Posts Populares

The X Factor UK – S15E07 – Auditions

Audição emocionante, cantores com músicas inesperadas, a bancada mais entrosada e as audições melhorando.

 

Pela terceira vez na temporada estou com vocês aqui fazendo review, e já estive em um momento contando como quatro em que comentei. No episódio de hoje temos a última semana das audições e já vimos muita gente fraca, outras pessoas que podem melhorar no decorrer do programa e aqueles que valem a pena em bem pouca quantidade até o momento.

Nas audições de hoje vamos ter além da minha presença comandando tudo, o meu querido paneleiro e amigo que vem no final do ano para curtirmos se tudo der certo Valber, e o comentarista fixo que está em quase todos os episódios da nossa temporada esse ano o Ives.

 Claire Angel – “A Change Is Gonna Come” #APROVADA

Thairo: Ela já chega com esse cabelo roxo e os óculos grandes, o chapeu, e o batom combinando tamebm na cor, faz uma expectativa logo imediata na apresentação. A escolha musical foi interessante e acho que casou bem com ela, fiquei esperando uma parte alta da música que não rolou, mas naquilo que ela fez curti e estou curioso para saber um pouco mais dessa cantora.

Valber: Apesar de ter um milhão de versões desta música, Claire fez um bom trabalho. Ela tem um timbre legal uma voz boa de se escutar, mas as vezes eu achei ela um pouco genérica. Não foi algo que me prendeu 100% como na audição anterior, mas nada a impede de surpreender daqui pra frente e é o que eu acredito que vá acontecer. Uma coisa que eu preciso ressaltar e é um super ponto a favor dela é a presença de palco a todo momento interagiu com o público, andava pelo palco, foi muito bem.

Ives: Precisamos falar da repetição de música, essa temporada anda tendo muita gente cantando as mesmas músicas e isso é ruim, pois tudo se torna batido e não tem novidade, ela cantou a mesma música do over que esqueceu a letra e ele foi muito melhor, na realidade achei ela bem fraquinha, vai se apoiar bastante na história de mãe e o Robbie estava certíssimo, ficou muito melhor sem os óculos e o chapéu.

 Louise Setara – “A Moment of Your Time” #APROVADA

Thairo: Achei meio boring desde o inicio. Esta por acaso é uma música country? Ela não tem uma voz ruim, mas acho que tem um pouco do que melhorar ainda. Quando a apresentação chegou no final terminou bem e pode mostrar um pouco mais de quem ela é, mas tem o que evoluir ainda.

Valber: Corajosa vir com uma música original. E foi uma ótima jogada também porque ela passou muita emoção na sua interpretação, dava pra sentir cada letra que ela cantava. Outra coisa que eu reparei muito foi que ela gosta de fazer melismas variando seu tom, não ficou nada exagerado nível Christina Aguilera e ficou agradável a música em que estava cantando. É uma participante que eu acredito que vá longe, gostei dela.

Ives: Eu não gosto de músicas autorais no programa, não dá certo e o fiasco do ano passado prova isso, mas até que curti essa, achei bem Kelly Clarkson e a Louise tem uma voz boa, não vai ser alguém que eu vá torcer, mas gostei da audição.

Sammi Shepherd – “Human” #REPROVADA

Thairo: Ela começou falando, e quando começou a cantar foi ruim demais haha, desde a roupa que tava errada também é isso e tá bom.

Valber: Logo de início eu sabia que ia dar ruim. Human é uma música difícil para um… de se cantar, até pra homem que tem registros graves complica. Mas olha, se da uma música estilo diva (que não exigisse muito vocal) e que ficasse dentro do tipo de voz dela, quem sabe o desempenho seria outro, não é mesmo? Foi interessante ver a presença de palco que ela teve aqui, me arrisco a dizer que foi melhor que muitos @ por aí.

Ives: Pelo menos ela se divertiu, sabia que era ruim, mas queria ter seu momento, botou a sua melhor roupa na sua convicção, deu bom dia para a arena, foi feliz e fez seu trabalho de joke, próximo.

Gaia Cauchi – “Only Love Can Hurt Like This” #APROVADA

Thairo: Achei fraco, a parte grave dela foi melhor. Apesar dela ter estilo também teve algo que para mim não funcionou.

Valber: Logo quando a vi já pensei que seria ótima para uma Girlband, mas Deus que me livre. Ela tem apenas 15 anos, mas ainda ouço uma voz de criança nela. Ela tem técnica, soltou uns drives oks, mas quando a música subiu a voz dela se tornou muito estridente e acabou soando chato e irritante. Enfim, foi algo no qual eu não gostei e não gostaria de ver numa girlband, caso criassem uma nessa temporada.

Ives: Vamos fofocar um pouco, para quem não sabe o contrato de Little Mix com a gravadora encerra depois do próximo e álbum e muito provavelmente elas irão dar um tempo, por esse motivo Simon está desesperado por uma nova girlband, o que eu acho muito cedo, e ele já chegou com a ideia de fazer uma teen, já foi apresentado quatro meninas e a Gaia foi uma delas, agora o que eu não concordo é deixarem gente tão nova entrar no show, a Gaia não é ruim, mas é muito imatura e sua voz também é, mas infelizmente o x fator está desesperado por novos talentos.

 

 Panda Ross – “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman” #APROVADA

Thairo: Adorei a personalidade e que já veio pronta com uma camisa inclusive para o Dermot. Foi arriscado já pegar essa música que é grande, e apesar de ter sido gravado antes tem toda a carga de ser cantada por Aretha e ainda mais agora que ela não está mais viva fisicamente no mundo. Ela não tem uma voz grande, deu uma tropeçada que esqueceu a letra, mas é aquele tipo de pessoa que a gente torce para que der certo. Não sei como será nas próximas etapas, porém pro nível desse ano acho que ela tem chance de chegar ao menos nos Judges Houses e ir até mais longe.

Valber: Eu simplesmente AMO quando vai algum participante louca pelo Simon, ele fica mega desconcertado. A primeira impressão que tive de Panda, sabe aquela tia que vai nas festas de família, tem karaokê e não solta o microfone por nada? Então kkkk. A música é bem difícil, eu tô acostumado a ouvir uma outra versão na qual julgam inferior e Panda mostrou que tem vocais fortes e poderosos com essa música, o único ponto negativo aqui foi algumas partes que não ficava muito compreensível o que ela cantava pela falta de respiração durante os versos. Mas amei demais.

Ives: SIMONNNNNNNNNN! OH SIMONNNNNN!!!!! MARAVILHOSAAAA! Puro entretenimento. A Panda tentou os três anos do x fator US e não passou em nenhum, mas veio para o UK tentar mais uma vez e olha que grata surpresa, eu amo essas tias que tão vivendo o momento da vida delas no X fator, ela está tão feliz por estar ali que chega a contagiar a nós telespectadores. Foi a melhor versão de natural woman? Lógico que não, inclusive ela é bem limitada, mas foi uma audição incrível, não tem como não se apaixonar por essa mulher.

 

Cezar Ouatu – “Nessun Dorma” #APROVADO

Thairo: Tá aí uma coisa que eu não esperava. O cara sabe cantar a ópera bem, não vou dizer que foi o melhor cantor que eu já vi mas foi interessante e acho impressionante as notas que se conseguem alcançar. E no final ele foi muito bom.

Valber:  Então o canto lírico finalmente teve espaço aqui. É a primeira vez em 4 temporadas em que acompanho que vejo um cantor desse estilo aqui. Cezar é um tipo de participante que se ele não fizer de tudo nessa competição ele vai embora. Pelo estilo que ele canta e o estilo em que ele demonstrou aqui, ele transitar por algo mais pop e o canto lírico seria uma boa pra ele. Vejo ele fazendo algo semelhante ao que Amy Lee, vocalista do Evanescence fez cantando com uma orquestra ou então ao trio Il Vollo que são ótimos nesse estilo.

Ives: Louis disse algo certeiro, ele é gostável e esse é um fator muito importante no x factor, apesar de ele ser um cantor lírico (estilo que odeio), eu me peguei torcendo por ele, me simpatizando pela sua história, foi uma audição muito bonita e emotiva, eu só não curti que foi a mesma música que aquela over das duas vozes fez na semana passada.

Gingzilla – “Seven Nation Army” #APROVADO

Thairo:  Já entra com essa roupa, e quando abre a voz para falar naquele grave e eu: o quê?, toda a composição do feminino com o cabelo e o masculino na barba já me atraiu pelo diferente que é algo que ajuda para um artista mesmo. Toda essa pegada à lá pantera cor-de-rosa cria uma atmosfera e dá algo sensual. E daí vem a voz profunda depois de toda essa sensualidade. Passou desde os graves até os agudos botando essas “duas” personalidades na mesma apresentação foi massa.

Valber: Estranhamente não é algo novo pra mim, acredito eu que já tenho visto algum cover desse gênero. A originalidade foi o que me chamou atenção, a imagem indo contra a expectativa que tinha sobre a voz, principalmente no refrão que foi pesado, mas com um início calmo e sexy, foi algo confuso e ao mesmo tempo bom de se assistir.

Ives: Finalmente um joke act bom para eu amar, já quero nos lives com o palco cheio de produção arrasando e deixando tudo animado, achei a audição bem legal, queria ver mais atitude na parte pesada, mas ainda foi divertido.

 Charlotte Lily – “YMCA” #APROVADO

Thairo: Se fosse na América já era finalista pois é jovem e loira afinal. Apesar dela estar confortável senti algo errado, não sei se essa versão já existia, mas gostei dela nessa pegada o que já mostra o caminho que ela quer seguir.

Valber: Temos a louca dos gatos aqui?? Eu não acredito que gourmetizaram o clássico de Village People e o mais difícil de acreditar é que ficou muito bom. Robbie e Ayda levantando pra fazer a coreografia de YMCA, foi divertido, foi bem legal, mas em relação a Charlotte achei bem picolé de chuchu. Não vi muita graça e se não fosse pela originalidade da escolha da música, seria mais uma dentre tantas outras.

Ives: Emily de novo? Eu acho esses acts com violão tão limitados, sempre fazem a mesma coisa, pegam uma música animada, desaceleram e se acham os originais, a única coisa realmente boa foi a Ayda e o Robin fazendo a coreografia da música, donos da bancada e choca um total de zero pessoas.

 

 J-Sol  #APROVADO

Thairo: Ele utilizou de muito vibrato, não sei se é algo da própria defesa da voz dele. Entendi a ligação dele com o programa, a música para a audição. Mas na voz eu não gostei, achei quebele ficou bem desafinado e isso não apenas pela emoção, mas acredito que seja falta de técnica vocal. Que lindo foi a cena após em que todos falaram de suas perdas, e você perder alguém que você gostas bastante é difícil. Imagino quão pior pode ser quando é alguém como o pai ou a mãe, fica aqui também todo meu amor por você leitor que já passou por uma situação parecida e saiba que eles estão torcendo por você não importa onde estejam e sempre algo melhor virá.

Valber: Essa é sem dúvidas a audição mais emocionante que já assisti. A história de vida dele, junto com a música e toda a dor e emoção que ele colocou ficou a coisa mais linda. Os jurados, o púbico e inclusive eu me emocionei com ele. É um participante que sem dúvidas tem muito mais a mostrar aqui e que já tem minha torcida, a única coisa que não quero é apelação de drama card toda semana.

Ives: Um perfeito exemplo de a história conta mais que o talento, o J-Soul não é ruim, é extremamente limitado, mas tem a história de ter perdido a mãe e a música falar sobre saudade, o que acabou fazendo até os jurados chorarem e o Simon falar sobre sua mãe, o pimp foi mais ligado aos jurados que o próprio act.

*

*

*

Considerações Finais

Podemos ver ao comparar a primeira semana em que eu cobri completa uma evolução, os candidatos já são mais concisos, tem uma maior intimidade com o palco e prometem crescer durante a temporada o que gera uma boa expectativa em nós.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Thairo Bulcão

Sou o Thairo Bulcão, tenho 19 anos, faço faculdade na Universidade Federal da Bahia seguindo o rumo das artes como ator, amo escrever e estou aqui no Panelas falando sobre séries, realittys, filmes e fazendo por diversão.

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries