“Money,

Dick,

Power.”

Depois de uma temporada incrivelmente tomada por barraco, confusão e putaria, UnREAL trouxe um season premiere que nos deu um gostinho de que essa não será tão diferente. Foram inesperados desfechos, grandes reviravoltas e me parece que as coisas tendem a ser mais quentes ainda. Seguindo uma linha de entendimento, alguns personagens vêm tendendo a evoluir dentro da trama. E vale salientar o potencial presente na série de fazer personagens recorrentes brilharem tanto quanto os principais. Faith é o principal exemplo disto, amada pela multidão. Se quiserem relembrar a temporada passada, basta apenas conferirem um recap da mesma clicando aqui.

Mesmo tendo Quinn como alguém tendenciosamente preconceituosa, a ideia para 14ª Temporada de Everlasting é o enfoque na causa a favor da igualdade, em meio a uma sociedade essencialmente racista para com os negros. Tendo isso em mente, sabemos o quão profundo pode ir a trama em relação a esse assunto, trazendo garotas brancas totalmente mimadas e negras ativistas em apoio à causa. Infelizmente não tivemos muito sobre isso neste episódio, mas certamente teremos muito para ver nos próximos. A única certeza que tive é o quão enorme é o ego do novo pretendente. Me perdoem, a cor dele é linda, mas ele em si não é lá essas coisas viu? E ainda banca o difícil. Bem típico de Adam, que inclusive já deu sinal de vida, para a alegria dos shippers (eu). Não sei se vocês notaram, mas o que “afundou” a imagem de Darius não me pareceu grande coisa. “Bitch, please” é uma gíria, as pessoas teriam se incomodado com isso, por ele ser negro? Ou seria apenas a inveja pelo sucesso que conseguiu independente de cor, conquistando espaço geralmente ocupado apenas por brancos? Amei a forma como a série abraçou tudo isso, quanto mais produções televisivas lutando contra o preconceito, melhor.

ur_201_030716_bs_0179_FULL

As mudanças significativas pertenceram a Madison, Chet e Jeremy. A primeira voltou com uma baita de atitude, principalmente agora que ocupa o lugar que antes era de Rachel, trancinha me passou a imagem de ter potencial pra bancar uma boa substituta, afinal de contas ela foi bastante safadinha temporada passada, não foi? Espero só que possa melhorar o nível dos caras que vá pro coito. Mas tenho que elogiar a atriz por fazer um convincente trabalho, não me recordo de ter visto uma pessoa que interpreta uma tapada tão bem quanto ela. Já, os ridículos voltaram ainda mais idiotas. Enquanto que o câmera-boy  faz de tudo para confrontar Rachel, o babacão ladrão de ideias faz o mesmo em relação a Quinn. Se me permitem dizer, Chet é muito otário, acha que detém as grandes ideias, mas nunca é capaz de executá-las sozinho. Sem contar as enormes caras de cu que ele faz, me enoja. A dúvida que paira em minha mente é: Será que Chet transferiu gordura pra Jeremy? Pois, não consigo encontrar outra explicação para essa mudança de peso em ambos.

ur_201_031116_bs_0154_FULL

Espero que Rachel não doe-se tão facilmente para qualquer cara, sei que não vai, mas também torço. A bixa agora que é showrunner está com uma baita de atitude, questionável pra Jay e  Dr. Wagerstein. O que me deixa emputecido é Jeremy continuar a se meter na vida dela, tem algo melhor pra fazer não, filho? Quer ser demitido? Apesar da minha amada ter aparecido bastante no episódio, como de costume, indo a lugares e conquistando coisas das quais só ela é capaz de conseguir, ainda sinto-a perdida e confusa em meio a toda a bagunça que aconteceu no fim da temporada passada, principalmente depois de Quinn e Jeremy terem aprontado com ela. Mas até então, a sua produção parecia dar tão certo que já comecei a estranhar. Aí me vem Chet pra fazer merda. Gente, não tô podendo com este capeta. A verdade é que, agora que ele e Quinn entraram em guerra, a querida Rachel pode perder ou não um pouco de espaço para todo esse drama sem fim entre a dama e o vagabundo

ur_201_03142016_sb_0405_FULL

Observações finais:

– Quando vi Chet naquela tribo, desejei que ele ficasse ali pra todo o sempre.

– Que história é essa de Hot Rachel? Tô gostando nada disso hein? Só podia ser ideia de Jeremy.

– Não consigo entender o porquê de Jay não estar de acordo com a temporada ser focada em um negro.

– Quinn e Rachel foram muito fofas com essa tatuagem, conquistando inquestionavelmente a capa da review.

– O ápice do episódio foi quando Chet e Quinn estavam debatendo: “May the best man win.” “She usually does.” Ela é muito fofa quando tá puta com as coisas.

– Por favor, ponham logo Adam pra aparecer, quero ver como Rachel vai reagir. Meu coração shipper não aguenta só de pensar.

Só lhes peço uma coisa, assistam esse fuderoso promo, pois me parece que o babado vai ficar muito sério:

No mais, estou querendo saber o que vocês acharam do retorno de UnREAL. Sintam-se à vontade para compartilharem suas opiniões sobre a review ou dar dicas sobre o site. Preparem-se para os lacres e até a próxima!


Venha ser um Paneleiro! Clique AQUI pra saber participar da nossa seleção. Vocês terão até o dia 12/06. Aguardamos vocês!

 

Antonio Netto
Antonio Netto

Estudante de Engenharia Química. Pernambucano engraçado, dono de uma gargalhada única e de um sotaque marcante. Apaixonado por comida, séries, química e cálculos. Até gosta de estudar mas, sempre que pode, está pelo mundo curtindo e falando da vida alheia.
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: