que Desz precisava de algo mais apelativo para conseguir conquistar o público americano. Não foi a melhor apresentação dela na competição, inclusive. Eu achei o final incrível, ela mostrou uma amplitude vocal bem maior do que o que vinha apresentando anteriormente. Mas sendo realista, vejo vários pontos onde o publico ultra conservador do TVUS vai pegar no pés da Desz, começando pelo figurino e a interpretação mais sexy da música da Tina Turner. Enfim, foi uma performance boa, mas que não vai garantir a passagem pelo público para a Desz, ao meu ver.

[#TeamKelly] Madeline Consoer – “What If I Never Get Over You” by Lady A

Avalie a performance:


Erik: Olha, eu acho Madeline a participante com um dos timbres mais lindos da temporada, mas sabem quando falta alguma coisa? Não sei se são as músicas, mas pra mim ela é bem água com açúcar. No geral gostei, achei bonito e ela foi bem, mas esse sentimento de que poderia ter sido melhor ficou desde o início.

Luana: Ainda sofrendo pela eliminação da Kelsie, porém, lá naquele KO, a Madeline fez por merecer sua vitória. Eu imaginei que seria difícil para ela manter o nível, uma vez que os programas ao vivo tivessem início. E dito e feito, hoje não foi uma boa noite para Madeline que apresentou vários problemas em sua performance, incluindo algumas notas bem erradas e perceptíveis mesmo para os ouvidos menos apurados. Ela tinha até uma boa songchoice, mas não conseguiu performar com a mesma qualidade de seu Nocaute. E por ela não ser adolescente, acredito que as chances de Madeline são pequenas para avançar. O time da Kelly perdeu muito com a desistência repentina do Ryan, é o mais fraco dos quatro. Mas mesmo assim, acho difícil a classificação da Madeline seja por voto do público, save do coach ou wildcard.

[#TeamKelly] Tanner Gomes – “Lovin’ On You” by Luke Combs

Avalie a performance:


Erik: Primeiramente: que g*ost*s*. Segundo, que coisa brega né? Eu até achei ele bom pro padrão country chernobyl, mas porque o padrão é bem ruim mesmo. Tinha achado tão divertido seu KO, uma coisa mais discontraída ai ele vem com isso aqui, não tem como defender, achei bem qualquer coisa.

Luana: Por que isso ficou parecendo uma versão de 1,99 do Justin Timberlake se fosse um cantor country? Nossa, muito ruim. Isso aqui foi basicamente um repeat do KO do Tanner, que já não havia sido bom. A Kelly está louca nas drogas por ficar forçando esse homem, não tem a menor condição. Tendo trocentos machos country nessa temporada, Tanner não tem a mínima chance, ainda é o pior de todos. Olha, meu filho, sua eliminação já vai vir tarde demais. Vá na paz!

[#TeamKelly] Cami Clune – “Never Tear us Apart” by INXS

Avalie a performance:


Erik: LENDÁRIA, APENAS! Isso aqui foi simplesmente incrível! Tá sendo bem difícil nas últimas temporadas a gente ter performances assim nos Playoffs, mas Cami deu o nome e MUITO. Os vocais, a interpretação, até o jogo de câmera estava muito bom. Infelizmente não a vejo com grandes chances assim de ir pra próxima fase, mas depois dessa apresentação fiquei com esperanças. PERFEITA!

Luana: Lenda, dona do time! Eu já estava ficando deprimida assistindo as performances do Team Kelly. Graças a Deus a Cami veio para dar uma vida nisso tudo! Sim, nem de longe parece a mesma Cami das audições. Ainda assim, acho que Cami consegue ser muito completa no que se propõe a fazer. Nessas duas últimas performances, ela apostou mais no seu registro baixo e em grandes notas de peito, bem diferente da delicadeza de sua voz de cabeça nas audições. Ainda assim, ela consegue sempre entregar performances sólidas e isso só mostra o quão versátil e ótima vocalista ela é! Foi a melhor do Team Kelly disputado e merece demais ser o voto do público. Se o Ryan tivesse aqui, talvez, ela tivesse competição. Mas como não é o caso, é questão de sensatez fazer a Cami avançar pelo público no Team Kelly.

Análise do #TeamKelly: Bom, eu esperava que Ryan tivesse aqui porque com certeza ele iria ganhar o 4-way KO, mas fazer o que… Desz abriu muito bem, mas não foi uma performance perfeita. Cami trouxe tudo o que podia pra essa apresentaão e eu AMEI. Eu levaria, com certeza, Cami e Desz.

[#TeamGwen] Payge Turner – “It’s Gonna Be Me” by ‘NSYNC

Avalie a performance:


Erik: UMA DAS MINHAS FAVORITAS, EU AMO!!!!!! Payge é simplesmente lendária e eu posso provar. Adorei essa versão mais lentinha da música, achei a cara da Payge. Não vou mentir que ali pro finalzinho fiquei com a impressão que ela deu umas escorregadas, porque fiquei até sem ouvir um pouco a voz dela, mas fora isso eu amei muito, não decepcionou.

Davi: Payge é o que eu chamo de ARTISTA! Nossa, essa mulher é muito icônica, meu pai amado. Ela sabe exatamente como valorizar cada parte de sua voz. Pra mim, Payge tem uma das melhores trajetórias até aqui. Ela foi extremamente consistente e chega aqui como minha favorita no time Gwen. Ela escolheu uma música não tão apelativa, mas suficiente para mostrar seu talento. Ela se portou como a artista que ela é, tanto vocalmente quanto nos momentos de explorar o palco. Amei ela terminando ajoelhada, achei icônico. Enfim, amei!

[#TeamGwen] Ben Allen – “There Goes My Life” by Kenny Chesney

Avalie a performance:


Erik: Eu não acredito nisso, puta merda. Uma apresentação dessas é um banquete pras tias do sofá, eu tenho certeza que elas amaram loucamente. O pior que ele foi muito bem, a música muito apelativa e combinou muito com seu timbre, ficou bem legal de se ouvir. Eu gostei até, claro que prefiro outros e to com medo dele ser salvo pelo público, mas infelizmente não seria injusto.

Davi: Nossa, eu ainda não entendo como Gwen arrastou esse homem até aqui. Ele é extremamente genérico. Arrisco dizer que é mais genérico que os acts do Team Blake. Sinceramente, não acho nada demais na voz dele. Ele escolheu uma música ok, apelou na hora de terminar apontando para o céu e vai ter altas chances de passar, apesar da apresentação bem brega. Fico triste, porque ele tem chance de eliminar meus favs, mesmo depois de não ter feito nada demais.

[#TeamGwen] Joseph Soul – “How Deep is Your Love” by Bee Gees

Avalie a performance:


Erik: Tadinho kkkkkkkkkkk já chegou morto, né? Sei lá gente, tenho a impressão que o Joseph quis fazer muita coisa no program e acabou que fez foi nada. Veio nas audições com uma versão meio estranha de Bob Marley, cantou Billie nos KOs tão bem que foi combado ai agora isso. Teve momentos que eu gostei, mas no geral achei bem ruim e a pior performance da noite até então. E olha que isso foi um grande feito, porque Tanner tá ai.

Davi: Coragem, viu?! Joseph chegou em total desvantagem, já que sua Knockout foi combada, e ainda escolheu essa música… Realmente, as vezes parece que alguns acts desistem antes de entrar no palco. A apresentação foi bem ok, ele fez o que tinha pra fazer. Mas olha, numa fase onde metade é mandada pra casa, apresentações bem melhores são esperadas.

[#TeamGwen] Carter Rubin – “Hero” by Mariah Carey

Avalie a performance:


Erik: REIZINHO QUE VEIO PEGAR SUA COROA, AMO. Vocês sabem que Carter é nossa chance do Blake não vencer de novo, né? Pois então.Vamos forçar aqui ele aqui mesmo quando for uma bomba e vocês terão que lutar. Mas esse momento ainda não chegou, porque até aqui o menino foi ótimo. Essa música é bem especial pra ele e isso ficou bastante claro na apresentação, senti ele bastante entregue. É bem nítido que ele vai amadurecer muito vocalmente e como artista, mas ele é talentoso demais e melhor que muitos ali, eu amei.

Davi: Chocado com a ousadia desse menino. Olha, ter essa idade e já se arriscar cantando Mariah Carey é para poucos, viu?! Carter é um candidato muito bom nessa temporada, ele também tem entregado apresentações bem legais e consistentes. Até agora, essa foi a apresentação dele que eu mais gostei. Achei que ele mostrou evolução e segurou a marimba dessa música ENORME. O filho da Gwen hoje fez um trabalho muito bom e arrasou!

Análise do #TeamGwen: Gwen fez o melhor time, ao meu ver, para os Lives. Tirando Joseph os três foram ótimas e poderiam muito bem avançar. Carter manteve o nível e Ben foi a surpresa, mas pelo histórico e por estilo mesmo eu levaria, e torço pra que seja esse o resultado, Carter e Payge.

[#TeamBlake] Jim Ranger – “Rumor” by Lee Brice

Avalie a performance:


Erik: E vamos de começar a tortura que é esse time. Jim é um dos 2383982 cotados do Blake e podemos imaginar super ele na final. Acho que a música escolhida foi boa em alguns aspectos, nem tanto em outros. Foi divertida a apresentação e é bem legal ver algo diferente nesse estilo, mas foi meio burrinho de não apelar nessa fase como fez nos Knockouts porque ele precisa haha, mas eu que não estou reclamando rs. Ele foi bem, mas nada demais.

Vitor: Olha, não foi de todo ruim não. Jim tem uma voz básica, mas bem bacana. Também não é espetacular, mas eu digo que o ouviria tranquilamente num barzinho tomando um caldinho com amendoim. Como já sei que é #TeamBlake, se não for podre demais, pra mim já é lucro.

[#TeamBlake] Worth The Wait – “Love is Alive” by the Judds

Avalie a performance:


Erik: Nossa gente, que coisa chata viu. A menina que costuma ficar no meio canta bem e tal e é a melhorzinha, mas nossa senhora. A música muito ruim, até as roupas das meninas estavam feias que só, olha foi triste viu. Gostei nem um pouco e por mim a eliminação podia vir já.

Vitor: Não sei o que é pior, essas roupas ou esse canto.. Gente, não sei como esse trio chegou tão longe, juro. Só uma das filhas canta, o resto faz backing vocals, as outras duas são muito básicas, parece noite de karaoke. Acho que o nome da menina que canta é Mia, pois bem, Mia também não me surpreende. A apresentação foi parada, chata, por mim, pode cancelar agora.

[#TeamBlake] Ian Flanigan – “Make You Feel my Love” by Bob Dylan

Avalie a performance:


Erik: Meu deus, A APELAÇÃO. Aprende Jim, é assim que se conquista mais ainda as tias do sofá. Esse cara tem tudo pra ganhar porque: É parecido com o Blake; derrete o coração das tias e tem essa voz que faz a gente querer ouvir bem de perto no ouvidinho. Assim, foi bem mais ou menos né, ele tem a emoção de uma porta, mas eu achei bem bom até e pode ser o mais votado do público pelo Blake.

Vitor: Genteee? eu amei, jesussssss. Ian cantando Adele e brilhando… em que mundo eu tô??? achei que a voz dele casou super bem com a música. O boy acabou que apresentou uma versão bem rústica do hino, juro que me senti tipo família americana acampando, sabe? tipo, na fogueira comendo marshmallow e o paizão tocando violão. Não acho de todo ruim a trajetória dele, talvez ele seja merecedor entre as bombas do Blake.

[#TeamBlake] Taryn Papa – “I Hope You’re Happy Now” by Lee Brice and Carly Pearce

Avalie a performance:


Erik: Primeiramente: tinha nem que tá aqui porque foi a pior dos 4 no KO. Segundo, mais uma songchoice péssima. Só não foi pior que o trio, porque de resto tá ali pra ver quem foi mais chata. A música muito ruim pra ela, pareceu que ela queria um momento ali pra brilhar mais acabou que ficou apagada mais que tudo. Ainda bem que tem outros cotados porque se a gente tivesse que engolir essa mulher…

Vitor: Minha filha, de que bueiro da gota da peste você tirou esse lixo de música? A linda até canta bem, mas é cada música podre, que só deus na causa.. Eu amei a battle dela, até cheguei a panfletar, mas já vi que perdi foi meu tempo. Taryn só se afunda, já achava que ela não merecia ganhar o 4-way ko, e hoje foi a confirmação. Cavou a própria cova e se enterrou dentro.

[#TeamBlake] Sid Kingsley – “Beyond” by Leon Bridges

Avalie a performance:


Erik: AMOOOO, lendário. Eu amo o Sid e acho que ele tem muitas chances na competição, mas esperava bem mais dessa apresentação. Não sei porque exatamente, mas senti que ficou bem linear, não ornou muito bem ele só ficar sentado ali ainda mais meio longe do palco. E vocalmente falando também não foi sua melhor apresentação. De qualquer forma, torço por ele no time, espero que venha ai.

Vitor: Is this the Voice Country music??? E vamos de ser sincero, não gosto da voz do Sid. Eu achei essa apresentação uma das mais fracas dele e olha que a sua anterior foi bem ruinzinha. Às vezes, ele tenta encantar com a rispidez, mas eu não compro não, próximo.

Análise do #TeamBlake: O pior time, sem dúvida alguma. Muito, muito chato e ruim, Achei a música do Jim legal, Ian fez uma boa apresentação, Sid é ótimo mas não foi o melhor. Enfim, foi tudo bem mediano, no gera, eu levaria Ian e Sid porque gostei da apresentação do Ian e a voz do Sid é única.

[#TeamLegend] Tamara Jade – “Crazy” by Gnarls Barkley

Avalie a performance:


Erik: ARRASOU TODAAAAAAAAA. Tava dando nada pela Tamara porque não achei ela tãaao boa nos KOs, mas aqui foi a redenção dela viu? A apresentação foi muito boa, aquela risada no final TUDO pra mim. Sem contar essa energia e carisma dela que são maravilhosos! Não acho que ela seja salva pelo público, mas depois dessa apresentação acredito que seja a escolha de John.

Clarice: Meu Deus, o que é essa introdução? Deixou a música irreconhecível e super interessante. Quando acelerou, ela seguiu consistente, fazendo uns melismas babadeiros, mas só foi brilhar mesmo do meio pro final, quando se soltou mais. Ela parecia estar com problema no retorno pois constantemente mexia nele, mas ao menos não desafinou. Adoro a personalidade dessa mulher! Já viram alguém terminar uma apresentação com gargalhada? Só Tamara mesmo! hahahahaha

[#TeamLegend] Bailey Ray – “Sweet Music Man” by Kenny Rogers

Avalie a performance:


Erik: E não é que o John conseguiu trabalhar com a Bailey? Foi chata igual como qualquer outro country do Blake ou Kelly, parabéns. Extremamente chata e muito qualquer coisa, fico impressionado como act tipo essa menina chegam tão longe enquanto outros ótimos ficam pra trás. Enfim, foi bem chato e eu odiei, próximo.

Clarice: Marília Mendonça foi pro The Voice, é?! Até entendo o hype do John com ela, já que pela primeira vez tá tendo a chance com um act country, mas vamos combinar que Bailey é beeeeeeem fraca, né?! A apresentação de hoje foi chatérrima, achei a melodia super linear e só senti sono!

[#TeamLegend] Chloé Hogan – “My Future” by Billie Eilish

Avalie a performance:


Erik: MEU DEUSSSSSSSSSSSS, o que foi isso? Eu dava absolutamente NADA pra essa performance quando vi a songchoice e tô aqui de queixo caído. Chloe já tinha surpreendido muito nos Knockouts e aqui ela seguiu na mesma vibe, que apresentação maravilhosa. Uma pena que provavelmente ela será eliminada, mas pra mim foi uma das melhores da noite com folga!

Clarice: Chloé me surpreendeu muito na rodada passada, achei a apresentação dela brilhante e adorei saber mais sobre ela, que tem uma trajetória de vida super bonitinha. Já hoje, todos sabem que Billie Eilish não tá entre meus cantores preferidos, gosto de novas alongadas, gritadeiros e afins, Chloé é boa em fazer apresentações mais sutis e intimistas e depois subir pra notas mais alongadas. E ela com a linguagem de sinais? Fadinha demais!

[#TeamLegend] John Holiday – “Fly Me To My Moon” by Frank Sinatra

Avalie a performance:


Erik: Nada mais justo do que o reizinho fechar a noite, né? Aliás não sei se já foi dito aqui nas reviews mas ele é a cara de um dos Paneleiros e eu morro toda vez que ele canta hahaha. John arrasou como sempre, não é aquele act que me faz torcer, mas com toda certeza merece avançar porque o talento é absurdo e a técnica, nem se fala. Achei curiosa a songchoice, tiveram partes que eu achei até um pouco chatinho, mas do meio pro final foi tudo. Pisou!

Clarice: Genteeeee…. no primeiro “FLY” da música já me surpreendi, achei que ele fosse entrar com o tom mais grave, mas já começou com o agudo. E essa música? Fugiu totalmente da vibe DIVAS que ele vinha fazendo, parecia muito um musical, porém sem soar caricato. As notas que ele atinge é uma coisa sensacional, eu fico arrepiada! Tem quem não goste e se incomode com esse tom mega agudo, mas eu amo! hahhaha John é um dos melhores cantores da competição, mas tenho minhas dúvidas se é o suficiente pras tias do sofá comprarem sua ideia. Veremos!

Análise do #TeamLegend: John fez um time bem parecido, tirando Bailey. E os três fizeram ótimas apresentações. Baseado, única e exclusivamente nas apresentções de hoje, eu levaria Tamara e Chloé. Mas minha aposta é que passe John e Tamara, o que também não seria ruim.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Bom, muita coisa né? Eu espero que ninguém tenha se perdido no meio do caminho haha. As apostas estão aí, a votação rolando nos EUA e aqui só nos resta esperar o tombo. Não esqueçam que amanhã voltamos pra comentar o resultado juntos. Também lembrem-se de deixar o comentário aqui embaixo e de votar na nossa enquete. Um abraço e fiquem bem!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Erik Lacerda

Paulista, 17 anos, não bebo mas rola um cantinho do vale de vez em quando (ou é cantina? não sei). Amo comentar sobre tudo o que assisto porém nenhum amigo meu tem paciência pra me ouvir falando besteira sobre GOT, Grey's e How I met Your mother, por isso estou aqui.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries