The Next Generation!

Finalmente estamos de volta pessoal para acompanharmos juntos a mais nova temporada do glorioso The X Factor AU. Muitos talentos já apareceram nesse primeiro episódio, e tenham certeza que muitos outros virão. O esquema de audições permaneceu o mesmo, então vamos comentar uma por uma como sempre fazemos e já ir selecionando os nossos favoritos para torcermos haha. Obs: Já gostei muito da desenvoltura de Adam e Iggy logo no primeiro episódio, os achei bem soltos e seguros, fazendo bons comentários sobre os candidatos.

Davey Woder – Come Home (Original Song)

Já começamos com um candidato bastante promissor. Davey veio com uma música original muito bonita, e ainda disse que ele não canta nenhum cover, somente músicas originais (será que essa tática dará certo no programa?). Com uma voz rouca, mas suave, Davey deu um show de emoção e sentimento no palco, cativando todos os presentes e foi bastante aplaudido. Estou bastante curioso para ver como Davey se sairá nas próximas rodadas, mas creio que podemos esperar coisa boa vindo dele.

FD3 – Send off

Achei bem genérica essa boyband. Concordo com Iggy quando ela disse que eles exageraram demais na dança, sendo que os vocais foram bem abaixo do nível. Sem contar que eles poderiam ter escolhido algo menos agitado para destacar mais as vozes deles, já que audições é uma fase de conhecimento e apresentação do artista. Enfim, espero que eles melhorem.

Memphis – It’s My Life

É magya, tá descamisado, mas não sabe cantar. Obviamente os jokes vieram com tudo para essa temporada do txf, mas claro que eles serão ignorados e não arrastados (igual em um certo outro reality ai… cof… cof… uk …cof …cof).

Combos (Jokes)

Aqui tivemos um combo de jokes que foi bem divertido de assistir. Colocaram a temática “faço aula de canto” para eles, mas pelo jeito eles precisam de pelo menos mais alguns (muitos) anos de estudos, né? Hahaha.

Ruby Mills – Can’t Rely On You

Confesso que achei Ruby com a maior cara de Joke, mas acabou que ela surpreendeu muito. Sua voz é poderosa e ela possui uma grande presença de palco. Ela me pareceu muito confiante também, e apesar de ao decorrer da música, algo ter soado repetitivo, creio que Ruby conseguiu entregar uma performance boa o suficiente para avançar. Vamos aguardar mais coisa boa vindo dela. 😀

Brentwood Duo – Powerful

Meu Deus, que dupla maravilhosa!!! Estou em choque com essas harmonias e com essas vozes (principalmente a do rapaz). Essas firulas e alongamentos das notas foram executados lindamente. Eu espero realmente que eles avancem para os lives, pois vejo neles muito potencial para chegar longe. Vocalmente impecáveis, e se bem trabalhados (como Jess&Matt season passada) podem se tornar grandes competidores.

Natalie Ong – The Voice Within

Olha quem já surgiu no primeiro episódio… Natalia chegou e destruiu tudo! Que voz, que emoção. Essa voz transcende sua idade, é quase inexplicável como com somente 15 anos de idade ele consegue fazer tudo isso vocalmente. Com toda certeza ela vai chegar longe, e se bobear aposto nela chegando na final. Já vi outros vídeos dela, e olha… Vem coisa muito boa por ai, só aguardem.

Amalia Foy – Let Her Go

Fiquei todo arrepiado assistindo essa audição. Que voz mais sensível e repleta de sentimentos! Amalia, com 14 anos de idade, conseguiu por todas as suas características nessa versão (que até então foi a melhor que eu já ouvi) dessa música. Foi lindo, emocionante e me tocou fundo.  Amalia junto com o Duo já são meus favoritos, e quero eles na final sim! DONA <3

No segundo dia, tivemos mais sete audições liberadas, algumas boas e outras sensacionais…

Vlado Saric – Stitches

Vlado estava bem nervoso, o que poderia acarretar em uma audição ruim, mas ele conseguiu se superar escolhendo uma música que combinou perfeitamente com ele. Seu tom é muito bom, e suas entonações, principalmente quando ele diz “Just like a moth drawn to a flame”  foram excelentes e gostosas de se ouvir. Só vi necessidade na plateia super exagerada gritando a todo momento, mas já sabemos o porque não é mesmo… (vide In Stereo).

Chai – Crazy

Achei a escolha da música bem inusitada para uma girlband, mas elas deram uma nova cara para essa música. Teve atitude, bons vocais e uma boa presença de palco. As harmonias foram incríveis, e vejo elas como um forte grupo para chegar longe. Concordo com a critica da Iggy sobre o nome do grupo, esse nome é bem bleh… Espero que elas mudem.

Omar Terzic – Ocean Drive

Além de super fofo e lindo, Omar possui uma voz bela e bastante única. Suas entonações e inflexões foram muito bem executadas, e a escolha da música contribuiu muito para isso. Acho que dos ‘overs’ ele para mim foi o mais interessante até agora, porque seu estilo de música parece ser bem jovial, mas sempre carregando sua marca e seu próprio estilo. Gostei.

Kimberly Heberly – Rather Be

Kimberly tinha muita pinta de que ia arrasar e de que sabia cantar, mas quando ela abriu a boca e começou a balbuciar as palavras, a magia acabou e percebemos que ela não é uma cantora pronta. Eu confesso que vi potencial nela, quem sabe se ela fazer aulas e se especializar ela consegue se tornar uma boa cantora, mas por enquanto… Não dá.

Jokes – Musical Theatre

Eu estou amando esses vídeos/combos mostrando os jokes, eles tiveram essa sacada genial, e além disso, colocam ‘temas’ para eles, o que deixa tudo muito mais interessante. Eu morri na hora do cara cantando rei leão hahahahaha. Outro ponto ótimo é ver as reações dos nossos jurados, são sempre hilárias. “Adam says: Não tem problema nenhum em ser teatral, só precisa ser bom” hahahahaha.

Dave Stergo – All I Want Is You

Devo confessar que quando Dave começou a cantar, apesar da bela voz, achei que seria mais do mesmo. Mas fui completamente enganado, pois quando ele subiu o tom e soltou aquela voz repleta de rouquidão e executou aqueles falsetes, eu me apaixonei na mesma hora. Foi muito bom!

Bailey Spalding – Wasting On My Young Years

PARA TUDO! MEU SONHO DE VER ALGUÉM CANTANDO ESSA MÚSICA EM UM REALITY ACABA DE SER REALIZADO! Meu Deus, Bailey como tu é maravilhosa. A voz dela, bem teatral (até porque ela é do teatro) e repleta de emoção, transbordou todo o sentido da música. Eu simplesmente amei, e Bailey para mim é uma das candidatas que me deixaram mais apaixonado logo de cara. <3

Agora chegamos ao último dia de audições da semana…

Chynna Taylor – Amazing Grace

Uma versão boa de Amazing Grace, porém, já batida porque ultimamente essa tem virado A música dos realitys. Chynna começou bem abaixo, mas depois que subiu o tom ela provou que merece continuar. Vamos ver o que ela pode oferecer nas próximas rodadas.

Elev8 – No

Achei o grupo bom, com uma ótima presença e boas harmonias, mas senti a falta de uma voz principal mais potente para alcançar as notas altas. Achei o estilo deles bem bacana, mas não sei se dará certo no X Factor, tanto que Guy alertou que há a possibilidade de haver um corte na quantidade de membros do grupo. Vamos ver… Fiquei curioso agora.

Jokes – Song Choice Is Everything

Novamente tivemos um combo de Jokes, com o tema de (a escolha da música é tudo), pois eles apareceram lá para cantar músicas completamente sem sentido só para nossa diversão hahaha.

Vamos aproveitar também e mostrar aqui como a Iggy está tentando arranjar um boy magya pra ela, mas está difícil, já que a maioria vai acompanhada da namorada :/ hahaha

Sheldon Hernandez – Ordinary People

Sheldon teve a infelicidade de começar cantando a música errada. Ele tinha escolhido Circle Of Life mas rapidamente os jurados perceberam que essa não era a música certa. Então em uma segunda chance, Sheldon escolheu cantar Ordinary People à capela, e simplesmente arrasou MUITO! Que voz magnifica e viciante! Belíssima audição.

Timmy Knowles – Pillowtalk

Amo essa música, mas confesso que a versão de Timmy não me agradou tanto. Ele possui uma boa voz, mas as vezes senti uma falta de dinâmica em sua voz, tudo foi meio que linear. Entretanto ele possui uma rouquidão esplêndida, o que o torna um candidato interessante.

Isaiah Firebrace – Hello

Temos nosso primeiro retornante da season passada. Isaiah chegou até o 5cc, mas acabou não seguindo adianta. Arriscando com uma grande música, Isaiah fez um trabalho bom, mas que poderia ter sido muito melhor. Confesso que ele não me atrai tanto, acho ele bem ok, mas vamos ver se ele pode me surpreender nas próximas rodadas.

Janae Rosa – Feeling Good

Socorro, que voz! Que interpretação! Que versão maravilhosa!!! Janae conseguiu dar seu toque em uma música completamente batida, e fez uma das melhores audições dessa semana. Sua voz tem traços que eu amo, esse timbre lembra muito Joss Stone, então já a quero cantando Right To Be Wrong sim! <3 Amei forte.

Com isso chegamos na primeira semana de audições do The X Factor AU. Já começamos arrasando, com várias audições incríveis e apaixonantes… Então deixem ai nos comentários para quem vocês já estão torcendo (sem querer influenciar, mas torçam por Amalia, o Duo, Bailey e Janae) <3 Nos vemos na próxima semana pessoal, até mais. 😀

Ricardo Souza
Ricardo Souza

Hello, it's me... Rick, a pessoa que vos escreve com capricho e zelo (talvez sim, talvez não, nunca saberão). Estudante, aspirante e perseverante (esse ultimo adjetivo foi só para rimar). Ama escrever, e por consequência é estudante de Letras/Libras. Aqui no Panelas faz de tudo um pouco, séries, realitys e premiações.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: