Ei galera! Vamos a mais um episódio de The X Factor Brasil?
O programa de hoje foi muito interessante, com cantores realmente promissores e claro, aqueles que garantem nossas risadas durante o programa. Quanto aos jurados, estiveram bem mais uma vez. Paulo sendo um fofo, Alinne dando conta do recado, Rick tomando a liderança da bancada e Di, apesar de algumas incoerências, fala algumas boas verdades.

Então, você que não viu o episódio, aproveita pra ver o que perdeu e acompanhar minhas análises aqui. Você que já viu, venha rever, discordar, me xingar ou me amar!! Sem mais delongas, vamos às performances.

Gilberto Gaspar – “O Relógio da Tia Arminda” by Gilberto Gaspar

É muito bom quando uma pessoa sobe nesse palco pra realizar um sonho e a gente percebe que ali há verdade. Assim foi com Gilberto, que chegou já dando um respostão no Rick e cantou uma música autoral de raiz, que hoje reluta pra sobreviver no cenário da música brasileira. Quanto à performance, foi simples e cativante, com uma voz que reflete essa simplicidade. Gilberto é simples e divertido, foi sem peso nenhum para a performance, chorou e foi um fofo, essa é a verdade. Não deve ir longe na competição, mas por toda a atmosfera que o X Factor tem, mereceu passar com 4 “sim”. Saiu do palco aplaudido de pé! #Aprovado

High Hill – “No” by Meghan Trainor

Cantando um hit da Meghan que eu adoro, as meninas começaram muito bem e tudo parecia que iria dar certo. Porém, a performance foi passando e os erros foram aparecendo. Houve erro de afinação, de harmonia e de entrada no refrão. Elas são super simpáticas, dançam bem e têm carisma, então elas precisam trabalhar melhor as harmonias, trabalhar suas vozes também individualmente e dividir melhor as partes da música, explorando melhor a individualidade de cada uma, evitando que a performance vire bagunça. Detalhe para a japonesa, que achei a melhor vocalista e senti falta de ouvi-la mais. Receberam 4 “sim” e foram para o centro de treinamento. #Aprovadas

Thiago Iô – “Camarote” by Wesley Safadão

Já chegou ouvindo o gritinho do povo, que ficou todo assanhado pro lado do cara hehe. Cantando, Thiago não correspondeu às expectativas. A música requer bastante fôlego e Thiago não teve. Fraco vocalmente e exagerado performaticamente, foi uma decepção. O destaque aqui ficou para o comentário do Di, que arrasou e falou as verdades e pra Fê que teve a mesma atitude que eu aqui em casa, “vai safadão!!”. Não podia ser diferente, 4 “não” pro Thiago. #Eliminado

Julian – “Me & Mrs Jones” by Billy Paul

Essa música requer uma voz com presença, um grave que nos faz ficar de queixo caído e um crescimento durante a performance. A voz de fulano não trouxe tudo que eu esperava pra essa música. Mas no geral ele foi bem, afinado, bem performando e ficou na sua zona de conforto. Foi uma audição de nível médio, daquelas que poderia tanto receber “sim” quanto “não”. Eu daria sim pelo potencial, mas só Di pensou como eu. Com 3 “não” Julian dá adeus à competição. #Eliminado

Camille Rio Lima – “Love On The Brain” by Rihanna

Olha que piauense mais linda!! Camille errou muito na escolha da música, mas mesmo assim começou muito bem e conseguiu segurar a onda e arrasar nos vocais. Ela estava lá alcançando as notas, fazendo carão, sentindo a música e performando muito bem. Apenas a primeira performance já seria o suficiente para Camille passar, mas pediram a ela pra cantar outra música e aproximar mais o microfone da boca e isso fez todo o diferencial. Naqueles poucos segundos cantando em português deu pra perceber que Camille é muito forte e dona de uma voz rara na competição. Tem minha torcida!! Ganhou 4 “sim” mais do que merecidos. #Aprovada

Jhonny e Rahony – “Brigas” by Chrystian e Ralf

No Brasil há muitas duplas sertanejas, porque a demanda é muito grande, então o mercado já está superlotado de duplas medianas. Jhonny e Rahony se mostrou uma boa dupla, mas sem nenhum diferencial. A música escolhida foi super arrastada na performance e as vozes são boas, porém nada marcante. Vimos aqui aquele tipo de performance que quando acaba o episódio já nem lembramos mais. Eu daria “não” porque no X Factor é imprescindível que você se mostre diferente para o público e para o mercado ou então que apresente potencial para tal. Entretanto, com 3 “sim” a dupla passou para o centro de treinamento. #Aprovados

Gnomo Brasil – “Chocolate Louco” by Gnomo Brasil

Eu não entendi muito bem o que aconteceu aqui. Eu ri tanto gente, mas taaaanto!! É um viajante, que vende sua arte e parece ser super feliz. Deu até chapéus de gnomo para o jurados, para eles entrarem no clima. Vou nem mentir que a música me contagiou e morri de vontade dele passar. Eu daria “sim” porque ele nos divertiu e seria um barato ver ele na próxima fase. Mas os jurados não parecem gostar dos jokes tanto quanto eu. Não teve nem votação, mas vamos considerar que ele teve meu “sim” e 4 “não” dos jurados. #Eliminado

Thor Jr – “Ela Partiu” by Tim Maia

Voz forte que apresentou alguns recursos, porém muitos erros. Pecou no exagero de querer mostrar tudo e acabou desafinando e tendo altos e baixos durante toda a performance, não conseguindo ser consistente. Rick foi perfeito na sua colocação de que a performance de Thor não está a altura da voz que tem. Eu votaria “não”, mas não foi o que três jurados fizeram. Alinne, Paulo e Di acreditaram no potencial de Thor e deram “sim” a ele. #Aprovado

Lia Gondim – “Luz do Sol” by Caetano Veloso

A amiga do Thor foi muito feliz na escolha musical, que valorizou o que a candidata tem de melhor. Lia soube perfeitamente a hora de subir na música, a hora de ser delicada e ao contrário do Di, ela conseguiu me arrepiar. Cantou muito bem e mereceu muito passar. Aqui eu preciso destacar a incoerência do Di nessa votação. Ele votou “não” com o argumento de que queria algo diferente e de que ela não o arrepiou. Uma coisa é o candidato não conseguir passar a mensagem da música por conta de erros vocais e falta de conectividade com o que está apresentando, outra coisa é o jurado não conseguir se conectar por motivos que nem ele soube explicar bem. Graças aos outros jurados, Lia passou bonito com 3 “sim”. #Aprovada

Rizzi Rich – “Smack That” by Akon ft. Eminem

Já chegou dando close errado com aquele velho papinho de superioridade de música americana. Voz extremamente enjoativa e sem recurso. A parte cantada foi bem sofrível e apesar da melhora no rap, ele não conseguiu segurar a onda, perdeu o fôlego e faltou muita, mas muita voz para poder passar para o centro de treinamento. Com 4 “não” Rizzi deixa a competição. #Eliminados

Katy e Rafael – “Medo Bobo” by Maiara e Maraisa

A voz da Katy esteve bem, é boa e se encaixou na música. Porém, a segunda voz do Rafael comprometeu a performance. Em uma dupla deve haver harmonia entre as vozes, e se um errar, compromete toda a apresentação. Além disso a Katy exagerou muito ao querer interagir com a plateia e com os jurados. Não deu certo o que eles planejaram. É inegável o carinho que os irmãos tem um com o outro e o amor que têm pela música, mas não conseguiram se garantir na competição. Com 3 “não” os irmãos dão adeus à competição. #Eliminados 

Triô – “Set Fire To The Rain” by Adele

Eu não sou adepto a discursos de que não se pode cantar Adele em reality, mas é inegável que por ela ter uma voz incrível, qualquer performance que seja abaixo dos seus vocais já nos deixa decepcionado e faz a performance ser mais do mesmo. Com uma música erradíssima, o trio não mostrou boa harmonia e apresentou vocais fracos para a música. Houveram erros vocais e não convenceram. Entretanto, acho que as coisas podem encaixar se elas trabalharem bem. Só pra constar, achei a Laís uma cantora bem interessante e o nome do grupo muito bem escolhido. Enxergaram potencial nas garotas e elas acabaram recebendo 4 “sim” e passando pela audição. #Aprovadas

Lucas Hawkin – “Stay” by Rihanna

Cheio de confiança, Lucas conseguiu segurar a música mais do que eu imaginei. Achei que tem uma voz com muita qualidade e com muita personalidade. O começo foi muito animador e eu ficava torcendo para ele conseguir se manter seguro. Infelizmente houve alguns erros vocais, mas esses erros são frutos do nervosismo, do momento e da pressão que há. Qualidade Lucas mostrou que tem muita. Achei que a performance foi longa e isso deu abertura para que houvesse alguns erros, principalmente de afinação, mas ele percebeu os erros e tenho certeza que ele vai arrasar nas próximas fases. Com 3 “sim” e com um quase infarto meu aqui, Lucas consegue passar para minha felicidade. #Aprovado 

O Clã – “Vou Desafiar Você” by Mc Sapão/ “Os Mlk É Liso” by MC Rodolfinho/ “Não Me Deixe Sozinho” by Nego do Borel

Na hora que falaram que iam cantar funk eu fiquei animado, porque é um estilo musical tão presente no Brasil e tão ausente nas competições musicais, não é?! Quando entra um grupo assim que vai cantar e dançar, meu maior medo é dar tudo errado e virar bagunça, mas não é que com eles deu tudo certo? Houve, com certeza, falhas vocais que acho que podem ser trabalhadas, atá porque cantar e dançar não é fácil, mas na hora que Danilo começou a cantar já me animei no sofá e fiquei esperando os outros cantarem. Gostei muito quando Willian entrou e acho inclusive que ele pode ser mais explorado pelo grupo. Dançaram, cantaram, empolgaram e merecidamente passaram. Espero que continuem nessa pegada e que trabalhem bastante as vozes, algumas harmonias e venham nos surpreender nas próximas fases. Grupo promissor. #Aprovados 

Considerações Finais

O programa teve de tudo!! Eu sou daqueles que adora um candidato que vai só pra divertir o público, acho que cria toda uma atmosfera bacana. Em nenhum episódio tivemos um candidato que nos divertiu tanto como Gnomo nos divertiu nesse. Foi demais!! Além disso, ainda tivemos o momento fofura com o vovô Gilberto.

Hoje o grande destaque foi Camille, que é sem dúvidas, uma das meninas favoritas. Falando nas meninas, já perceberam que o nível das garotas está superior nessa temporada? Hoje tivemos, além de Camille, a Lia, que é uma ótima cantora.

Eu continuo com a mesma opinião sobre os grupos no X Factor Brasil. Aqui no Brasil temos poucos exemplos de grupos formados que fizeram sucesso e por isso é pouco comum vermos formações de grupo pop. Isso reflete no programa, com grupos que precisam ser bastante trabalhados. Hoje tivemos o exemplo de Triô e High Hill, que mostraram potencial, mas precisam trabalhar muito em cima do que sabem fazer . Eu acredito muito na qualidade desses grupos. Por outro lado, tivemos O Clã que fez o que se propôs a fazer.

A edição está de parabéns, pois está criando toda uma atmosfera de competição e está contando a história de cada candidato com calma. Quanto à edição de áudio, ficou claro que houve uma melhora, mas ainda há o que melhorar. Com mais um bom episódio, The X Factor Brasil se consolida como um bom programa que nos dá vontade de acompanhar. Tá bacana!

E você, tá gostando? O que achou do nível dos candidatos, da bancada de jurados, das análises da review…? Deixe seu comentário. Fiquem ligados que semana que vem tem mais, vamos perder não porque tá bom. Abaixo você confere como foi a apresentação final do episódio e o que a próxima semana nos reserva. Fique conosco e até a próxima!!

Lucas Prata
Lucas Prata

Capixaba, basqueteiro, Coldplayer e apaixonado por séries e filmes. Gosta tanto de escrever que tem um bloco de notas no celular só pra isso. As vezes é meio doido, mas quem não é, né?!
Deixe-nos um comentário!
%d blogueiros gostam disto: