Final, finalíssima, finaleira!

Chegamos ao grande dia, finalmente! É dia de definir quem é o campeão da primeira temporada do X Factor Brasil, e os candidatos prometem apresentações marcantes, a fim de garantir seu nome na história do reality.

Depois de mais de 3 meses de programa, muitos acertos, muitos erros, muitos candidatos bons e outros nem tanto. Mas a análise da temporada eu farei no fim dessa review. Por hora, vamos fazer uma análise dessa final.

Tá certo que não é a final dos sonhos, considerando alguns candidatos que tivemos, mas não é de todo mal. Cristopher é candidato que menos gosto nessa final. Representando os Adultos, o timbre dele e os exageros não me agradam muito, fazendo cada apresentação ser um sofrimento. Depois de Cristopher vem Ravena. A girlband criada durante o programa tem uma evolução de respeito, mas ainda longe de ser digna da vitória do programa. Por fim, temos Jenni, a minha preferida dessa final. Jenni tem tudo o que a gente quer ver num artista: uma voz incrível, uma dinâmica de palco invejável e um carisma enorme. Assim, fica bem claro quem eu quero que ganhe, né?

Nessa noite de final, teria que tuítar as hashtags #GanhaFulano (com o nome do seu favorito) pra declarar o campeão. Além disso, tivemos as apresentações de Tiago Iorc, Ludmilla e Jota Quest, pra abrilhantar ainda mais a noite.

Bom, quero deixar avisado que posto os vídeos da final aqui assim que saírem no Youtube, e gostaria de agradecer aos comentaristas convidados que participaram dos nossos Shows Ao Vivo aqui no site. Hoje, Phelipe e Lindomar vão comentar tudo, e adivinha: eles são #GanhaJenni! AMO!

Bora começar essa review especial!

TOP 10 – “Viva La Vida” by Coldplay

untitled-3

Gerson: Pra começar, o Top 10 veio pra cantar essa música icônica do Coldplay. Assim, muitas vozes não encaixaram, começando por Rafael e Miguel. As harmonias estavam bagunçadas, o instrumental tava altíssimo, mas ainda tivemos Diego e Naomi se destacando. Claramente os injustiçados dessa temporada.

Lindo: Rafael tem uma boa voz e extremamente sem graça, começou bem gritadeira para aparecer claramente. Depois veio Miguel, provando que é sem graça. E aí veio minha diva máster Diego sambando com aquele look brilhoso, seguido da Queen Heloá, com aquele vestido preto divino! Em seguida vieram os who, né gente. Ninguém nem lembra o nome da dupla HAHAHA Seguido de Conrado, com uma bela voz, mas apenas uma bela voz kkk. Gostei da performance de leve, o som da banda tava alto, e foi meio bagunçado, vamos confessar. Ao menos quando os três finalistas entraram as harmonias estavam decentes.

P.S. BAND COMPRA MICROFONES PARA A SEASON 2, PQ RAIOS AS RAVENA TINHAM SÓ 2 MICROFONES?

Phelipe: A Apresentação foi horrível, obviamente, pois só de ter o Conrado, sabíamos que seria um desastre. Não teve harmonia alguma e por ser uma apresentação na final, a música não teve nada a ver, mas o mais triste foi que a Band continuou com a economia de microfones.

selo_txbr_015_bonadio_quedesastre

Antes de começar com os finalistas, tivemos Ludmilla cantando “Sou Eu” e “Bom”, seus sucessos da vez. Morri com Ludmilla que nem sabia quem era os finalistas. Quando Fê Paes Leme falou que Cristopher tava na final, ela nem sabia quem era. E morri com ela falando Denni ao invés de Jenni, e “Xis Factor” HAHAHAHAHAHHA

untitled-2

selo_txbr_014_ludmila_foibom

[MULHERES] Jenni Mosello – “You Know I’m No Good” by Amy Winehouse

untitled-1

Gerson: A rainha da temporada veio bem na sua zona de conforto dessa vez. Quando cantou “Valerie” no Centro de Treinamento já tinha sido ótima. Dessa vez, com essa música, Jenni conseguiu imprimir mais da sua personalidade e manteve sua performance bem teatral, grande característica de sua trajetória. Gostei demais, apesar de esperar um pouco mais de atitude. Nota: 9,0.

Lindo: OMG, estava esperando tanto por esse momento! O lado maluco e estranho de Jenni combina tanto com Amy Winehouse, e essa música em especial combina tanto com tudo! Jenni segurou a marimba nas notas, no alcance, na entonação, interagiu com os boys magias que estavam na cena, mandou bem. Ela poderia ter subido um pouco mais para quebrar o ritmo, mas cantar Amy é algo difícil, essa música então cheia de armadilhas e ela fez isso muito bem. Nota: 8,5.

Phelipe: RAINHAAA, essa mulher é maravilhosa, original demais, sabe pegar tudo para ela e transforma em algo bem pessoal, adorei a interação dela com os dançarinos (bem magyas por sinal) e sua intepretação sempre é um caso à parte. Na parte vocal, achei genial, muito boa, mesmo faltando uma explosão na música.  Nota: 8,5.

selo_txbr_036_fernanda_arrasou selo_txbr_046_jenni_pisou selo_txbr_017_bonadio_adorei

Depois da apresentação, a produção preparou uma surpresa muito fofa com a família da Jenni! Mandaram recadinhos, mostraram vídeos antigos, e ninguém no palco segurou a emoção.

[ADULTOS] Cristopher Clark – “Quando o Sol Bater na Janela do Teu Quarto” by Legião Urbana

untitled-5

Gerson: Olha, não sou fã de Cristopher, e todos que acompanharam as reviews aqui sabem bem. Acho que ele exagera demais, não interpreta as músicas, canta por cantar. Isso me irrita demais! Nessa apresentação achei que tava indo ok até quase o fim, quando ele começou a soltar uns gritos desnecessários. Assim não dá pra defender! Nota: 7,0.

Lindo: A criatura já tinha destruído “Bang Bang”, da Jessie J, Adele e por fim semana passada foi a vez do meu hino da vida “Dog Days Are Over”, da Rainha Florence. Hoje, ao menos ele não inventou de fazer uma versão gritada/berrada de algum hino das diva pop, veio com uma boa songchoice, com vocais controlados, não exagerou, teve momentos que faltou voz, ele quase não conseguia terminar a frase, mas fez um trabalho decente. Nota: 5,5

Phelipe: Essa performance dele foi melhor que muitas que ele fez no programa, mas não quer dizer que foi boa. Essa gritaria dele me dá tanta preguiça, mesmo tendo gritado menos e alguém devia falar com ele que rock não é sinônimo de gritaria, pelo amor de Deus. Ele nem devia estar na final, porque foi arrastado. Nota: 7,0.

selo_txbr_010_diferrero_deusmeleva selo_xfbr_053_christopher_arrastado selo_txbr_051_conrado_cotado

Da mesma forma que houve com Jenni, a produção preparou uma homenagem especialíssima pra Cristopher, que saiu emocionado do palco, assim como seu pai.

[GRUPOS] Ravena – “Sim Ou Não” by Anitta

untitled-6

Gerson: Assim, eu acho que elas evoluíram muito e gostei da escolha musical. O problema, pra mim, foram as harmonias e o backing no refrão, que estava mais alto que os microfones. No geral, eu gostei, achei que elas estavam seguras, descontraídas… Foi divertido até. Nota: 8,0.

Lindo: Olha não vou mentir, eu adorei as harmonias no início, achei as quatro bem à vontade, mas com o tempo os bons momentos vocais ficaram pra trás quando elas tinham apoio das backing vocals. Quando restava a elas cantar solo sempre ocorriam pequenos erros, mas acredito que elas evoluíram muito da formação do grupo até aqui. Acho que ainda existem muito degraus para elas subirem até fazerem uma boa performance e se tornarem uma grande girlband. Elas evoluíram no palco, na presença e interação com os bailarinos e foram medianas nos vocais. Nota: 7,0.

Phelipe: Achei bacana a apresentação delas, sensual e até queria ser uma delas para relar em um boy daqueles. Diferente do que elas já tinham feito no programa, os vocais tiveram alguns problemas na harmonia, mas no mais foi bem interessante. Nota: 8,0.

selo_txbr_013_fernanda_deuprogasto selo_txbr_035_aline_vejabem selo_txbr_014_ludmila_foibom

Ravena também ganhou um vídeo lindinho da produção! Foi o mais emocionante, pra mim, com as mães das meninas arrasando. Não deu outra: pessoal vazando pelos olhos no palco haha

Depois quem apareceu foi Tiago Iorc, o muso da música brasileira do momento. Ele cantou no palco do programa o seu sucesso “Amei Te Ver”, do clipe com a Bruna Marquezine. E nesse momento o programa atingiu 1 MILHÃO de Tweets! Um verdadeiro sambão nas redes sociais! AMO!

untitled-7

selo_txbr_033_tiago_poderiatersidomelhor

Em seguida, Jota Quest subiu no palco cantando “Blecaute”, o sucesso atual da banda, seguido por “Um Dia Para Não Esquecer”, da parceria com o rapper Projota.

untitled-8

selo_allreality_035_foimeiopombo

Fê Paes Leme então anunciou que as votações foram congeladas e que anunciariam o 3º Lugar da temporada! Aqui já deu aquele friozinho na barriga né… Estava torcendo muito pra Cristopher ficar em terceiro, mas nunca se sabe! E então Fernandinha revelou: os dois finalistas do X Factor Brasil são:

CRISTOPHER CLARK

JENNI MOSELLO

AI GENTE DO CÉU! Tomamos uma rasteira com Cristopher entre os dois mais votados, mas ao menos Jenni estava lá pra nos representar também! Com isso, RAVENA conquistou o terceiro lugar do programa. Justo, até porque elas não foram regulares durante a temporada.

untitled-9

[MULHERES] Jenni Mosello – “Oração” by A Banda Mais Bonita da Cidade

untitled-11

Gerson: Ai gente! Tô todo arrepiado! Que escolha musical maravilhosa! É a cara da Jenni! Apesar de ter começado bem errado, fora do tom, ela se recuperou e entregou uma apresentação lindíssima, com direito à unicórnio e tudo! Eu notei umas semitonadas, pra me fazer de imparcial HAHAHAHA #GANHAJENNI! Nota: 9,5.

Lindo: Que coisa mais linda foi essa? Aquele unicórnio lindo ao fundo, combinando com esse clima fofo criado por esse lindo cenário… Eu to apaixonado por essa performance. Nunca vi uma performance tão cuidadosamente pensada, cheia de tanto carinho, fofisse, Jenni estava imersa e arrasou do início ao fim. Nota: 10,0.

Phelipe: Que apresentação emocionante da Jenni, foi a mais emocional dela no programa. Achei tudo lindo, o cenário, o unicórnio participando ❤ e principalmente os vocais tomados por verdade. Chorei real com tudo isso. Nota: 10,0.

selo_txbr_018_aline_quesomeesseeumlacre selo_txbr_009_ludmila_foipombo SELO_AllReality_023_PisouDeSalto15

[ADULTOS] Cristopher Clark – “Stone Cold” by Demi Lovato

untitled-10

Gerson: Jesus! Por onde começar? Escolha musical terrível, interpretação seca demais, vocais exageradíssimos… Tudo errado! Não gostei da performance de Cristopher e achei que em alguns momentos ele inclusive soou desafinado. O pior é ver o público e Rick aplaudindo, como se ele tivesse arrasado. EWWWWW! Nota: 4,0.

Lindo: Só porque falei que ele não tinha estragado um hino das diva pop hoje no início que ele escolhe uma das melhores músicas de Demi Lovato para dar um show de desafinação, falta de voz e gritos. SOCORROOOOOO JESUS! Não tem nem o que comentar, ele estragou e acabou com a música não sei como alguém acho isso bom.. STOP GRITADEIROOOO. Nota: 0,1.

Phelipe: Meu Deus, que lixo foi esse? Como esse homem chegou na final? Perguntas que jamais serão respondidas… Não teve emoção, não teve nada bacana, foi tudo muito horrível. Que gritos insuportáveis foram esses na apresentação? Nota: 0,5.

selo_txbr_042_diferrero_pensandonamerdaquesefez selo_allreality_045_gloria_talokabixa selo_txbr_012_aline_calaaboca

RESULTADO FINAL

E chegou a grande hora! Fê mandou avisar que as votações estavam encerradas, quando os tweets já batiam a casa do 1.500.000! Eu to chocado com o sucesso do programa na internet! MESMO!

Com o presidente da Sony no palco, Fernandinha Paes Leme estava com os resultados na mão e já era mais do que hora de anunciar:

O VENCEDOR DA PRIMEIRA TEMPORADA DE X FACTOR BRASIL É…

CRISTOPHER CLARK!

Gerson: NÃÃÃÃÃÃÃÃO!!!! NÃO PODE SER! Eu tô indignado aqui! Não acredito que isso aconteceu! A vitória de Cristopher entra pra lista de injustiças dos realities musicais mundo afora: X Factor US, com Tate ganhando de Carly; The Voice US, com Craig ganhando de Matt; X Factor UK, com Bem ganhando de Fleur. Infelizmente, a temporada, que não foi grande coisa em qualidade, teve um vencedor péssimo, que nem ao menos sabe cantar direito. Não dá pra defender!

Minha cara quando vi que ele tinha ganhado…

untitled-12

Lindo: OLHA AQUI BRASIL, OLHAAAAA O QUE VC FEZ.. DEU O TÍTULO DE X FACTOR PARA ALGUÉM QUE SÓ GRITA E MAL TEM VOZ, EU TO DECEPCIONADOOOOO! ME SENTI REVENDO JULIET SIMMS VS JERMAINE NO THE VOICE USA. Enfim, a última performance de Cristopher não poderia ter sido mais esquecível, ele tava quase sem voz, tudo tinha ido embora e foi péssimo como todas as outras performances dele no programa.

Phelipe: Uma palavra: Lixo! Brincadeira HAHA Foi uma tremenda decepção, mas veio a calhar com o que foi a temporada: um flop completo, com audiência baixa. Representou muito bem o que foi o programa, porque sabemos que quem fará realmente sucesso é a Jenni.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Queria aproveitar pra avaliar a temporada no todo. Acho que o principal erro foi o número alto de episódios de Audições. O programa tinha uma expectativa enorme, e o primeiro programa foi uma decepção né… Tava tudo errado! Aí ainda tivemos 4 semanas de Audições. Cansou, encheu o saco! Aí veio o Centro de Treinamento e o Desafio das Cadeiras, que foram fases excelentes, apesar das escolhas duvidosas dos mentores. Até aí tudo bem. Quando chegou nos Shows ao Vivo a parada ficou séria mesmo: além dos erros dos mentores, o público seguia arrastando candidatos horríveis, o que culminou na vitória do Cristopher, que foi arrastadíssimo.

Em relação aos mentores, acho que Alinne foi a que fez o melhor trabalho. Ela tinha a melhor categoria, claro, mas soube trabalhar suas meninas muito bem. Gostei também dos comentários do Rick, apesar de ele criticar o candidato dos outros e não olhar pros seus. Por fim, Miklos foi um zero à esquerda, sem personalidade, e Di foi extremamente arrogante. Não deu de engolir. A grande surpresa pra mim ficou com Fê Paes Leme, que fez um trabalho belíssimo no comando do programa. Sempre carismática, ela arrasou!

Bom gente, não tem muito o que dizer dessa final. A gente esperava a Jenni lá comemorando com os unicórnios, mas acabamos tombados. Resta-nos lamentar e lamentar, apenas. Espero que vocês tenham gostado das nossas reviews e da nossa cobertura, e que sigam acompanhando os outros realities e séries aqui do site. Na segunda temporada estaremos de volta, podem ter certeza!

Um abração!

Gerson Elesbão
Gerson Elesbão

Nem tão complicado demais, mas nem tão simples assim: quebra-galho, colunista e seriador. Dificilmente atualiza o Banco de Séries, mas adora gongar as séries amadas pelo público. @gersonelesbao
Deixe-nos um comentário!
  • Ricardo F.

    Olha, fui vendo o programa por alto, então não sei se melhorou muito desde as audições, mas é triste saber que aconteceu outro caso Juliet Simms (a runner-up mais injustiçada da história dos realities musicais, vale lembrar). Do pouco que vi da Jenni, achei ela muito boa, mesmo sendo prejudicada pelo áudio cagado do programa. Enfim, torço pra que realmente melhorem a produção na próxima temporada, é uma franquia com bastante potencial! Só isso, abs 🙂

  • Guigo Rocha

    Chegamos ao final do Xfactor Brasil. E essa final deixou um gosto muito amargo pra nós, que gostamos da franquia, e não apenas acompanhamos o programa.
    Amargo por ver a desorganização e descaso com o qual o programa começou, o que causou todo o pré-conceito que o acompanhou
    durante toda sua paresentação, motivado pelo desastre das audições.
    Foi frustrante estar lá, ver MUITA gente boa e talentosa ser reprovado após 10 segundos de canto enquanto alguma figuras caricatas passaram porque tem uma embalagem aparentemente cool. Foi assim que chegamos em Conrados, V Killers e tantos outros candidatos com rendimento pífio.
    Foi irônico verificar que houve candidatos que não tiveram tempo de mostrar uma real evolução, visto que o programa, na sua fome de economizar tempo, durou metade do que as edições estrangeiras, gastando mais tempo com quem nem passou, na fase de audições, do que com quem realmente estava lá pra ser reconhecido.
    Foi injusto perceber que candidatos foram arrastados unica e exclusivamente pelo orgulho do seu mentor, que olhava o colega
    do lado com visão ferina e ácida, enquanto seus candidatos estavam assassinando canções à esmo (sim, é com vocês Rick e Di). Mais injusto ainda foi ver que candidatos foram arrastados por uma audiência que não vai se dispor a consumir as canções dos cadidatos que ela mesma arrastou pra final – e fez ganhar.
    Ravena foi bem. Mas foi tarde demais. Garanto que, se Girl on Fire tivesse sido cantada na segunda semana, elas teriam ficado no mínimo em segundo. O problema é que elas compraram o público tarde demais. Torço para que elas queiram realmente permanecer juntas e trabalhem pra isso. Mercado há. Assim como torço para que alguém invista nelas.
    Jenni foi Jenni. Foi bem vocalmente, foi bem artisticamente e ganhou o público. Não ganhou porque não grita, não se desespera no palco pra parecer artista. É a campeã moral da edição.
    O que falar de GRITOspher? Ele é o Ben Heanow brasileiro: ganhou porque o público ficou com pena do artista de 42 anos que ainda não teve uma chance na carreira e grita horrores. Brasileiro, que tem síndrome de Mudança de Hábito, acha que gritar é cantar bem. Não é.
    Pra segunda temporada eles precisam, URGENTEMENTE:
    – Trocar a produção artistica do show. Tanto os técnicos vocais quanto os coreógrafos + bailarinos fizeram um trabalho porco e nada instrutivo. Eles não alimentaram os candidatos com dicas fanzedo-os evoluir. Minha impressão é que a postura foi: veja o que consegue fazer de melhor com isso que te oferecemos. Alguma apresentações foram ONTRANGEDORAS;
    – Mudar a bancada, principalmente Paulo Miklos. O cara que era minha expectativa, virou total frustração. Equivocado com comentários e escolhas de repertório, nem do dia de sua apresentação conseguiu atingir expectativa alguma.
    – Investir mais em estrutura, pois aquele teatro chega a ser claustrofóbico;
    – Gastar mais tempo nos live shows e menos nas audições. Isso dá um ambiente melhor para evolução dos candidatos. Lembrando que lá fora o progrmaa dura em média 7 meses entre audições reais e final do programa. Aqui foram 4 meses.
    – Ter mais pulso na edição e roteiro. O programa, principalmente na quarta, fica calcado no talento de Fernanda Paes Leme em improvisar, pois não tem conteúdo.

    Pontos positivos:
    – Fê Paes Leme, que segurou o rojão, chamou a resposabilidade para si e teve um jogo de cintura FENOMENAL, até nos momentos críticos (“Tadinha, ela ficou triste gente” LEME, Fê Paes)
    – Aline, a melhor menotora, a melhor jurada e a única que parece realmente ter criado um vínculo afetivo com cada candidato.

    Me despeço aqui, com meus textões, porque não sou obrigado a escrever pouco.
    Eu amo essa franquia. só quero que o Brasil consiga oferecer pra ela o que há de melhor. Capacidade nós temos.

%d blogueiros gostam disto: