Posts Populares

Titans – S02E08 – Jericho

Chega de mentiras?

Bom, sempre que eu penso que “Titans” está finalmente tomando forma ou se perdendo completamente, o episódio seguinte me mostra o contrário. Ao meu ver, a sequência de episódios 6 e 7 foi muito boa e me deixou com a sensação de que finalmente essa reta final estava bem encaminhada. Bem, eu me enganei, pois a temporada segue extremamente instável.

Eu entendo a necessidade de flashbacks, mas não compreendo as decisões de montagem da equipe técnica dessa série, de verdade. É totalmente anti-climax você “parar” a história presente e corrente diversas vezes NO MEIO da temporada para explicar contextos passados. Terminamos o episódio passado, mais uma vez, num dilema de vida ou morte de Jason Todd (que sinceramente está carregando a temporada inteira nas costas), no entanto, ao invés de seguirmos o curso natural da história, cá estamos nós sendo transportados para mais um episódio fragmentado da história do Jericho/Aqualad.

Sei da necessidade, desde o começo da temporada, de desvendarmos a história de Jericho. Porém, existem diversos recursos mais refinados para fazer esse tipo de coisa, sabe. Uma forma bem simples de fazer isso seria simplesmente começar o episódio e correr com ele exatamente da forma que foi, no entanto, na última cena voltamos para Dick e Jason no topo da torre e acompanhamos alguns segundos do desfecho, nos induzindo a entender que todo o flashback aconteceu do ponto de vista de Dick, enquanto ele explicava ao Jason o que aconteceu.

Algo tão simples, mas que faria toda a diferença para evitar essa dissociação que está acontecendo entre os episódios. Afinal, o principal fator que me incomoda em “Titans” é essa ausência de fluidez entre as histórias/acontecimentos. Para encerrar essa sessão “contras”, eu só gostaria de mencionar o desleixo nas cenas de luta, principalmente as que envolvem a Donna. Se você quer fazer uma boa série de herói, é preciso no mínimo caprichar nas cenas de combate. E muito me choca essa falta de cuidado na 2ª temporada, afinal a cena inicial da 1ª temporada, onde Robin luta com criminosos num beco escuro à noite, foi extremamente bem feita e cativante, com certeza foi o primeiro grande “catch” da série para muita gente. É decepcionante ver que eles simplesmente não conseguiram manter a qualidade durante o processo.

Mas enfim, o episódio não foi de todo ruim não. Afinal, eu estava já bem curiosa para entender o que realmente havia acontecido entre Jericho/Dick/Slade. Anteriormente, nós já havíamos tido alguns momentos do Jericho e dali já podíamos sentir que ele seria um personagem doce e carismático, o que tornaria sua morte ainda mais dolorida para nós espectadores. Além disso, achei bem legal a forma que eles adaptaram os poderes do garoto para a série! Achei que talvez eles nem fossem tocar nesse ponto, mas fico feliz que tenham implementado e de uma maneira bem funcional!

Uma sensação que tenho com Dick e Slade é que de certa forma, a série está tentando criar uma obsessão entre os dois, algo parecido com a relação Robin/Red X. Dick, claramente, é o mais afetado psicologicamente por essa caçada ao Deathstroke, e querendo ou não, desejar tão vigorosamente chegar ao seu objetivo pode te cegar e te tornar o seu próprio alvo. Essa é basicamente a jornada de Dick nessa segunda temporada, ele está tão obcecado em capturar o Slade, que por muitas vezes acaba seguindo por caminhos tortuosos.

Ainda assim, com todos seus pecados, Dick precisa encontrar redenção. E acredito fortemente que vai ser basicamente isso que será retratado no próximo episódio que voltarmos ao presente. Provavelmente, após contar a verdade para Jason, ele vai tentar consertar as coisas com o resto do grupo. Vai funcionar? Provavelmente não, mas deverá ser um momento de reaproximação de Dick Grayson com a personalidade e ações que nós esperamos do eterno Boy Wonder.

Um último ponto a se notar: muito provavelmente Rose não irá engolir essa história e daí aqueles sussurros que rolavam antes da temporada ir ao ar devem se provar verídicos e veremos algo próximo ao arco do “Contrato de Judas”. Eu realmente não sei se seria uma boa ideia adaptar um arco tão importante dos Titãs assim de cara e ainda mais com o tanto de coisas seculares que nós temos. Mas só posso esperar ser provada errada, como fui com toda a história de introdução do Projeto Cadmus/Superboy.

 

gostou da matéria? deixe um comentário!

Luana Medeiros

Sinceramente, não sei mais há quanto tempo estou nesse site? Mas olha, faz um bom tempo! HAHA. Atualmente cuido mais de reviews de realities musicais, mas também faço meus corres nos seriados, porque a vida é isso aí! Tenho 24 anos, sou formada em rádio/tv/internet, e nas horas vagas vocês me encontram por aqui! ;)

Tema por Gabriela Gomes Todos os direitos reservados ao Panela de Séries