Posts Populares

The Voice US – S21E02 – The Blind Auditions, Part 2

Enfim voltamos! A primeira semana do The Voice Us acabou. Começamos o programa bem?!

Olá paneleiros, paneleiras e paneleires lindes do meu coração. Como estão? Estou aqui de volta para comentar com vocês esse programa que odeio tanto, mas ao mesmo tempo amo e não consigo largar. E agora com essa adição da Ari, estou MUITO curioso para ver como a temporada vai se desenrolar, e ansioso também!

Bom, vocês já estão cansados de saber como isso aqui funciona, então vamos lá. Hoje eu trouxe pra comentar comigo os mais mais, donos da beleza e sensação do Brasil, Gerson e Netto. Não esqueçam de no final comentar junto conosco o que achou do programa, nos ajuda muito <3

Sem mais delongas, vem comigo aqui!

[#TeamBlake] Lana Scott – “hole in the bottle” by Kelsea Ballerini

Avalie a performance:


Erik: Olha kkkk sei lá. A voz dela é bem bonitinha, é daquelas vozes que costumam cantar country que em algum momento da competição eu consigo gostar. Não sou fã de Kelsea não, acho bem chatinha então acabou que foi tudo um grande sabor de nada pra mim, mas a menina parece carismática, com personalidade e consegue expor isso cantando. Eu não gosteeeei, mas também não odiei. Vamos ver o que vem por aí!

Gerson: Agora eu entendi porque os spoilers diziam que o time do Blake tava cheio de meninas nos Playoffs HAHAHAHA Meu Deus, quanta barbie na fazenda aqui. Eu achei a Lana bem roceira, a música bem caipira, o estilo também. A voz é ótima, no entanto. O timbre me deixou curioso pra ver ela cantando umas baladinhas, algo bem meloso. Vamos ver se vem aí.

Netto: 21 temporadas do programa e ainda me aparece artistas genéricos country. Tratando-se da voz, Lana usou de rouquidão na finalização de algumas notas e isso me anima na possibilidade de música que ela venha a cantar nas batalhas. Meu problema aqui é não curtir o estilo de música que ela cantou, essa vibe meio rodeio, sabe? Mas, no geral, ela fez um bom trabalho.

[#TeamLegend] Samuel Harness – “Here Without You” by 3 Doors Down

Avalie a performance:


Erik: GENTEEEEEEEE! É O PAPAIZINHO. Meu deus, que audição boa! To completamente chocado, de verdade. A voz do Samuel é muito gostosa de ouvir, o timbre lindo e essa rispidez na voz dá um toque muito especial. A escolha da música foi perfeita, fiquei até preocupado com ele falando que gosta de ouvir Bruno, Ed, Lewis, com medo dele cair na mesmice. Espero que ele continue entregando performances tão boas quanto essa, porque se continuar, vai ser um favorito pra mim! AMEI.

Gerson: YUKEEEEEEEE! Que porra de songchoice perfeita! Meu Deus, Samuel me deu uns arrepios muito loucos. Eu achei o timbre dele uma delícia, a execução incrível e a conexão com a música estava no ponto. Como nem tudo é perfeito, as vezes a respiração atrapalhou um pouco, a voz deu uma tremida, mas pra mim não tirou a perfeição dessa apresentação. Meu favorito até agora!

Netto: Apesar de usar e abusar da rispidez na voz, Samuel me convenceu na energia que trouxe ao cantar. Bem zona de conforto e é o que se espera em audição mesmo, fazer bem o que se sabe. Outro ponto positivo é a songchoice. Samuel entrega uma performance satisfatório e já quero-o arrancando arrepios nas batalhas, o potencial é nítido.

[#TeamKelly] Carolina Alonso – “El Triste” by Yuri

Avalie a performance:


Erik: Eita que teve lacre, viu! Meu problema aqui foi com a songchoice, não gostei da música kkk mas adorei a voz de Carolina. Não sei, sabe aquelas pessoas que você consegue ver arrasando na competição? Pode não ser favorita, mas que em algum momento vai entregar, tive essa primeira impressão dela! Acho que ela pode arrasar ainda mais e com certeza é um nome para ficarmos de olho. Mandou muito bem!

Gerson: EU AMO UMA LATINA PORRA! Carolina é pure perfection! Não conheço a música, mas adorei a apresentação dela. Achei muito forte, uma voz bem latina, com bastante personalidade. Os agudos e a intepretação foram muito legais, apesar de eu achar que faltou mais domínio do palco. Estou curioso pra ver o que vem por aí!

Netto: Tenho uma queda pelo espanhol, mas aqui não foi feito jus. Parece ser comum, mas não vi muita versatilidade, e a decisão de sempre segurar as notas ao fim dos versos tornou a performance repetitiva. No futuro, gostaria de ouvir bem o que ela canta.

[#TeamAriana] Chavon Rodgers – “Driver’s License” by Olivia Rodrigo

Avalie a performance:


Erik: Olha, fiquei muito surpreso de já começarmos as audições com essa música, que com certeza estaria no programa, mas não acho que ele foi ruim não viu? Não sei, concordo muito com Ariana, acho que por mais que ele estivesse nervoso a performance teve um crescimento muito bom, e gostei de vários momentos em que ele brincou com a música, com arranjos que fizessem com que a música tivesse mais a cara dele. No geral, acho que falta mais ‘’brilho’’, mas foi uma boa performance.

Gerson: Branquelo e com violão, as calcinhas e cuecas caem rapidinho KKKKKKKKKKK Eu adoro a música, acho uma songchoice bem inteligente pra esse tipo de competição. Porém, achei que Chavon foi bem mediano. As notas altas dele não impressionaram, o grave não é tão presente, o timbre não tem nada demais também. Os falsetes é que me deixaram intrigado e curioso.

Netto: Voltei a assistir o programa por motivos de Ariana Grande, mas vira e mexe me sinto na posição de sonhar com um novo Matt McAndrew. A versatilidade vocal que Chavon mostrou em sua performance me deixou animado pelo seu futuro e, não devo mentir, amo ouvir um falsete em grandes momentos emocionais das músicas.

[#Eliminada] Serenity Arce – “I See Red”

Avalie a performance:


Erik: Sinceramente achei que os jurados já viraram pra candidatos muito piores. Ela não teve um bom crescimento, porém a voz é muito boa e acredito que Kelly já trabalhou com adolescentes com bastante problemas, tipo as meninas do duo Hello Sunday. Enfim, espero que ela volte!

[#TeamLegend] Joshua Vacanti – “Into the Unknown” (From Frozen 2)”

Avalie a performance:


Erik: Nossa gente vem aqui, vamos conversar. Adorei a energia do menino, estava claramente muito contente de estar ali, arrasando no palco e blá blá blá, mas que apresentação foi essa? Eu AMO a música, adorei essa vibe musical da Disney mas simplesmente não deu pra mim. Eu já começaria diferente, começar já com o refrão não foi uma boa ideia e fiquei com a impressão de que ele estava muito afobado cantando, sei lá, foi estranho. Eu não gostei, a voz dele é boa, mas pra mim foi descartável.

Gerson: Assim.. ruim não é, mas não é lá essas coisas né. Eu achei ele ótimo pra um musical! A voz dele mostra bastante dessas nuances, especialmente pra quem interpreta enquanto canta. Mas assim, essa música (que eu amo) exige uns agudos bem fortes e consistentes, o que achei que não veio muito por aí. Teve alguns momentos legais, mas no geral achei ok.

Netto: Detonou. Ta aí um vozeirão sem medo de arriscar e, aparentemente, bem treinado na carreira musical. Não me agrada muito a songchoice em termos de gosto, mas sei que foi pensada em mostrar a sua habilidade. Certamente um dos trunfos desse segundo dia, vamos ver o que ele tem a oferecer.

[#TeamBlake] Hailey Green – “Home” by Michael Broussard

Avalie a performance:


Erik: Essa menina já esteve no programa, né? Mas lembro dela não. Gostei bastante, achei a apresentação muito consistente e por mais que tenha sido um pouco linear, não foi ruim. Também não foi maravilhosa, né, mas passou longe de ser uma vergonha e também de demorarem tanto assim pra virar, odeio isso. Enfim, gostei, não sinto que ela vai longe mas quem sabe não surpreende, né?

Gerson: Eita que fui surpreendido aqui! Hailey deu o nome numa música country e rock, mas ela definitivamente se encaixa em diversos outros estilos. A voz é potente, tem muita personalidade e ela parece tem um domínio do palco bem bom. Eu não sei muito bem qual o futuro dela na competição, mas fiquei intrigado pelo estilo e pela voz.

Netto: Costume feio de virar no último minuto. Ainda mais quando não houve uma elevação tão grandiosa durante a performance. Acredito que o problema tá justamente na falta de versatilidade, por mais que seja somente 90 segundos, é preciso usar sabiamente e mostrar nuância. Infelizmente aqui não houve, mas sempre bom ter um artista do blues pra dar uma diversificada na competição.

[#TeamAriana] Jim And Sasha Allen – “Leaving On A Jet Plane” by John Denver

Avalie a performance:


Erik: Ai gente kkkkkkkkkk foi chato? Foi! MAS EU ACHEI UMA FOFURAAA. A voz do garoto é muito bonita, muito gostosa de ouvir, o pai dele também é muito fofo. Ai não sei, queria muito criticar, muito mesmo, mas eu gostei. A música não foi das melhores, parecia canção de ninar, mas as vozes são ótimas e eu adorei a reação do menino quando Ariana virou hahaha enfim, fofos!!!!

Gerson: Fofo e tal, mas né… Achei bem mais ou menos. Não conhecia a songchoice, mas eu achei meio qualquer coisa. Cantar em duos ou trios é sempre um desafio, até porque é difícil mostrar a individualidade de cada um. Aqui eu achei que nenhum dos dois tem individualidade. Inclusive eu achei as vozes bem parecidas, o que fez as harmonias pouco interessantes.

Netto: A melhor coisa aqui foi a reação ao ver Ariana virando. O início me deixou bem animado pelo rumo que poderia tomar, mas à medida que ia avançando só consegui desejar que o filho cantasse sozinho. O desempenho foi bem safe, talvez uma ousada na songchoice me anime mais para o que eles tenham a oferecer.

[#TeamLegend] Paris Winningham – “Superstition” by Stevie Wonder

Avalie a performance:


Erik: Eita papacito, que voz hein! É original? Não, mas eu gostei. Achei a voz dele ótima e os high note foram TUDO. De fato, não é uma apresentação que te deixa muito empolgado pro que vai vir aí, uma vez que já tiveram muitas bem parecidas, mas foi divertida, boa e o cara mandou super bem. Pisou!

Gerson: Toda temporada tem um Mr. Superstition né! Eu sei o quanto é chato a gente vir aqui e escrever que esse tipo de cantor é figurinha carimbada, sempre igual, mas não tem pra onde fugir. Paris é bom, tem habilidade, mas não tem nada que o faça diferente de 1 milhão de outros que já vimos por aqui.

Netto: É certo que a genericidade (acabei de inventar essa palavra) vista no country também ocorre em outros gêneros, o soul certamente é um deles. No entanto, creio que a nuancia na performance e o potencial vocal foram evidenciados aqui. No mais, torcer que ensinem a ele como refinar ainda mais as escolhas vocais.

[#Eliminada] Camryn B – “Hometown Glory” by Adele

Avalie a performance:


Erik: Essa música é uma das minhas favoritas da vida e essa mulher cantou como se estivesse morta. Não, sem comentários!

 

[#TeamKelly] Gymani “pov” by Ariana Grande

Avalie a performance:


Erik: AAAAAAAAA eu amo essa músicaaaaaaaa!!! Da primeira vez que assisti a performance fiquei meio dividido, amei a voz, a energia no palco, tudo, mas senti que ficou um pouco estranho em alguns momentos. Quando vi novamente gostei e aproveitei bem mais, ela entregou demais com a canção e conseguiu dar uma cara nova. Gostei muito MESMO, só achei estranho ela ter cantando pov e não ter escolhido Ariana, mas enfim né kkkkkkkk choices. Certeza que vai arrasar na competição, já estou atento!

Gerson: Eu fiquei com muitos sentimentos mistos com essa apresentação. Eu adorei a escolha da songchoice, acho que dá muito espaço pra você mostrar diversas nuances da sua voz, seu controle vocal e tal. Mas achei que a interpretação da Gymani foi… estranha. Não sei, eu não consegui comprar a versão dela. Não foi ruim, mas achei algo meio forçado.

Netto: Para primeira aparição, Gymani chegou prometendo e usou “pov” para tal. Foi interessante ver suas escolhas musicais e, inclusive, seu jeito próprio de interpretar vocalmente, parece buscar uma abordagem mais autêntica usando dos seus pontos fortes. Esse é o tipo de audição de respeito.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Bom, depois desse monte de apresentação, vamos conferir como estão os times até agora!

#TeamAriana: Chavon Rodgers*, Jim And Sasha Allen*, Kate Rae, Katherine Ann Mohler, Vaugh Mugol.

Chocando zero pessoas, o team Ariana é o que está enchendo mais rápido. Acho que nossa lendinha está conseguindo pessoas de estilos diferentes e isso é muito bom. Acho que o destaque aqui, mesmo com opiniões divergentes, é a dupla. Com certeza eles vão dar o que falar!

#TeamBlake: Hailey Green*, Lana Scott*, Peedy Chavis, Wendy Moten.

Bom, o time Blake até então está bem okzinho, mas sem aqueles country de sempre graças a Deus. Com certeza o destaque aqui é Wendy Moten, Blake tem uma powerhouse e espero que faça jus.

#TeamKelly: Carolina Alonso*, Girl Named Tom, Gymani*, Kinsey Rose.

O team Kelly está bem diferente. Esse trio já podemos ter certeza que estará nos lives, mas meu nome preferido aqui é a Gymani. Vamos ver como isso vai se desenrolar!

#TeamLegend: Jack Rogan, Jonathan Mouton, Joshua Vacanti*, Paris Winningham*, Samuel Harness*.

Eu poderia falar muito mal do Team John mas ele está com o meu favorito até então. O que não me impede de já guardar xingamentos pro futuro, porque sabemos que alguma merda ele vai fazer. Samuel, conte comigo pra tudo!

*artistas adquiridos neste episódio

– – –

Enfim, chegamos ao fim da primeira semana e eu, particularmente, gostei. Foi um bom início, alguns nomes prometem bastante e gostei muito de Ariana como coach. Veremos o que vai acontecer e estarei aqui esperando ansioso as cenas dos próximos capítulos!

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Erik Lacerda

Paulista, 17 anos, não bebo mas rola um cantinho do vale de vez em quando (ou é cantina? não sei). Amo comentar sobre tudo o que assisto porém nenhum amigo meu tem paciência pra me ouvir falando besteira sobre GOT, Grey's e How I met Your mother, por isso estou aqui.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries