Posts Populares

The Walking Dead – S10E10/11 – Stalker/Morning Star

E circo está pegando fogo…

Dois episódios tensos que mostraram a sede de sangue que os walkers e seus inimigos se encontram. Tudo está prestes a implodir, principalmente após os eventos catastróficos que ocorreram na caverna, deixando Daryl e Alpha com fogo nos olhos.

Em “Stalker” acompanhamos Daryl em uma extensa e agoniante batalha contra Alpha. Ambos acabam se ferindo bastante, e Alpha consegue fazer com que Daryl entre em uma situação de risco, que quando debilitado, é alvo fácil para os zumbis que a líder dos sussurradores consegue controlar facilmente. Entretanto os dois acabam em uma situação de “empate” com Alpha à beira da morte, sendo -infelizmente- resgatada por sua filha Lydia.

Lydia também acaba ajudando Daryl, e se explica questionando o mesmo se ele conseguiria matar o próprio pai (pergunta errada). Em certo momento do episódio, eu realmente achei que aquele seria o fim de algum dos dois personagens, principalmente o de Alpha, que literalmente estava vendo ‘a luz’. Mas esse não pode ser o fim de nenhum deles, seria fácil demais, e sabemos que The Walking Dead gosta de dar voltar e mais voltas antes de chegar na conclusão.

Beta vai até Alexandria para tentar recuperar Gama e acaba fazendo um grande estrago no local, mas os sobreviventes conseguem tirá-lo de lá. Após esse ataque, acho que ficou claro que Gama está agora do lado de Alexandria e Hilltop, e eu particularmente espero que ela consiga contribuir em algo e rever o seu sobrinho novamente (coisa que eu acho que vai ser difícil de acontecer).

Já no episódio “Morning Star” uma grande guerra está prestes a acontecer. Alpha e Beta começam a reunir a grande horda e premeditam o ataque em Hilltop.

Antes de continuar no assunto principal desse episódio, vou falar rapidamente sobre uma das narrativas que havia sumido e que voltou a aparecer novamente aqui. Eugene e Stephanie continuam até então se comunicando pelo rádio. Não sabemos até agora se ela é realmente confiável, mas ela também é cautelosa com relação a Eugene. Ele parece estar apaixonado, e acaba se precipitando em alguns momentos (típico de Eugene), e após Rosita quase estragar tudo, ele consegue fazer com que a mulher confie nele, e ambos marcam um encontro para finalmente se conhecerem. Não sabemos se a comunidade de Stephanie será inserida na trama e se poderá ajudar em algo, mas eu espero muito que sim.

Voltando então para a iminente guerra, Lydia consegue alertar todos que a grande horda está vindo, e assim os sobreviventes começam a se preparar para o ataque. É até difícil de imaginar como eles conseguirão se manter de pé contra uma horda de milhares de zumbis, sem nenhum tipo de arma de fogo, e ao que parece, aquelas dinamites não serão usadas aqui.

Após a enrolação dos preparos, a noite da guerra chega, e bom… Tudo começa dando errado para os sobreviventes! Rapidamente a imensa horda destrói as barreiras, fazendo os sobreviventes recuarem. Mas nesse momento, Alpha e Beta começam a atear uma espécie de seiva inflamável, e logo após, flechas com fogo, que atingem hilltop e alguns sobreviventes, fazendo tudo pegar fogo. E assim os sobreviventes se encontram em uma terrível emboscada.

Como eles conseguirão sair dali? Eu realmente não faço ideia, só um milagre mesmo pra salvar eles dessa situação. Se eu tivesse que apostar em algo, seria, no mais ridículo dos casos, Magna e Connie chegaram lá com as dinamites para salvar o grupo. Seria over e tosco? Sim, mas só consigo ver isso como saída, a não ser que os sobreviventes fujam e abandone Hilltop para ruir.

gostou da matéria? deixe um comentário!

Ricardo Souza

Tem gente que diz que sou um amorzinho, eu digo que sou um trouxa. Viciado em maratonar séries e ficar na bad depois de assistir tudo em um dia. Amo muito música indie, quando quiser me chamar pra ouvir Florence já sabe onde procurar. Mineiro do interior que não puxa o 'r' quando fala, mas adora um pão de queijo.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries