Posts Populares

The Voice US – S21E25 – Live Top 5 Finale Performances

O último round da Season 21!

Cá estamos meu povo! Minha primeira e única review dessa temporada, logo na final. Espero que seja algo de alto nível, viu! Essa foi a temporada que voltei a acompanhar o programa rigorosamente. Você, leitor, deve ter me visto comentando em vários episódios. Mas cansei, quero dominar a review e trazer meus pontos de vista aqui pra vocês em primeiríssima mão!

Feeling It Kelly Clarkson GIF - Feeling It Kelly Clarkson The Voice - Discover & Share GIFs

Pois bem, nessa noite de final, eu, Clarice e Luana estamos de trajes de gala pra celebrar uma temporada que foi bem irregular. Teve um bom começo, batalhas muito ruins, KOs surpreendentes e Live Shows não tão interessantes assim. Essa final, diga-se de passagem, tem nomes surpreendentes, como a própria Hailey e Paris.

Meh Ariana Grande GIF - Meh Ariana Grande The Voice - Discover & Share GIFs

Falando nisso, nessa final teremos 5 participantes (2 do Team Blake, 2 do Team Kelly e 1 do Team Legend) cantando 2 músicas cada. Uma das músicas é uma balada, uma música mais lenta, enquanto a outra é mais uptempo, mais acelerada, com mais ritmo. Pra quem vai sua torcida? Bora assistir as performances?

Ahhh, antes de tudo, Kelly veio trazendo uma música nova, em clima natalino (típico pra essa época do ano nos EUA). Música gostosinha, cheia de deboche falando de cancelamento hahahaha

[#TeamKelly] Hailey Mia – “deja vu” by Olivia Rodrigo

Avalie a performance:


Gerson: Assim, não dá pra negar que Hailey foi uma das que mais evoluiu ao longo dos Live Shows. Mas porra, isso aqui foi podre KKKKKKKKKK Começando pelo cabelo e pelo look bizarramente estranhos, a execução da apresentação foi confusa. Eu achei no começo que iria me surpreender, mas acabei me decepcionando. Essa música pede umas notas MUITO difíceis e ainda uma respiração acertada em determinados momentos. Hailey não conseguiu acertar nenhuma das duas coisas. Uma pena, porque ser lembrada por essa cagada na final não é legal.

Clarice: Meu Deeeeeeeus…. as caminhas no palcooo, que coisa mais bonitinha! hahahaha Eu não entendi muito bem as músicas que deram pra Hailey nessa final, meio que boicotada, sabe? Mas enfim… cantoras jovens e pop pra uma novinha, em teoria faz sentido! Sobre a apresentação, gostei da parte mais lenta, a voz dela estava muito boa na música, mas quando começou mais uptempo, ela me soou fora do tom, demorando a acertar. Gostei da parte que ela volta pra cama e canta tons mais altos. Ao menos foi bem divertido pra princess!

Luana: Primeiro, que cenário legal, né? Adorei a inovação, uma coisa assim mais performance de programa de premiação, né? Parabéns ao The Voice por inovar uma vez na vida! Agora, em questão de performance, eu gostei bem mais do que esperava! Essa música é bem difícil de ser apresentada ao vivo, porque ela tem muitas nuances e exige muita agilidade vocal em certas partes, inclusive com tipos de transição que nem são pontos tão seguros da Hailey. Mas ela foi com tudo e entregou, mais uma vez, uma performance super sólida e polida! A pirralha deu um banho nos outros acts nessa temporada, viu? Pisou!

[#TeamBlake] Paris Winningham – “Me and Mrs Jones” by Billy Paul

Avalie a performance:


Gerson: Eu até hoje não sei de onde o Paris brotou. Ele do nada surgiu fazendo uma puta apresentação e desde então caiu nas graças dos votantes do Team Blake. Não acho ruim, pelo contrário. Paris é muito bom, e conseguiu conduzir essa apresentação muito bem. O problema é que ele é ZERO marcante, ZERO memorável. Essa apresentação foi gostosinha (porque a música é muito boa), mas ele fez zero esforço pra gente lembrar dela daqui umas 2 temporadas.

Clarice: Apesar de gostar da trajetória do Paris, admito que seu melhor momento foi com “Tennessee Whiskey”, mas suas outras apresentações sempre foram bem clássicas, com vocais certeiros e com uns rosnados aqui e ali, que é o que mais gosto da voz do Paris. Gostei da música, a apresentação foi clássica e gostosinha de ouvir, mas eu senti falta de uns improvisos, ele poderia ter ousado mais do que somente no refrão, já que a música dá essa liberdade. Gostei, mas fiquei com a sensação de que poderia ter feito mais.

Luana: Essa foi a performance mais chata e porre da noite de acompanhar, pra mim. Eu até gosto do Paris, mas o coitado foi muito desfavorecido nessas songchoices. Ele é um grande artista, mas essa música ficou chata de verdade. Enfim, a final toda em si tá bem boa, e a performance foi essencialmente boa também, só faltou um pouco de “pegada” pra ficar mais interessante mesmo.

[#TeamKelly] Girl Named Tom – “The Chain” by Fleetwood Mac

Avalie a performance:


Gerson: Eu sou hater do Pentatonix desde as Blinds, então fica difícil pra mim chegar na final e elogiar. A menina é a que minimamente entrega alguma coisa de qualidade. Os dois rapazes são péssimos. E isso deu pra ver hoje nos solos dos dois. Quando cantaram juntos, não estava tão ruim, mas sabe aquele sal que falta pro tempero subir e a comida ficar gostosa? Então, é isso que falta em GNT. Essa apresentação foi mais uma das bagunças que eles fizeram ao longo dos Live Shows. Se vencerem, vão envergonhar duplas marcantes e boas que tivemos ao longo das temporadas. Mas segue o baile.

Clarice: E é isso que eu tava falando! Se Girl Named Tom entrou na competição como um trio que arrasava nas harmonias, como diabos fazia sentido ter Bekah arrasando nos vocais tendo os bofinhos como backing vocal??? Se é trio, foquem nas harmonias! Pegaram um musicão da porra e fizeram uma apresentação incrível, mandando muito bem nas harmonias e nas partes solos. E já tô aceitando vê-los como winner… ao menos a apresentação da final foi memorável! hahahaha

Luana: Meu Deus, a Carla Diaz entregou absolutamente TUDO nessa performance! Todo mundo sabe que essa menina já tá com escoliose de tanto que carrega os irmãos nas costas, mas aqui ela brilhou demais! Inclusive, eu fiquei prestando bastante atenção na distribuição da música aqui, e além de bastante uniforme, eu achei tudo muito perspicaz! Pela primeira vez, eu vi os 3 explorarem quase que igualmente os seus momentos numa única performance. Todos os refrões foram repartidos de forma diferente, dando espaço para os 3 brilharem! Lógico que a menina, sendo a melhor vocalista, brilhou mais que todos, mas foi uma performance MUITO bem ela elaborada! Amei!

[#TeamLegend] Jershika Maple – “I’m Goin’ Down” by Mary J. Blige

Avalie a performance:


Gerson: Essa música é TUDO! Jershika, assim como Hailey, cresceu bastante ao longo dos Live Shows. Apesar de ser sabotada algumas vezes, ela conseguiu entregar apresentações marcantes e chegou até aqui com méritos. Essa apresentação foi vocalmente muito boa, com Jershika conseguindo entregar notas altas e notas graves bem executadas. A interpretação também fez toda a diferença, porque a presença de palco dela grita! Só não gostei muito da finalização da apresentação. Senti um “crack” na voz dela que acho que tirou um pouco aquele “tchan” do final.

Clarice: Jershika, deusa injustiçada! Uma das trajetórias mais brilhantes da temporada e um belo trabalho do John, ainda que seus melhores momentos tenham vindo do Instant Save, quando John sequer palpita! hahahaha Eu amo Jershika desde o início, desde o começo da temporada venho enaltecendo suas apresentações. E que musicão da porra, hein???? A apresentação fez jus, ela coloca tanta intensidade, poder, emoção em suas apresentações que consegue até fazer o Blake levantar o traseiro da cadeira pra aplaudir. Diva faz assim, né mores?

Luana: Que mulher meus amigos, que mulher! A Jershika sempre se propõe a servir, ne gente? Eu acho que ela já teve performances bem melhores até aqui, mas não tinha como esperar grandes favorecimentos em questão de música pra ela nessa final. E assim, dada as circunstâncias, acho que ela se saiu muito bem nas 2 performances! Sim, ela não vai vencer, mas encerrou super bem a sua jornada no programa!

[#TeamBlake] Wendy Moten – “How Will I Know?” by Whitney Houston

Avalie a performance:


Gerson: A melhor vocalista da temporada entregou (quase) tudo! Que apresentação gostosa de ver! Vocais perfeitos, no ponto mesmo! Foco naquela nota final, que foi sensacional. Adorei a songchoice, achei que casou muito com a Wendy. Inclusive, em vários momentos eu ouvi um pouquinho de Whitney na voz dela. Lindo demais! O palco também tava massa, com os patinadores e tal. Mas o que me incomodou e não fez a apresentação ser perfeita é a Wendy parada ali o tempo todo. Parecia um boneco de cera, meu pai. Custava dar uma caminhada, dançar com um dos bailarinos, aquelas coisas? Oxe!

Clarice: Eu adoro essa música e meu Deeeus, tô amando esses cenários mega diferentões! A NBC tá soltando dindin, viu! hahahaha Wendy novamente com Whitney e eu confesso que fiquei receosa se ela iria ser a Wendy no safe ou iria botar pra quebrar! Do meio pro fim, Wendy deixou bem claro que estava de volta, soltou notas incríveis e fico passada como tudo parece de boinha pra ela! DIVA DEMAIS!

Luana: Sentimentos de revolta tomaram conta desta comentarista. Por que, Wendy? Tinha mesmo que esperar até a última semana de programa pra mostrar ao que veio? Sinceramente, sabe. Obviamente a performance foi irretocável e Wendy finalmente esteve em sua forma original aqui. Mas me revolta saber que esse era o nível de performance que ela poderia ter segurado semana pós semana se realmente quisesse!

[#TeamKelly] Hailey Mia – “idon’twannabeyouanymore” by Billie Eilish

Avalie a performance:


Gerson: Assim, eu não culpo Hailey por cantar Billie ou Olivia. São coisas da idade dela, da geração dela! Ela tem que cantar mesmo. Mas custava escolher umas músicas melhores, que se adequassem mais à voz dela? Porra, eu não gostei disso aqui também não. Mais uma vez eu fiquei agoniado com aquele cabelo liso e achei que as notas que ela lançou, principalmente as mais agudas, estavam todas meio estranhas, meio off-key. Não entendo muito de canto, mas no geral eu achei o combo dela o mais fraco da noite, sem dúvidas.

Clarice: Não sou fã das músicas da Billie Eilish, justamente porque essa vibe calminha e suave demais me irrita, eu gosto de notas altas, alongadas, apresentações closeiras. Como disse antes, entendi a proposta da Kelly de dar jovens artistas pra Hailey, mas acho que faltou uma música mais impactante pra uma final, ainda que Hailey tenha ido bem em sua apresentação. Foi algo morno, sem qualquer apelo e eu to bem triste.

Luana: Pra mim, essa menina foi a revelação da temporada. A artista mais estável dos live shows, sempre segura, sempre competente. Dá pra perceber que a Hailey não tomou grandes riscos com a performance, mas essa foi a chave para toda a sua jornada de sucesso no programa, sinceramente. Hailey (e Kelly) se ateve ao familiar, ao confortável, e isso permitiu que todas as suas performances fossem frias e ponderadas na medida certa para encantar, sem precisar entrar em território desconfortável. Se eu tivesse que escolher o vencedor, eu daria o prêmio para a Hailey, viu.

[#TeamBlake] Paris Winningham – “Ain’t Nobody” by Chaka Khan & Rufus

Avalie a performance:


Gerson: Meu Deus… Que coisa horrenda! A música é boa, mas Paris não entregou NADA! Ele faz algumas notas boas (nada que não tenha feito já), dançou um pouco (o que foi bemmmm legal), mas eu não gostei da colocação dele na música. Por várias vezes me pareceu que ele estava fora do ritmo, que tava meio incomodado assim. Preciso admitir que do meio pro final ficou melhor e mais interessante, mas a essa altura eu já tinha tomado ranço.

Clarice: Olha só quem resolveu botar o gogó pra jogo! Engraçado que eu esperava mais da balada e estava receosa em relação a essa música, viramento de jogos, né! Ele estava super a vontade no palco, os refrões foram matadores e eu aaaamo aqueles rosnados, quando ele se joga pra valer! Agora sim Paris chegou pra final! Ameeei!

Luana: O The Voice contratou um pacotão do balé do Faustão, né menina? O tanto que esse povo teve que trocar de roupa e decorar coreografia, meu pai! E sobre o Paris: venha meu filho, venha pegar o seu 4o lugar! Foi bom enquanto durou, né gente? O Paris teve performances incríveis, e foi até bem consistente, mas faltou entregar o que o público queria! Acredito que ele foi bem fiel ao artista que é, mas estando no Team Blake e tendo o seu breakout moment com “Tennessee Whiskey”, ele acabou deixando um gostinho de quero mais nesse estilo mais “country soul” no público, né? E daí faltou tato do coach para tentar encontrar um blend legal disso tudo e favorecer o artista ainda mais na competição. Mas enfim, já faz um tempo que o Blake não trabalha de verdade, então pedir por esse tipo de sensibilidade já seria demais. É isso.

[#TeamKelly] Girl Named Tom – “Baby Now That I’ve Found You” by The Foundations

Avalie a performance:


Gerson: Olha, essa apresentação foi mil vezes melhor que a primeira. Mas eu poderia repetir boa parte do comentário anterior aqui. A menina é MUITO melhor que os meninos e quando eles cantam juntos até dá pra engolir o Coral Named Tom. Eu achei a songchoice bem breguinha, mas combinou com eles. Vai acabar o programa e eles não cantaram Abba, pro meu desgosto!

Clarice: Vem aí… Um Barzinho, Um Violão! hahahaha Tudo que eu elogiei na apresentação, fizeram ao contrário aqui! Bekah e seus backing vocals está de volta! O timbre dela é lindo, não tô criticando, mas eu prefiro muito quando fazem apresentações focadas em harmonias do que essas com mais partes solos, harmonizando apenas final das frases. Mais do mesmo, né mores?! Foi bonitinho e só…

Luana: Eles já ganharam o programa, né amores? Mas mesmo assim, eu achei essa daqui uma das melhores performances (se não, a melhor) do trio na competição! “River” semana passada foi bem bonita, mas acho que aqui as harmonias brilharam ainda mais, ficou bem bonito! E uma apelação bem feita, né? Guardaram o country pro final, espertos! A menina sempre carrega as performances nas costas e isso não choca, mas aqui achei os 3 bem sólidos, inclusive o menino loiro que geralmente é uma coisa assim mais podre e afins, coitado. Enfim, eu gostei bastante da performance, e embora não ache que eles foram tão uniformes durante a performance, não vejo grandes injustiças nessa (bem encaminhada) vitória!

[#TeamLegend] Jershika Maple – “Rolling in the Deep” by Adele

Avalie a performance:


Gerson: Ela não tem os coaches, ela não tem a produção, ela não tem a América, MAS ELA TEM O PANELA DE SÉRIES! Jershika, nós te amamos! Que tiro, OMG! Que apresentação forte, maravilhosa, destruidora! Eu fico passado com a presença de palco dessa mulher, como ela interpreta o que canta. Essa foi fácil a minha apresentação preferida da final, mesmo com os errinhos que são notáveis. O ritmo da música as vezes fez parecer que ela estava sem fôlego… mas a mulher não desafinou em nenhum momento! Ela entregou!

Clarice: Fazia tempo que não cantavam essa song da Adele no The Voice… e acabou que nem cantaram as songs novas dela! Confesso que tava esperando isso em algum momento! hahaha Eu amei essa personalidade da Jershika no palco, mais bossy, igualmente intensa e entregando absolutamente TUDO vocais! Que pisãooo!!!

Luana: Olha, eu acho a Jershika incrível e a performance foi muito boa, mas não pude deixar de notar o quão desgastado a voz dela estava aqui, né? Ficou bem claro em diversos momentos como ela realmente te esforçou pra alcançar certas notas e como ela, infelizmente, teve que se retrai bastante durante a performance. Não foi ruim, de verdade. Mas o desgaste da voz comprometeu bastante!

[#TeamBlake] Wendy Moten – “Over the Rainbow” by Patti LaBelle

Avalie a performance:


Gerson: Performance maravilhosa! Que escolha de música certeira! Wendy é sem dúvidas a melhor cantora desde Maelyn, do Team Legend, há algumas temporadas atrás. Amei as high notes, amei a releitura desse clássico. Achei que foi uma das melhores de Wendy desde o início dos Lives. Mas assim, apesar de Wendy ser A Voz, falta entrega e conexão dela com as músicas, falta presença de palco, falta carisma. Foi uma apresentação incrível, no entanto!

Clarice: ELA ESTÁ DE VOLTAAAAAAAA!!!! Eu to chorando com essa apresentação, que coisa mais linda, gente! Vou bater no Blake por ter impedido a gente de ter tido ESSA WENDY em todos esses live shows! Eu sempre acreditei que essa Wendy gritadeira viria a tona e que momento mais mágico e especial pra ela retornar, espero que não seja tarde demais! WENDY, VOCÊ É FODAAAAAAAAAA!!!! Já estou com minha bandeirinha de TEAM BLAKE em mãos! 🤠

Luana: QUE ÓDIO WENDYYYYYYYY! NOSSA GENTE QUE INFERNO! POR QUE ESSA MULHER ESPEROU ATÉ A FINAL PRA FINALMENTE ENTREGAR O QUE ELA ENTREGAVA ANTES DOS LIVE SHOWS?! Sério, eu tô com muita raiva, viu! Essa performance foi vocalmente perfeita, e olhe que eu nem tinha curtido tanto o estúdio! Eu simplesmente jamais vou entender porque Wendy decidiu esconder seu talento por baixo de pilhas de songchoices ruins durante toda a competição ao vivo, juro. Era isso aqui que a gente esperava dela no programa inteiro, sabe? Foi esse o parâmetro que ela estabeleceu nas fases gravadas e ninguém jamais duvidou dela! Enfim, uma baita pena que ela tenha mostrado ao que veio TÃO tarde na competição, porque agora não tem como vencer. Mas foi ótimo esse último deleite, obrigada, Wendy!

E a primeira noite da Grande Final termina assim, com força e potência. Minha torcida vai toda pra Jershika, que entregou o melhor combo da final, teve uma evolução incrível nos Lives e ainda entregou Rolling in the Deep. Como sei que ela não vai ganhar, torço também por Wendy, que também não vai ganhar hahahahha Capaz das duas ficarem em 4º e 5º KKKKKKKKKKKK Que ódio, América!

Enfim, conta aí pra mim de quem você gostou mais! Logo eu trago a review com os resultados e o grande vencedor da Season 21! Beijinhussss

gostou da matéria? deixe um comentário!

Autor

Gerson

Um @gerson incomoda muita gente, um @gersonrealoficial incomoda incomoda incomoda muito mais! É DC, é Marvel, é Netflix, é reality. Se a série for boa, chama no probleminha, bebê!

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries