FRIDAY NIGHT!

Hello, it’s me… minha gente, tudo bem com vocês? Estou de volta com a cobertura de mais um episódio de The X Factor UK.

E depois de 4 episódios pacatos e com poucas audições de grande impacto, se no terceiro episódio o dia era dos jokes e no quarto o episódio foram dos Overs, o episódio 5 trouxe grandes grupos e está incrível, me atrevo a dizer que é o melhor da temporada. Antes que fique alguma dúvida no início do episódio quem estava no lugar de Nicole é Mel B (vulgo a assustadora, quem conhece Spice Girls vai entender) que julgou algumas performances das audições e decidiu quem estava na próxima fase junto com Louis, Sharon e Simon.

itvxfactormel-1

E depois de 4 audições Nicole retorna a bancada e fica até o final do episódio. Hoje a review trará novidades também. Hoje quem vai comentar o episódio será de um convidado de fora para representar os nossos leitores que acompanham nossa review, hoje os comentários serão de João Paulo, mas que durante a review irei abreviar e apenas colocar como JP, então sem mais, partiu review.

Sanish Sambasivan – You’re Not Alone

Só de lembrar dessa música eu começo a rir porque eu lembro da audição do ano passado em que a dupla “Man & Womam” cantaram essa música, se você não lembra dessa icônica audição é só clicar aqui. Voltando ao participante, que nome bizarro, me remete a Spanish só que esqueceram de colocar o “p” no cartório. Como se já não bastasse ele faz uma versão horrível, já é o segundo ano seguido que estragam um hino de MJ. O mais engraçado em disparado é no momento em que ele esquece a letra, Simon dá uma ajuda mencionando um verso da música e ele fica “o que? Hã?” Sem dúvidas foi a parte que mais ri. Melhor ele voltar a ser executivo de vendas, porque como cantor já vimos que não dá. Reprovado. Nota: 4,0

JP – Já começamos novamente com joke act, o que infelizmente já estamos nos acostumando nesse ano. Nem tem o que falar, horrível. Destaque para o fato do moço cortar um dedo de uma luva e usar em um de seus dedos falando que essa seria sua marca de superstar (como a luva icônica do MJ). Como diria Nicole Bahls: Coragem né… Tem gente que tem coragem… Nota: 0

Phillip Hadlow  –  Never Gonna Give You

Vamos ao primeiro combado do dia, esse aí deu até pena gente, dava pra ver pela cara dele que ele sabia que tava passando vergonha, mas tava lá cantando e não desistiu, só não esperava que Simon fosse desistir dele e pedir para parar né. O bom é que ele teve seu sonho realizado de se tornar jurado do The X Factor e aí pra realizar esse sonho quem deixa a cadeira e Louis. Reprovado.

JP – Seguimos com joke. Esse pelo menos não se prestou a passar tanta vergonha, confessou que queria ser jurado e os loucos jurados deixaram ele realizar o sonho, “julgando” a próxima candidata a seguir… Sim, assim está sendo as audições do X Factor UK esse ano. Nota: 0

Christina Postma – Hey Big Spender

A reação que ela teve ao ver Phillip na bancada foi a mesma de quando eu abro o pote achando que é sorvete, mas é feijão, foi bem hilário e arrancou uma risada de Simon.

capturar-jpg6452

Outra joke também, recebeu 4 não, inclusive o de Phillip que junto com ela, deixou a competição. Reprovada. Nota: 3,0

JP – Confesso que até achei engraçada essa audição: Christina fazendo a Mariah com o Dermot e soltando “Who are you?”, se assustando com o novo jurado? Phillip, e depois rolando um clima entre eles. Darei meio ponto porque simpatizei. Nota: 0,5

Gifty Louise – No More Drama

Amei? Adorei? Achei tudo? Essas foram minhas perguntas ao ver que a rainha injustiçada da última temporada havia retornado ao programa. Dessa vez com a audição exibida, porque no ano passado foi combada e só do Bootcamp pra frente podemos a conhecer melhor. Dona de uma das melhores apresentações em grupo do Bootcamp ela retorna sem o seu característico óculos e canta uma música que combinou perfeitamente com sua voz, super afinada. Já vou deixar bem claro que por questões de favoritismo, eu sou muito #TeamGifty sim e defendo até o fim. Aprovada. Nota: 9,0

JP – Aqui que o programa de sábado realmente começou. Gifty é mais uma retornante, e por ser do ano passado acredito que muita gente lembra dela, embora tenha tido pouco destaque (é uma das que magicamente apareceu e desapareceu no bootcamp). Já tinha amado ela ano passado, arrasou demais e roubou a cena no boot, acabou não passando, mas até que foi uma boa coisa pois as Girls ano passado estavam com tudo. Achei o melhor comeback até agora, Gifty tem um timbre de voz profundo que não estamos acostumados em Girls no X Factor, além de ter um look maravilhoso e uma postura que demonstra muita atitude. Só talvez a música poderia ter sido outra, para marcar mais ainda a performance, mas nem chega a ser bem um erro. Uma das melhores audições desse ano, e com certeza a girl mais promissora até aqui. Muito amor pela Presenty Nota: 9,5

Girls Next Door – Yeah!

Uma Girlband pronta praticamente. Estéticamente formam um lindo grupo (apesar de não apoiar a camisa amarrada na cintura, já deu né kkk), mas em questão de dança, vocal e harmonia o negócio não foi muito a favor delas não. Primeiro de tudo, a música era muito arriscada para elas, ou se saiam muito bem ou cairiam no flop lindamente. Em segundo lugar não sei se havia realmente uma falta de espaço no palco ou se elas estavam más distribuídas durante a performance, mas a coreografia estava bem estranha, parecia que iam se esbarrar em qualquer momento e no vocal também ficou bem estranho pelas harmonias que ficou bem monótono e não deu um diferencial tão grande na performance, ou não tão grande como eu esperava. É um grupo que tem erros? É, mas não é nada que possa ser corrigido na próxima fase, daria sim, gostei do Garotas Próxima Porta. Aprovadas. Nota: 7,0

JP – Com esse nome terrível, surge finalmente uma girlband, senão me engano a primeira desse ano. Louis e Sharon já perguntaram quem é Camila Cabello do grupo, mas a mais falante já dá um chega para lá maroto e avisa que “todas são”, e isso realmente transparece na performance. Os vocais são bons, o look, e todas parecem saber se movimentar, mas não há destaque e a escolha totalmente errada de música acabou deixando a coisa toda meio linear demais. Porém, não tinha margem para não passarem ali, não foi uma audição ruim e o potencial é evidente. Apenas Nicole deu “não”, o que é compreensível já que ela está acostumada com girlbands lideradas fortemente por uma lead singer que cronometra o tempo de tela das outras integrantes nos videoclipes… Nota: 7,0

5AM – One Dance

Muito bacana o grupo, principalmente por fazer uma homenagem ao horário que eu acordo né, os 5 da Manhã, vieram com bastante estilo e já agradou de cara os jurados. Amei a reação de Nicole ao saber que o grupo cantaria Drake.

56465

 

O que o grupo anterior errou, eles acertaram em cheio. Escolha da música condizia bem com o que o grupo canta e o estilo que querem seguir, julgo eu que seja pop / r&b. A coreografia tava bem sincronizada e um destaque para as harmonias que só de ver já deu arrepio. O grupo de fato é muito bom e foge do padrãozinho pop que estamos acostumados a ver né. Ficou claro que se Nicole pegar os grupos serão os favoritos dela e serão os meus também a não ser que apareça um nível 4th Impact, aí não tem como competir kkk. Aprovados. Nota: 8,5

 

JP – Com esse nome terrível…² Amei demais a audição desse trio, se mostraram antenados ao cantar o hit atual do Drake, e já mostrando uma certa ambição por esse mercado. Cada um dos 3 cantam muito bem individualmente, e o lance para trabalhar futuramente seria juntar mais as vozes, a famigerada harmonia. Outro ponto que amei é que tudo soou extremamente natural e despretensioso para um trio de garotos jovens que tentam o X Factor, sem toda aquela forçação de barra dos “wannabes One Diretiction branquinhos loirinhos de olhos azuis” que estamos cansados de ver. São simpáticos, dançam bem, cantam bem, por mim já podem ir para os lives, e pelo jeito nem terão competição já que a categoria Groups esse ano está bem pombo. Prometem. P.S. 1: Nicole reclamando da harmonia dos 3, sendo que ela mesma sempre cantava sozinha no PCD???? P.S. 2: Amo Nicole, meu caráter é formado por Pussycat Dolls. Nota: 9,0

 

Tramp and The Lady – Close to You

Muito bom… para dormir. Next. Reprovados. Nota: 3,5

 

JP –  E a palhaçada recomeça. Não entendi nada dessa audição. Tem horas que meu conhecimento em inglês trava, acho que é algo psicológico e involuntário para me poupar desse tipo de coisa. Nota: 0

 

Kayleigh and Stefan – Bohemian Rhapsody

Muito bonitinho ver pai e filha cantando e dançando né, me senti numa festa de 15 anos. Cantaram horrivelmente e pasmem, eles estão na próxima fase. Aprovados. Nota: 5,5

 

JP – Me recuso. E ainda passaram, para vocês verem como esse ano está surreal. Nota: 0

 

He Knows She Knows – Love Yourself

 

Ele Sabe Ela Sabe vieram com uma música bonitinha de Justin Bieber, foi até legal ver a harmonia do casal, cantam bem, pra mim ainda faltou alguma coisa. O destaque foi o pedido de casamento ela aceitou e concretizou a cota de fofura do episódio. Aprovados. Nota: 6,5

 

JP –  Com esse nome terrível…³ A última audition para levar a sério do dia, e sim ainda temos mais quatro audições… O duo, formado por namorados, fizeram uma performance bem bacana de Love Yourself do Bieber, e totalmente graças a moça que tem um timbre muito gostoso de se ouvir. Já ele, embora bem inferior vocalmente, fez uma segunda voz na medida e a química entre ele e ela foi realmente contagiante…. Quem sabe ainda nos surpreenderemos com os dois futuramente? Levaram 4 “sim”, e de quebra rolou uma proposta de casamento, fiquei torcendo secretamente para ela dizer não e ter uma polêmica para movimentar o programa que estava bem paradão, mas ela aceitou e foi tudo bem fofo. Mini destaque pra Sharon pedindo para ver o anel de noivado hahahaha Nota: 8,0

 

Peter Knox – Proud Mary

Não! Reprovado. Nota: 3,0

 

JP –  Destaque apenas pela idade desse senhor que tem 75 anos, mas está mais em forma que todos nós. Pena que está usando toda essa energia para passar vergonha na tv. Nota: 0

 

Ghila Pan – Audition

Bizarro define, não! Reprovada. Nota: 1,0

 

JP –  Parafraseando Nicole Bahls: Eu não me prestaria a esse papel. Nota: 0

 

Kazzey – Audition

Uma imagem diz mais que um textão, então:

WhatsApp Image 2016-09-03 at 21.35.04

 

JP – American Horror Story: X Factor Nota: 0

 

Beck Martin – Friday Night

Pensem numa coisa ruim. Então ele foi tão ruim, mas tão ruim… que não é que ficou bom minha gente? Isso me fez lembrar o The X Factor americano em que Second Hand High cantaram e levantaram o público com música autoral, que foi Ask Me Dance, se você não viu essa icônica audição clica aqui. Beck não foi diferente, o começo foi bem boring e chato, mas no desenrolar da apresentação até eu me vi cantando Friday Night. Aliás que música chiclete é essa, Rebecca Black mandou um abraço inclusive. Ah não posso esquecer do destaque de Simon, que não resistiu e entrou na onda do Friday Night:

 

111437

 

E até o público não resistiu:

 

dfjfg

 

Quem acompanha as reviews daqui sabe que eu critico joke acts como pimp, mas não é que desse eu gostei. Achei divertido, o cara fez um show em animar o pessoal. Sobre os votos, porque não? Sim minha gente, ele está na próxima fase e teremos que lidar com mais Friday Night. Aprovado. Nota: 8,5

 

JP –  Quem viu as prévias antes do programa começar já conhece este ser aqui. Ele conseguiu ser menos pior do que todos os joke acts do dia, então parabéns por nada. Mas isso também porque não tentou cantar mesmo e apenas “falou” a canção toda. Mas vamos confessar que foi até divertido, claro que mais pelos jurados e Dermot dançando e toda a forçação em volta do que pelo act em si… Mas só de pensar que veremos esse negócio de “friday night” até não aguentarmos mais nessa temporada, o ódio já chega e com ele a depressão. Foi o pimp da noite, e com isso o segundo joke act pimp (junto com Honey G), o que faz parar para uma análise do programa e tudo leva para um lado: Teremos uma categoria de “Joke Acts” nos lives. Prefiro acreditar nisso, porque não é possível semana após semana esses destaques incansáveis em jokes. E talvez até isso seja bom? Para reunir esses loucos numa categoria e abrir as vagas em outras categorias que eles costumam roubar? Veremos… Nota: 3,5

 

E assim terminamos mais um episódio de The X Factor, foi um dos mais que eu mais gostei de escrever aqui. Destaques do episódio sem dúvida foi a volta de Gifty, os dois grupos de nomes estranhos e que não duvido nada mudar caso cheguem nos lives (5AM e Girls Next Door) e o act que eu esqueci o nome mas é só falar Friday Night que vamos saber quem é, não é mesmo. Antes de encerrar a review quero agradecer ao João Paulo (JP), que tirou um tempinho para comentar essa review. Até o próximo episódio pessoal.

 

Valber
Valber

19 anos, atrapalhado, distraído e começando agora (Não tem paciência, a saída e logo alí). Aqui comentarei todo tipo de reality musical em especial The X Factor, The Voice e Superstar. E como diz uma grande pensadora atual "Quem não gostar do que eu falo, me dá um tiro na cara!"
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: