Posts Populares

The Voice US – S19E14 – Live Top 9 Semifinals Performances

E vamos de “fan week” em plena Semifinal

E chegamos na nossa semifinal! Como passou rápido, né? Eu sinto saudades da época em que a gente tinha 5 semanas de lives… Mas enfim, hoje temos a semifinal (noite de massacre) e ainda por cima é fan week (produção escolhe as músicas e fala que foram os fãs). Eu não sei quem teve essa ideia maluca de colocar a fan week logo na semifinal. Apesar de que faz muito sentido, né? A produção pode sabotar alguns candidatos e simplesmente escolher quem passa para final.

Nessa fase, os artistas se apresentam com uma música selecionada pelos “fãs” e o público seleciona uma pessoa de cada time para avançar direto. Amanhã, temos os resultados sobre a votação do público e quem não passar tem uma segunda chance no Instant Save.

Durante a noite, tivemos uma apresentação da nossa coach fashion icon Gwen Stefani. Ela apresentou sua nova música “Let Me Reintroduce Myself”:

Hoje temos comentaristas maravilhosos que vão me ajudar nessa noite de massacre: o ex paneleiro gato Lucas Prata e o nosso leitor icônico Paulo. Vamos lá dar uma olhada na nossa semifinal?!

[#TeamBlake] Jim Ranger – “Without You” by Harry Nilsson

Avalie a performance:


Davi: E ainda dizem que os fãs escolhem as músicas kkkkkk Ai gente, Jim é um candidato até competente. Não tem apresso por ele, mas consigo notar que ele se esforça para entregar apresentações boas. Hoje ele entregou muito vocalmente. Não foi a minha versão preferida dessa música no programa, mas também não foi uma apresentação ruim. Eu não achei o arranjo dos melhores, mas até que foi uma boa apresentação.

Lucas: Não sei quem foi que escolheu essa musica pra ele, mas parabéns, viu?! Eu não pensaria nessa música pro Jim e acabou caindo como uma luva. Nas partes graves segurou muito bem e quando teve de subir… matou a pau. Um dos melhores da noite, prometeu sem entregar.

Paulo: Cara, não esperava uma apresentação dessa no team Blake, mas não é que ficou muito bonito? Uma bela maneira de começar a noite. Jim se entregou totalmente e espero que tenha carimbado sua passagem pra final. Vocalmente perfeito, super conectado com a canção… enfim, arrasou.

[#TeamKelly] Cami Clune – “The Joke” by Brandi Carlile

Avalie a performance:


Davi: Fada! Ai gente, eu gosto muito de Cami. Confesso que acho que ela se distanciou do que ela apresentou nas blinds, mas ainda acho ela uma act muito boa. Curti bastante a música escolhida para ela, essa música é maravilhosa. Mas assim, os momentos que eu mais amo de Cami são os que ela usa e abusa do seu falsete. E Cami tem deixado esses momentos mais de lado e focado em entregar potência vocal. Particularmente, não foi minha apresentação preferida da lenda, mas ainda sim eu gostei.

Lucas: Parece que finalmente a franquia americana resolveu investir no cenário, né?! Mais um cenário lindo, além de que a Cami estava lindíssima também. Agora, sobre a performance, essa música é linda, mas um perigo, pois há muitas dinâmicas a executar, e o cantor não pode fugir de executá-las. De fato, a Cami se propôs a fazer vocalmente o que a música pedia, mas não conseguiu entregar uma boa performance vocal. A apresentação começou com um grave interessante, bem na zona de conforto da artista, mas quando a música exigiu as transições, a passagem voz de peito – voz de cabeça e até uma nota mais alta, teve más execuções e até desafinações, com um final tenebroso vocalmente. Cami é uma das que mais me identifico ali, torço muito por ela, mas hoje vacilou muito.

Paulo: Enfim, Kelly sensatou numa season e levou as duas melhores do time pra semifinal. Cami é uma artista e tanto e eu super amo a vibe dela. Essa pegada ficou muito massa, as escolhas que ela fez na canção, ficaram super interessantes e com uma coisa meio country ali pra ver se pega uns votinhos da máfia… Rs. No entanto, não sei se ela tem chance contra a Desz.

Carter Rubin & Desz & Jim Ranger – “Will it Go Round in Circles” by Billy Preston

Avalie a performance:


Davi: Chocado com as apresentações em trio, meu pai. Esse aqui foi o trio da gritaria, né? E eu amo uma gritaria! Pegaram os melhores vocalistas dos três times e colocaram juntos. E olha? Eu me diverti muito com essa apresentação. Carter e Desz são tudo pra mim, mas Jim arrasou muito aqui também viu. Apesar de ter achado esses pareamentos em trio estranhos no começo, eu gostei bastante desse aqui.

Lucas: Melhor trio vocalmente falando. Os três com vozes diferentes, mas que se encaixaram muito bem. A música foi boa para voz de todos, mas confesso que senti falta de uma musica mais bafão, pra causar mesmo, até porque com os três material tem ali.

Paulo: Mas olha, colocaram os finalistas todos juntos… Arrasaram. Escolheram uma música que valorizou as melhores partes de cada um e já podem repetir esse trio na final, sim. Apesar de que o coro final ficou meio sem graça.

[#TeamGwen] Ben Allen – “All About Tonight” by Blake Shelton

Avalie a performance:


Davi: Apelou, Gwen? Nossa gente, ela tá com muita vontade de colocar dois acts na final, né? Colocando um country genérico pra cantar Blake Shelton Kkkkkk Extremamente estratégica, né? Infelizmente eu não sou das pessoas que concordou com a decisão dela em avançar esse cara. E assim como semana passada, novamente achei Ben muito básico e genérico. Não apresentou nada novo nem apelativo para uma semifinal. Enfim, não esperava nada dele mesmo, até porque nem era pra estar aqui.

Lucas: A Gwen querendo apelar dando música do Blake pro seu candidato country HAHAHAHA. Bom, o que falar de um candidato que chega ali, canta qualquer coisa dentro da sua zona de conforto, não cria um momento marcante dentro da performance e não se esforça nem um pouquinho pra fazer algo diferente? O Ben, assim como a maioria dos artistas country dessa franquia, é exatamente isso. Não é implicância por ser country, até porque nos outros estilos musicais também não há ninguém extremamente diferenciado nessa temporada, mas é que se você não é um artista diferenciado, você tem que se esforçar pra entregar algo marcante, que seja vocalmente, performaticamente… e aqui não parece ter esse esforço, nem do artista e nem da coach, até porque, pra que, né?! É country, então os americanos votam (ainda mais se eu der uma música do meu marido que é coach do programa haha). Performance extremamente mediana e desinteressante.

Paulo: Primeiro, a escolha foi do “público” ou da Fashion Queen? Segundo… Apelação tour, meu pai… Dedicando a música ao casal XX do The Voice? Hahahaha. Gente, o timbre forçado desse povo country me enche… Pra mim é tudo igual e o do Ben é um dos mais forçados. Bom, mas pelo menos ele se divertiu no palco e divertiu o povo de casa. Só espero que a máfia não invente de passá-lo em vez do Carter, ainda mais com Gwen dizendo que quer vencer com esse macho chato…

[#TeamLegend] John Holiday – “Fix You” by Coldplay

Avalie a performance:


Davi: E a produção olhou para o John Holiday e pensou: e vamos de Coldplay! Sinceramente, fiquei bem chocado quando vi que ele ia cantar essa música. John é um cantor muito talentoso, alcança notas muito difíceis, mas o timbre dele me irrita um pouco. E confesso que não achei que essa música valorizou tanto o talento de John, até porque ele pisou muito com outras músicas. Enfim, um apresentação bem exótica, ao meu ver.

Lucas: O primeiro ponto positivo foi o John ter se proposto a sair um pouco daquele nicho de artistas clássicos que ele vinha cantando no programa. Bom dar uma diferenciada, né?! Além disso, toda a performance vocalmente foi muito bem executada, como sempre, com escolhas vocais muito bem acertadas (o final, então… foi ótimo!) apesar de não ter gostado de na hora da entrada dos demais instrumentos, no maior momento dessa música icônica, ele não ter cantado os versos. Pessoalmente a voz do John não é uma voz que me agrada, que me cativa, mas foi uma performance suficiente onde as coisas saíram como o esperado.

Paulo: Ai, gente, que triste o Legend falando sobre o porquê dessa música… Mas, me diga precisava dessa gritaria? Eu já não gosto da voz do John, e ele ainda me sai com essas… Agora o final ficou bonitinho. Só não vi essa emoção toda que os técnicos viram. Pra mim ficou bem pombo…

Ian Flanigan & Ben Allen & Tamara Jade – “Tulsa Time” by Don Williams

Avalie a performance:


Davi: Meu Deus, como enfiaram Tamara no meio de Ian e Ben? Kkkkkk E apesar da música favorecer muito mais Ian e Ben, pra mim Tamara roubou muito a cena. Lenda que serve muito entretenimento até cantando country. A apresentação em si eu achei bem mais ou menos, até porque Ian e Ben fizeram o básico. Mas felizmente tinha Tamara pra salvar.

Lucas: Mais uma música apenas ok, mas que pelo menos se encaixou bem na voz dos três. A performance não me prendeu mesmo por conta da música, mas vocalmente foram bem e destaque aqui para Tamara, que no meio desses country mandou super bem. Além disso, aqui pudemos ver como o Ian é superior ao Bem, né?! Hahaha

Paulo: O que danado a Tamara tá fazendo aí? Botava a Bailey, né? Ate a Cami acho que seria menos estranho. E o microfone dela tava mais baixo, né? Aquela coisinha country pra divertir a gente, ou então pra ir beber uma água, fazer número 1… Rs.

[#TeamKelly] Desz – “Don’t Let Go (Love)” by En Vogue

Avalie a performance:


Davi: Gente, o que tem acontecido com as músicas escolhidas para Desz? Meu Deus, tá parecendo que a produção tá tentando tombar a coitada. Mas o mais chocante é que Desz não deita para essas músicas. Ela novamente entregou muito com uma song choice extremamente básica. Desz tem uma das vozes mais potentes da competição, talvez a mais potente. O calibre dela é muito maior que “Don’t Let Go (Love)”, sinceramente. Mesmo assim, ainda achei a apresentação muito boa e ela arrasou vocalmente. Lendária, apenas!

Lucas: Primeiramente que amo essa música e o backing vocal na performance foi tudo, e segundo que a Dezs simplesmente arrasou! Vocalmente não tenho absolutamente nada a criticar, pois as escolhas foram corretíssimas, sabendo a hora de usar cada recurso vocal que ela é capaz. E sobre a performance num geral, tudo funcionou, porque além de vocalmente perfeita, a Dezs também se encarregou de entregar muito em cima do palco, criando um grande momento dentro da sua apresentação. Falando nisso, o que foi aquele momento que ela sai do pedestal, joga o vestido pro lado e solta aquele notão? Uma verdadeira diva! Pra mim, inclusive, seu melhor momento na competição.

Paulo: Olha pra ela poderosa no topo do palco com esse figurino… um arraso. Porém, eu não gosto muito da Desz não e acho que dessa vez ela soltou mais gritos que na temporada toda e preferia a Cami passando a ela, mas acho difícil ela não ir e vai ser merecido, claro.

[#TeamLegend] Bailey Rae – “Georgia On My Mind” by Ray Charles

Avalie a performance:


Davi: Ainda tenho dificuldades em aceitar que essa mulher chegou até aqui… Realmente, a cada temporada a américa se supera. Enfim, Bailey pelo menos pegou uma música interessante dessa vez. Alguns momentos foram interessantes, mas nada que me deixasse chocado. Bailey não agrega em nada para a competição e aqui não foi muito diferente. Realmente não consigo estabelecer nenhuma conexão com ela. Triste!

Lucas: Sou super a favor de retirar o artista da sua zona de conforto, de arriscar com uma música que ninguém esperava… mas tem de fazer isso com inteligência, né?! Na minha cabeça é bem óbvio que essa música cairia bem numa voz grave e potente e que, numa voz mais aguda e anasalada, ficaria extremamente irritante. Mais do que irritante, tudo ali estava bem meia boca. Não deu pra sentir uma identificação artística com a música, parecendo minhas tias no karaokê de natal da família. Bem qualquer coisa a performance da queridinha do John.

Paulo: Que saco desse povo fazendo questão de dizer que quer levar um country pra final… /º\ Olha, por mim a Bailey nem tava aí, mas né que eu gostei dessa apresentação? Achei tudo lindo (menos o figurino). E olha, eu até aceitava ela indo pra final no lugar do Holiday.

Bailey Rae & Cami Clune & John Holiday – “Pompeii” by Bastille

Avalie a performance:


Davi: Não entendo porque não colocaram Bailey no outro trio e Tamara nesse. Mas enfim, quem entende essa produção?! Esse pareamento foi uma reunião do time Legend, né? Os três são originalmente do team Legend e agora se reencontram. E olha? Gostei muito não gente. Apesar de gostar da música, não achei que combinou com eles e ficou bem triste. Pra mim, foi a pior apresentação em trio. E olha que eu amo Cami, mas nem ela salvou isso aqui.

Lucas: Quem teve a ideia de dar essa música pra eles? Não é possível que alguém em sã consciência faz isso, pois claramente a música não seria bom pra nenhum dos três. Foi horrível, com todos desconfortáveis com o tom, mas queria dizer que fiquei com ainda mais dó da Bailey que tentou segurar no grave naquele começo, mas não deu. Uma falta de noção o que fizeram com eles.

Paulo: Saudades S7 quando o top 20 cantou essa música no show de results… Esse trio foi o mais desconexo pra mim e a coisa ficou meio sem graça. O tom muito grave, tinha horas que nem se ouvia as meninas.

[#TeamBlake] Ian Flanigan – “Angel” by Sarah McLachlan

Avalie a performance:


Davi: Meu pai? Gente, a cota extremamente descarada para esse homem. Não tem condições dos “fãs” terem escolhido essa música para esse cara. Infelizmente a música ficou muito bonita na voz dela. O timbre dele é muito bonito e ainda mais com uma música dessas… Tudo bem que ele não fez nada demais com a música, mas a apresentação foi realmente linda.

Lucas: O Ian fez uma performance lindíssima, convenhamos, né?! A voz dele ali com o violão, num cenário todo intimista funcionou bastante. De crítica, fica que me incomodou um pouco o excesso de rouquidão que ele tentou imprimir em alguns momentos, faltando força na voz para finalizar as frases, mas nada que comprometessem a performance cativante que ele fez hoje. Poderia estar aqui reclamando também que senti falta dele subir na performance, mas curiosamente não achei que atrapalhou a performance de ser uma grata surpresa pra mim nessa noite.

Paulo: E lá vem o provável campeão da season com sua voz grave, rouca e arrastada. Acho que ele tava com algum problema na garganta, porque as notas altas quase não vinham. Ou ele já cantava assim mesmo e eu não percebi porque não lembro dele cantando nada. Será muito injusto ele pegar a vaga do Jim com isso aí.

[#TeamLegend] Tamara Jade – “Let It Be” by The Beatles

Avalie a performance:


Davi: Quando eu vi a música fiquei bem animado, até porque “Let It Be” é extremamente apelativa e ótima para uma semifinal. Mas não gostei muito não, gente. Tamara é maravilhosa, uma das melhores na minha opinião, mas esse arranjo foi triste. Eu achei essa versão um pouco estranha e não aproveitou muito de Tamara. A parte final da música foi bem legal vocalmente falando. Mas sabe quando você fica com a impressão de que podia ser melhor?

Lucas: Já comecei a performance pensando “af, poderia ter escolhido uma música menos batida, né?!”, mas surpreendendo um total de 0 pessoas, rapidinho eu já estava vidrado na performance. Falo isso porque quem me conhece sabe que eu adoro uma cafonagem, e um arranjo R&B pra uma música batida na voz de uma boa cantora e ainda com um coralzinho atrás… não resisto hahaha. Mas falando da performance mesmo, adorei o arranjo e a Tamara esteve bem vocalmente, além de mais uma vez entregar muito no palco, mas confesso que senti falta de um pouco mais de gritaria, porque a performance pedia, né?! É porque não é a excelência dela, mas uns agudões ali no meio cairiam muito bem. No mais, é isso: uma boa performance, extremamente cafona e que deu certo.

Paulo: Olha ela toda diva de vermelho cantando a música da Tessanne… E com coral ainda por cima. Não sei se essa música seria a mais apropriada, porque não dá pra fazer muito com essa repetição. Quando se muda o arranjo, tipo a Kyla, ainda vai. Mas pra manter o original, acho que é meio sem graças, mas ela fez o que pôde.

[#TeamGwen] Carter Rubin – “Rainbow Conmection” by Kermit (The Muppet Movie)

Avalie a performance:


Davi: LENDA! Carter é nossa melhor chance de vencer Blake nessa season e eu torço muito para o ícone! Gwen vencendo essa temporada seria TUDO pra carreira desse programa. E olha, Carter foi muito perspicaz na escolha da música. Uma song choice que apesar de inusitada, valorizou muito a voz dele. Gostei muito da dinâmica dele nessa apresentação, principalmente nas partes agudas. Carter reizinho que merece todo o sucesso!

Lucas: Confesso que Carter não me cativa nem um pouco, mas aqui ele mandou muito bem e, convenhamos, é um ótimo vocalista. Acho que essa área de musical cai muito bem pra ele, porque ele tem uma voz bem limpa e hoje demonstrou isso, executando bem os falsetes, com bom controle vocal e muita conexão com o que estava cantando. Mandou bem o garoto.

Paulo: Essa eu tinha ouvido o studio antes e eu não gostei e fiquei pensando o que o Carter ia fazer com isso, porque é uma música um tanto linear e repetitiva. A sorte é que a voz dele é linda e ele se conecta lindamente com a letra, mas que foi um negocinho chato, isso foi. Nem parecia um pimp de semifinal.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

E assim fechamos nossa semifinal! Olha, até que para uma fan week, eu curti bastante algumas apresentações. Tivemos alguns candidatos claramente favorecidos pela produção, mas ainda sim eu gostei dessa noite em geral. Confesso que estou ansioso para ver o desenrolar das coisas amanhã. E vocês, o que acharam da semifinal? Não esqueçam de comentar e votar na nossa enquete! Amanha estamos de volta com os results e para descobrir nossos finalistas!

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Davi

Estudante de artes cênicas na Universidade de Brasília e extremamente viciado em todo tipo de reality show. Também viciado em muitas séries. É isto.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries