05 de abril de 2016
Vem Aí: Superstar, Season 3

Não tem Veveta, mas tem Sandy, Daniela e Paulo Ricardo <3.
A terceira temporada dessa franquia que tem sido um sucesso no Brasil começa no próximo dia 10. Com uma grata substituição, Thiaguinho deixa a bancada e dá o lugar para Daniela Mercury! Isso mesmo Brasil, teremos duas mulheres na bancada SIM!

untitled-1a720x620

Além da estreia de Daniela Mercury, temos a saída de André Marques do show, sendo assim Fernanda Lima comandará sozinha o programa, que já teve Fernanda Paes Leme também como apresentadora. No formato do show algumas mudanças, a partir da terceira edição integrantes com 11 anos ou mais poderão se inscrever, então vamos ter pequenas bandas nessa edição, várias crianças fofas e tenho medo que isso possa se tornar um obstáculo para o show, porque o grande sucesso do Superstar tem sido dar visibilidade a bandas que fazem na maioria das vezes um sucesso regional apenas. Outra mudança é que agora os jurados não são mais padrinhos, são apenas jurados, não terá mais aquilo do jurado se prender em dar sua porcentagem para alguém de sua equipe, acredito que essa mudança vem para bem.

Agora vamos falar um pouquinho do sucesso desse reality em revelar (ou dar visibilidade) para diversas bandas independente do estilo musical. Voltando a primeira temporada temos que destacar algumas bandas, principalmente as que estavam na fase final: Malta, Jamz, Suricato, Luan e o Forró Estilizado, Bicho de Pé e Move Over, acredito que todas essas bandas ganharam muito com a oportunidade de mostrar seu trabalho em nível nacional.

A banda Malta estourou logo após vencer o show, o fato de sempre apostarem em composições autorais fez com que a banda terminasse a competição com diversas músicas na língua do público em geral. Quem não lembra do sucesso “Diz Pra Mim”.

A Banda Malta aposta em um pop rock romântico e vem lotando shows em todo o Brasil.

Outras bandas que ganharam muito com a participação no show foram Suricato e Jamz, conseguiram colocar músicas autorais em trilhas de novela e indicações para o Grammy Latino, no qual a banda Suricato venceu na categoria Albúm Brasileiro de Rock! Entre as outras bandas a repercussão foi menor, mas de qualquer forma o programa contribuiu muito para o sucesso das mesmas regionalmente e para o público em geral conhecer ela.

Indo para a segunda temporada do programa, a dupla Lucas e Orelha acabou sendo a grande campeã e vem conseguindo fazer diversos pequenos shows e lançando seu trabalho por todo o Brasil, mas o grande destaque fica por conta de outras três bandas: Scalene, Versalle e Supercombo.

Apesar da eliminação precoce a banda Supercombo conseguiu colher os frutos de sua música, conhecida por muitos pelo sucesso Piloto Automático que estourou nas rádios e nos aplicativos de stream de música como o Spotify, eles vem conseguindo brilhar, tocaram na edição de 2016 do Festival Lollapalooza.

Quem também tocou no Lollapalooza 2016 foi a Banda Versalle, os meninos de Porto Velho tem conseguindo expandir seu público, o terceiro lugar no show foi importante para eles mostraram mais de seu trabalho autoral, são uma das boas revelações do show. E agora vou falar da minha banda favorita que eu já conhecia um pouco antes do Superstar e que vem ganhando mais visibilidade a nível nacional: Scalene.

E os meninos de Brasília vem despontando como a nova cara do Rock Brasileiro! Durante o programa a Scalene fez algo bem parecido que a Malta fez apostou em composições autorais de qualidade e conquistou grande parte do público o que a levou a um segundo lugar. Semelhante as bandas da primeira edição, Scalene vem bombando na rádio e na TV, teve música em trilha sonora, participa de diversos programas da Rede Globo, segue fazendo turnê, e recentemente gravou seu DVD em um show na arena lounge do estádio Nacional em Brasília.

Enfim, quis lembrar um pouco sobre as bandas que ganharam visibilidade com o programa e falar um pouquinho sobre as novas regras! Fiquem ligados que teremos cobertura dessa temporada com reviews dos paneleiros!

Lindomar Albuquerque
Lindomar Albuquerque

Canceriano com ascendente em Sagitário, ou seja UMA ÓTIMA PESSOA! Atualmente um louco que faz Doutorado e que já se formou em Química. Viciado em The Voice, séries e Indie Rock. Gosta de gastar o tempo que não tem para escrever sobre The Voice, The Flash, Bates Motel, Orphan Black, The Vampire Diaries e Westworld.
Deixe-nos um comentário!
  • Gabriel Esteves Silva

    Lindomar, que ótimo que você vai cobrir o SuperStar.

    Acredito que essa seja a última temporada do programa por falta de bandas, isso de abrir pra bandas com menores de 11 anos mostra isso. DETESTEI esse novo horário, se com um público menor, bandas ruins como Move Over e Lucas e Orelha chegaram tão longe, imagina com as tias do sofá que adoram fofura e história de vida, tô com medo de verdade.

    Quanto as bandas anteriores, os maiores destaques pra mim são Suricato, Jamz, Scalene, Versalle, Supercombo e Kita. Suricato aliás, pra mim é a banda que mais tem repercussão. O Grammy, o Rock in Rio e a música na novela mostra isso. Os shows de Supercombo e Versalle no Lollapalooza foram muito bons. Scalene segue maravilhosamente bem, a gravação do DVD mostrou isso.

    Quanto ao programa, a única coisa ruim é o horário mesmo. Amei o retorno de Sandy e Paulo Ricardo. Aliás, fiquei muito feliz com o retorno de Sandy que foi A JURADA da temporada passada. PR foi muito bem e graças a Deus Thiaguinho foi embora e a substituta: MEU DEUS, QUE LINDO. Amo Daniela Mercury e AMEI isso de duas mulheres na bancada.

    No mais, vamos esperar a estreia daqui a pouco e se Deus quiser muitas bandas boas, MUITAS.

    • JOAO

      Exato,pelo que vi ontem já não tenho mais dúvidas que esse programa acaba nessa temporada.A Fernanda Lima disse que com novo horário o programa teria o dobro de audiência, ontem pelo menos essa idéia falhou, pois a audiência foi 9 pts a mesma da temporada passada quando perdia pro SS diversas vezes.

  • Tullyo

    Gosto desse programa, assisto desde a primeira temporada apesar de tantas dúvidas e críticas que apontavam contra ele no domingo à noite depois do Fantástico (o novo horário vai ser bom, já chega de apanha na audiência para o Silvio Santos). Espero ver boas coisas de Daniela Mercury como jurada porque é um reality show que oxigena o universo das bandas nacionais que andam em falta, mas na questão de evidência e reconhecimento merecido, além de fazer uma coisa positiva que não se vê no The Voice, que é incentivar as bandas a apresentarem músicas autorais que mostrem o estilo musical que querem seguir. A temporada passada teve boas bandas de destaque que era bom ouvir e o número de episódios ajudava a conhecê-las mais e mais. O único ponto negativo e que é comum em qualquer reality show, é a votação do público, que muitas vezes preza mais pela popularidade e os fãs clubes que a qualidade técnica e musical das apresentações (Para mim, a dupla Lucas e Orelha apesar de apresentar talento musical, não merecia ter ganhado a competição, pois só conseguiram o feito pela força de seus fãs clubes enquanto víamos boas bandas sendo eliminadas precocemente ou não recebendo o merecido reconhecimento durante o show).

    • João

      Concordo em tudo. Meu medo para este ano em relação ao programa é que sendo em um horario mais popular a quantidade de bandas com musicas sobre nada que chegarao mais à frente do programa aumente de forma explosiva, pois o publico, como vc disse infelizmente não sabe votar e acabam votando pq achou o cara bonito, nao analisando a letra da musica.

  • Joao

    Meu maior medo é justamente o de colocarem bandas infantis na atração, não diminuindo o valor que as bandas mírins terão mas acredito que elas podem diminuir o número de bandas realmente boas no programa pois muitos votarão nas crianças apenas por serem crianças e isso diminuirá l número de vagas para as outras banda talvez até melhores. “Os jurados não são mais padrinhos são apenas jurados”. Isso significa que eles não darão mais 7% para as bandas? Se sim creio que isso é o maior erro do programa, deixar para que o público tenha praticamente 100% da escolha fará com que só tenhamos bandas de sertanejo e pagode no programama, espero estar enganado.

    • Lindomar Albuquerque

      Acho q eles continuaram dando 7% mas sem aquela obrigação de dar para a banda do seu time

%d blogueiros gostam disto: